14 de outubro de 2019

Como instalar o jogo Foobillard-plus no Linux via Snap

Se você gosta jogar e quer fazer isso no PC, conheça e veja como instalar o no Linux via Snap.

O FooBillardplus é um avançado jogo de bilhar 3D OpenGL baseado nas fontes originais do foobillard 3.0a da Florian Berger.

Como instalar o jogo Foobillard-plus no Linux via SnapComo instalar o jogo Foobillard-plus no Linux via Snap

Nesse game você pode jogar com um ou dois jogadores ou contra o computador.

O jogo apresenta:

  • Mesa com painéis de madeira com tampas de ouro e diamantes de ouro;
  • Reflexões sobre bolas;
  • Zoom in e out, rotação, ângulos diferentes e vista aérea;
  • Diferentes modos de jogo: 8 ou 9 bolas, Snooker ou Karambol;
  • Torneios Competir contra outros jogadores;
  • Sugestão animada com ajuste de força e excêntrico;
  • Salte tiros e corte;
  • Jogabilidade realista e sons de bilhar;

E muito mais…

Como instalar o jogo Foobillard-plus no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo Foobillard-plus no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Foobillard-plus via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install foobillard-plus

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh foobillard-plus

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite foobillard ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o jogo Foobillard-plus no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o jogo Foobillard-plus via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove foobillard-plus

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Velocidade da internet: instale Linspeed e teste sua conexão

Já mostrei aqui uma opção (de linha de comando) para medir a velocidade da internet, mas é sempre bom ter mais de uma alternativa. Por conta disso, veja como instalar Linspeed e teste sua de Internet.

Linspeed é uma aplicação pequena e leve que permite medir a largura de da Internet no Ubuntu. Ele usa a API SpeedOf.Me para encontrar a velocidade exata em segundos.

Velocidade da internet: instale Linspeed e teste sua conexão

O programa também permite que você copie e compartilhe os dados da sua conexão de Internet para seus amigos e provedores de serviços de Internet.

Velocidade da internet: instalando o Linspeed no Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o Linspeed no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome linspeed.deb:

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/linspeed/32Bit/linspeed_1.0_i386.deb -O linspeed.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome linspeed.deb:

wget http://ufpr.dl.sourceforge.net/project/linspeed/64Bit/linspeed_1.0_amd64.deb -O linspeed.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i linspeed.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite linspeed no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB).

Com o programa aberto, basta clicar no botão “Begin Test” e aguardar, para ele medir e exibir a velocidade da sua conexão de Internet.

Desinstalando o Linspeed no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Linspeed no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove linspeed --auto-remove

Veja também

Se você prefere verificar a velocidade da internet usando um terminal, veja esse outro tutorial:
Como verificar a velocidade da internet via Terminal no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a IDE PhpStorm no Linux manualmente

Se você está procurando uma ferramenta para trabalhar com PHP, conheça e veja como instalar a IDE PhpStorm no Linux manualmente.

PhpStorm é uma IDE comercial para PHP construído sobre a plataforma JetBrains’ IntelliJ IDEA. PhpStorm fornece um editor para PHP, HTML e JavaScript com análise de código on-the-fly, prevenção de erros e automatizados refatorações para código PHP e JavaScript.

Como instalar a IDE PhpStorm no Linux manualmenteComo instalar a IDE PhpStorm no Linux manualmente

PhpStorm é uma IDE perfeita para trabalhar com Symfony, , WordPress, , Laravel, Magento, Joomla!, , Yii e outros frameworks.

Como instalar a IDE PhpStorm no Linux manualmente

Como instalar a IDE PhpStorm no Linux

Para instalar a IDE PhpStorm no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/phpstorm*
sudo rm -Rf /usr/bin/phpstorm
sudo rm -Rf /usr/share/applications/phpstorm.desktop

Passo 3. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome phpstorm.tar.gz:

wget https://download.jetbrains.com/webide/PhpStorm-2019.2.tar.gz -O phpstorm.tar.gz

Passo 4. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo tar vzxf phpstorm.tar.gz -C /opt/

Passo 5. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/PhpStorm*/ /opt/phpstorm

Passo 6. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/phpstorm/bin/phpstorm.sh /usr/bin/phpstorm

Passo 7. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=phpstorm\n Exec=/opt/phpstorm/bin/phpstorm.sh\n Icon=/opt/phpstorm/bin/phpstorm.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/phpstorm.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite phpstorm em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/phpstorm.desktop
cp /usr/share/applications/phpstorm.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/phpstorm.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Lembre-se que para ter o PHP, Mysql e tudo mais, você tem de usar esse tutorial:
Instale LAMP no Linux e tenha um servidor web no PC

Como remover a IDE PhpStorm no Linux

Para remover a IDE PhpStorm no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/phpstorm*
sudo rm -Rf /usr/bin/phpstorm
sudo rm -Rf /usr/share/applications/phpstorm.desktop

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar a incrível IDE PhpStorm no Linux via Snap

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Ubuntu para Nintendo switch – Conheça o L4T Ubuntu

Se você possui um Nintendo e quer usar o Linux nele, conheça mais um pouco sobre o L4T Ubuntu (um Ubuntu para Nintendo ) e descubra onde baixar a distro.

Sem dúvida nenhuma, uma das grandes características do Linux em geral é a grande capacidade que ele tem de funcionar em vários dispositivos.

Ubuntu para Nintendo switch - Conheça o L4T UbuntuUbuntu para Nintendo switch – Conheça o L4T Ubuntu

Sim, o Linux não funciona apenas em computadores e servidores como muitos pensam, porque mesmo o Linux está em “dispositivos inteligentes”, em sistemas de carro, em projetos da NASA e muito mais.

Uma prova disso é que é possível instalar o Ubuntu em um Nintendo switch. Recentemente, a equipe switchroot publicou L4T Ubuntu, que é um projeto baseado no pacote Linux para Tegra (L4T) NVIDIA e Ubuntu.

Conheça o L4T Ubuntu

O pacote NVIDIA L4T inclui um kernel Linux adaptado para o Nintendo switch, um bootloader, Drivers, utilitários flash, modelos de sistema de e muito mais para sua plataforma Jetson.

A equipe switchroot oferece uma espécie de repetição do último, mas especialmente adaptado para o console Nintendo.

L4T Ubuntu inclui, para o switch, controladores para a gestão do , a dock e a unidade de processamento Vulkan.

A equipe de desenvolvimento também discute a necessidade desse suporte como a razão pela qual essa está alinhada com uma ramificação da linha principal do kernel 4.9.

De suas características L4T Ubuntu destacam-se os seguintes itens:

  • Suporte para a dock USB;
  • Bluetooth (ambos os controladores e áudio);
  • drivers para GPU NVIDIA – Vulkan e OpenGL;
  • Áudio – fones de ouvido HDMI, alto-falantes e muito mais quando encaixados;
  • Joycons e controladores profissionais são totalmente suportados quando não conectados ao console;
  • Suporte a Touch Screen;
  • Monitor;
  • Wi-fi;
  • Dimensionamento da frequência da CPU: a CPU escala de 200 MHz a 1,7 GHz (para o qual o comutador é armazenado) dependendo da carga. Os ventiladores ajustam para levar isto em consideração;
  • Full sdcard speed;
  • Aceleração de vídeo de hardware ao usar o aplicativo de vídeo incorporado (significa que você pode assistir a vídeos sem que a bateria esteja esgotada massivamente);

Ubuntu para Nintendo switch? Como isso foi possível?

Desde o ano passado, o grupo Fail0verflow anunciou através de sua conta no Twitter que tinha conseguido executar uma distribuição Linux no Nintendo switch, e a manipulação foi possível graças a uma falha na memória de boot do console.

A vulnerabilidade permitiu que terceiros acessem o modo de recuperação para carregar o código necessário.

No entanto, sua operação exigiu uma modificação física do dispositivo e um curto-circuito entre alguns dos pinos de sua porta USB.

O processo é semelhante para o Ubuntu L4T?

Para aqueles que estão interessados ​​em instalar o Ubuntu L4T em seu dispositivo, a boa notícia é que vocês não terão que estripar seu console.

A instalação do Ubuntu L4T, gira em torno de uma única condição que deve ser cumprida: usar pelo menos um cartão SD de 16 GB.

De acordo com a explicação da equipe de desenvolvimento, a mídia é usada para fazer backup da imagem do sistema operacional em que o processo de instalação é baseado.

Deve ser um procedimento semelhante ao conhecido em um PC com, em particular, na fase da escolha das partições, que desta vez, estão disponíveis no cartão SD.

Baixe e experimente o L4T Ubuntu

Para aqueles que que possuem o Nintendo switch e querem instalar o L4T Ubuntu no aparelho, a imagem ISO do L4T Ubuntu já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Nesse local você encontrar as instruções, requisitos e a imagem de instalação, e ainda poderão postar suas perguntas diretamente com a equipe Desenvolvimento.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw no Linux via Snap

Se você quer ouvir os livros que já possui, conheça e veja como instalar o de ebook para ebook2cw no Linux via Snap.

O book2cw é um programa de linha de comando (interface de usuário gráfica opcional disponível) que converte um arquivo de texto simples (ASCII, ISO 8859-1 ou UTF-8) (por exemplo, um ebook) para código morse em arquivos de áudio MP3 ou .

Como instalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw no Linux via SnapComo instalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw no Linux via Snap

Esse aplicativo funciona em diversas plataformas, incluindo Windows, Linux, FreeBSD e Mac OS X.

Como instalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install ebook2cw

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install ebook2cw --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install ebook2cw --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install ebook2cw --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh ebook2cw

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite ebook2cw ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o conversor de ebook para áudio ebook2cw via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove ebook2cw

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Conheça nnn – um gerenciador de arquivos de terminal para Linux

Se você trabalha por horas no Teminal e quer ser mais produtivo, conheça nnn, um gerenciador de arquivos de terminal para Linux completo.  

Produtividade é algo que você não pode comprar. Então é uma boa ideia ter ferramentas que ajudem você a economizar tempo.

Conheça nnn - um gerenciador de arquivos de terminal para LinuxConheça nnn – um gerenciador de arquivos de terminal para Linux  

Como todos sabemos, o terminal é uma das ferramentas mais poderosas que o Linux possui. De fato, há tantas coisas que podemos fazer com elas que elas são simplesmente quase inumeráveis.

Existem aplicativos específicos para o terminal que fazem maravilhas, como por exemplo, o nnn, um gerenciador de arquivos para o terminal Linux que fará com que você seja muito mais produtivo e ágil.

Como dito antes, existem muitas ferramentas para aproveitar ao máximo o terminal. Nnn é um deles porque é um gerenciador de arquivos que roda no terminal sem precisar de qualquer interface gráfica.

O aplicativo é bastante rápido e leve, graças ao fato de ser feito em linguagem C. Ou seja, graças a nnn poderemos “escrever menos e fazer mais”.

Além disso, o programa é open source, o que garante que o código fonte seja auditável em busca de bugs, e claro, pode ser mantido continuamente.

Por outro lado, o aplicativo tem uma configuração padrão muito útil, ou seja, uma vez instalado, está pronto para começar a funcionar.

Enfim, o Nnn é um gerenciador de arquivos para o terminal Linux que ajuda a ser mais produtivo no terminal.

Isso pode ser especialmente verdadeiro para administradores de sistemas e servidores que passam muito tempo no terminal. Tem muitos recursos úteis, só precisa dar uma olhada.

Conheça nnn – Confira os recursos dele

Embora seja uma aplicação feita para o terminal, esse gerenciador de arquivos é muito completo. Com o nnn teremos dois modos de exibição disponíveis, um detalhado e um mais claro.

Além disso, o aplicativo nos permite ter um analisador de disco muito útil. par completar, ele tem tudo que podemos esperar em um gerenciador de arquivos “clássico”, como os marcadores, filtros de buscas e extração de arquivos compactados.

Por outro lado, o nnn é fácil de navegar graças às setas do teclado, mas também pelos atalhos de teclado que permitem abrir um arquivo, criar novos e excluí-los. Essa é a sua principal força.

Confira os atalhos do programa:
Conheça nnn - um gerenciador de arquivos de terminal para Linux  

Como instalar o gerenciador de arquivos nnn no linux

O gerenciador de arquivos nnn está disponível para instalação por padrão nas principais distribuições.

Então, instalá-lo é bem simples. Abra um terminal e execute o comando de acordo com a distribuição usada.

Para Debian, Ubuntu e Linux Mint:

sudo apt install nnn

Se você estiver usando o Arch Linux ou derivados:

sudo pacman -S nnn

Para o OpenSuse Leap:

sudo zypper in nnn

Finalmente, se você estiver usando o Fedora:

sudo dnf install nnn

Em seguida, execute-o a partir do terminal digitando:

nnn

Pronto! Comece a usar, aproveite todo o potencial desse aplicativo e seja mais produtivo.

Via OSRadar

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de jogos GameHub no Linux via AppImage

Se você quer colocar todos os seus no mesmo lugar para organizá-los, veja como o gerenciador de jogos GameHub no Linux via .

GameHub é um aplicativo que permite visualizar, baixar, instalar, executar e desinstalar jogos de fontes suportadas.

Como instalar o gerenciador de jogos GameHub no Linux via AppImageComo instalar o gerenciador de jogos GameHub no Linux via AppImage

Ele suporta jogos não nativos, bem como jogos nativos para o Linux. E também suporta várias camadas de compatibilidade para jogos não nativos:

  • Wine/Proton
  • DOSBox
  • RetroArch
  • ScummVM

GameHub também permite adicionar emuladores personalizados. Ele suporta o WineWrap – um conjunto de wrappers pré-configurados para jogos suportados.

Além disso, ele suporta múltiplas fontes e serviços de jogos como:

  • Steam
  • GOG
  • Humble Bundle
  • Humble Trove

Para completar, jogos instalados localmente também podem ser adicionados ao GameHub. E em relação a coleções, o GameHub facilita o armazenamento e o gerenciamento de sua coleção de jogos sem DRM.

Ao fazer o download de instaladores, DLCs e conteúdo bônus, o GameHub salvará seus downloads de acordo com as configurações.

Como instalar o gerenciador de jogos GameHub no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o gerenciador de jogos GameHub no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome gamehub.appimage:

wget https://github.com/tkashkin/GameHub/releases/download/0.14.2-2-dev/GameHub-bionic-0.14.2-2-dev-3eda1c3-x86_64.AppImage -O gamehub.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x gamehub.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./gamehub.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gamehub ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Slack no terminal? Instale o slack-term no Linux via Snap

Se você quer usar o Slack no terminal para se comunicar sem sair da linha de comando, conheça e veja como instalar o slack-term no Linux via Snap.

Slak é uma ferramenta popular de colaboração em equipe baseada em nuvem, um novo tipo de mensagem para equipes, colocando toda a sua comunicação em um só lugar.

Slack no terminal? Instale o slack-term no Linux via SnapSlack no terminal? Instale o slack-term no Linux via Snap

Resumindo, Slack é uma plataforma de comunicação para equipes, que fornece salas de persistentes organizadas por tema, grupos privados e mensagens diretas, tudo pesquisável através de uma caixa de busca.

É basicamente uma plataforma tudo-em-um que oferece mensagens, planejamento, calendário, orçamento, revisão de código e muitas outras ferramentas.

Com a promessa de tornar sua vida profissional mais simples, mais produtiva e agradável, o Slack é usado por numerosas organizações e empresas para aumentar a de seus funcionários.

Ele já possui um cliente para Linux, mas para quem não quer sair do terminal, o slack-term pode ser um bom substituto.

Como instalar o slack-term no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o slack-term no via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o slack-term via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

 snap install slack-term

Passo 3. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install slack-term --beta

Passo 4. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install slack-term --edge

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh slack-term

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite slack-term ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Obtenha um token slack em https://api.slack.com/docs/oauth-test-tokens
Crie $HOME/snap/slack-term/current/slack-term.json
Conteúdos detalhados em https://github.com/erroneousboat/slack-term
slack-term –config $HOME/snap/slack-term/current/slack-term.json

Como desinstalar o slack-term no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o slack-term no via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove slack-term

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Hasty Heroes no Linux via Appimage

Se você quer se divertir com saltos na tela do PC, conheça e veja como instalar o jogo no Linux via .

Hasty Heroes é um jogo interminável de salto em 2D, selecione um avatar, escolha um ambiente e comece a jogar. Não caia das plataformas e não bata nas bolas de espinhos.

Como instalar o jogo Hasty Heroes no Linux via AppimageComo instalar o jogo Hasty Heroes no Linux via Appimage

Apenas baixe o jogo (usando o procedimento mais abaixo), inicie o aplicativo e siga as instruções para começar a jogar. Então, tente marcar o máximo de pontos possível!

Como instalar o jogo Hasty Heroes no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o jogo Hasty Heroes no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome hastyheroes.appimage:

wget https://github.com/Aveek-Saha/HastyHeroes/releases/download/v1.0.0/HastyHeroes-1.0.0-x86_64.AppImage -O hastyheroes.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x hastyheroes.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./hastyheroes.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite hastyheroes ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

jogo Hasty Heroes no Linux – Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Sudo foi atualizado para corrigir uma vulnerabilidade

A Canonical liberou um alerta de e o sudo foi atualizado para corrigir uma . Confira os detalhes desse update.

Recentemente, a Canonical publicou um novo alerta de segurança. A vulnerabilidade corrigida desta vez é outra daquelas que poderiam passar despercebidas e que poderíamos ter perdido, mas chama a atenção para estar em algo que todos os usuários do Ubuntu conhecem: o comando sudo.

Sudo foi atualizado para corrigir uma vulnerabilidadeSudo foi atualizado para corrigir uma vulnerabilidade

O relatório publicado é USN-4154-1 e, como esperado, afeta todas as versões suportadas do Ubuntu.

Para especificar um pouco mais, as versões suportadas mencionadas são Ubuntu 19.04, Ubuntu 18.04 e Ubuntu 16.04 em seu ciclo normal e Ubuntu 14.04 e Ubuntu 12.04 em sua versão ESM (Extended Security Maintenance).

Se acessarmos a página da vulnerabilidade corrigida, a publicada pela Canonical, veremos que já existem patches disponíveis para todas as versões mencionadas, mas o Ubuntu 19.10 Eoan Ermine ainda é afetado.

Sudo foi atualizado para corrigir uma vulnerabilidade

O bug corrigido é o CVE-2019-14287, descrito como:

“Quando o sudo está configurado para permitir que um usuário execute comandos como um usuário arbitrário por meio da palavra-chave ALL em uma especificação Runes, é possível executar comandos como root especificando o ID do usuário -1 ou 4294967295.”

A Canonical classificou a decisão como de prioridade média. Ainda assim, “sudo” e “root” nos fazem pensar no Lockdown, um módulo de segurança que aparecerá no Linux 5.4.

Este módulo restringirá ainda mais as licenças, o que é mais seguro, por um lado, mas, por outro, impedirá que os proprietários de uma equipe sejam uma espécie de “Deus” com ele.

Por esse motivo, há um debate sobre isso há muito tempo e o Lockdown será desativado por padrão, embora o principal motivo para isso seja o fato de poder danificar os sistemas operacionais existentes.
 
Enfim, a atualização está agora disponível nas diferentes centrais de software. Tendo em conta o quão fácil e rápido ele é atualizado, em teoria, não é necessário reiniciar, por isso, atualize agora.

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente Microsoft Teams no Linux via Snap

Se você precisa usar o serviço Teams no sistema do pinguim, conheça e veja como instalar o Microsoft Teams no Linux.

Teams for Linux é um cliente não oficial do Microsoft Teams para Linux usando o Electron. Ele usa o Web App e o envolve como um aplicativo independente usando o Electron.

Como instalar o cliente Microsoft Teams no Linux via SnapComo instalar o cliente Microsoft Teams no Linux via Snap

O Snap usa o confinamento para fornecer mais segurança. Isso restringe o acesso a hardware ou dados no dispositivo para evitar problemas de segurança.

Como instalar o cliente Microsoft Teams no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o cliente Microsoft Teams via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cliente Microsoft Teams via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

 snap install teams-for-linux

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install teams-for-linux --edge

Passo 4. Você precisa permitir que o programa tenha acesso à câmera no Teams For Linux, par que ele seja capaz de fazer videochamadas, para isso você pode usar esse comando;

snap connect instagraph:camera :camera

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh teams-for-linux

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite teams ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o cliente Microsoft Teams via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o cliente Microsoft Teams via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove teams-for-linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a IDE MonoDevelop no Linux via Flatpak

Se você quer programar em .Net no Linux de forma rápida e produtiva, conheça e veja como instalar a IDE no Linux via Flatpak.

A IDE MonoDevelop é um ambiente de desenvolvimento integrado desenvolvida em 2003 por membros do projeto , com o objetivo de portar SharpDevelop para e GTK.

Como instalar a IDE MonoDevelop no Linux via FlatpakComo instalar a IDE MonoDevelop no Linux via Flatpak

O MonoDevelop permite aos desenvolvedores escrever rapidamente aplicativos de desktop e web em Linux, Windows e Mac OS X. A IDE é um software livre distribuído sob a licença GNU General Public License.

Ele também facilita aos desenvolvedores fazer o port de aplicativos .NET criados com o Visual Studio para Linux e Mac OS X, mantendo uma única base de código para todas as plataformas.

Atualmente MonoDevelop suporta as de C#, , JavaScript, Objective C, e MSIL, entre outros.

Como instalar a IDE MonoDevelop no Linux via Flatpak

Para completar, MonoDevelop é um projeto independente de SharpDevelop, sendo integrado no ambiente gráfico desktop GNOME da plataforma Unix.

A instalação do MonoDevelop como um pacote FlatPak não exige que o Mono seja instalado. Mas se por algum motivo você precisar desse runtime, use esse tutorial:

Como instalar o Mono no Ubuntu, Debian e derivados

Como instalar a IDE MonoDevelop no Linux via Flatpak

Para instalar a IDE MonoDevelop no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar a IDE MonoDevelop no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user --from https://download.mono-project.com/repo/monodevelop.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.xamarin.MonoDevelop

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.xamarin.MonoDevelop

Ou

flatpak uninstall com.xamarin.MonoDevelop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.xamarin.MonoDevelop em um terminal.

Você também pode iniciar o aplicativo a partir do menu ou do painel de aplicativos do seu sistema procurando por “monodevelop”.

Ou apenas digite monodevelop em um terminal, no Dash/atividade ou qualquer outro lançador de aplicativos.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Tor no Linux: veja como instalar manualmente

Se você precisa de um navegador seguro e com suporte a realmente anônima, veja aqui como instalar o navegador Tor no Linux.

Tor Browser é um pacote que traz um navegador baseado no Firefox ESR (Firefox com suporte estendido), configurado para proteger a privacidade e anonimato dos usuários usando Tor (que vem junto com ele).

Tor no Linux: veja como instalar manualmenteTor no Linux: veja como instalar manualmente

Tor, The Onion Router, é uma rede de túneis virtuais que permite que os usuários se comuniquem de forma segura, bem como anonimamente através da Internet.

O recurso permite que organizações e indivíduos partilhem informação através de redes públicas sem comprometer a sua privacidade.

É possível usar o Tor para evitar que sites nos rastreiem e também nossos familiares, ou para se conectar a sites de notícias, serviços de mensagens instantâneas, ou a sites que são bloqueados pelos provedores de Internet e administradores de rede.

Resumindo: Usar o Tor no Linux é um ótima estratégia para ter mais privacidade, principalmente em tempos de governos monitorando a vida até de presidentes e cidadãos.

Usar Tor no Linux é muito simples, mas ainda que os repositórios das principais distribuições forneçam uma versão do navegador Tor, ela as vezes pode vir desatualizada.

Nesse caso, se você quiser a versão mais (estável e experimental), basta seguir este tutorial para instalar o navegador Tor no Linux, independente de qual seja a sua distribuição favorita.

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Antes de fazer o procedimento, desinstale qualquer versão do navegador Tor que já esteja em seu sistema.

Como instalar a última versão estável do navegador Tor no Linux

Para instalar a última versão estável do Navegador Tor no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/tor-*
sudo rm -Rf /usr/bin/tor-browser
sudo rm -Rf /usr/share/applications/torbrowser.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema for de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página (clique na pasta mais recente que não contém o nome alpha ou beta), baixe a última versão e salve-o com o nome tor-browser.tar.xz:

wget https://www.torproject.org/dist/torbrowser/8.5.5/tor-browser-linux32-8.5.5_en-US.tar.xz -O tor-browser.tar.xz

Passo 5. Se seu sistema for de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página (clique na pasta mais recente que não contém o nome alpha ou beta), baixe a última versão e salve-o com o nome tor-browser.tar.xz:

wget https://www.torproject.org/dist/torbrowser/8.5.5/tor-browser-linux64-8.5.5_en-US.tar.xz -O tor-browser.tar.xz

Passo 6. Execute o comando abaixo para descomprimir o pacote baixado, para a pasta /opt/;

sudo tar -xvJf tor-browser.tar.xz - /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada;

sudo mv /opt/tor-browser*/ /opt/tor-browser

Passo 8. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/tor-browser/Browser/start-tor-browser /usr/bin/torbrowser

Passo 9. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=torbrowser\n Exec=/opt/tor-browser/Browser/start-tor-browser\n Icon=/opt/tor-browser/Browser/icons/updater.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/torbrowser.desktop

Como instalar a última versão experimental do navegador Tor no Linux (Experimental)

A versão experimental do navegador Tor é aquela que ainda está em desenvolvimento e portanto, traz as últimas novidade do programa, assim como seus bugs.

Por causa disso, você deve instalar essa versão por sua própria conta e risco e claro, esteja pronto para alguns incidentes comuns em softwares que estão nesse estágio.

Para instalar a última versão experimental do Navegador Tor no Linux, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/tor-browser*
sudo rm -Rf /usr/bin/tor-browser
sudo rm -Rf /usr/share/applications/torbrowser.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema for de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página (clique na pasta que contém o nome alpha ou beta), baixe a última versão e salve-o com o nome tor-browser.tar.xz:

wget https://dist.torproject.org/torbrowser/9.0a7/tor-browser-linux32-9.0a7_pt-BR.tar.xz -O tor-browser.tar.xz

Passo 5. Se seu sistema for de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página (clique na pasta que contém o nome alpha ou beta), baixe a última versão e salve-o com o nome tor-browser.tar.xz:

wget https://dist.torproject.org/torbrowser/9.0a7/tor-browser-linux64-9.0a7_pt-BR.tar.xz -O tor-browser.tar.xz

Passo 6. Execute o comando abaixo para descomprimir o pacote baixado, para a pasta /opt/;

sudo tar -xvJf tor-browser.tar.xz -C /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada;

sudo mv /opt/tor-browser*/ /opt/tor-browser

Passo 8. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/tor-browser/Browser/start-tor-browser /usr/bin/torbrowser

Passo 9. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=torbrowser\n Exec=/opt/tor-browser/Browser/start-tor-browser\n Icon=/opt/tor-browser/Browser/icons/updater.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/torbrowser.desktop

Como instalar a última versão estável do navegador Tor no Ubuntu e derivados

Se o que você procura é uma forma de instalar ele no Ubuntu, dê uma olhada nesse outro tutorial:
Tor no Ubuntu e derivados – veja como instalar a última versão

Executando e configurando o Tor

Para iniciar o programa, digite tor em um terminal, seguido da tecla TAB.
Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/torbrowser.desktop
cp /usr/share/applications/torbrowser.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/torbrowser.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Ao executar o Tor no Linux pela primeira vez, clique no botão “Conectar” para que ele prepare tudo e inicie o navegador.

Tor no Linux: veja como instalar manualmente

Tor no Linux: veja como instalar manualmente

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o emulador de Atari ARAnyM no Linux via AppImage

Se você gosta de da plataforma , conheça e veja como instalar o de ARAnyM no Linux via .

O ARAnyM é uma máquina virtual multiplataforma (uma camada de software ou um emulador) para executar os sistemas operacionais e aplicativos Atari ST/TT/Falcon em quase todos os hardwares com muitos sistemas operacionais host.

Como instalar o emulador de Atari ARAnyM no Linux via AppImageComo instalar o emulador de Atari ARAnyM no Linux via AppImage

O motivo para escrever o ARAnyM é fornecer aos usuários avançados da Atari máquinas mais rápidas e melhores. O objetivo final é criar uma nova plataforma onde os aplicativos TOS/GEM possam continuar a viver para sempre.

Recursos:

  • CPU 68040 (incluindo MMU040);
  • 68040 e 68881/2 FPU;
  • 14 MB de ST-RAM e até 3824 MB (configurável) de FastRAM;
  • VIDEL, Blitter, MFP, SCC, ACIA, IKBD para a mais alta compatibilidade possível;
  • Som (compatível com Atari Falcon DMA Sound);
  • Atari DD / HD de disquete para conectar imagem de disquete ou unidade de disquete real;
  • dois canais IDE para conectar imagens de disco, discos rígidos ou CD-ROMs;
  • suporte estendido para teclado e mouse (incluindo a roda do mouse);
  • acesso direto ao sistema de arquivos host via drivers BetaDOS e MiNT xfs em rede usando emulação Ethernet com um driver para o MiNT-Net;
  • TOS 4.04, EmuTOS, MagiC ou Linux-m68k como o sistema operacional de inicialização;
  • roda com FreeMiNT, MagiC e qualquer outro sistema operacional que também seja executado no computador Atari real;
  • Acesso nativo a CD-ROM (no Linux, outro SO: apenas CD de áudio), sem emulação scsi/ide/qualquer;
  • Suporte a USB e PCI NatFeat para o desenvolvimento de drivers Atari no ARAnyM.

Importante: ARAnyM não está concluído. Considere que esta seja uma versão beta e um trabalho em andamento, e portanto, a documentação pode estar incompleta e confusa.

Como instalar o emulador de Atari ARAnyM no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o emulador de Atari ARAnyM via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome aranym.appimage:

wget https://github.com/aranym/aranym/releases/download/ARANYM_1_1_0/ARAnyM-1.1.0-x86_64.AppImage -O aranym.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x aranym.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./v.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite aranym ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

emulador de Atari ARAnyM no Linux – Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e derivados

Se você precisa administrar o PostgreSQL sem complicações, conheça e veja como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e derivados.

Os desenvolvedores devem usar todos os tipos de ferramentas para acelerar seu trabalho diário. Isso permite que eles sejam mais produtivos e, assim, criem mais e melhores aplicativos.

Como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e derivadosComo instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e derivados

Por outro lado, muitas dessas ferramentas não são encontradas por padrão nos principais repositórios da distribuição, e isso significa que temos que recorrer a outras formas de instalação.

Assim, o benefício que essas ferramentas trazem compensa o esforço de instalação. Especialmente quando estamos manipulando dados de aplicativos que podem ser todos os tipos de informação.

É por isso que, neste post, mostraremos como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu.

O pgAdmin é a plataforma de administração e de código aberto mais popular e rica em recursos para o PostgreSQL, o banco de dados de código aberto mais avançado do mundo.

Graças a esta aplicação, você pode ter uma interface gráfica para gerenciar tudo relacionado ao PostgreSQL.

A principal vantagem deste programa é a capacidade de visualizar todos os registros que armazenamos.

Por outro lado, podemos criar conexões e personalizá-las para obter ainda mais . Também é possível criar, modificar e excluir bancos de dados.

Portanto, pgAdmin4 torna-se um aplicativo obrigatório se você usar muito PostgreSQL ou se quiser usá-lo para fins educacionais.

Como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o pgAdmin4 no Ubuntu, é recomendado usar o repositório do PostgreSQL. Com isso, também podemos ter uma versão superior desse gerenciador de banco de dados.

Para isso, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo apt-get install wget ca-certificates
wget --quiet -O - https://www.postgresql.org/media/keys/ACCC4CF8.asc | sudo apt-key add -
sudo sh -c 'echo "deb http://apt.postgresql.org/pub/repos/apt/ `lsb_release -cs`-pgdg main" >> /etc/apt/sources.list.d/pgdg.list'

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Em seguida, instale o pgAdmin4;

sudo apt install pgadmin4 pgadmin4-apache2

Passo 5. Depois disso, será solicitado o e-mail do usuário inicial do pgAdmin4 e a senha do .
Como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e derivados
Como instalar o pgAdmin4 no Ubuntu e derivados

Configurando o pgAdmin4

Agora, abra seu navegador e vá para o pgAdmin com o seguinte endereço http://ip-do-servidor/pgadmin4
Acessando o pgAdmin
Em seguida, adicione um novo servidor.
Acessando o pgAdmin
Como você perceberá, o pgAdmin4 é uma ferramenta vital para manipular o PostgreSQL visualmente e muito facilmente. Seus potenciais são vastos e é recomendável que você visite o site do projeto, para saber mais sobre ele.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o editor X3D/VRML White Dune no Linux via Snap

Se você quer criar/alterar objetos 3D e animá-los, conheça e veja como instalar o editor / no via Snap.

White Dune é uma ferramenta simples de modelagem e animação X3D/VRML NURBS/Superformula 3D Editor X3D/VRML, modelador NURBS/Superformula 3D simples e ferramenta de animação.

Como instalar o editor X3D/VRML White Dune no Linux via SnapComo instalar o editor X3D/VRML White Dune no Linux via Snap

Com White Dune, você pode criar/alterar objetos 3D e animá-los (de maneira fácil, se você escolher a GUI -4kids).

O resultado pode ser mostrado em qualquer navegador habilitado para webgl ou pode ser convertido para o formato RIB para criação de filme ou pode ser cumprido com um programa OpenGL/JOGL comum.

Atualmente, o menu foi traduzido para inglês, alemão, francês e italiano, e o menu do White Dune 4kids foi traduzido para português.

Como instalar o editor X3D/VRML White Dune no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o editor X3D/VRML White Dune via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o editor X3D/VRML White Dune via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install wdune

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install wdune --candidate

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh wdune

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite wdune ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o editor X3D/VRML White Dune no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o editor X3D/VRML White Dune via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove wdune

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

OpenSSH 8.1 lançado para resolver uma vulnerabilidade

E foi lançado o para resolver uma vulnerabilidade e outras melhorias. Confira as novidades e veja com instalar no Linux.

Após seis meses de desenvolvimento, foi apresentado o do OpenSSH 8.1, que é um conjunto de que permitem comunicações criptografadas em uma rede, usando o protocolo SSH, como servidor de código aberto e implementação de cliente para trabalhar no SSH 2.0 e SFTP.

OpenSSH 8.1 lançado para resolver uma vulnerabilidade OpenSSH 8.1 lançado para resolver uma vulnerabilidade

Esta nova versão do OpenSSH 8.1 vem com algumas melhorias, mas um dos destaques é a solução de vulnerabilidade que afeta ssh, sshd, ssh-add e ssh-keygen. O problema está presente no código de análise de chave privada com o tipo XMSS e permite que o invasor inicie um estouro.

A vulnerabilidade é marcada como explorável, mas não aplicável, pois o suporte a chaves XMSS refere-se a recursos experimentais desabilitados por padrão (na versão portátil, o autoconf nem sequer fornece uma opção para ativar o XMSS).

Novidades do OpenSSH 8.1

Nesta nova versão do OpenSSH 8.1, um código foi adicionado ao ssh, sshd e ssh-agent que impede a recuperação da chave privada localizada na RAM como resultado de ataques a canais de terceiros como Spectre, Meltdown, RowHammer e RAMBleed.

As chaves privadas agora são criptografadas quando carregadas na memória e descriptografadas apenas no momento do uso, o restante do tempo restante é criptografado.

Com essa abordagem, para recuperar com êxito a chave privada, o invasor deve primeiro restaurar a chave intermediária de 16 KB gerada aleatoriamente para criptografar a chave primária, o que é improvável com a taxa de erro de recuperação típica dos ataques modernos.

Outra mudança importante que se destaca é o ssh-keygen, que foi adicionado como suporte experimental para um esquema simplificado de criação e verificação de assinaturas digitais.

As assinaturas digitais podem ser criadas usando chaves SSH comuns armazenadas no disco ou no ssh-agent e verificadas usando uma lista de chaves válidas semelhantes às chaves autorizadas.

As informações do espaço para nome são incorporadas na assinatura digital para evitar confusão quando aplicadas em vários campos (por exemplo, para email e arquivos).

O Ssh-keygen é ativado por padrão para usar o algoritmo rsa-sha2-512 ao verificar certificados com uma assinatura digital baseada na chave RSA (ao trabalhar no modo CA).

Esses certificados são incompatíveis com as versões anteriores ao OpenSSH 7.2 (para garantir a compatibilidade, cancele o tipo de algoritmo, por exemplo, chamando “ssh-keygen -t ssh-rsa -s…”).

No ssh, a expressão ProxyCommand suporta a expansão de expansão “% n” (o nome do host especificado na barra de endereço).

Nas listas de algoritmos de criptografia para ssh e sshd, o símbolo “^” agora pode ser usado para inserir os algoritmos padrão. Ssh-keygen fornece a saída de um comentário anexado a uma chave quando uma chave pública é recuperada de uma privada.

O Ssh-keygen adiciona a capacidade de usar o sinalizador -v ao executar operações de pesquisa de chave (por exemplo, ssh-keygen -vF host), cuja indicação leva à exibição de uma assinatura de host limpa.

Finalmente, outra novidade notável é a adição da capacidade de usar o PKCS8 como um formato alternativo para armazenar chaves privadas em disco. Por padrão, o formato PEM continua a ser usado e o PKCS8 pode ser útil para compatibilidade com aplicativos de terceiros.

Para saber mais sobre essa versão do OpenSSH, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o OpenSSH 8.1

Para aqueles que estão interessados ​​em poder instalar esta nova versão do OpenSSH em seus sistemas, no momento eles podem fazer isso baixando o código-fonte e fazendo a compilação em seus computadores.

Isso ocorre porque a nova versão ainda não foi incluída nos repositórios das principais distribuições Linux.

Portanto, para instalar a versão mais recente do OpenSSH nas principais distribuições Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal com privilégios de administrador (root) ou abra um terminal como usuário comum e use o ‘sudo‘ antes dos comandos a seguir;
Passo 2. Baixe o código fonte do programa com esse comando;

wget https://cloudflare.cdn.openbsd.org/pub/OpenBSD/OpenSSH/portable/openssh-8.1p1.tar.gz

Passo 3. Quando terminar o download, descompacte o arquivo baixado, usando esse comando;

tar -xvf openssh-8.1p1.tar.gz

Passo 4. Acesse a pasta criada durante a descompactação;

cd openssh-8.1p1.tar.gz

Passo 5. Use o comando abaixo para prepara o código fonte para ser compilado;

./configure --prefix=/opt --sysconfdir=/etc/ssh

Passo 6. Em seguida, use esse comando para compilar o código fonte;

make

Passo 7. Por fim, use o comando abaixo para instalar o programa no seu sistema.

make install

Pronto! O OpenSSH está instalado. Se depois você precisar desinstalar, em um terminal (com privilégios de administrador ou seguido de ‘sudo‘), acesse novamente a pasta criada ao descompactar e use o comando abaixo;

make uninstall

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como fazer buscas no DuckDuckGo via terminal com o ddgr

Se você quer usar o sem usar o navegador, veja instalar o ddgr para fazer buscas no via terminal.

Quando mostrei como pesquisar no Google via linha de comando, muitos apontaram que uma uma boa opção seria usar o DuckDuckGo, o incrível motor de busca focado na privacidade.

Como fazer buscas no DuckDuckGo via terminalComo fazer buscas no DuckDuckGo via terminal

, agora existe uma ferramenta para pesquisar DuckDuckGo a partir da linha de comando. É chama-se ddgr (pronuncia-se como dodger) e é muito legal.

Como o Googler, o ddgr é totalmente open-source e totalmente não oficial. Sim, o aplicativo não está afiliado ao DuckDuckGo de nenhuma maneira.

Então, se começar a retornar resultados de desagradáveis ​​por termos inocentes, certifique-se de procurar o desenvolvedor, e não o motor de !

Ao contrário da interface web, você pode especificar o número de resultados de pesquisa que deseja ver por página. É mais conveniente que navegar por 30 resultados de pesquisa ímpares por página.

A interface é cuidadosamente projetada para usar o espaço mínimo sem sacrificar a legibilidade.

ddgr possui vários recursos, incluindo:

  • Permite escolher o número de resultados da pesquisa para buscar;
  • Possui suporte para Bash autocompletar;
  • Permite usar DuckDuckGo Bangs;
  • Permite abrir URLs em um navegador;
  • Opção “Estou com muita sorte”;
  • Permite filtrar por tempo, região, tipo de arquivo, etc.;
  • Dependências minimas.

Como instalar o ddgr no Ubuntu e fazer buscas no DuckDuckGo via terminal

Para instalar o ddgr no Ubuntu para fazer buscas no DuckDuckGo via terminal, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:twodopeshaggy/jarun

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install ddgr

Como instalar o ddgr manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como usar o ddgr para fazer buscas no DuckDuckGo via terminal

Depois de instalar, para usar o ddgr tudo o que você precisa fazer é abrir o terminal e executar o comando abaixo, seguido de um termo de pesquisa:

ddgr

Para limitar o número de resultados retornados, execute o comando nesse formato:

ddgr --num 5 termo-de-pesquisa

Para abrir instantaneamente o primeiro resultado correspondente para um termo de pesquisa no seu navegador, execute:

ddgr -j search-term

Além disso, você pode passar argumentos e flags para restringir sua pesquisa. Para ver uma lista abrangente, execute o comando abaixo:

ddgr -h

Desinstalando o ddgr no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o ddgr no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:twodopeshaggy/jarun -r -y
sudo apt-get remove ddgr --auto-remove

Veja também

Fazendo pesquisas no Google via terminal com Googler

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Se você precisa instalar programas em diferentes sistemas, veja instalar o a no Linux Ubuntu, Debian, Fedora, openSUSE e seus derivados.

O Flatpak é a tecnologia de próxima geração para a construção e instalação de aplicativos de desktop, que promete revolucionar a forma de instalar programas no Linux.

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSEComo instalar o suporte a Flatpak no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

Concorrente direto do formato Snap, Flatpak é um tipo de de gerenciamento de aplicativos multissistema, pois funciona no Ubuntu, Debian, Fedora, openSUSE, Red Hat, Mint, Endless, Arch, Gentoo, Solus, Alpine, Mageia, Pop!_OS, elementary OS e nos derivados destes.

Essa tecnologia inclui um ambiente de sandbox (caixa de areia), chamada Bubblewrap. Com isso, é possível executar aplicações isoladas do resto do sistema, o que resulta em mais segurança.

Para ver uma lista de aplicativos suportados por essa tecnologia, acesse esse a página de programas do projeto.

Para ver uma lista de distribuições que suportam essa tecnologiapágina Quick Setup do projeto.

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Para instalar o suporte a Flatpak no Linux, você deve usar um dos procedimentos abaixo.

Como instalar o suporte a Flatpak no Alpine Linux e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no Alpine Linux e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

apk add flatpak

Ou

sudo apk add flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Arch Linux e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no Arch Linux e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

pacman -S flatpak

Ou

sudo pacman -S flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Ubuntu, Mint e derivados

Flatpak está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu (a partir do Ubuntu 16.10) e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt install flatpak.

Mas se você está usando o Ubuntu 16.04, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:alexlarsson/flatpak

Passo 3. Atualize o gerenciador de com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install --install-recommends flatpak

Ou

sudo apt install flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Debian e derivados

Flatpak já vem instalado no sistema partir do Debian 9 Stretch. Nas versões anteriores, a instalação do Flatpak pode ser feita da seguinte forma:

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

apt-get update

Passo 3. Agora use o comando abaixo para instalar o suporte a Flatpak;

sudo apt install --install-recommends flatpak

Ou

sudo apt install flatpak

Passo 4. Se você estiver executando o GNOME, também é uma boa idéia instalar o plugin Flatpak para o GNOME Software. Para fazer isso, execute este comando;

apt install gnome-software-plugin-flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Fedora, Mageia e derivados

A partir da versão 23 do Fedora, é possível baixar e instalar o Flatpak dos repositórios, com o dnf. Para isso, basta fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

dnf install flatpak

Passo 3. Caso você prefira utilizar o urpmi como gerenciador de pacotes, use:

urpmi flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no openSUSE e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no openSUSE e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

zypper install flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no NixOS e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no NixOS e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

sudo nix-env -iA nixos.flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux Solus e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no Linux Solus e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

sudo eopkg install flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Red Hat Enterprise Linux e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no Red Hat Enterprise Linux e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

sudo yum install flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Void Linux e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no Void Linux e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. Instale com o seguinte comando;

sudo xbps-install -S flatpak

Como instalar o suporte a Flatpak no Clear Linux e derivados

Para instalar o suporte a Flatpak no Clear Linux e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal, de preferência como administrador (root);
Passo 2. O Flatpak é instalado e o repositório do Flathub é pré-configurado por padrão no Clear Linux ao instalar o pacote de desktop. Instale com o seguinte comando;

sudo swupd bundle-add desktop

Como usar Flatpak no Linux

Já com o suporte a Flatpak instalado em sua distribuição, atualize os repositórios de seu gerenciamento, para isso, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak remote-add gnome https://sdk.gnome.org/gnome.flatpakrepo

Depois disso, basta instalar a aplicação. Para isso, existem vários comandos, mas a forma mais simples de instalar seja indicando a url do arquivo de referência, fornecido pela aplicação desejada, com o seguinte comando:

flatpak install –from https://git.gnome.org/browse/gnome-apps-nightly/plain/gnome-games.flatpakref?h=stable

No exemplo acima, foi instalando o Gnome Games. No link abaixo, você encontrará diversos aplicativos que podem ser instalados no Linux via Flatpak. Confira!

Como instalar aplicativos no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o recurso cast-web-api no Linux via Snap

Se você quer ver e controlar aspectos de dispositivos Google Cast em uma rede, conheça e veja como instalar cast-web-api no Linux via .

cast-web-api é uma API HTTP rápida, que permite a comunicação com dispositivos ativados pelo Google Cast em sua rede.

Como instalar o recurso cast-web-api no Linux via SnapComo instalar o recurso cast-web-api no Linux via Snap

O recurso permite que você veja o que está sendo reproduzido no momento, reproduza, defina o volume e muito mais, tudo a partir do aplicativo SmartThings.

O SmartThings conecta os dispositivos inteligentes da Samsung de forma que eles possam funcionar juntos e deixar a sua casa ainda mais inteligente.

Como instalar o cast-web-api no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o cast-web-api no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cast-web-api no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install cast-web-api

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install cast-web-api --edge

Passo 4. Verifique se o daemon está sendo executado: $ snap services cast-web-api restart: $ snap reiniciar cast-web-api

snap services cast-web-api restart
snap restart cast-web-api

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh cast-web-api

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite cast-web-api ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

cast-web-api tenta se comportar como o aplicativo Google Home. Todos os dispositivos disponíveis serão conectados a, se um dispositivo cair, ele será removido.

Se desconectar aleatoriamente, tentará se reconectar. O comportamento autoConnect pode ser alterado com o parâmetro de configuração autoConnect. Isso pode ser útil para grandes grupos de auto falantes.

Como desinstalar o cast-web-api no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o cast-web-api no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove cast-web-api

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Resumo semanal de 07/10/2019 a 13/10/2019! Atualize-se!

Se ainda não sabe nada disso, confira a seguir no resumo semanal de 07/10/2019 a 13/10/2019, tudo que foi postado no Blog durante essa semana, e se informe sobre isso e muito mais.

Além do resumo semanal de 07/10/2019 a 13/10/2019, confira esses outros artigos:

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

13 de outubro de 2019

Como instalar o jogo OpenDungeons no Linux via Snap

Se você curte de estratégia e de , conheça e veja como o jogo OpenDungeons no Linux via .

O OpenDungeons é um jogo de estratégia em tempo real de compartilhamento de elementos de jogos com a série Dungeon Keeper e Evil Genius.

Como instalar o jogo OpenDungeons no Linux via SnapComo instalar o jogo OpenDungeons no Linux via Snap

Os jogadores constroem uma masmorra subterrânea que é habitada por criaturas. Os jogadores lutam entre si pelo controle do subsolo, comandando indiretamente suas criaturas, lançando feitiços diretamente em combate e atraindo inimigos para armadilhas sinistras.

O jogo é desenvolvido por uma comunidade amigável de desenvolvedores e artistas, e agora alcançou um status jogável e agradável após mais de 6 anos de desenvolvimento.
[embedded content]

Como instalar o jogo OpenDungeons no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo OpenDungeons no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo OpenDungeons no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install opendungeons --edge

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh opendungeons

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite opendungeons ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como jogar o game OpenDungeons

Versões futuras terão um tutorial no jogo, mas por enquanto, você pode usar os seguintes recursos para aprender os conceitos básicos de jogabilidade:

Tela de ajuda no jogo, alternada com a tecla F1
Tutorial em vídeo (versão 0.5.0): https://www.youtube.com/watch?v=P4MClQUdb0E
Página do Wiki: https://github.com/OpenDungeons/OpenDungeons/wiki/Gameplay

Você pode jogar níveis singleplayer usando o menu Skirmish, ou hospedar/participar de um jogo multiplayer usando os menus correspondentes.

Como desinstalar o jogo OpenDungeons no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o jogo OpenDungeons via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove opendungeons

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a última versão do Blender no Ubuntu

Trabalha com , ou quer apenas experimentar o programa? Então veja aqui como instalar a última versão do Blender no Ubuntu.

Para aqueles que ainda não conhecem, o Blender, ou blender3d, é um programa de código aberto para modelagem, animação, texturização, composição, renderização, edição de vídeo e criação de aplicações interativas em 3D, tais como , apresentações e outros, através de seu motor de integrado, o Blender Game Engine.

Como instalar a última versão do Blender no Ubuntu

Desenvolvido pela Blender Foundation, o programa está disponível sob uma licença dupla: Blender License (BL)/GNU General Public License (GPL). O Blender possui ainda partes licenciadas sob a Python Software Foundation License.

O programa é usado para a criação de filmes de animação, efeitos visuais, arte, modelos 3D impressos, aplicações interativas em 3D e jogos de vídeo.

O Blender fornece um amplo espectro de modelagem, texturização, iluminação, animação e funcionalidades de pós-processamento de vídeo em um único pacote.

Através de sua arquitetura aberta, o Blender oferece interoperabilidade, extensibilidade, plataforma incrivelmente pequena e um fluxo de trabalho bem integrado.

Blender é uma das aplicações de gráficos 3D Open Source mais populares do mundo. Ele suporta a totalidade do modelamento de pipeline 3D, manipulação, animação, simulação, renderização, composição e rastreamento de movimento, até edição de vídeo e criação de jogos.

Existe a API do Blender disponível para usuários avançados que conhecem o script Python para personalizar o aplicativo e escrever ferramentas especializadas para o Blender; mais frequentemente, essas ferramentas contribuídas estão incluídas nas próximas versões do Blender.

Como instalar a última versão do Blender no Ubuntu e seus derivados

Abaixo, você verá como instalar a última versão do Blender no Ubuntu e derivados, via , repositório, e . Confira!

Como instalar a versão mais recente do Blender Ubuntu e outras distros que suportam Snap

Para instalar a versão mais recente do Blender no Ubuntu e outras distros que suportam Snap, você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Blender no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale o programa, usando esse comando:

sudo snap install blender --classic

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o snap do Blender, use:

sudo snap refresh blender

Passo 5. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove blender

Como instalar a última versão do Blender no Ubuntu 14.10 ou superior, Linux Mint 17.x ou superior e seus derivados

Blender está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install blender.

No entanto, não é a versão mais recente. Por isso, para ter a última versão do Blender no Ubuntu, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:thomas-schiex/blender

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install blender

Como instalar a última versão do Blender no Ubuntu 12.04, Linux Mint 13 e seus derivados

Para instalar a última versão do Blender no Ubuntu 12.04, Linux Mint 13 e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:irie/blender

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install blender

Como instalar o Blender sem repositório ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como instalar a última versão do Blender em outras distribuições

Se você precisa instalar a última versão do Blender em outra distribuição Linux, veja esse tutorial:
Como instalar a última versão do Blender no Linux

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite blender no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o Blender no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Blender no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove blender --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o editor Markdown Ghostwriter no Linux via Flatpak

Se você quer produzir textos com marcação sem , conheça e veja como o editor Markdown Ghostwriter no Linux via .

O ghostwriter é um editor de texto livre de distrações para Markdown, com uma visualização HTML ao digitar, criação de tema, modo de foco, modo de tela cheia, contagem de palavras ao vivo e navegação de documentos em um ambiente de escrita estética.

Como instalar o editor Markdown Ghostwriter no Linux via FlatpakComo instalar o editor Markdown Ghostwriter no Linux via Flatpak

Ele vem com o processador Sundown Markdown integrado e pode ser integrado aos processadores Pandoc, MultiMarkdown, Discount, cmark e cmark-gfm, se estiverem instalados.

Como instalar o editor Markdown Ghostwriter no Linux via Flatpak

Para instalar o editor Markdown Ghostwriter via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o editor Markdown Ghostwriter via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.github.wereturtle.ghostwriter.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update io.github.wereturtle.ghostwriter

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.github.wereturtle.ghostwriter em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite ghostwriter ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o editor Markdown Ghostwriter no Linux via Flatpak

Para desinstalar o editor Markdown Ghostwriter via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall io.github.wereturtle.ghostwriter

Ou

flatpak uninstall io.github.wereturtle.ghostwriter

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar um app Instagram no Linux manualmente

Se você quer usar o Instagram no Linux, veja como o em qualquer distribuição, para ter um app Instagram no sistema do pinguim.

Ramme é um wrapper em torno do site oficial Instagram, que leva as características específicas para dispositivos mobile, para plataformas não-móveis, no caso, o desktop dos PC’s.

Como instalar um app Instagram no Linux manualmenteComo instalar um app Instagram no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Por baixo dos panos, Ramme é um aplicativo multiplataforma baseada em Electron. Ele permite navegar no Instagram, pesquisar, comentar e comentar as fotos dos outros usuários, gerenciar o seu próprio perfil e ver as notificações, e agora, fazer o upload para o Instagram a partir do desktop.

Isso significa que Ramme só é capaz de fazer o que o Instagram suporta. Não é possível fazer upload de vídeos, nem aplicar ou editar fotos carregadas.

Mas uma vez que você está em um desktop você pode editar e aplicar filtros usando aplicativos como GNOME Photos, Shotwell ou GIMP e, em seguida, carregá-los usando Ramme.

Mas ele também oferece uma série recursos próprios, como uma barra lateral personalizada e suporte opcional a um tema escuro, para ajudar o site móvel a funcionar melhor no desktop.

Como instalar o Ramme no Linux

Existem basicamente duas formas de instalar o Ramme em qualquer distribuição Linux: usando uma arquivo AppImage ou manualmente. Confira abaixo os dois procedimentos.

Como instalar o Ramme via arquivo AppImage para ter Instagram no Linux

Para instalar o Ramme via arquivo AppImage para ter Instagram no Linux, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.appimage:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.3/Ramme-3.2.3-ia32.AppImage -O ramme.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.appimage:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.3/Ramme-3.2.3-x86_64.AppImage -O ramme.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x ramme.appimage

Passo 6. Agora o programa com o comando;

./ramme.appimage

Passo 7. Na janela que será exibida, clique no botão “Yes” e aguarde o final da instalação;

Como instalar o Ramme manualmente para ter Instagram no Linux

Para instalar o manualmente Ramme para ter Instagram no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/ramme*
sudo rm -Rf /usr/bin/ramme
sudo rm -Rf /usr/share/applications/ramme.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.tar.gz:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.5/Ramme-3.2.5-ia32.tar.gz -O ramme.tar.gz

Passo 5. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.tar.gz:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.5/Ramme-3.2.5.tar.gz -O ramme.tar.gz

Passo 6. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo tar -vzxf ramme.tar.gz -C /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/Ramme*/ /opt/ramme

Passo 8. Baixe e coloque o arquivo do ícone na pasta do programa com esse comando;

wget https://chocolatey.org/content/packageimages/ramme.3.1.0.png -O /opt/ramme/ramme.png

Passo 9. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/ramme/ramme /usr/bin/ramme

Passo 10. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=ramme\n Exec=/opt/ramme/ramme\n Icon=/opt/ramme/ramme.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/ramme.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite ramme em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/ramme.desktop
cp /usr/share/applications/ramme.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/ramme.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o programa no Linux

Para remover o programa no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/ramme*
sudo rm -Rf /usr/bin/ramme
sudo rm -Rf /usr/share/applications/ramme.desktop

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

Se você curte um game de tiros no espaço simples e bonito, conheça e veja como instalar o jogo Kobo no Linux via Flatpak.

O Kobo Deluxe é uma versão melhorada do jogo XKobo da Akira Higuchi para sistemas Unix com X11. Esse é um jogo de arcade com muitos níveis, onde você destrói as estruturas em cada nível disparando contra a lâmpada roxa nelas.

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

O Kobo Deluxe adiciona som, animação mais suave, suporte de alta resolução, aceleração OpenGL (opcional), uma interface de usuário intuitiva orientada por menu, suporte para joystick e outros recursos.

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

As versões recentes também adicionam uma série de níveis de habilidade alternativos com jogabilidade ligeiramente modernizada. O Kobo Deluxe usa SDL para gráficos, som e entrada, o que torna possível construir e executar o jogo praticamente qualquer coisa.

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Kobo Deluxe via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Kobo Deluxe via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/net.olofson..flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update net.olofson.KoboDeluxe

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall net.olofson.KoboDeluxe

Ou

flatpak uninstall net.olofson.KoboDeluxe

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run net.olofson.KoboDeluxe em um terminal.
Ou apenas digite kobo no Dash/atividade ou qualquer outro lançador de aplicativos.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gravador de áudio Audio Recorder no Linux via Snap

Se você precisa gravar áudio no seu PC a partir de qualquer fonte dele, veja como instalar o gravador de áudio Audio Recorder no Linux via Snap.

Audio Recorder é um incrível programa que permite que você grave sua música ou áudio favorito em um arquivo.

Como instalar o gravador de áudio Audio Recorder no Linux via SnapComo instalar o gravador de áudio Audio Recorder no Linux via Snap

Você pode gravar áudio da placa de som, microfones, navegadores, webcams e outras fontes de áudio do seu sistema.

Além disso, ele pode salvar a gravação em vários formatos de áudio (saída): Ogg, MP3, Flac, Wav (22kHz), Wav (44kHz) e SPX.

Para completar, o programa possui um temporizador avançado que pode:

  • Iniciar, parar ou pausar a gravação em um determinado horário do relógio;
  • Inicie, pare ou faça uma pausa após um período de tempo;
  • Pare quando o tamanho do arquivo gravado exceder um limite;
  • Comece a gravar em voz ou som (o usuário pode definir o limite de áudio e atraso);
  • Parar ou pausar a gravação em “silêncio” (o usuário pode definir o limite de áudio e o atraso).

Para deixar ainda mais completo, a gravação pode ser controlada de forma atômica pelo leitor de áudio RhytmBox, Banshee player de áudio, Amarok, VLC, Audacious e outros players compatíveis com MPRIS2.

E no Skype ele pode gravar automaticamente todas as suas chamadas do Skype sem qualquer interação do usuário.

Como instalar a versão mais recente do gravador de áudio Audio Recorder no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gravador de áudio Audio Recorder via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gravador de áudio Audio Recorder via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install audio-recorder

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install audio-recorder --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install audio-recorder --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh audio-recorder

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove audio-recorder

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite audio-recorder ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Gravador de áudio para pc: Instale o Audio Recorder e grave áudio de sistema, microfone ou aplicações

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer no Linux via Snap

Se você precisa mostrar o que sua está capturando, conheça e veja como o app de transmissão de UVC no via Snap.

MJPG-streamer leva JPGs de webcams compatíveis com Linux-UVC, sistema de arquivos ou outros plugins de entrada e transmite-os como M-JPEG via HTTP para webbrowsers, VLC e outros softwares. É o sucessor do uvc-streamer, um aplicativo de streaming Linux-UVC com Pan/Tilt.

Como instalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer no Linux via SnapComo instalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer no Linux via Snap

Este snap traz os plugins input_uvc, input_file, input_http e input_ptp2 assim como o output_file, output_http, output_rtsp, output_udp e output_viewer por padrão, atualmente o opencv não é suportado.

Como instalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install mjpg-streamer

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install mjpg-streamer --edge

Passo 4. Finalmente, certifique-se de executar o comando abaixo, para permitir que o aplicativo acesse /dev/video*;

snap connect mjpg-streamer:camera

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh mjpg-streamer

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite mjpg-streamer ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Além do comando mjpg-streamer, o snap envia um serviço que pode ser configurado através do arquivo /var/snap/mjpg-streamer/current/config.

Defina a opção DAEMON = para “true”, em seguida, execute “snap restart mjpg-streamer” (ou reinicialize o sistema) para colocar o serviço mjpg-streamer em funcionamento.

Para testar, abr um navegador e acesse o endereço ip-do-servidor:8080

Como desinstalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o app de transmissão de webcam UVC MJPG-streamer via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove mjpg-streamer

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via Snap

Se você não quer ficar lembrando de todas as suas senhas, veja como instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via Snap.

O KeePassXC é um fork comunitário do KeePassX.

Como instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via SnapComo instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via Snap

O objetivo do KeePassXC é estender e aprimorar o KeePassX com novos recursos e correções de erros, para fornecer um gerenciador de senha de código aberto, rico em recursos, totalmente multiplataforma e moderno.

O KeePassXC é uma aplicação para pessoas com exigências extremamente altas no gerenciamento seguro de pessoais.

Ele tem uma interface leve, é multiplataforma e é distrbuido sob os termos da Licença Pública Geral GNU.

Como instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via Snap

Como instalar a versão mais recente do gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador de senhas KeePassXC via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install keepassxc

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install keepassxc --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install keepassxc --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install keepassxc --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh keepassxc

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove keepassxc

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite keepassxc ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o gerenciador de senhas KeePassXC no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o DB Browser for SQLite no Linux via Snap

Se você quer trabalhar com bancos de SQLite sem complicações, conheça e veja como instalar o DB Browser for SQLite no Linux via .

O DB Browser for SQLite é uma ferramenta visual de código aberto de alta qualidade para criar, projetar e editar arquivos de banco de dados compatíveis com o SQLite.

Como instalar o DB Browser for SQLite no Linux via SnapComo instalar o DB Browser for SQLite no Linux via Snap

O DB4S é para usuários e desenvolvedores que desejam criar, pesquisar e editar bancos de dados.

Ele usa uma interface parecida com uma planilha, e comandos SQL complicados não precisam ser aprendidos.

Controles e assistentes estão disponíveis para os usuários:

  • Crie e compacte arquivos de banco de dados;
  • Crie, defina, modifique e exclua tabelas;
  • Criar, definir e excluir índices;
  • Navegue, edite, adicione e exclua registros;
  • Registros de pesquisa;
  • Importar e exportar registros como texto;
  • Importar e exportar tabelas de/para arquivos CSV;
  • Importar e exportar bancos de dados de/para arquivos de despejo SQL;
  • Emita consultas SQL e inspecione os resultados;
  • Examine um log de todos os comandos SQL emitidos pelo ;
  • Plotar gráficos simples com base em dados de tabela ou consulta.

Mas atenção! Este programa não é um shell visual para a ferramenta de linha de comando sqlite e não requer familiaridade com comandos SQL.

É uma ferramenta para ser usada tanto por desenvolvedores quanto por usuários finais, e deve permanecer tão simples quanto possível para atingir esses objetivos.

Como instalar o DB Browser for SQLite no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o DB Browser for SQLite no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o DB Browser for SQLite no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, esse comando:

sudo snap install sqlitebrowser-casept

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh sqlitebrowser-casept

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu /Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de da sua distro, ou digite sqlitebrowser ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o DB Browser for SQLite no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o DB Browser for SQLite via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove sqlitebrowser-casept

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Playonlinux no Linux manualmente

Se você está precisando alguma ou jogo do Windows no Linux e não quer complicação, veja como fazer o Playonlinux no Linux manualmente.

Ainda que alguns e do Windows já sejam compatíveis com o Linux, existem muitos deles que só funcionam no Windows. Para esses, o Wine é a solução.

Como instalar o Playonlinux no Linux manualmenteComo instalar o Playonlinux no Linux manualmente

O Wine é um software livre que tem como objetivo permitir que os aplicativos desenvolvidos para o Windows possam ser executados no Linux, Mac, FreeBSD e Solaris.

Já o PlayOnLinux é uma interface simplificada para o Wine que traz uma solução gratuita, acessível e eficiente para este problema, pois ele permite que você instale e use facilmente inúmeros aplicativos e jogos projetados para funcionar apenas no Microsoft Windows.

A boa notícia é que para usá-lo, você não precisa possuir uma licença do Windows.

Obviamente, nem todos os aplicativos e jogos são suportados, entretanto, você pode usar o módulo de instalação manual para tentar resolver isso.

Para conhecer os aplicativos e jogos projetados para funcionar com o Microsoft Windows que funcionam no PlayOnLinux, consulte essa lista.

Como instalar o Playonlinux no Linux manualmente

Para instalar o Playonlinux no Linux manualmente, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/playonlinux*
sudo rm -Rf /usr/bin/playonlinux
sudo rm -Rf /usr/share/applications/playonlinux.desktop

Passo 3. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome programa.tar.bz2:

wget https://www.playonlinux.com/script_files/PlayOnLinux/4.3.4/PlayOnLinux_4.3.4.tar.gz -O playonlinux.tar.gz

Passo 4. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

tar xvzf playonlinux.tar.gz -C /opt/

Passo 5. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/playonlinux/playonlinux /usr/bin/playonlinux

Passo 6. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=playonlinux\n Exec=/opt/playonlinux/playonlinux\n Icon=/opt/playonlinux/resources/images/configure/winecfg.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/playonlinux.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite playonlinux em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/playonlinux.desktop
cp /usr/share/applications/playonlinux.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/playonlinux.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o programa no Linux

Para remover o programa no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando:

sudo rm -Rf /opt/playonlinux*
sudo rm -Rf /usr/bin/playonlinux
sudo rm -Rf /usr/share/applications/playonlinux.desktop

Veja também

Se você usa o Ubuntu (ou um derivado dele), também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Playonlinux no Ubuntu e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Se por algum motivo você precisar usar uma versão antiga de um , veja como fazer de um pacote instalado o Synaptic.

Nem sempre ter a versão mais recente de um aplicativo é a melhor opção. As vezes, você pode precisar de uma versão menos atualizada por causa de questões de compatibilidade com algum recurso, por exemplo.

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o SynapticComo fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Geralmente, você pode facilmente restaurar um pacote para sua versão inicial, que fica disponível no repositório universe do Ubuntu.

Ou, você pode restaurar para uma versão de software específica, se você adicionou um repositório de terceiros que contenha a versão desse pacote.

Uma outra alternativa seria usar o Synaptic para fazer downgrade de um pacote instalado.

Quer tentar? Confira o procedimento a seguir. Antes dele, verifique se o Synaptic está instalado, e se não estiver, use o comando sudo apt-get install synaptic, ou consulte esse tutorial:

Como instalar a versão mais recente do Synaptic no Ubuntu

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Para fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Inicie o programa, clicando no atalho dele ou digitando synaptic em um terminal, seguido da tecla TAB. Quando pedido, forneça a senha para autorizar a execução do Synaptic;

Passo 2. Na janela do Synaptic, clique no botão “Pesquisa”. Quando a janela “Localizar” aparecer, digite o nome do pacote e clique no botão “Pesquisar”;

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Passo 3. Clique no pacote. Em seguida, clique no menu “Pacote” e depois na opção “Forçar versão…”;

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Passo 4. Na janela que será exibida, clique na seta ao lado do campo “Forçar versão” e selecione a versão que será forçada. Para confirmar, clique no botão “Forçar versão” e confirme clicando em Marcar na próxima caixa de diálogo;

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Passo 5. De volta à janela principal do Synaptic, clique no botão “Aplicar”.

Como fazer downgrade de um pacote instalado usando o Synaptic

Pronto! Depois que o Synaptic executar as mudanças, você estará usando a versão que escolheu.

Dica: depois de fazer o downgrade do software, você também pode querer bloquear a versão do software destacando-a no Synaptic, depois vá para o menu Pacote -> Versão de bloqueio .

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu 18.04 e derivados

Se você gosta da área de trabalho do Deepin e quer usá-lo no sistema da Canonical, veja como instalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu 18.04 e derivados.

Deepin é uma distro baseada no Ubuntu para o público chinês, mas que tem ganhado a preferência dos ocidentais também.

Como instalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu 18.04Como instalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu 18.04

A primeira impressão que se tem do Deepin depois de iniciá-lo, é que seu ambiente gráfico é muito bonito, pois o tema personalizado e todos os ajustes usados nele são muito elegantes.

Toda essa beleza é principalmente por causa do ambiente gráfico desse sistema. Esse ambiente é o (Deepin Desktop Environment), que oferece uma ótima experiência de uso, acompanhado de um bonito visual.

Uma prova disso é que muitos usuários experimentam a distribuição depois de verem o desktop dela sendo usado.

Mas a verdade é que para usar esse ambiente, você não precisa mudar de distribuição. Para ajudá-lo nessa tarefa, nesse tutorial, você verá como instalar o DDE no Ubuntu. Confira abaixo!

Como instalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu

Para instalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:leaeasy/dde -y

Passo 3. Atualize o de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install dde

Durante o processo de instalação, é importante prestar atenção no terminal porque, em um determinado momento, você será solicitado a escolher qual gerenciador de exibição (também conhecido como tela de login) deseja usar.

A instalação não continuará até você responder a esta etapa.

O Deepin depende do LightDM para alimentar suas telas de login e bloqueio/desbloqueio (“Deepin Greeter”), mas você pode (e de fato deve) optar por manter o GDM como padrão.

No final, basta fechar a sessão atual, escolher o ambiente Deepin na tela de login e entrar com seu usuário e senha para iniciar uma nova sessão.

A partir daqui, você pode navegar pelas várias configurações do sistema, alterar o tema, experimentar um tema de ícones diferente e assim por diante.

Clique no botão “Launcher” (o mais à esquerda) para abrir o iniciador de aplicativos. O lançador Deepin é full-screen por padrão e seus ícones são pequenos. Você pode segurar Ctrl e tocar no botão + para aumentar o tamanho ou diminuir.

Desinstalando o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o ambiente gráfico do Deepin no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o ambiente, os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:leaeasy/dde -r -y
sudo apt-get remove dde --auto-remove

Veja também

Deepin 15.7 lançado com grandes melhorias nos detalhes

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como ativar o Toque para clicar na Tela de login do Ubuntu

Quer o para na Tela de login do Ubuntu? Veja como fazer isso e não perca mais tempo na hora de fazer login.

Nem sempre o recurso ‘Toque para clicar’ do touchpad funciona no Ubuntu 17.10 ou superior.

Como ativar o Toque para clicar na Tela de login do UbuntuComo ativar o Toque para clicar na Tela de login do Ubuntu

Infelizmente, enquanto você está na tela de login do GDM no Ubuntu, o Toque para clicar realmente não funciona. O recurso só é ativado quando o usuário faz login.

Apesar de ser um detalhe pequeno, isso pode atrapalhar quem utiliza laptop com suporte ao toque.

Por isso, se você tiver o mesmo problema e quiser reativar o recurso Toque para clicar na tela de login, antes que a Canonical o adicione, basta seguir os passos desse tutorial.

Você pode ativar o Toque para clicar no utilitário Configurações ou pelo comando gsettings. Mas para trabalhar na tela de login, você precisa fazê-lo sob o usuário do GDM, conforme será mostrado abaixo. Confira!

Como ativar o Toque para clicar na Tela de login do Ubuntu

Para ativar o Toque para clicar na Tela de login do Ubuntu, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Execute o comando abaixo para obter privilégios de root, digite sua senha quando for solicitada e pressione Enter. ;

sudo -i

Passo 3. Permita que o usuário gmd crie uma conexão com o servidor X (não requerido na sessão Wayland padrão):

xhost +SI:localuser:gdm

Passo 4. Mude para o usuário gdm usando o comando a seguir;

su gdm -s /bin/bash

Passo 5. Finalmente, ative o Toque para clicar com este comando;

gsettings set org.gnome.desktop.peripherals.touchpad tap-to-click true

Como desativar o Toque para clicar na Tela de login do Ubuntu

Se você precisar desativar o Toque para clicar na Tela de login do Ubuntu, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Execute o comando abaixo para obter privilégios de root, digite sua senha quando for solicitada e pressione Enter. ;

sudo -i

Passo 3. Permita que o usuário gmd crie uma conexão com o servidor X (não requerido na sessão Wayland padrão):

xhost +SI:localuser:gdm

Passo 4. Mude para o usuário gdm usando o comando a seguir;

su gdm -s /bin/bash

Passo 5. Finalmente, desative o Toque para clicar com este comando;

gsettings set org.gnome.desktop.peripherals.touchpad tap-to-click false

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Papel de parede conforme as condições meteorológicas? Instale o WeatherDesk!

Se vocẽ quer te um de parede as condições meteorológicas, veja como e usar o no Linux.

O WeatherDesk é um aplicativo que altera automaticamente a imagem de fundo da área de trabalho com base no clima e, mesmo, opcionalmente, com base na hora do dia. Ele funciona de forma excelente na maioria dos ambientes de desktop e também está disponível para Windows e Mac.

Papel de parede conforme as condições meteorológicas? Instale o WeatherDesk!Papel de parede conforme as condições meteorológicas? Instale o WeatherDesk!

No entanto, é necessário uma boa quantidade de ajustes manuais para que a ferramenta funcione. Por exemplo, você precisará nomear os papéis de parede que você deseja usar de uma maneira específica de acordo com a convenção de nomeação do WeatherDesk.

A boa notícia é que você não precisa se incomodar com isso porque alguem já criou uma pasta zip de papéis de parede, já nomeados de acordo com a convenção do WeatherDesk.

Características do WeatherDesk:

  • Permite alterar automaticamente o fundo da área de trabalho com base no clima atual.
  • Permite alterar automaticamente o fundo da área de trabalho com base em 4 horários opcionais do dia: dia/noite, dia/noite/noite e manhã /dia/noite/noite.
  • Possui suporte para uma variedade de ambientes de desktop Linux, incluindo Cinnamon, GNOME, , Xfce, LXDE, LXQt, Pantheon e MATE.
  • Permite Especificar manualmente o formato da imagem, o intervalo de atualização e etc.

Como instalar o WeatherDesk no Linux para ter papel de parede conforme as condições meteorológicas

Para instalar o cliente programa no Linux e ter um papel de parede conforme as condições meteorológica, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/weatherdesk*
sudo rm -Rf /usr/local/bin/weatherdesk
sudo rm -Rf /usr/share/applications/weatherdesk.desktop
rm ~/.weatherdesk_walls/

Passo 3. Use o comando abaixo para baixar o programa e salve-o com o nome weatherdesk.tar.gz:

sudo wget https://github.com/bharadwaj-raju/WeatherDesk/archive/master.tar.gz -O /tmp/weatherdesk.tar.gz

Passo 4. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo tar -xvf /tmp/weatherdesk.tar.gz -C /tmp/

Passo 5. Use os comandos abaixo para cria a pasta do programa, copiar os arquivos para ela e autorizar a execução do arquivo principal;

sudo mkdir /opt/weatherdesk
sudo cp /tmp/WeatherDesk-master/*.py /opt/weatherdesk//
sudo chmod +x /opt/weatherdesk/WeatherDesk.py

Passo 6. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -s /opt/weatherdesk/WeatherDesk.py /usr/local/bin/weatherdesk

Passo 7. Baixe o pacote de temas e descompacte-o com estes comandos;

wget https://github.com/bharadwaj-raju/FireWatch-WeatherDesk-Pack/archive/master.zip
mkdir ~/.weatherdesk_walls/
unzip master.zip -d ~/.weatherdesk_walls/

Como usar o WeatherDesk no Linux

Para iniciar o programa, digite weatherdesk em um terminal, seguido da tecla TAB.

Para ver todas as opções WeatherDesk disponíveis, execute o seguinte comando:

weatherdesk --help

Por exemplo, para forçar o WeatherDesk a usar as informações meteorológicas para Londres em vez da cidade detectada automaticamente, use:

weatherdesk -c london

Para que o WeatherDesk também altere o papel de parede com base na hora atual do dia e não apenas com base no clima atual, execute-o com a opção ” -t “, assim:

weatherdesk -c london

Por padrão, isso usará a variação “dia/noite/noite”. Para usar a variação “manhã/dia/noite/noite” (para mais informações sobre isso, execute ” weatherdesk -info “), execute-o assim:

weatherdesk -t 4

Se você quiser que o WeatherDesk altere o papel de parede com base nas condições climáticas atuais sempre que você fizer login, certifique-se de adicioná-lo às suas aplicações de inicialização (no Ubuntu with Unity, inicie aplicativos de sessão, clique em ” Adicionar ” e use ” weatherdesk ” como o comando ). Para mais detalhes, consulte esse tutorial:

Como gerenciar a inicialização de aplicativos no Ubuntu

Como remover o programa no Linux

Para remover o programa no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/weatherdesk*
sudo rm -Rf /usr/local/bin/weatherdesk
sudo rm -Rf /usr/share/applications/weatherdesk.desktop
rm ~/.weatherdesk_walls/

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

Se você está a procura de softwares de comunicação com os mesmos recursos do Skype, conheça algumas ao Skype para Linux.

Video chamadas e conferências tornaram-se quase uma coisa normal. Entrevistas, palestras de negócios, chamadas pessoais são feitas em softwares de video chamada como o Skype.

Conheça algumas alternativas ao Skype para LinuxConheça algumas alternativas ao Skype para Linux

Não há dúvidas que o Skype é um ótimo software com uma incrível base de usuários. No entanto, o Skype sempre entregou muito tarde suas atualizações e novos recursos aos usuários do Linux.

O que parece é que a equipe do Skype não se importa com os usuários do Linux.

Felizmente, existem muitas opções de código aberto disponíveis.

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux.

Para lhe ajudar a não ficar tão dependente do Skype, abaixo listarei algumas alternativas ao Skype para o Linux, começando pelas opções . Confira!

Ring

CConheça algumas alternativas ao Skype para Linux

De acordo com a descrição oficial, “O Ring é uma plataforma de comunicação gratuita e universal que preserva a privacidade e liberdade dos usuários”. O Ring é uma rede peer to peer completa e você recebe automaticamente um ID quando instala o toque em seu dispositivo.

Este ID Ring é essencial para fazer chamadas para outros usuários da rede. Você também pode usar números SIP (Session Initiation Protocol) com Ring para chamar outros usuários SIP.

Como instalar o Ring

Para instalar esse no Linux, acesse esse tutorial:
Como instalar o incrível cliente Ring no Linux Flatpak


Wire

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Wire é uma solução extremamente segura e rica em recursos que atende a quase todas as formas de comunicação que estão por aí. Permite 1:1 e mensagens de grupo, compartilhamento de tela. 1:1 e grupo de áudio e videoconferência e compartilhamento de arquivos.

Wire está disponível no android, ios, e desktop. O Wire é de código aberto e o código-fonte para todos os seus aplicativos e até mesmo o back-end do servidor está disponível no repositório do github. Alternativamente, você pode usar o Wire como um serviço de seu site oficial a taxas mínimas.

Como instalar o Wire

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esse tutorial:
Como instalar o cliente Wire no Ubuntu, Debian, Mint e derivados


Linphone

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Linphone é um dos softwares mais famosos e de mais longa duração que permite a comunicação VoIP (Voice over Internet Protocol) em um número SIP (Session Initiation Protocol).

Você pode fazer chamadas de áudio e vídeo via Linphone, enviar mensagens instantâneas para um único usuário e grupos também.

O Linphone requer que você possua um número SIP. Mas mesmo que você não tenha um, o Linphone tem cobertura. Ele oferece um número SIP gratuito e você pode obtê-lo simplesmente registrando em seu site.

Como instalar o Linphone

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esse tutorial:
Como instalar o cliente VoIP Linphone no Ubuntu


Riot

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Riot é outra alternativa interessante e de código aberto ao Skype. Ele ajuda você a criar, compartilhar comunicações, bater papo e fazer chamadas com segurança, além de permitir que você faça a ponte com outros aplicativos.

Riot permite o compartilhamento de arquivos, chamadas de vídeo e áudio em 1:1 e grupos. O Riot também possui encriptação end to end.

O Riot está disponível para Android, IOS, Mac, Windows, Linux e existe até uma versão de navegador disponível.

Como instalar o Riot

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esse tutorial:
Como instalar o mensageiro Riot no Linux via Flatpak


Jitsi

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Jitsi permite chats, vídeo e audioconferência por meio de seus aplicativos multiplataforma.

O Jitsi é na verdade uma coleção de vários projetos diferentes que permitem comunicações livres e de código aberto.

Os aplicativos estão disponíveis para Android, IOS, Windows, Mac e Linux. O Jitsi está disponível como código aberto sob a licença Apache 2.0.

Como instalar o Jitsi

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esse tutorial:
Como instalar o mensageiro Jitsi no Linux


Soluções não-abertas mas livres

As soluções de código aberto listadas acima são ótimas, mas requerem alguma configuração. Nem todo mundo que você deseja chamar pode estar usando o software acima, então aqui estão algumas opções gratuitas que você pode usar.

Hangouts

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Hangouts é um dos meus favoritos quando se trata de fazer uma videochamada rapidamente. Ele permite até 10 pessoas em uma chamada em grupo, o que é mais do que suficiente para mim na maioria dos casos. Além disso, o hangouts tem mensagens de bate-papo e suporte para compartilhamento de tela.

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esses tutoriais:

Como instalar o yakyak e ter um cliente Google Hangouts no Linux
Como instalar o cliente Google Hangouts YakYak no Linux via Snap

Viber

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Viber é outro aplicativo que permite bate-papo por vídeo, áudio e texto para seus usuários. Está disponível na maioria das plataformas e possui uma forte base de usuários.

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esses tutoriais:

Descubra como instalar o cliente Viber no Linux via Flatpak
Como instalar o cliente Viber no Linux

Discord

Conheça algumas alternativas ao Skype para Linux

O Discord tem sido associado principalmente aos . No entanto, oferece uma ótima maneira de conversar com vários grupos e pessoas. O Discord também oferece suporte a videochamadas e compartilhamento de tela. Mas seu bate-papo por voz é algo que recebeu o máximo de apreciação.

Para instalar esse aplicativo no Linux, acesse esses tutoriais:

Instale o app de bate-papo para Gamers Discord no Linux via Snap
Instale o app de bate-papo para Gamers Discord no Linux via Flatpak
Instale o app de bate-papo para Gamers Discord no Ubuntu, Debian, Mint e derivados

Pronto! Acima listei algumas das principais alternativas ao Skype. Se você quiser adicionar algum app que eu possa ter esquecido, use a seção de comentários abaixo.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o app multi serviços Wavebox no Linux

Se você trabalha com diferentes ferramentas web e quer se tornar mais produtivo, precisa conhecer e instalar o serviços Wavebox no Linux.

O Wavebox é uma ferramenta de comunicação de código aberto criada para a web moderna. O programa permite que você junte todas as suas ferramentas web em um mesmo local, para que você trabalhe mais rápido e e de forma mais inteligente.

Como instalar o app multi serviços Wavebox no LinuxComo instalar o app multi serviços Wavebox no Linux

Ele é construído usando Electron, React e Flux, e suporta Gmail, Google Inbox, Outlook, Office 365, Slack, Trello e muito mais. Multiplataforma, o programa está disponível para download para MacOS, Windows e Linux.

Adicionalmente, os extras fornecidos pelas suas ferramentas on-line favoritas, como armazenamento, calendários e gerenciamento de tarefas, também são todos suportados.

Como instalar o app multi serviços Wavebox no Linux

Para instalar o app multi serviços Wavebox no Linux, use um dos procedimento abaixo:

Como instalar a versão mais recente do app multi serviços Wavebox no Linux em distros que suportam Snap

Para instalar o app multi serviços Wavebox no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o app multi serviços Wavebox no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um ;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install wavebox

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install wavebox --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install wavebox --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install wavebox --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh wavebox

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove wavebox

Como instalar o app multi serviços Wavebox no Linux Ubuntu, Debian, Mint e derivados

Para instalar o app multi serviços Wavebox no Linux Ubuntu, Debian, Mint e derivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema for de 64 bits, adicione o repositório do programa com este comando;

echo "deb https://wavebox.io/dl/client/repo/ x86_64/" | sudo tee --append /etc/apt/sources.list.d/repo.list

Passo 4. Baixe a dicione a chave do repositório com esse comando;

sudo wget -qO - https://wavebox.io/dl/client/repo/archive.key | sudo apt-key add -

Passo 5. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install wavebox

Passo 7. Depois, se precisar desinstalar o programa, use o comando abaixo;

sudo apt-get remove wavebox

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite wavebox ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

Se você possui algum dispositivo da marca Razer conectado no seu PC, conheça e veja como o configurador no Linux via .

RazerGenie é um aplicativo Qt para configurar seus dispositivos Razer em computadores com Linux.

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via FlatpakComo instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

O programa usa o OpenRazer para fornecer controle sobre os periféricos da marca Razer. Por conta disso, para funcionar, o RazerGenie requer que o OpenRazer seja instalado fora do flatpak.

Para isso, os estão disponíveis pacotes para as seguintes distribuições (basta baixar e clicar para instalar):

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

Para instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um ;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/xyz.z3ntu.razergenie.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update xyz.z3ntu.razergenie

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall xyz.z3ntu.razergenie

Ou

flatpak uninstall xyz.z3ntu.razergenie

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run xyz.z3ntu.razergenie em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite razergenie ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O RazerGenie suporta vários idiomas!

Se o seu idioma ainda não estiver incluído ou se você quiser melhorar as traduções existentes, consulte a página Wiki “Traduções” do projeto.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS (ou superior) e derivados

Se você já está usando a versão mais recente do sistema da Canonica, e não quer usar o Gnome Shell que vem nele, veja como instalar o ambiente no Ubuntu 18.04 LTS e derivados.

Desde o ano de 2011, o Unity tem sido o desktop do Ubuntu. Mas recentemente a Canonical optou para o GNOME Shell.

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivadosComo instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados

Embora o Ubuntu 18.04 LTS não incluam o ambiente Unity por padrão, não há motivos para desespero (para os que gostam dele).

Além disso, o Unity ainda estará disponível para ser instalado no sistema, a partir dos principais repositórios do Ubuntu.

Por isso, se você gosta do Unity, veja abaixo como instalar o ambiente Unity nessa versão do sistema.

Vale mencionar que a instalação deste ambiente além de incluir todos os pacotes necessários para executar o Unity também instalará a tela de login do Lightdm, a interface Unity completa com menu global, indicadores padrão, etc.

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados

Para instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 3. Agora use o comando abaixo para instalar o Unity;

sudo apt install ubuntu-unity-desktop -y

Ou

sudo apt install unity-session -y

Passo 4. Isso iniciará o download de todos os pacotes necessários, durante o processo de configuração, será exibida uma tela perguntando qual gerenciador de login você prefere usar, no caso do Unity, o LigthDM;

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados

Passo 5. Depois de escolher e finalizar a instalação, basta reiniciar seu sistema.

Como acessar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS

Depois de reiniciar o PC, na tela de login, clique no circulo que fica ao lado do nome do usuário, e no menu que será exibido, clique no item “Unity”;

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS

Em seguida, escolha o usuário, digite a senha e tecle enter para acessar o Unity.

Pronto! Agora que o Unity já está funcionando no seu sistema,você pode usá-lo normalmente e ficar a vontade no ambiente que já está acostumado a usar.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a ferramenta de stress stress-ng no Linux via Snap

Se você está precisando testar até onde vai a estabilidade de seu PC, conheça e veja como a ferramenta de stress stress-ng no Linux via Snap.

stress-ng é uma ferramenta com a qual podemos literalmente “estressar” o processador, memória , disco rígido, sdd e outros componentes do PC, usando apenas o do Linux.

Como instalar a ferramenta de stress stress-ng no Linux via SnapComo instalar a ferramenta de stress stress-ng no Linux via Snap

O stress-ng é uma reescrita da ferramenta Stress original da Amos Waterland, mas tem muitos recursos adicionais, como especificar o número de operações bogo a serem executadas, métricas de execução, verificação de estresse nas operações de memória e computação e consideravelmente mais mecanismos de estresse.

Muitos usuários utilizam programas para “estressar” o computador pessoal, que é uma operação útil, pois permite verificar se o PC permanece estável e confiável em qualquer tipo de uso.

Com esse tipo de ferramenta, é possível colocar uma pressão sobre o processador, placa de vídeo, disco rígido e etc, para garantir que tudo está funcionando corretamente.

O stress-ng pode pressionar vários subsistemas de um computador. Ele pode sobrecarregar a carga da CPU, cache, disco, memória, E/S de soquete e tubo, agendamento e muito mais.

As características especiais do stress-ng, permitem a realização de testes específicos para cada componente.

Com isso dá para lidar com a carga de trabalho da CPU, operando em velocidade de leitura e escrita de nosso disco rígido ou sdd etc.

O stress-ng possui muitas opções dedicadas que permitem realizar teste direcionados para cada componente individual.

Com isso é possível, por exemplo gerenciar cargas de trabalho de CPU, operações de leitura e escrita, velocidade do disco rígido ou sdd e etc.

Como instalar a versão mais recente da ferramenta de stress stress-ng no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar a ferramenta de stress stress-ng no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar a ferramenta de stress stress-ng no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install stress-ng

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install stress-ng --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install stress-ng --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install stress-ng --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh stress-ng

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove stress-ng

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite stress-ng ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Estressando CPU, memória RAM e disco rígido com stress-ng no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como mudar o terminal padrão do Ubuntu e derivados

Se você não gosta do que é usado pelo sistema da Canonical, veja como mudar o do Ubuntu e derivados.

O terminal é um dos poucos programas que sempre encontramos em uma distribuição Linux. Ou seja, não importa qual a sua distro favorita, sempre haverá um terminal para você usar.

Como mudar o terminal padrão do Ubuntu e derivadosComo mudar o terminal padrão do Ubuntu e derivados

Mas apesar disso, ele nem sempre é o mesmo. Acontece que, embora ele seja o coração da distribuição, o terminal pode ser personalizado, e você pode até escolher entre diferentes tipos de terminais.

O Ubuntu, por exemplo, não tem um terminal específico por padrão. As vezes ele tem o Gnome Terminal, outras vezes ele tem o xterm e até mesmo em alguns sabores é usado o Konsole ou o Lxterm.

Atualmente, o Ubuntu usa o Gnome Terminal como ele vem com o Gnome, mas isso não significa que não possamos mudá-lo.

A seguir, você verá como alterar o terminal padrão do Ubuntu.

Como mudar o terminal padrão do Ubuntu e derivados

Se quisermos escolher um terminal diferente, devemos primeiro esse terminal.

Você pode encontrar alguns terminais, como o Terminus e Termius, mas há muitos mais.

Depois de instalar o novo terminal, é hora de marcá-lo como o terminal padrão para o Ubuntu usar sempre que abrirmos um terminal ou executar algo via terminal.

Para fazer isso, você precisa apenas abrir o terminal e executar o seguinte comando:

sudo update-alternatives --config x-terminal-emulator

O comando acima mostrará uma lista dos aplicativos de terminal que existem em nosso sistema. O terminal que estamos usando no momento será marcado com um asterisco.

Agora, para alterar o terminal, precisamos inserir o número do terminal e pressionar a tecla enter.

Como mudar o terminal padrão do Ubuntu 18.04 e derivados

Uma vez que tenhamos feito isso, o terminal nos mostrará uma mensagem dizendo que as mudanças foram feitas corretamente.

O processo é simples, embora possa falhar ou as alterações podem não ser salvas. Por esse motivo, devemos sempre ter certeza de que o asterisco foi corretamente marcado, nesse caso, basta reexecutar o código anterior e verificar o terminal por padrão.

Agora, basta fechar a sessão, fazer login novamente e você verá que o Ubuntu começou a usar o terminal que foi marcado como padrão.

Vale lembrar que o procedimento acima também funciona no Debian e em qualquer distribuição derivada dele.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak

Se você usa diferentes equipamentos, em diferentes locais e quer, acessá-los a qualquer hora, veja como instalar o cliente no Linux via Flatpak.

AnyDesk é um aplicativo que permite acessar seu computador a partir da sua secretária, do seu escritório em casa ou da sala de reuniões mais próxima, tudo isto com todo o conforto.

Como instalar o cliente AnyDesk no Linux via FlatpakComo instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak

O recurso é multiplataforma, ou seja, você pode executar o AnyDesk na sua plataforma preferida, Linux, Windows, Mac OS, FreeBSD, iOS ou Android.

E o AnyDesk não funciona apenas com a última versão do seu sistema operacional. Na verdade, ele tanto funciona com versões mais antigas, como o Windows XP, bem como com sistema atuais e de última geração.

Como instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak

Para instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.anydesk.Anydesk.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.anydesk.Anydesk

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.anydesk.Anydesk

Ou

flatpak uninstall com.anydesk.Anydesk

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.anydesk.Anydesk em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite anydesk ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o app de pintura mtpaint-casept no Linux via Snap

Se você quer exercitar seu talento para a , conheça e veja como o app de pintura no Linux via Snap.

O mtPaint é um programa de pintura que Mark Tyler desenvolveu a partir do zero para que ele pudesse criar facilmente pixel art e manipular fotos digitais.

Como instalar o app de pintura mtpaint-casept no Linux via SnapComo instalar o app de pintura mtpaint-casept no Linux via Snap

Ele usa o kit de ferramentas GTK + (versão 1 ou 2) e roda em PCs via sistemas Linux ou Windows.

Devido ao seu design eficiente, ele pode ser executado em hardware de PC mais antigo (por exemplo, uma CPU de 200MHz e 16MB de RAM livre).

O mtPaint é um software livre, o que significa que você é capaz de usá-lo, modificá-lo e distribuí-lo livremente de acordo com a Licença Pública Geral GNU. Atualmente o mtPaint é mantido por Dmitry Groshev.

Como instalar o app de pintura mtpaint-casept no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o app de pintura mtpaint-casept via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o app de pintura mtpaint-casept via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install mtpaint-casept

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh mtpaint-casept

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite mtpaint-casept ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o app de pintura mtpaint-casept no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o app de pintura mtpaint-casept via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove mtpaint-casept

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Impedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no Ubuntu e derivados

Se você procura um modo de impedir bloqueio da tela, sem desativar o recurso, veja aqui como instalar o no Ubuntu.

Caffeine é um applet simples, no formato de um indicador no painel Ubuntu, que permite impedir o bloqueio da tela temporariamente, a ativação do protetor de tela, o modo de de energia e outras funções que desativam a tela.

Impedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no UbuntuImpedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no Ubuntu

Quase sempre deixamos o computador ligado por grandes períodos de tempo, mas isso não significa que estamos utilizando ele, ou seja, a máquina pode estar ligada e ninguém estará utilizando.

Nesse momento que entra em ação algumas funções que tem como objetivo diminuir o gasto de energia, como proteção de tela, hibernação e desligar o monitor.

Esse programa é particularmente útil quando se deseja impedir que o computador entre nesse modo e atrapalhe as atividades atuais, como por exemplo, quando estamos assistindo a filmes.

Caffeine funciona em sistemas com o ambiente Unity, Ubuntu Gnome, Kubuntu, Xubuntu e Lubuntu.

Instalando o Caffeine no Ubuntu para impedir o bloqueio da tela

Para usuários que não sejam do Gnome no Ubuntu 16.04, Ubuntu 17.10 e superior, basta pesquisar e instalar “caffeine” no Ubuntu Software.

Mas embora o Caffeine esteja disponível nos repositórios padrão do Ubuntu, ele pode estar um pouco obsoleto.

Por isso, para instalar a versão mais recente do Caffeine no Ubuntu e impedir o bloqueio da tela, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:caffeine-developers/ppa

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install caffeine

Como instalar a extensão do Caffeine no Gnome Shell

Para o ambiente Gnome, há uma extensão do Caffeine disponível para instalação. Para instalar a extensão, você pode seguir o tutorial abaixo.

Como instalar extensões do Gnome no Ubuntu 17.10

Lembrando que desde o Ubuntu 17.10, você também pode procurar e instalar qualquer extensão via Ubuntu Software:

E você pode gerenciar as extensões do Gnome através do utilitário Gnome Tweak Tool:
Como instalar o Gnome Tweak Tool no Ubuntu e derivados

Uma vez instalado, você deverá ver o applet na bandeja do sistema.

Como instalar o Caffeine manualmente ou em outras distros e Impedir o bloqueio da tela

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome caffeine.deb:

wget http://ppa.launchpad.net/caffeine-developers/ppa/ubuntu/pool/main/c/caffeine/caffeine_2.9.5_all.deb -O caffeine.deb

Passo 3. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i caffeine.deb

Passo 4. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite caffeine ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Para usá-lo, basta clicar na opção que ativa ou desativa ele no desktop.

Impedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no Ubuntu

Desinstalando o Caffeine no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Caffeine no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:caffeine-developers/ppa --remove
sudo apt-get remove caffeine --auto-remove

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak

Se você está procurando um bom aplicativo para reproduzir sua biblioteca musical, conheça e veja como o Player no Linux via .

Elisa é um simples tocador de música com o objetivo de proporcionar uma experiência agradável para seus usuários. O programa permite navegar música por álbum, artista ou todas as faixas.

Como instalar o Elisa Music Player no Linux via FlatpakComo instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak

A música é indexada usando um indexador privado ou um indexador usando o Baloo. O privado pode ser configurado para escanear música nos caminhos escolhidos.

O Baloo é muito mais rápido porque a Baloo está fornecendo todos os dados necessários a partir de seu próprio banco de dados. Você pode criar e reproduzir sua própria playlist.

Elisa é perfeito para quem utiliza o Kubuntu ou o KDE Neon, mas também pode ser usado em outros ambiente.

Embora o foco óbvio para o tocador seja a integração com a área de trabalho do KDE Plasma, o projeto também tem outras ambições.

Exclusivamente, Elisa quer ser uma opção de primeira classe para usuários de outros ambientes de desktop Linux, como o GNOME Shell, bem como usuários do Windows e Android.

Como instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak

Para instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comandos abaixos para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo
flatpak remote-add --if-not-exists kdeapps --from https://distribute.kde.org/kdeapps.flatpakrepo
flatpak install kdeapps org.kde.elisa

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.elisa

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall org.kde.elisa

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.elisa em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite elisa ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a poderosa linguagem Go no Linux via Snap

Se você quer programar em no Linux sem complicações, veja como a poderosa linguagem no Linux via Snap e coece a produzir.

Go (ou golang) é uma linguagem de inicialmente desenvolvido pelo Google. Ela é uma linguagem estaticamente tipada com sintaxe vagamente derivada de C.

Como instalar a poderosa linguagem Go no Linux via SnapComo instalar a poderosa linguagem Go no Linux via Snap

GO é uma linguagem de programação que está se tornando cada vez mais popular entre os desenvolvedores e os administradores de sistemas.

GO é inspirada em C++ e possui binários para Windows, Linux e Mac OS, além de ser open source, sendo coberta pela licença BSD.

Como instalar a linguagem Go via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar a linguagem Go no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar a linguagem Go via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install go --classic

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install go --edge --classic

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh go

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite go ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar a linguagem Go no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar a linguagem Go via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove go

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar a linguagem GO no Linux manualmente
Como instalar facilmente o compilador e vários outros itens relacionados a linguagem Go

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

CAD gratuito: veja como instalar o LibreCad no Ubuntu e derivados

Se você procura um software de gratuito e poderoso, experimente o LibreCad no Ubuntu e derivados.

LibreCAD é programa de CAD gratuito. Ele é uma aplicação CAD 2D totalmente abrangente, que você pode baixar e instalar gratuitamente.

CAD gratuito: veja como instalar o LibreCad no Ubuntu e derivados
CAD gratuito: veja como instalar o LibreCad no Ubuntu e derivados

Há uma grande base de usuários LibreCAD em todo o mundo e o programa está disponível em mais de 20 línguas e para todos os principais sistemas operacionais, incluindo Microsoft Windows, Mac OS X e Linux (Debian, Ubuntu, Fedora, Mandriva, Suse…).

LibreCAD é um 2D-CAD maduro, repleto de funcionalidades e com algumas grandes vantagens:

  • Gratuito: Você não tem que se preocupar com os custos de licença ou taxas anuais;
  • Não há barreiras linguísticas: Ele está disponível em um grande número de línguas, com muitas outras sendo adicionadas continuamente;
  • Livre: O programa é licenciado pela licença pública GPLv2 e por causa disso, você pode usá-lo, personalizá-lo, alterá-lo e copiá-lo;
  • Comunitário: LibreCAD é um projeto dirigido por uma comunidade e o desenvolvimento está aberto a novos talentos e novas ideias. Também por conta disso, o software é testado e utilizado diariamente por uma comunidade de usuários, grande e dedicada; Com isso, você também pode se envolver e influenciar o seu desenvolvimento futuro.

Instalando o aplicativo de CAD gratuito LibreCAD

LibreCAD está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install librecad.

No entanto, essa é a versão mais recente.

Por isso, para ter a última versão do LibreCAD no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:librecad-dev/librecad-daily

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora o programa com o comando:

sudo apt-get install librecad

Como instalar o LibreCAD manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Para baixar as versões para Windows e Mac OS acesse a página oficial do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite librecad no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o aplicativo de CAD gratuito LibreCAD no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo de CAD gratuito LibreCAD no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:librecad-dev/librecad-daily -r -y
sudo apt-get remove librecad --auto-remove

Veja também

3D/CAD no Linux – conheça algumas aplicações disponíveis para o sistema

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de tarefas Akiee no Linux via AppImage

Se você precisa colocar as em ordem, priorizando as mais importantes, conheça e veja como instalar o gerenciador de no Linux via AppImage

Akiee é um gerenciador de tarefas multiplataforma e de código aberto, coberto pela licença GPL2, e inspirado na metodologia .

Como instalar o gerenciador de tarefas Akiee no Linux via AppImageComo instalar o gerenciador de tarefas Akiee no Linux via AppImage

Este excelente programa ajuda o usuário a concentrar-se em suas tarefas mais importantes usando intervalos, em vez de prioridades.

O Akiee é baseado no modo Org, um usado para manter notas e listas TODO, planejar projetos e criar documentos usando um sistema de texto simples efetivo.

O que torna o Akiee diferente dos outros aplicativos do gerenciador de tarefas é que, em vez de alterar as prioridades e as datas de entrega das tarefas, o Akiee empilha todas as suas tarefas em ordem de prioridade.

Em segundo lugar, as três guias, Tudo, Fazer e Concluído são consideradas estados e existem para mantê-lo concentrado nas tarefas que você tem em mãos e nas tarefas que você precisará concluir em seguida.

Em terceiro lugar, todas as suas tarefas são salvas em um arquivo Markdown para que você sempre possa usar qualquer editor de texto normal para editar suas tarefas.
[embedded content]

Como instalar o gerenciador de tarefas Akiee no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o gerenciador de tarefas Akiee no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome akiee.appimage:

wget https://github.com/rockiger/akiee-release/raw/linux32-release/dist/akiee-0.0.4-i386.AppImage -O akiee.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome akiee.appimage:

wget https://github.com/rockiger/akiee-release/raw/linux-release/dist/akiee-0.0.4-x86_64.AppImage -O akiee.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x akiee.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./akiee.appimage

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite akiee em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

12 de outubro de 2019

Como instalar o jogo Tanks Of Freedom no Linux via Flatpak

Se você curte de guerra e de estratégia por turnos, conheça e veja como instalar o jogo no Linux via Flatpak.

Tanks Of Freedom é um clássico jogo de estratégia por turnos com dois exércitos lutando entre si.

Como instalar o jogo Tanks Of Freedom no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Tanks Of Freedom no Linux via Flatpak

O jogo acontece em um mundo cheio de corrupção e lutas políticas, onde a voz dos fracos muitas vezes não é ouvida.

Quando as pessoas se rebelam contra os governos, é hora de escolher o seu lado. Junte-se às forças do governo recém-criado e ajude-os a ascender, ou alie-se às forças leais ajudadas pela intervenção de um dos países vizinhos.

Desafie-se em uma campanha contra a IA ou enfrente seus amigos no modo hot-seat, onde você lutará pelo controle de locais estratégicos emitindo comandos para sua infantaria, tanques e força aérea.

Usando o editor de mapas fácil, você pode criar qualquer cenário imaginável para jogar e compartilhar on-line para os outros descobrirem!

Como instalar o jogo Tanks Of Freedom no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Tanks Of Freedom no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Tanks Of Freedom no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/in.p1x.TanksOfFreedom.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update in.p1x.TanksOfFreedom

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall in.p1x.TanksOfFreedom

Ou

flatpak uninstall in.p1x.TanksOfFreedom

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run in.p1x.TanksOfFreedom em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite tanksOffreedom ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via Flatpak

Se você está a procura de um recurso para produzir suas animações, conheça e veja como instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via Flatpak.

Pencil2D é uma ferramenta fácil e intuitiva para criar animações desenhadas à mão.

Como instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via FlatpakComo instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via Flatpak

O programa usa um design minimalista leve e fácil de usar, para que você possa se concentrar na animação e não no botão a ser atingido.

Com ele você alterna sem interrupções entre fluxos de trabalho raster e vetoriais, permitindo esboçar, pintar e pintar em qualquer lugar.

Para completar, o Pencil2D é multi-plataforma e pode ser executado no Windows, Mac OSX e Linux, e ainda é completamente open source e livre.

Como instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via Flatpak

Para instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o gerador de animações Pencil2D no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.pencil2d.Pencil2D.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.pencil2d.Pencil2D

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.pencil2d.Pencil2D

Ou

flatpak uninstall org.pencil2d.Pencil2D

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.pencil2d.Pencil2D em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite pencil2d ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o aplicativo educacional TuxMath no Linux

Se você trabalha com o ensino de matemática para crianças e quer dar uma incrementada nas aulas, conheça e veja como instalar o educacional TuxMath no Linux.

TuxMath é um aplicativo educacional, um verdadeiro professor de matemática educacional para crianças. Ele possui vários tipos diferentes de jogabilidade, em vários níveis de dificuldade.

Como instalar o aplicativo educacional TuxMath no LinuxComo instalar o aplicativo educacional TuxMath no Linux

O programa pode ser usado como um jogo head-to-head através de uma rede local, o que o torna adequado para torneios escolares e competições similares.

Além disso, a maioria das imagens dele são armazenadas como imagens SVG, para permitir a exibição adequada em qualquer resolução.

O software é gratuito, e pode ser usado em casa ou em centenas de computadores em uma escola. Além disso, ele é multiplataforma, e por isso, pode instalado no Windows, macOS e Linux/Unix.

Como instalar o aplicativo educacional TuxMath no Linux via

Para instalar o aplicativo educacional TuxMath no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o aplicativo educacional TuxMath no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.tux4kids.tuxmath.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.tux4kids.tuxmath

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall com.tux4kids.tuxmath

Ou

flatpak --user uninstall com.tux4kids.tuxmath

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.tux4kids.tuxmath em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite tuxmath ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

E se você gostou do aplicativo, deixe suas impressões nos comentários!

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Aqueducts no Linux via Flatpak

Se você gosta de games que misturam e , conheça e veja como instalar o jogo Aqueducts no Linux via Flatpak.

Aqueducts é um imersivo jogo de aventura de quebra-cabeça onde você hackea seu caminho para salvar o dia!

Como instalar o jogo Aqueducts no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Aqueducts no Linux via Flatpak

Toda a água desapareceu da sua aldeia e cabe a você salvar o dia! Vá em uma aventura para conectar os canos de água e trazer água de volta para sua aldeia.

Resolva quebra-cabeças e abra caminho através de 15 níveis de ilhas divertidas e desafiadoras. Você pode descobrir que vai aprender algumas coisas ao longo do caminho.
Como instalar o jogo Aqueducts no Linux via Flatpak

Como instalar o jogo Aqueducts no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Aqueducts via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Aqueducts via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.endlessnetwork.aqueducts.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.endlessnetwork.aqueducts

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.endlessnetwork.aqueducts em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite aqueducts ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o jogo Aqueducts no Linux via Flatpak

Para desinstalar o jogo Aqueducts via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.endlessnetwork.aqueducts

Ou

flatpak uninstall com.endlessnetwork.aqueducts

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev no Linux via Flatpak

Se você é fã da série Escape Velocity e quer se divertir, conheça e veja como instalar o jogo de comércio e no Linux via Flatpak.

Naev é um jogo de comércio e combate 2D, inspirado na série Escape Velocity, entre outros.

Como instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev no Linux via FlatpakComo instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev no Linux via Flatpak

Você pilota uma nave espacial de uma perspectiva de cima para baixo e é mais ou menos livre para fazer o que quiser.

Como o nome do gênero sugere, você pode negociar e participar de combate à vontade.

Além disso, há um número cada vez maior de missões, equipamentos e navios de enredo; Até mesmo a própria galáxia cresce a cada lançamento.

Para os que têm inclinações literárias, há grandes quantidades de conhecimento que acompanham desde planetas até equipamentos.

Como instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev no Linux via Flatpak

Como instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo de comércio e combate 2D Naev via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.naev.Naev.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.naev.Naev

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.naev.Naev

Ou

flatpak uninstall org.naev.Naev

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.naev.Naev em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite naev ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de mensageiros Franz no Linux via Flatpak

Se você quer usar vários serviços de comunicação no mesmo app, conheça e veja como instalar o de no Linux via .

O Franz é um aplicativo de mensagens que combina serviços de chat e mensagens em uma única aplicação. Ele atualmente suporta Slack, WhatsApp, , HipChat, Facebook Messenger, Telegram, , GroupMe, Skype e muito mais.

Como instalar o gerenciador de mensageiros Franz no Linux via FlatpakComo instalar o gerenciador de mensageiros Franz no Linux via Flatpak

Em resumo, com Franz você pode ter vários mensageiros no mesmo app e fugir da dor de cabeça que é utilizar muitos aplicativos de bate papo.

Como instalar o gerenciador de mensageiros Franz no Linux via Flatpak

Para instalar o gerenciador de mensageiros Franz via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador de mensageiros Franz via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.meetfranz.Franz.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.meetfranz.Franz

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.meetfranz.Franz em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite franz ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o gerenciador de mensageiros Franz no Linux via Flatpak

Para desinstalar o gerenciador de mensageiros Franz via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.meetfranz.Franz

Ou

flatpak uninstall com.meetfranz.Franz

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Franz – WhatsApp, Skype, Hangouts e outros mensageiros no mesmo app

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Spotify no Linux via Flatpak

Se o sistema tradicional de pacotes não serviu para você ter o popular serviço de stream de músicas, veja como o Spotify no Linux via Flatpak.

O serviço Spotify é uma das melhores opções para quem quer música por meio de streaming em computadores com sistemas operacionais Microsoft Windows, Mac OS X e Linux e em dispositivos móveis como Symbian, iPhone, iPad, Android e BlackBerry.

Como instalar o Spotify no Linux via FlatpakComo instalar o Spotify no Linux via Flatpak

Usando o Spotify você pode transmitir tudo, atualizar e sincronizar faixas e listas offline ou comprar faixas individuais para guardar para sempre.

Já mostrei aqui no Blog como instalar o programa no Fedora, CentOS ou um derivado deles, através desse tutorial:
Como instalar o Spotify no Fedora Linux e derivados

E também como instalar no Ubuntu, Debian ou um derivado deles, nesse outro tutorial:
Como instalar o Spotify no Ubuntu Linux, Debian e derivados

Mas nem tudo se resumo a apenas os tradicionais sistemas de pacotes. Existe por exemplo, o Flatpak, que é a tecnologia de próxima geração para a construção e instalação de aplicativos de desktop, que promete revolucionar a forma de instalar programas no Linux.

Então para lhe dar mais uma opção, você verá como instalar via Flatpak. Confira a seguir.

Como instalar o Spotify no Linux via Flatpak

Para instalar o Spotify no Linux via Flatpak, obviamente, vocẽ precisa ter essa tecnologia no seu sistema.

Se ainda não tiver, use uma das opções do tutorial abaixo para fazer isso:
Como instalar o suporte a Flatpak no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

Depois para instalar o Spotify no Linux via Flatpak, você só precisa fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Adicione o repositório Gnome Stable Runtimes com o comando abaixo;

flatpak remote-add gnome https://sdk.gnome.org/gnome.flatpakrepo

Passo 3. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.spotify.Client.flatpakref

Passo 4. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.spotify.Client

Passo 5. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.spotify.Client

Ou

flatpak uninstall com.spotify.Client
Como instalar o Spotify no Linux via FlatpakComo instalar o Spotify no Linux via Flatpak

O aplicativo pode coexistir com o pacote tradicional. Então, se você tiver ambas as versões instaladas, você deve iniciar o aplicativo através do comando a seguir, uma vez que o iniciador de aplicativos abre o app tradicional:

flatpak run com.spotify.Client

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de senhas Buttercup no Linux via AppImage

Se você tem várias contas (e senhas) e não quer memorizá-las, conheça e veja como instalar o gerenciador de senhas Buttercup no Linux via .

Você deve ter várias senhas diferentes para contas diferentes. Tenho certeza de que você já sabe que configurar a mesma senha para várias contas é uma prática louca e perigosa.

Como instalar o gerenciador de senhas Buttercup no Linux via AppImageComo instalar o gerenciador de senhas Buttercup no Linux via AppImage

Se um invasor conseguiu violar uma de suas contas, é muito provável que ele tente acessar outras contas com a mesma senha.

Portanto, é altamente recomendável definir senhas diferentes para contas diferentes.

No entanto, lembrar várias senhas pode ser difícil. Você pode escrevê-las em um papel. Mas também não é um método eficiente e você pode perdê-los por um período de tempo. É aqui que os gerenciadores de senhas podem ser úteis.

Os gerenciadores de senhas são como um repositório onde você pode armazenar todas as suas senhas para diferentes contas e bloqueá-las com uma senha mestra.

Desta forma, tudo que você precisa lembrar é apenas a senha mestra.

O Buttercup é um gerenciador de senhas gratuito, de código aberto, seguro e entre plataformas escrito usando o NodeJS.

Ele ajuda você a armazenar todas as suas credenciais de login de diferentes contas em um arquivo criptografado, que pode ser armazenado em seu sistema local ou em qualquer serviço remoto como DropBox, ownCloud, NextCloud e serviços baseados em WebDAV.

Ele usa um forte método de criptografia AES de 256 bits para salvar seus dados confidenciais com uma senha mestra.

Portanto, ninguém pode acessar seus detalhes de login, exceto aqueles que possuem a senha mestra.

Buttercup atualmente suporta Linux, Mac OS e Windows. Também está disponível uma extensão de navegador e aplicativo móvel.

Assim, você também pode acessar o mesmo arquivo que você usa no aplicativo de desktop e na extensão do navegador nos seus dispositivos Android ou iOS.

Como instalar o gerenciador de senhas Buttercup no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o gerenciador de senhas Buttercup no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome buttercup.appimage:

wget https://github.com/buttercup/buttercup-desktop/releases/download/v1.17.0/Buttercup-1.17.0-i386.AppImage -O buttercup.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome buttercup.appimage:

wget https://github.com/buttercup/buttercup-desktop/releases/download/v1.17.0/Buttercup-1.17.0.AppImage -O buttercup.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x buttercup.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./buttercup.appimage

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite buttercup ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Firefox no Linux – veja como instalar manualmente

Se você precisa ter a última versão do navegador da Mozilla no seu sistema, veja aqui como instalar o Firefox no Linux manualmente.

Embora os repositórios das principais distribuições forneçam uma versão do Firefox, ela as vezes pode vir desatualizada.

Firefox no Linux: veja como instalar manualmenteFirefox no Linux – veja como instalar manualmente

Por isso, você sempre pode seguir este tutorial para instalar a versão mais recente do Firefox no Linux, independente de qual seja a sua distribuição favorita.

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Para ver as novidades dessa versão, acesse esse link.

Atenção! Antes de fazer o procedimento, desinstale qualquer versão do navegador que já esteja em seu sistema.

Como instalar a última versão do Firefox no Linux

Para instalar a última versão do Firefox no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/firefox*
sudo rm -Rf /usr/bin/firefox
sudo rm -Rf /usr/share/applications/firefox.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema for de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página e baixe a última versão e salve-o com o nome firefox.tar.bz2:

wget "https://download.mozilla.org/?product=firefox-latest&os=linux&lang=pt-BR" -O firefox.tar.bz2

Passo 5. Se seu sistema for de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página e baixe a última versão e salve-o com o nome firefox.tar.bz2:

wget "https://download.mozilla.org/?product=firefox-latest&os=linux64&lang=pt-BR" -O firefox.tar.bz2

Passo 6. Execute o comando abaixo para descomprimir o pacote baixado, para a pasta /opt/;

sudo tar -jxvf  firefox.tar.bz2 -C /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/firefox*/ /opt/firefox

Passo 8. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/firefox/firefox /usr/bin/firefox

Passo 9. Se seu ambiente gráfico suportar, crie um lançador para o Firefox, usando comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=59.0.3\n Encoding=UTF-8\n Name=Mozilla Firefox\n Comment=Navegador Web\n Exec=/opt/firefox/firefox\n Icon=/opt/firefox/browser/chrome/icons/default/default128.png\n Type=Application\n Categories=Network' | sudo tee /usr/share/applications/firefox.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite firefox em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/firefox.desktop
cp /usr/share/applications/firefox.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/firefox.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Se você usa Ubuntu e quer apenas atualizar o Firefox, veja esse outro tutorial:
Firefox:veja como atualizar para a última versão no Ubuntu

Como remover o Firefox no Linux

Para remover o Firefox no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/firefox*
sudo rm -Rf /usr/bin/firefox
sudo rm -Rf /usr/share/applications/firefox.desktop

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap

Se você quer ficar de olho nos valores das cripto-, conheça e veja como o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap.

Cryptowatch é um monitor de moedas digitais (ou cripto-moedas) que exibe os valores atuais desse tipo de investimento.

Como instalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via SnapComo instalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap

Sendo mais especifico, o Cryptowatch mostra os valores das cripto-moedas bitcoin, ethereum e litecoin. Basta executar o aplicativo e visualizar os preços atuais das moedas.

Como instalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um ;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install cryptowatch

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh cryptowatch

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite cryptowatch ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o monitor de moedas Cryptowatch no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove cryptowatch

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Visualização e edição de dados EXIF: Instale e experimente o pyExifToolGUI

Quem trabalha com , principalmente fotos de câmeras, sempre precisa fazer visualização e edição de dados EXIF. Se este é o seu caso, instale e experimente o pyExifToolGUI.

pyExifToolGUI é uma de visualização e edição de dados EXIF, aquelas informações presente em nossas imagens digitais.

Visualização e edição de dados EXIF: Instale e experimente o pyExifToolGUIVisualização e edição de dados EXIF: Instale e experimente o pyExifToolGUI

Com esse software você pode visualizar e editar os dados EXIF e ainda usar uma série de características extras, como a ferramenta para renomear várias imagens de uma vez.

Escrito em Python com Qt, pyExifToolGUI é uma interface gráfica para para o utilitário ExifTool e inclui também alguns recursos úteis, como ferramentas para renomear rapidamente imagens.

O programa suporta todos os formatos (incluindo imagens RAW também) e é capaz de salvar as várias tags de EXIF e XMP, também permite que você processe os dados de uma ou mais imagens, incluindo também dados de GPS e suporte para geotagging.

pyExifToolGUI tem suporte para o Google Photosphere (gpano) e inclui ferramentas para alterar as datas das imagens com base na tag de data e hora.

Um ponto forte deste software é a capacidade de gravar os dados, copiados ou não de uma imagem de origem (imagem de referência), para várias imagens de uma só vez.

Como a ferramenta de visualização e edição de dados EXIF pyExifToolGUI no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o pyExifToolGUI no Ubuntu, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Para descobrir a versão de sua distro, use o seguinte comando;

lsb_release -rs

Passo 3. Se seu sistema é um Ubuntu 12.04 ou compatível com ele, use o comando abaixo para baixar o pacote DEB:

wget http://ppa.launchpad.net/ferramroberto/lffl/ubuntu/pool/main/p/pyexiftoolgui/pyexiftoolgui_0.6-1~lffl~precise_all.deb -O pyexiftoolgui.deb

Passo 4. Se seu sistema é um Ubuntu 14.04 ou superior e compatível com a versão, use o comando abaixo para baixar o pacote DEB:

wget http://ppa.launchpad.net/ferramroberto/lffl/ubuntu/pool/main/p/pyexiftoolgui/pyexiftoolgui_0.6-1~lffl~trusty_all.deb -O pyexiftoolgui.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i pyexiftoolgui.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Passo7. Para evitar um erro na inicialização, crie a pasta do programa com o comando.

cd && mkdir .pyexiftoolgui

Você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite pyexiftool ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Planeta Ubuntu Brasil

O Planeta Ubuntu Brasil é um agregador de blog's dos usuários da distribuição Ubuntu Linux no Brasil. Para ter seu blog agregado, leia as nossas regras.


Última atualização:
14 de outubro de 2019, 23:06
Horário UTC

Planet ATOM
RSS10 RSS20
OPML FOAF

Blogs inscritos


© 2011 Ubuntu Brasil. Ubuntu, o logotipo Ubuntu e Canonical são marcas registradas de Canonical Ltd.
Os comentários dos blogs agregados nesta página representam a opinião de seu autor.