29 de junho de 2018

Como instalar o cliente Steam no Ubuntu via Flatpak

Se você quer outra forma de ter o Steam no Ubuntu, veja como instalar o cliente Steam no Ubuntu via Flatpak sem complicações.

Leia o restante do texto "Como instalar o cliente Steam no Ubuntu via Flatpak"

Como instalar o navegador GNOME Web no Linux via Flatpak

Se você procura um browser simples, prático e completo para navegar na Internet, conheça e veja como instalar o navegador GNOME Web no Linux via Flatpak.

Leia o restante do texto "Como instalar o navegador GNOME Web no Linux via Flatpak"

Temas no GIMP: veja como mudar a aparência do programa

Se você não gosta do visual do GNU Image Manipulation Program, veja aqui como usar temas no GIMP e mudar a aparência do programa, para deixá-lo do jeito que você quer.

Leia o restante do texto "Temas no GIMP: veja como mudar a aparência do programa"

Como instalar o tema Ashes no Ubuntu e derivados

Se você quer mudar o visual do seu ambiente Unity, Gnome, Cinnamon ou Mate, veja como instalar o tema Ashes no Ubuntu e derivados.

Leia o restante do texto "Como instalar o tema Ashes no Ubuntu e derivados"

Como instalar o VokoScreen Caster no Ubuntu

Se você está precisando gravar vídeos de seu ambiente de trabalho ou a partir da webcam, experimente usar o VokoScreen Caster.

Leia o restante do texto "Como instalar o VokoScreen Caster no Ubuntu e derivados"

Como instalar o Playonlinux no Ubuntu e derivados

Está precisando rodar alguma aplicação ou jogo no Linux e não quer complicação? Para ajudá-lo nessa tarefa, que tal instalar o Playonlinux no Ubuntu?

Leia o restante do texto "Como instalar o Playonlinux no Ubuntu e derivados"

Gerenciar fotos no Linux – instale o Picty no Ubuntu e derivados

Procurando uma aplicação para gerenciar fotos? A busca acabou, veja como instalar o Picty no Ubuntu e sistemas derivados, e organize suas fotos.

Leia o restante do texto "Gerenciar fotos - instale o Picty no Ubuntu e derivados"

Exportar para PDF – como instalar o GScan2PDF no Ubuntu

Está precisando digitalizar documentos e quer exportar para PDF? Use um scanner e o gscan2pdf e transforme todos eles em arquivos nesse formato de um jeito simples e rápido.

Leia o restante do texto "Exportar para PDF: como instalar o GScan2PDF no Ubuntu"

Como instalar o app de anotações MindForger no Ubuntu e derivados

Se você procura uma ferramenta completa para anotações e que suporte Markdown, conheça e veja como instalar o app de anotações MindForger no Ubuntu e derivados.

Leia o restante do texto "Como instalar o app de anotações MindForger no Ubuntu e derivados"

Paradox Interactive anunciou o seu lançador de jogos para Linux

A Paradox Interactive anunciou a disponibilidade de seu lançador de jogos para Linux, que infelizmente, ainda é um beta. Confira os detalhes deste importante lançamento.

Leia o restante do texto "Paradox Interactive anunciou o seu lançador de jogos para Linux"

Como instalar o app de pintura bitmap GrafX2 no Linux via Flatpak

Se você precisa produzir imagem bitmap com paleta de 256 cores, conheça e veja como instalar o app de pintura bitmap GrafX2 no Linux via Flatpak.

Leia o restante do texto "Como instalar o app de pintura bitmap GrafX2 no Linux via Flatpak"

KDE Plasma 5.12.6 LTS lançado com melhor suporte para Snap e Flatpak

O projeto KDE lançou uma nova atualização de seu ambiente, KDE Plasma 5.12.6 com melhor suporte para Snap e Flatpak, e muito mais. Confira as novidades dessa atualização.

Leia o restante do texto "KDE Plasma 5.12.6 LTS lançado com melhor suporte para Snap e Flatpak"

Faça backup e gravação de IMG ou ISO com utilitário dd Utility

Procurando uma ferramenta para fazer backup e gravação de arquivos IMG ou ISO em disco ou cartão de memória, experimente instalar e usar o dd Utility.

Leia o restante do texto "Faça backup e gravação de IMG ou ISO com dd Utility"

Como instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu

Como instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu

Procurando um software profissional para gravação e edição de áudio? Então veja como instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu.

Ardour é uma aplicação de digital audio workstation, voltado para utilização profissional. O aplicativo é um projeto de código aberto, o resultado de um esforço de colaborativo de uma equipe mundial, que inclui músicos, programadores e engenheiros de gravação profissional.

Como instalar o digital audio workstation Ardour no UbuntuComo instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu

Apesar de parecer um programa pesado, é possível executá-lo na maioria dos computadores modernos sem muito problema, já que as configurações de latência dele não são muito exigentes.

Para saber mais sobre a versão mais recente do programa, a nota de lançamento.

Como instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:dobey/audiotools

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install ardour

Como instalar o digital audio workstation Ardour manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).
Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite ardour no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o digital audio workstation Ardour no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o digital audio workstation Ardour no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:dobey/audiotools -r -y
sudo apt-get remove ardour --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Gravação de mídias: como instalar o CDRTools no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Gravação de mídias: como instalar o CDRTools no Ubuntu

Gravação de mídias: como instalar o CDRTools no Ubuntu

Quer fazer gravação de mídias de qualquer tipo, inclusive Blu-Ray? então veja como instalar o CDRTools no Ubuntu, para habilitar essa funcionalidade.

O Ubuntu não tem suporte oficial para a gravação de discos Blu-Ray. Pior ainda, o cdrkit, o Brasero do GNOME e o K3b do KDE não suportam este recurso.

Gravação de mídias: como instalar o CDRTools no UbuntuGravação de mídias: como instalar o CDRTools no Ubuntu

Embora isso normalmente não seja um problema, pode ser que um dia você precise queimar um disco Blu-ray. Se isso acontecer, você precisa instalar CDRTools, um pacote que adiciona o suporte a essa funcionalidade e está disponível via repositório.

Para quem não conhece, CDRTool é um conjunto de ferramentas de linha de comando para gravação de CDs, DVDs e Blu-Rays, contendo as seguintes ferramentas:

  • cdrecord – um programa de gravação de CD/DVD/BD;
  • readcd – Um programa para ler mídias CD/DVD/BD com características CD-clone;
  • cdda2wav – O programa de extração de áudio de CD mais evoluído com o suporte a paranoia;
  • mkisofs – Um programa para criar sistemas de arquivos híbridos ISO9660/JOLIET/HFS com atributos Rock Ridge opcionais;
  • isodebug – Um programa para imprimir informações de depuração mkisofs da mídia;
  • isodump – Um programa para despejar media ISO-9660;
  • isoinfo – Um programa para analisar/verificar sistemas de arquivos ISO/9660/Joliet/Rock-Ridge;
  • isovfy – Um programa para verificar as estruturas ISO-9660;
  • rscsi – A daemon que habilita SCSI remoto.

Como instalar o CDRTools no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o CDRTools no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:brandonsnider/cdrtools

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install cdrtools

Como instalar o CDRTools manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, basta fazer o download do instalador .deb diretamente nesse link, e depois clicar nele para instalar manualmente.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite cdrtools no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o CDRTools no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o CDRTools no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:brandonsnider/cdrtools --remove
sudo apt-get remove cdrtools --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Gravação de mídias: como instalar o CDRTools no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

28 de junho de 2018

Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu

Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu

Procurando ícones bonitos para melhorar o visual do seu desktop? Então veja como instalar o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu.

O conjunto MyElementary possui ícones elegantes para a maioria das aplicações e oferece mais de 13.000 ícones.

Instalando o conjunto de ícones MyElementary no UbuntuInstalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu

Esse conjunto de ícones também funciona na maioria dos desktops Linux, tais Unity, Gnome, Mate, Cinnamon, Xfce, Lxde, e assim por diante.

Apesar do criador dele ter retirado o suporte para o painel claro, ele ainda incluí ícones para painel claros, para o caso de você precisar deles. Por isso, este tema de ícone pode se encaixar em qualquer tipo de tema, seja ele claro ou escuro.

Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu

Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu

Para os curiosos, o tema Arc foi usado nas imagens acima.

Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu e derivados

Para instalar o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/icons

Passo 3. Depois, atualize o APT com este comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o conjunto de ícones MyElementary usando o seguinte comando:

sudo apt-get install myelementary

Como instalar o conjunto de ícones MyElementary manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do conjunto de ícones nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).
Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Depois de instalar, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Desinstalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o conjunto de ícones MyElementary, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove myelementary

Depois de instalar, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Fonte

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o Grub Customizer no Ubuntu e derivados

Como instalar o Grub Customizer no Debian, Ubuntu e derivados

Se você procura um programa para poder acertar alguns detalhes do GRUB, sem correr o risco de errar, experimente instalar o Grub Customizer no Ubuntu.

Para a maioria das pessoas mudar as configurações do Grub é algo um pouco assustador. Para esses, ainda bem que existe o Grub Customizer.

Como instalar o Grub Customizer no Debian, Ubuntu e derivadosComo instalar o Grub Customizer no Debian, Ubuntu e derivados

O programa é uma interface gráfica para alteração das configurações do grub2 (o gerenciador de boot padrão do Ubuntu).

Ele é um aplicativo amigável, que permite ao usuário editar as entradas do menu a partir da tela de inicialização do GRUB, definir o sistema operacional padrão, alterar o OS instalado através de um LiveCD.

Como instalar o Grub Customizer no Ubuntu

Como instalar o Grub Customizer no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Grub Customizer no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:danielrichter2007/grub-customizer

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install grub-customizer

Como instalar o Grub Customizer manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite grub no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o Grub Customizer no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Grub Customizer no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:danielrichter2007/grub-customizer -r -y
sudo apt-get remove grub-customizer --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak

Como instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak

Se você precisa de uma boa ferramenta para modificar seus vídeos e outros formatos de mídia, conheça e veja como instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak.

Shotcut é um editor de vídeos multiplataforma e de código aberto para Windows, macOS e Linux, que suporta uma grande quantidade de formatos de áudio e vídeo e codecs

Como instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via FlatpakComo instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak

Além de vídeos, ele também suporta muitos formatos de imagem como BMP, GIF, JPEG, PNG, SVG, TGA, TIFF, bem como sequências de imagens.

Ele suporta muitos formatos de vídeo, áudio e imagem via FFmpeg e tela, webcam e captura de áudio.

Shotcut usa uma linha de tempo (timeline) para edição de vídeo não linear de várias faixas que podem ser compostas de vários formatos de arquivo.

O controle de limpeza e transporte é auxiliado pelo processamento baseado em GPU OpenGL e vários filtros de vídeo e áudio estão disponíveis.

Como instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak

Para instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o editor de vídeos Shotcut no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.shotcut.Shotcut.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.shotcut.Shotcut

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.shotcut.Shotcut

Ou

flatpak uninstall org.shotcut.Shotcut

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.shotcut.Shotcut em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite shotcut ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

E se você gostou do aplicativo, deixe suas impressões nos comentários!

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o editor de vídeo Shotcut no Linux manualmente
Como instalar o editor de vídeos Shotcut no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o utilitário f.lux no Ubuntu para cuidar dos olhos

Como instalar f.lux no Ubuntu para cuidar dos olhos

Você passa algumas horas da noite usando o PC? Pois então precisa de uma ajuda para “dormir melhor”, para isso, veja como instalar f.lux no Ubuntu e seus derivados.

f.lux é um aplicativo que muda a temperatura da cor de seu monitor de computador de acordo com a localização e hora do dia, para reduzir a tensão ocular durante o uso noturno e evitar atrapalhar seu sono.

Como instalar f.lux no Ubuntu para cuidar dos olhosComo instalar f.lux no Ubuntu para cuidar dos olhos

As tonalidades de azul e verde dos monitores durante a noite forçam a vista, e consequentemente, atrapalham o relaxamento dos olhos.

Por isso, este aplicativo foi desenvolvido para diminuir estes tons de luz de acordo com a iluminação do dia.

O f.lux para Linux é composto de um daemon de linha de comando e um applet indicador, que monitoram o horário do PC e ajustam o temperatura da cor de seu monitor de computador, conforme for necessário.

Como instalar o f.lux no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o f.lux no Ubuntu (15.04 ou superior), e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:nathan-renniewaldock/flux

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install fluxgui

Como instalar o f.lux manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite fluxgui no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Depois que o usuário registrar a sua localidade, a aplicação passará a regular a luz do monitor alternando duas modalidades. A primeira é para funcionar enquanto houver a luz do sol, e a outra para os períodos noturnos.

Desinstalando o f.lux no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o f.lux no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:nathan-renniewaldock/flux -r -y
sudo apt-get remove fluxgui --auto-remove

Gostou do programa? Deixe sua opinião nos comentários!

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o navegador Xombrero no Ubuntu e Arch Linux

Como instalar o navegador Xombrero no Ubuntu e Arch Linux

Procurando um navegador leve, minimalista e com recursos sofisticados? Então veja como instalar o navegador Xombrero no Ubuntu, Arch Linux e derivados.

Xombrero é um navegador web de código aberto, leve, minimalista, desenvolvido em GTK+3 e baseado no motor Webkit.

Como instalar o navegador Xombrero no Ubuntu e Arch LinuxComo instalar o navegador Xombrero no Ubuntu e Arch Linux

Ele foi projetado para os usuários que preferem uma interface de linha de comando através da interface gráfica e tem um modo de comando semelhante ao que temos no vim, que serve alternar entre guias, entrar com URLs, seguir links e navegar através do histórico do navegador.

O programa também oferece controles de sessão para os scripts e cookies, o que torna fácil frustrar rastreamento e ataques de scripting.

Como instalar o navegador Xombrero no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o navegador Xombrero no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:unit193/xombrero

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install xombrero

Passo 5. Depois, se precisar desinstalar, use o comando abaixo;

sudo apt-get remove xombrero

Como instalar o navegador Xombrero manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como instalar o navegador Xombrero no Arch Linux, Manjaro e sistemas derivados

Para instalar o navegador Xombrero no Arch Linux, Manjaro e sistemas derivados, você precisa ter o Yaourt instalado. Se não tiver, use esse tutorial para instalar.

Como instalar e usar o Yaourt no Arch Linux e derivados

Depois, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo yaourt xombrero

Passo 3. Depois, caso seja necessário desinstalar o programa, use o comando abaixo;

sudo yaourt -Rsn xombrero

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite xombrero em um terminal, seguido da tecla TAB, ou clicando no ícone dele na área de trabalho ou em um menu de sistema.

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o Chromium no Ubuntu pelo canal Beta ou Dev

Como instalar o Chromium no Ubuntu pelo canal Beta ou Dev

Se você é um usuário do navegador do Google e gosta de emoções fortes, experimente instalar o Chromium no Ubuntu a partir dos canais Beta ou Dev.

Para quem não sabe, Saikrishna Arcot mantém dois repositórios PPA do Chromium: um para o canal Beta e outro para o canal Dev do Chromium, e ambos são atualizados regularmente para todas as versões do Ubuntu que são suportadas pelo projeto.

Como instalar o Chromium no Ubuntu pelo canal Beta ou DevComo instalar o Chromium no Ubuntu pelo canal Beta ou Dev

No entanto, há uma desvantagem de usar essas PPA´s: as versões do Chromium disponibilizadas neles não incluem as APIs do Google, o que significa que algumas características como a sincronização do navegador (Sync), não funcionarão por padrão.

Para obter esses recursos de volta, você precisa obter uma chave de API do Google e as instruções para fazer isso estão incluídas na descrição do PPA. Você pode até usar essas versões do Chromium fornecidas pelos repositórios sem a API do Google, mas lembre-se que o Sync, entre outros, não irão funcionar.

Outra coisa que você deve notar é que ao usar esses PPA´s, a instalação atual do Chromium será substituída por uma do PPA, ou seja, você não pode instalar o Chromium Estável, Beta ou Dev ao mesmo tempo.

Essa instalação é para quem quer se aventurar nas novidades desse navegador. Se o que você quer é apenas instalar o navegador do Google, siga o tutorial abaixo e instale o Chrome:

Como instalar o Google Chrome no Linux

Como instalar o Chromium no Ubuntu a partir do canal Beta

Para instalar o Chromium no Ubuntu a partir do canal Beta, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório com o seguinte comando:

sudo add-apt-repository ppa:saiarcot895/chromium-beta

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando a seguir:

sudo apt-get install chromium-browser

Como instalar o Chromium no Ubuntu a partir do canal Dev

Para instalar o Chromium no Ubuntu a partir do canal Dev, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório com o seguinte comando:

sudo add-apt-repository ppa:saiarcot895/chromium-dev

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando a seguir:

sudo apt-get install chromium-browser

Uma vez instalado, para abrir o programa clique no Dash e digite: chromium

Como reverter as alterações e retornar ao Chromium estável

Se você se arrepender, pode usar o PPA Purge para limpar os dois PPAs acima e voltar para a versão estável do Chromium disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu.

Para isso, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, instale o ppa-purge::

sudo apt-get install ppa-purge

Passo 3. Se você adicionou o repositório PPA do Chromium Canal Beta, remova e limpe ele com o seguinte comando:

sudo ppa-purge ppa:saiarcot895/chromium-beta

Passo 4. Mas, se você adicionou o repositório PPA do Chromium Canal Dev, remova e limpe ele com o comando:

sudo ppa-purge ppa:saiarcot895/chromium-dev

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o navegador Chromium no Linux via snap

Fonte

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Conheça e instale o Xournal no Ubuntu e faça anotações em PDF

Anotações em PDF: instale o Xournal no Ubuntu

Se você está precisando fazer anotações em PDF, então conheça o Xournal. E se você quiser instalar ele em seu sistema, veja aqui como fazer isso.

Para aqueles não familiarizados com o Xournal, ele é uma aplicação GTK+ para fazer anotações, desenhar e manter um diário usando uma caneta em Tablet PCs e outras plataformas.

Anotações em PDF: instale o Xournal no UbuntuAnotações em PDF: instale o Xournal no Ubuntu

O aplicativo vem com várias ferramentas, tais como: caneta, borracha, marca-texto, ferramenta de texto e forma de reconhecimento. Além disso, traços e blocos de texto podem ser selecionados, movidos e copiados usando uma ferramenta de seleção retangular.

Além de servir para tomar notas ou esboços, essas ferramentas podem ser usadas para anotar em arquivos PDF (ele usa a biblioteca Poppler para processar documentos PDF), que podem ser salvos no formato de arquivo nativo do Xournal, ou exportados para PDF.

O aplicativo possui uma opção de exportação para PDF usando Cairo, um modo de visualização horizontal e opções de configuração para dispositivos touchscreen.

Como instalar o aplicativo de anotações em PDF Xournal no Ubuntu e seus derivados

Xournal está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu (começando com o Ubuntu 15.04) e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install xournal.

No entanto, em versões mais antigas, para instalar o aplicativo de anotações em PDF Xournal no Ubuntu e poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install xournal

Como instalar o aplicativo de anotações em PDF Xournal manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite xournal no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o aplicativo de anotações em PDF Xournal no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo de anotações em PDF Xournal no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove xournal --auto-remove

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Conheça e instale o app de anotações Xournal no Linux

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados

Como instalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados

Está difícil colocar o aplicativo de mapas do Google no seu sistema? Veja aqui como instalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados.

Google Earth é um globo virtual, mapa e um programa de informação geográfica que foi originalmente chamado EarthViewer 3D criado pela Keyhole, Inc.

Como instalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivadosComo instalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados

Ele é um aplicativo gratuito que permite aos usuários voar a partir do espaço para o seu bairro, procurar escolas, restaurantes, parques e hotéis, obter instruções de direção, e muito mais.

O programa coloca imagens da terra e outras informações geográficas a direita em seu desktop. Com ele, você pesquisa e descobre o planeta, pois ele permite que você faça uma viagem virtual para qualquer lugar do mundo.

Com o programa você pode ver imagens de satélite, edifícios em 3D, árvores em 3D, terreno, Street View, planetas. Explore construções em 3D, imagens e terrenos, encontre cidades, lugares e empresas locais e muito mais.

É fácil instalar o Google Earth no Ubuntu de 32 bits, entretanto, no Ubuntu de 64 bits nem sempre é assim, principalmente se você tentar fazer isso com o pacote de 32 bits, devido à dependência de pacotes.

Nesse tutorial, você verá como instalar o Google Earth no Ubuntu, usando o pacote de 32 e o de 64 bits, sem complicações.

Se você tiver dificuldade com esse procedimento de instalação ou se você não quiser fazer nada disso, veja como instalar o Google Earth no Ubuntu usando um script que automatiza tudo:

Como instalar o Google Earth no Ubuntu usando um script

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Instalando o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se você estiver usando um sistema de 32 bits ou derivado dele, baixe o arquivo DEB do programa usando o comando abaixo:

wget https://dl.google.com/dl/earth/client/current/google-earth-stable_current_i386.deb -O google-earth-stable.deb

Passo 4. Se você estiver usando um sistema de 64 bits ou derivado dele, baixe o arquivo DEB do programa usando o comando abaixo:

wget https://dl.google.com/dl/earth/client/current/google-earth-stable_current_amd64.deb -O google-earth-stable.deb

Passo 5. (opcional) Se você estiver usando o Ubuntu 16.04 (e ele estiver desatualizado), antes de instalar o programa, execute esses comandos;

wget http://ftp.us.debian.org/debian/pool/main/l/lsb/lsb-core_4.1+Debian13+nmu1_amd64.deb
wget http://ftp.us.debian.org/debian/pool/main/l/lsb/lsb-security_4.1+Debian13+nmu1_amd64.deb
wget http://ftp.us.debian.org/debian/pool/main/l/lsb/lsb-invalid-mta_4.1+Debian13+nmu1_all.deb
sudo dpkg -i lsb-invalid-mta_4.1+Debian13+nmu1_all.deb 
sudo dpkg -i lsb-security_4.1+Debian13+nmu1_amd64.deb 
sudo dpkg -i lsb-core_4.1+Debian13+nmu1_amd64.deb
sudo apt-get install -f -y

Passo 6. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i google-earth-stable.deb

Passo 7. Caso seja necessário (e no caso desse aplicativo é), instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f -y

Se você estiver usando um Ubuntu de 64 bits ou derivado dele, e quiser instalar a versão de 32 bits do programa, antes de começar o procedimento, instale as bibliotecas de 32 bits que o programa precisa, digitando o comando abaixo em um terminal.

sudo apt-get install libfontconfig1:i386 libx11-6:i386 libxrender1:i386 libxext6:i386 libgl1-mesa-glx:i386 libglu1-mesa:i386 libglib2.0-0:i386 libsm6:i386

Depois, basta baixar a versão de 32 bits, usando o passo 3 e fazer o restante do procedimento normalmente.

Como instalar o Google Earth em outras distribuições

Também é possível instalar o Google Earth em distribuições que suportam pacotes RPM, para isso, basta fazer o download do pacote nesse link e instalar manualmente.

Como instalar o Google Earth no Ubuntu e derivados

Mas fique de olho na instalação! Assim como a versão para sistemas com suporte a pacotes DEB, esse é um pacote genérico que pode exigir a instalação de alguma dependência.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite google no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Como instalar o Google Earth no Ubuntu e derivados

Desinstalando o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados

Para desinstalar o Google Earth no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove google-earth-stable --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Opera 54 lançado com feed de notícias no Speed Dial e mais

Opera 54 lançado com feed de notícias no Speed Dial e mais

A Opera Software lançou o Opera 54 com feed de notícias no Speed Dial. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar o Opera no Linux.

Opera é um popular navegador web, disponível para Linux, Mac OS X e Windows. No passado, ele adotou um fork do WebKit engine do Google, e por conta disso, suas novas versões estão sendo baseadas no Chromium.

Opera 54 lançado com feed de notícias no Speed Dial e maisOpera 54 lançado com feed de notícias no Speed Dial e mais

A versão para Linux vem com todos os mesmos recursos do Opera para Windows e Mac, incluindo Speed Dial, o recurso Discover, Opera Turbo, bookmarks (favoritos) e compartilhamento de favoritos, temas, extensões e muito mais.

O Navegador Opera também oferece o modo de economia de energia, que oferece duração da bateria até 50% maior e evita o superaquecimento.

Novidades do Opera 54

O Opera 54 traz novos recursos. No meio de tudo isso, destaque para os seguintes itens:

  • Exiba o feed de notícias abaixo de suas pastas regulares do no Speed Dial. Ative-o em Easy setup (Configuração fácil);
  • Adicionada a opção “Update and Recovery” no Menu Opera para verificar as atualizações e redefinir as configurações do navegador;
  • Atualizado para a versão 67.0.3396.87 do Chromium.

Notícias sobre discagem rápida

Alcançar as últimas notícias globais e locais acaba de se tornar mais fácil. Graças ao News on Speed ​​Dial, cinquenta artigos de notícias serão mostrados abaixo das suas pastas regulares de Discagem Rápida.

Ao clicar em um artigo abrirá a história em uma nova guia. Você pode ler as notícias em idiomas de sua escolha.

Várias categorias podem ser selecionadas para filtrar o conteúdo que você deseja ver na sua Discagem Rápida.

As categorias incluem artes, negócios, entretenimento, comida, saúde, estilo de vida, vida, automobilismo, notícias, ciência, esportes, tecnologia e viagens.

Mais de 40 países e fontes de idiomas estão disponíveis, e você também pode selecionar mais de um para receber uma variedade de conteúdo de notícias.

A seleção de categorias, países e idiomas pode ser feita na barra de menu superior, acima dos artigos de notícias, em Discagem rápida.

Para um feed de notícias mais personalizado, acesse a página “Notícias pessoais”, acessível a partir da barra lateral na página inicial do Opera.

Este recurso de notícias, introduzido no Opera 39, permite que você personalize fontes e páginas Web individuais, além de idiomas e países.

Para saber mais sobre essa versão do Opera, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Opera

Para instalar ou atualizar o Opera no Linux, use o tutorial abaixo:
Como instalar a versão mais recente do Opera no Linux

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o Receitanet no Linux

Como instalar o Receitanet no Debian, Fedora e derivados

Se você já instalou o programa gerador da declaração (IRRF), para acertas as contas com o leão e teve dificuldade para enviar sua declaração, veja como instalar o Receitanet no Linux.

O Receitanet é o programa responsável pela transmissão dos dados, na hora de enviar sua declaração criada no programa gerador da declaração (IRRF). Ele também está disponível na página da Receita Federal em versões para vários sistemas.

Como instalar o Receitanet no Linux

Assim como o IRRF, a versão do instalador do Receitanet que será usada nesse tutorial será a binária (.bin), já que a mesma permite fazer a instalação em qualquer distribuição Linux.

Mais sobre o IRPF

Mais sobre o IRPF 2017

Mais sobre o IRPF 2016

Mais sobre o IRPF 2015

Preparando o sistema para instalar o Receitanet no Linux

Um dos pré requisitos para instalar o programa Receitanet no Linux é a instalação do Java mais recente, para isso, veja os tutoriais abaixo (de acordo com o feedback dos leitores, é recomendável usar a versão 8 do Java da Oracle):

Como instalar Java no Linux manualmente
Como instalar as versões 6, 7 ou 8 do Oracle Java no Ubuntu
Como instalar o Oracle Java 8 no Debian via repositório

Como instalar o Receitanet no Linux

Para instalar o Receitanet no Linux, faça esse procedimento:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Em seguida, atualize o APT com este comando :

sudo apt-get update

Passo 4. Para começar a baixar a atualização e executá-la, use esse comando;

sudo apt-get dist-upgrade

Passo 5. Instale algumas dependências com o seguinte comando:

sudo apt-get install libgtk2.0-0:i386 libpangox-1.0-0:i386 libpangoxft-1.0-0:i386 libidn11:i386 libglu1-mesa:i386

Instalando o Receitanet no Linux

Para instalar o Receitanet no Linux, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, baixe o instalador do programa Receitanet, usando o comando abaixo. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome receitanet.bin;

wget http://www.receita.fazenda.gov.br/publico/programas/receitanet/Receitanet-1.10.bin -O receitanet.bin

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, baixe o instalador do programa Receitanet, usando o comando abaixo. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome receitanet.bin;

wget http://www.receita.fazenda.gov.br/publico/programas/receitanet/Receitanet-1.10-x64.bin -O receitanet.bin

Passo 5. Depois de baixado, dê permissão de execução ao programa, com o comando abaixo;

chmod +x receitanet.bin

Passo 6. Execute o instalador do Receitanet, usando o comando abaixo;

sudo ./receitanet.bin

Passo 7. Na primeira tela, clique no botão “Avançar”;

Como instalar o Receitanet no Linux

Passo 8. Agora, clique no botão “Procurar…” para selecionar a pasta onde deseja instalar o programa e depois clique no botão “Avançar”, ou apenas clique no botão “Avançar” (que é o mais recomendado);

Como instalar o Receitanet no Linux

Passo 9. Na próxima tela, clique no botão “Avançar”;

Como instalar o Receitanet no Linux

Passo 10. Na última tela, clique no botão “Concluir”. ;

Como instalar o Receitanet no Linux

Depois de instalado, você já pode usá-lo (executando-o a partir do IRRF) e enviar a sua declaração.

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

AutoCAD no Linux – Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

AutoCad no Linux - DraftSight no Ubuntu, Fedora e derivados

Se você está precisando lidar com arquivo do AutoCAD no Linux, mas não quer instalar esse aplicativo no seu sistema, veja como instalar o DraftSight no Ubuntu, Fedora e derivados.

Desenvolvido pela Dassault Systemes (que também é desenvolvedora dos softwares Catia e Solidworks), DraftSight é um software gratuito para desenho técnico disponível para Linux, Microsoft Windows e OS X.

AutoCad no Linux - DraftSight no Ubuntu, Fedora e derivadosAutoCAD no Linux – Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Ele é atualmente um dos melhores softwares para o design técnico de CAD 2D (e 3D parcialmente), disponível para Linux.

Mais o grande destaque desse aplicativo é o seu suporte para leitura e gravação de arquivos em formato DWG e DXF (do AutoCad), ou seja, com ele você pode lidar com arquivos do AutoCAD no Linux, sem precisar instalar o AutoCAD.

DraftSight permite anexar modelos de referência externos e tem a capacidade de gerar arquivos no formato PDF com múltiplas páginas, tem um sistema de coordenadas cartesianas, além de desenho em camadas, máscaras de fundo para anotações, suporte para tabelas de estilo de plotagem CTB e STB e muito mais.

Como instalar o DraftSight no Linux

Para instalar o DraftSight no Linux, use um dos procedimento abaixo.

Como instalar o DraftSight, para poder lidar com arquivos do Autocad no Linux Ubuntu, Debian e seus derivados

Para instalar o DraftSight, para poder lidar com arquivos do Autocad no Linux Ubuntu, Debian e distros que usam arquivos .DEB, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se o seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome draftsight.deb;

wget http://dl-ak.solidworks.com/nonsecure/draftsight/2018SP2.1/draftSight.deb -O draftsight.deb

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i draftsight.deb

Passo 5. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Passo 6. Depois, caso seja necessário, desinstale o programa usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove draftsight*

Como instalar o DraftSight, para poder lidar com arquivos do Autocad no Linux e derivados ou em distros que usam arquivos .RPM

Para instalar o DraftSight, para poder lidar com arquivos do Autocad no Linux Fedora e derivados ou em distros que usam arquivos .RPM, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se o seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome draftsight.rpm;

wget http://dl-ak.solidworks.com/nonsecure/draftsight/2018SP2.1/draftSight.rpm -O draftsight.rpm

Passo 3. Para instalar em um Fedora, RedHat e seus derivados, use o comando abaixo:

sudo yum localinstall draftsight.rpm
sudo dnf install draftsight.rpm

Passo 4. Para instalar em um openSUSE ou um de seus derivados, use o comando abaixo:

sudo zypper install draftsight.rpm

Passo 5. Para instalar em um OpenMandriva, Mageia e seus derivados, use o comando abaixo:

sudo urpmi draftsight.rpm

Passo 6. Depois, caso seja necessário, desinstale o programa usando o comando abaixo;

sudo urpme draftsight*

Independente da distribuição que estiver usando, no final da instalação será exibida uma tela onde você deve concordar com a licença do programa para poder usá-lo. Para isso, leia o contrato e clique no botão “Aceitar”;

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite draftsight no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Como ativar o DraftSight para usá-lo gratuitamente

O DriftSight é gratuito, mas depois de 30 dias de uso é necessário ativar o produto. Para isso faça o seguinte:

Passo 1. Quando você executar o programa, será exibida uma janela pedindo a ativação. Nela, clique no botão “Ativar agora”;

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Passo 2. Na próxima tela, preencha seus dados e clique no botão “Ativar”;

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Passo 3. Em seguida, clique no botão “Concluir”;

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Passo 4. O programa será executado normalmente. Se aparecer a tela abaixo, apenas clique no botão “Aceitar”;

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Passo 5. Finalmente, dê uma olhada na caixa de entrada do e-mail cadastrado e você verá que tem um e-mail da produtora do DaftSight. Abra o e-mail e clique no link “click here”.

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Passo 6. Você será direcionado para uma página da produtora do DaftSight e verá a mensagem “Thank you, your activation was successful!”, confirmando que a ativação do seu programa está completa.

AutoCAD no Linux - Instale o DraftSight no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Para mais detalhes, veja o vídeo abaixo feito pelo Diego Barbosa do canal Taverna Linux:

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak

Como instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak

Se você precisa fazer ajustes com vários arquivos PDF’s, conheça e veja como instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak.

PDF Mix Tool é um aplicativo simples e leve que permite dividir, mesclar, girar e misturar arquivos PDF.

Como instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via FlatpakComo instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak

Esse incrível utilitário também permite combinar mais páginas de um documento em um.

PDF Mix Tool é um software gratuito distribuído sob os termos da licença GNU GPLv3, escrito em C++ e que depende apenas do Qt 5 e do PoDoFo

Como instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak

Para instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar a ferramenta PDF Mix Tool no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/eu.scarpetta.PDFMixTool.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update eu.scarpetta.PDFMixTool

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall eu.scarpetta.PDFMixTool

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run eu.scarpetta.PDFMixTool em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite pdfmixtool ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o wowcup

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o wowcup

Se você quer ficar de olho na Copa, sem precisar sair do PC e do terminal, veja como ver os resultados da Copa do Mundo com o wowcup.

wowcup é uma ferramenta que permite ver informações sobre os resultados da Copa do mundo usando a linha de comando.

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o wowcupComo ver os resultados da Copa do Mundo com o wowcup

Ele é um aplicativo de linha de comando escrito em TypeScript usando o oclif (um Open CLI Framework Node.JS) que tem se tornado muito popular entre os fanáticos por futebol.

Wowcup permite buscar os últimos destaques e classificações. Seu design é inspirado em um aplicativo de linha de comando para basquete chamado NBA Go.

A instalação do Wowcup pode parecer tão difícil quanto chegar à final da Copa do Mundo, mas não deve ser um grande desafio para qualquer pessoa, como você verá no procedimento abaixo.

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o wowcup

wowcup precisa do Nodejs/npm para ser instalado em seu sistema. Se você não tem esse recurso em seu sistema, use um dos tutoriais abaixo:

Descubra como instalar o Node.js no Linux
Veja como instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap

Depois, para instalar o wowcup, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Execute o seguinte comando para instalar o wowcup em seu sistema usando o comando npm;

npm install -g wowcup

Usando wowcup para ver os resultados da Copa do Mundo

Usar o wowcup é bastante simples: basta passar um dos seguintes comandos para ver os detalhes das partidas:

wowcup fixtures
wowcup fixtures --last
wowcup fixtures --playing
wowcup fixtures --next

Para verificar todas as classificações ou classificações específicas de grupos, execute os seguintes comandos (note: substitua * com a letra do grupo que você deseja ver):

wowcup standings
wowcup standings --table-*

Gostou desse aplicativo? Deixe sua opinião nos comentários!

O que está sendo falado no blog

O post Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o Museeks no Linux – um reprodutor de músicas leve e elegante

Como instalar o Museeks no Linux - um reprodutor de músicas leve e elegante

Procurando um reprodutor de músicas leve e elegante? Conheça e veja como instalar o Museeks no Linux, em qualquer distribuição.

Museeks é um reprodutor de música de código aberto escrito com Node.js, Electron e React.js. É livre, leve e funciona em Linux, OS X e Windows.

Como instalar o Museeks no Linux - um reprodutor de músicas leve e eleganteComo instalar o Museeks no Linux – um reprodutor de músicas leve e elegante

Ele oferece uma interface de usuário claro e escuro, e suporta os formatos de arquivos mp3, mp4, m4a/aac, wav, ogg e 3gpp. O program também suporta temas, playlists, gerenciamento de filas, Shuffle, loop, controle de velocidade de reprodução e Sleep mode blocker.

Como instalar o Museeks no Linux

Para instalar o Museeks no Linux, use um dos procedimentos abaixo

Como instalar o Museeks no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o Museeks no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome museeks.appimage:

wget https://github.com/KeitIG/museeks/releases/download/0.9.4/museeks-i386.AppImage -O museeks.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome museeks.appimage:

wget https://github.com/KeitIG/museeks/releases/download/0.9.4/museeks-x86_64.AppImage -O museeks.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x museeks.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./museeks.appimage

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Como instalar o Museeks no Linux usando binários pré compilados

Para instalar o Museeks no Linux usando binários pré compilados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/museeks*
sudo rm -Rf /usr/bin/museeks
sudo rm -Rf /usr/share/applications/museeks.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome museeks.zip:

wget https://github.com/KeitIG/museeks/releases/download/0.8.1/museeks-linux-ia32.zip -O museeks.zip

Passo 5. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome museeks.zip:

wget https://github.com/KeitIG/museeks/releases/download/0.8.1/museeks-linux-x64.zip -O museeks.zip

Passo 6. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo unzip /museeks.zip -d /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/museeks-linux* /opt/museeks

Passo 8. Crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/museeks/museeks /usr/bin/museeks

Passo 9. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=Museeks\n Exec=/opt/museeks/museeks\n Icon=/opt/museeks/resources/app/src/images/logos/museeks.png\n Type=Application\n Categories=AudioVideo;Player;Audio;' | sudo tee /usr/share/applications/museeks.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite museeks em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/museeks.desktop
cp /usr/share/applications/museeks.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/museeks.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o programa no Linux

Para remover o programa no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/museeks*
sudo rm -Rf /usr/bin/museeks
sudo rm -Rf /usr/share/applications/museeks.desktop

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Procurando um servidor de mídia compatível com diferentes sistemas e dispositivos? Então veja como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu e sistema derivados.

O servidor de mídia PS3 Media Server é um Media Server UPnP multiplataforma compatível com DLNA e que suporta todos os principais sistemas operacionais, com versões para Windows, Linux e Mac OS X, pois é feito em Java.

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no UbuntuServidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Escrito originalmente para suportar o PlayStation 3, PS3 Media Server foi expandido para suportar uma variedade de outros representantes de mídia, incluindo smartphones, TVs, tocadores de música e muito mais. Para completar, os pacotes MPlayer e do FFmpeg também suportam o PS3 Media Server.

O programa faz stream ou transcodificação de diversos formatos de mídia, com pouca ou nenhuma configuração.

Por baixo do capô, o ele utiliza o MEncoder, FFmpeg, tsMuxeR e AviSynth, que se combinam para oferecer suporte para uma ampla gama de formatos de mídia.

Não é necessário instalar pacotes de codecs, nem configuração de pasta e pré-análise ou esse tipo de coisa chata, todas as suas pastas poder ser navegadas diretamente pelo PS3, há uma atualização automática e transcodificação de vídeo em tempo real via MEncoder.

Dispositivos suportados pelo servidor de mídia de PS3 Media Server:

  • Sony PlayStation 3;
  • Microsoft XBOX 360;
  • Sony Bravia;
  • Google Android;
  • Freebox HD;
  • Freecom MusicPal;
  • Pioneer Kuro;
  • Nokia N900;
  • Philips Aurea;
  • Philips Net TV;
  • Popcorn Hour;
  • Asus O!Play;
  • Xtreamer;
  • AC Ryan PlayOn!HD;
  • Brite-view CinemaTube;
  • Samsung TVs;
  • Philips Streamium;
  • Western Digital WD TV Live;
  • XBMC Media Center;
  • Boxee.

Como instalar o servidor de mídia PS3 Media Server no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o servidor de mídia PS3 Media Server, use um dos procedimentos abaixo e siga as instruções de configuração.

Como instalar o servidor de mídia PS3 Media Server no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o PS3 Media Server no Ubuntu e poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se você estiver usando o Ubuntu 15.04, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/apps

Passo 3. Se você estiver usando o Ubuntu 15.10 ou superior (e até algumas versões anteriores), adicione o repositório GetDeb usando o tutorial abaixo;
Como adicionar os repositórios GetDeb e PlayDeb no Ubuntu, Debians e derivados manualmente;
Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install ps3mediaserver

Como instalar o servidor de mídia PS3 Media Server manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Ou faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ps3mediaserver.deb:

wget http://archive.getdeb.net/ubuntu/pool/apps/p/ps3mediaserver/ps3mediaserver_1.90.1-1~getdeb1_i386.deb -O ps3mediaserver.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ps3mediaserver.deb:

wget http://ftp.yzu.edu.tw/Linux/getdeb/ubuntu/pool/apps/p/ps3mediaserver/ps3mediaserver_1.90.1-1~getdeb1_amd64.deb -O ps3mediaserver.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i ps3mediaserver.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Executando e configurando o servidor de mídia PS3 Media Server

Para iniciar o programa, digite ps3mediaserver no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Na primeira vez que ele for executado, siga as instruções do programa e configure-o:

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Servidor de mídia: como instalar o PS3 Media Server no Ubuntu

Desinstalando o servidor de mídia PS3 Media Server no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o servidor de mídia PS3 Media Server no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/apps -r -y
sudo apt-get remove ps3mediaserver --auto-remove

Veja também

Se você procura outras opções, dê uma olhada nesses tutoriais:
Como instalar e configurar um Plex Media Center Server no Linux
Como instalar a versão mais recente do Media Center Kodi no Ubuntu

Fonte

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de ícones MyElementary no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

27 de junho de 2018

Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu

Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu

Se você gosta de temas planos, aqui no blog tem vários. Mas se você quer conhecer um novo e bonito, veja como instalar o tema Flatabulous no Ubuntu.

Flatabulous é um novo tema GTK que pode ser considerado um dos melhores temas plano para o Ubuntu e outros sistemas Linux baseados no Gnome.

Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu

O tema é baseado no tema Ultra-Flat e foi projetado especialmente para o ambiente Unity no Ubuntu.

Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu

Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu

Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu e derivados

Para instalar o tema Flatabulous no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/themes

Passo 3. Depois, atualize o APT com este comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o tema Flatabulous usando o seguinte comando:

sudo apt-get install flatabulous-theme

Como instalar o tema Flatabulous manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Depois de instalar, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Desinstalando o tema Flatabulous no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o tema Flatabulous no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o tema Flatabulous, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove flatabulous-theme

Para voltar ao estado anterior, use novamente o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Fonte

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu

Se você procura uma ferramenta para criar e editar pinturas no seu PC, veja como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu Linux e derivados.

O programa de pintura digital MyPaint é uma ferramenta ágil e fácil para os pintores digitais. Ele permite que você se concentre na arte, em vez do programa. Você trabalha em sua tela com um mínimo de distrações, trazendo a interface somente quando você realmente precisa dela.

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no UbuntuComo instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu

O programa possui um suporte básico de camadas, uma interface de usuário simples e minimalista, além ter sido projetado para o uso em tablets sensíveis à pressão, como as feitas pela Wacom e muitos dispositivos semelhantes.

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu

Ele vem com uma grande coleção de pincéis, incluindo carvão e tinta para emular um pincel real, mas o engine de pincéis é versátil e altamente configurável, e fornece ferramentas produtivas úteis. Isso permite experimentar seus próprios pincéis e muito mais.

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:achadwick/mypaint-testing

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install mypaint mypaint-data-extras

Como instalar o programa de pintura digital MyPaint manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite mypaint em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Desinstalando o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o programa de pintura digital MyPaint no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:achadwick/mypaint-testing -r -y
sudo apt-get remove mypaint mypaint-data-extras --auto-remove

Fonte

Veja também

Se você não usa o Ubuntu e quiser instalar o programa em outra distribuição, use esse tutorial:
Como instalar o programa de pintura digital MyPaint no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak

Como instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak

Se você curte jogos de tabuleiro com peças (e paciência), conheça e veja como instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak.

Peg-E é um jogo de paciência em que você pula peças para removê-las do tabuleiro, tentando eliminar todas, menos uma.

Como instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via FlatpakComo instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak

As placas são geradas aleatoriamente, com 100 níveis de dificuldade. As peças podem se mover horizontalmente, verticalmente e diagonalmente.

Além disso, o jogo salva automaticamente e tem capacidade de desfazer-refazer o que foi feito.

Como instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo de paciência Peg-E no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gottcode.Peg-E.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gottcode.Peg-E

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall org.gottcode.Peg-E

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gottcode.Peg-E em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite peg ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu

Se você procura um gerenciador financeiro para administrar suas contas, experimente instalar o KMyMoney no Ubuntu e seus derivados.

KMyMoney é um gerenciador de finanças pessoais de código aberto, que tem suporte para diferentes tipos de conta, categorização de despesas e rendimentos e reconciliação de contas.

Como instalar o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu

O programa tem suporte para importação e exportação QIF e oferece serviços bancários on-line para os protocolos OFX e HBCI.

Como instalar o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:claydoh/kmymoney2-kde4

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install kmymoney

Como instalar o gerenciador financeiro KMyMoney manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digitando kmymoney no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:claydoh/kmymoney2-kde4 --remove
sudo apt-get remove kmymoney --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux

Como instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux

Se você tem talento para desenho e pintura, pode soltá-lo usando o Krita, e para isso, veja como instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux.

Krita é um software de manipulação de imagens e também é uma ótima solução para a criação de arquivos de pintura digital a partir do zero ou edição de imagens existentes. O programa é um software livre, licenciado sob a GNU Public License, versão 2 ou posterior.

Como instalar o app de desenho e pintura Krita no LinuxComo instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux

Ele é um estúdio de pintura digital completo e completo para artistas que querem criar trabalho profissional do início ao fim. O aplicativo é usado por artistas de quadrinhos, ilustradores, artistas conceituais, pintores e pela indústria digital.

O Krita possui uma interface amigável e personalizável, onde você você pode escolher a cor do tema, que barras de ferramentas e janelas de encaixe que você deseja usar, e editar os atalhos de teclado.

O programa está disponível para Linux e Windows e suporta muito bem a maioria dos tablets gráficos.

Como instalar o Krita no Linux

Para instalar o Krita no Linux, use um dos procedimentos abaixo.

Como instalar o Krita no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o Krita no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se o seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome krita.appimage:

wget https://download.kde.org/stable/krita/4.1.0/krita-4.1.0-x86_64.appimage -O krita.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod a+x krita.appimage

Passo 5. Mova o arquivo para a pasta e aplicativos do sistema e mude o nome dele com o comando;

sudo mv krita.appimage /usr/local/bin/krita

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite krita em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Como instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux via Flatpak

Para instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o app de desenho e pintura Krita no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/org.kde.krita.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.krita

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kde.krita

Ou

flatpak uninstall org.kde.krita

Você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite krita ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Se você instalou via Flatpak, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.krita em um terminal.

Veja também

Se você usa o Ubuntu (ou um derivado dele), também pode instalar o programa usando ese outro tutorial:
Desenho e pintura no PC: Instale o Krita no Ubuntu e outras distros linux

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como Instalar a última versão do Eclipse no Linux manualmente

Como Instalar a última versão do Eclipse no Linux manualmente

Se você precisa ter a última versão do Eclipse no Linux, veja aqui como fazer a instalação manualmente, para que ela funcione em qualquer distribuição.

Eclipse é uma IDE para desenvolvimento Java, porém suporta várias outras linguagens a partir de plugins como C/C++,PHP,ColdFusion, Python, Scala e plataforma Android. Ele foi feito em Java e segue o modelo open source de desenvolvimento de software.

Como Instalar a última versão do Eclipse no Linux manualmenteComo Instalar a última versão do Eclipse no Linux manualmente

Nesse tutorial, você verá com instalar a última versão do Eclipse no Linux manualmente. O procedimento utiliza binários pré compilados, e por isso, deve funcionar na maioria das distribuições Linux.

O aplicativo foi atualizado recentemente e por isso, esse tutorial está sendo republicado com os links atualizados.

Preparando o sistema para instalar o Eclipse no Linux

Um dos pré requisitos para o programa é a instalação do Java mais recente (o requisito mínimo atual é o Java 6), para isso, veja os tutoriais abaixo ou acesse esse link e siga as instruções dele:
Java no Ubuntu: veja como instalar o OpenJDK 8 nas versões LTS 12.04 e 14.04
Como instalar as versões 6, 7 ou 8 do Oracle Java no Ubuntu
Como instalar o Oracle Java 8 no Debian via repositório
Como instalar Java no Linux manualmente
Como instalar o Oracle Java 9 no Ubuntu, Debian e derivados

Instalando a última versão do Eclipse no Linux

Para instalar a última versão do Eclipse no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se você já tiver feito uma instalação manual do programa, use os comandos abaixo para apagá-la;

rm -Rf /opt/eclipse/
rm -Rf /usr/share/applications/eclipse.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve o arquivo com o nome eclipse.tar.gz;

wget -c http://eclipse.c3sl.ufpr.br/technology/epp/downloads/release/photon/R/eclipse-jee-photon-R-linux-gtk.tar.gz -O eclipse.tar.gz

Passo 5. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve o arquivo com o nome eclipse.tar.gz;

wget -c http://eclipse.c3sl.ufpr.br/technology/epp/downloads/release/photon/R/eclipse-jee-photon-R-linux-gtk-x86_64.tar.gz -O eclipse.tar.gz

Passo 6. Depois de baixar, execute o comando abaixo para descomprimir o pacote baixado, para a pasta /opt/;

sudo tar -zxvf eclipse.tar.gz -C /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/eclipse*/ /opt/eclipse

Passo 8. Baixe e salve o ícone do programa na pasta criada;

sudo wget https://dl2.macupdate.com/images/icons128/11662.png -O /opt/eclipse/eclipse.png

Passo 9. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=eclipse\n Exec=/opt/eclipse/eclipse\n Icon=/opt/eclipse/eclipse.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/eclipse.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite eclipse no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/eclipse.desktop
cp /usr/share/applications/eclipse.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/eclipse.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o Eclipse no Linux

Para remover o Eclipse no Linux, basta apagar a pasta e o atalho do programa, com os comandos abaixo:

rm -Rf /opt/eclipse/
rm -Rf /usr/share/applications/eclipse.desktop

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Lançado Shotwell 0.29.3 com recurso de reconhecimento de rosto

Lançado Shotwell 0.29.3 com recurso de reconhecimento de rosto

Foi lançado o Shotwell 0.29.3 com recurso de reconhecimento de rosto e outra melhorias. Confira os detalhes dessa atualização e veja como instalar ou atualizar.

Shotwell é o gerenciador de fotos para o GNOME 3 e que permite administrar e organizar suas fotos com poucos cliques, de uma forma bem simples.

Lançado Shotwell 0.29.3 com recurso de reconhecimento de rostoLançado Shotwell 0.29.3 com recurso de reconhecimento de rosto

Com ele, você pode importar imagens do disco ou da câmera, compartilhar com os principais serviços Web, incluindo Facebook, Flickr e YouTube.

Além disso, ele tem suporte para fotos e vídeos RAW e também é permite visualizar suas fotos no modo de tela cheia ou tela cheia, slideshow, cortar, girar, ajustar cores, endireitar e aprimorar fotos.

Novidades do Shotwell 0.29.3

O Shotwell 0.29.3 traz uma série de melhorias para o primeiro plano, aprimorando a interface do usuário e a estabilidade geral do aplicativo.

Mas é o retorno do recurso de detecção de rosto do Shotwell para o ramo principal que mais se destaca nessa versão. Esse extra (opcional) pode ajudar a organizar e classificar fotos com base exclusivamente em quem está nelas.

Claro, o reconhecimento facial não é algo inteiramente novo para a Shotwell.

O recurso foi inicialmente desenvolvido em 2012/2013 como parte do Google Summer of Code, e por várias razões, nunca pareceu estar presente em versões estáveis.

Agora, com o código agora de volta ao ramo principal, parece que os desenvolvedores do Shotwell têm um apetite para resolver problemas pendentes e trazer o recurso bacana, que usa o OpenCV para potencializar seus recursos de detecção de faces, para a área de trabalho do Linux.

Um bug para melhorar o reconhecimento facial já está aberto na página do Gitlab do projeto e várias boas sugestões foram apresentadas, como mostrar botões “OK/Cancelar” para rostos detectados automaticamente na própria imagem, ao lado do(s) rosto(s) correspondente(s).

Outras mudanças neste snapshot de série instável – que deve se tornar a versão estável em setembro – incluem:

  • Mover as propriedades estendidas para uma barra lateral;
  • Uma correção para a caixa de diálogo de configurações da apresentação de slides;
  • Introduzir suporte para Flatpak;
  • Corrigir o download do token OAuth2 do login do Google;
  • Re-mescle faces branch para master.

Como instalar ou atualizar para o Shotwell 0.29.3

Lançamentos instáveis do Shotwell não são recomendados para a maioria dos usuários, pois podem conter erros, regressões ou recursos quebrados. Portanto, atualize por sua própria conta e risco.

Para instalar ou atualizar para o Shotwell 0.29.3, use esse tutorial (use a opção de instalação da versão de desenvolvimento):
Como instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Lançado Wine 3.0.2 estável com diversas correção de bugs

Lançado Wine 3.0.2 estável com diversas correção de bugs

O Wine 3.0.2 estável foi lançado e recebeu diversas correção de bugs. Confira os detalhes dessa atualização e veja como instalar ou atualizar.

Wine (um acrônimo para “Wine Is Not an Emulator” ou “Wine não é um emulador”) é um software livre e também uma camada de compatibilidade para permitir a execução de aplicativos e jogos do Windows em sistemas operacionais baseados em Linux e UNIX.

Lançado Wine 3.0.2 estável com diversas correção de bugsLançado Wine 3.0.2 estável com diversas correção de bugs

O Wine é um recurso muito importante para ex-usuários do sistema operacional Windows ou para qualquer pessoa que ainda precisa usar os aplicativos desse sistema no Linux.

Ele possui uma versão estável que pode ser usada com recursos que já são considerados funcionais, sem muitos erros.

Além da versão estável, esse aplicativo possui uma versão de desenvolvimento que fornece correções de bugs e recursos que ainda não estão disponíveis em versões regulares de Wine. Com ela, você tem acesso aos novos recursos do Wine bem antes da maioria dos usuários.

Destaques do Wine 3.0.2

O Wine 3.0.2 é um novo lançamento de correção de bugs para a série estável Wine 3.0 e traz 53 correções conhecidas neste último lançamento pontual.

O Wine 3.0.2 contém diversas correções para as aplicações, incluindo o Empire Earth, o World of Warcraft, o Microsoft .NET Framework, o Autodesk Fusion 360, o BattlEye, o Adobe Premiere, o Maya 2018, o VLC, o Rogue-Killer e muitos outros jogos e aplicativos populares.

Para mais detalhes sobre essa versão, acesse a nota de lançamento.

Como instalar o Wine 3.0.2

Para instalar o Wine estável, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine

Para instalar a versão de desenvolvimento do Wine (instável), use esse tutorial:
Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging no Ubuntu, Debian, Mint e Fedora

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivados

Como atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivados

Se você ainda não está usando última versão do navegador da Mozilla, veja aqui como fazer para atualizar o Firefox no Ubuntu e derivados.

A última versão do Firefox geralmente fica disponível como uma atualização de segurança em todas as versões suportadas do Ubuntu, depois de algumas horas do anúncio da Mozilla.

Como atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivadosComo atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivados

Então, se você já usa o Ubuntu ou um derivado dele e atualizou o sistema, e a nova versão não apareceu, siga os passos deste tutorial e resolva seu problema.

Como atualizar o Firefox no Ubuntu e derivados

Para atualizar o Firefox e instalar a versão mais recente do navegador no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Certifique-se de que o repositório de atualizações recomendadas esteja habilitado. Para fazer isso, abra as “Configurações do sistema” e depois clique no item a opção “Programas e atualizações” (se preferir executar esse recurso pelo terminal ou Dash, use o comando software-properties-gtk). Quando aparecer a tela, vá para a aba “Atualizações” e veja se o item repositório de atualizações recomendadas está habilitado. Se não estiver, marque o item;

Como atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivados

Passo 2. Para executar o atualizador do sistema, clique no Dash e digite: update. Clique no ícone do atualizador e espere ele receber as informações de atualização;

Como atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivados

Passo 3. Confirme a atualização clicando em “Instalar agora” e espere até finalizar.

Como atualizar o Firefox para a última versão no Ubuntu e derivados

Se tudo correu bem, no final do processo, seu Firefox estará com a última versão instalada.

Como instalar ou atualizar o Firefox

Cada nova versão d Firefox estará no repositório oficial do Ubuntu em breve. Até lá quem quiser se adiantar (ou não), deve usar uma das opções abaixo.

Para instalar a versão mais recente do Firefox em qualquer distribuição Linux, use esse tutorial:
Firefox no Linux: veja como instalar manualmente

Se você precisa de um Firefox estável e mais seguro, veja como instalar o Firefox ESR no Linux manualmente.
Firefox ESR no Linux – veja como instalar manualmente

Já se você usa o Ubuntu ou um derivado dele e atualizou o sistema, e a nova versão não apareceu, siga os passos deste tutorial e resolva seu problema.
Firefox no Ubuntu: veja como manter o navegador atualizado

E se você quiser experimentar as últimas versões do Firefox no Ubuntu, dê uma olhada nesse tutorial:
Como experimentar as últimas versões do Firefox no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Faça colagem de fotos facilmente com Photocollage

Faça colagem de fotos facilmente com Photocollage

Se você quer fazer colagem de fotos no Ubuntu, experimente usar o Photocollage, um aplicativo que torna essa tarefa muito fácil.

Photocollage é uma ferramenta de código aberto escrita em Python, que reúne as imagens de entrada que você seleciona, para gerar um grande cartaz ou colagem de fotos.

Faça colagem de fotos facilmente com PhotocollageFaça colagem de fotos facilmente com Photocollage

As fotos são organizadas para preencher todo o cartaz, mas você pode influenciar o algoritmo para alterar o layout final. Você também pode definir um limite personalizado entre as fotos, e salvar a imagem gerada na resolução desejada.

Na prática, Photocollage faz mais ou menos o mesmo que muitos sites comerciais fazem, mas de graça e com código fonte aberto.

Como instalar o aplicativo de colagem de fotos Photocollage no Ubuntu e derivados

Para instalar o aplicativo de colagem de fotos Photocollage no Ubuntu e derivados, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity, use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:dhor/myway

Passo 3. Atualize o APT com o seguinte comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o programa usando esse comando:

sudo apt-get install photocollage

Como instalar o Photocollage manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite photocollage no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o aplicativo de colagem de fotos Photocollage no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo de colagem de fotos Photocollage no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove photocollage --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados

Como instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados

Se você quer colocar ordem nas suas imagens sem complicações, veja como instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados.

Shotwell é o gerenciador de fotos para o GNOME 3. Ele permite que os usuários possam gerenciar e organizar suas fotos com poucos cliques, de uma forma bem simples.

Como instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivadosComo instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados

Com ele, você pode importar imagens do disco ou da câmera, organizar por Eventos baseados em tempo, Tags (palavras-chave), pastas e muito mais. Dá até para compartilhar com os principais serviços Web, incluindo Facebook, Flickr e YouTube.

Além disso, ele tem suporte para fotos e vídeos RAW e também é permite visualizar suas fotos no modo de tela cheia ou tela cheia, slideshow, cortar, girar, ajustar cores, endireitar e aprimorar fotos.

Como instalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e seus derivados

Shotwell está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install shotwell.

Esse programa já vem instalado por padrão em algumas instalação do Ubuntu e seus derivados, e nesse tutorial, você verá como instalar a versão mais recente ou a versão de desenvolvimento, que é considerada instável.

Como instalar a versão estável do organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e seus derivados

Para instalar a versão estável do organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e seus derivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:yg-jensge/shotwell

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install shotwell

Como instalar a versão de desenvolvimento do organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e seus derivados

Para instalar a versão de desenvolvimento do organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:yg-jensge/shotwell-unstable

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install shotwell

Como instalar o organizador de fotos Shotwell manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite shotwell em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Desinstalando o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o organizador de fotos Shotwell no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:yg-jensge/shotwell -r -y
sudo add-apt-repository ppa:yg-jensge/shotwell-unstable -r -y
sudo apt-get remove shotwell --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o World Cup Indicator

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o World Cup Indicator

Se você quer ficar de olho na Copa, sem precisar sair do PC, veja como ver os resultados da Copa do Mundo com o World Cup Indicator.

World Cup Indicator é mais um trabalho do desenvolvedor espanhol Atareao, muito conhecido por outros indicadores. Este incrivelmente bem desenhado drop-down traz os mais recentes resultados dos jogos da Copa do Mundo, diretamente para o seu desktop.

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o World Cup IndicatorComo ver os resultados da Copa do Mundo com o World Cup Indicator

Não se deixe enganar pelo ícone discreto de “futebol” quando, ao ser clicado, ele revela um menu suspenso repleto de informações.

Na parte superior (opção “Today matches”), esse indicador mostra as pontuações ao vivo para quaisquer partidas que estejam atualmente em jogo, mostrando tanto a pontuação atual (com precisão de 60 segundos) quanto o tempo atual da partida.

Mais abaixo (opção “Tomorrow matches”), há seções desmontáveis ​​que listam as pontuações de todos os jogos disputados no dia. Em “Yesterday matches”, estão os resultados das partidas disputadas no dia anterior e as informações instantâneas de quaisquer partidas a serem disputadas no próximo dia.

O uso arrojado de bandeiras do país e grandes pontuações agradáveis ​​tornam este indicador fantástico de se olhar. Tem o “fator de visão”, mostrando o que você quer ver, quando quiser vê-lo.

Como ver os resultados da Copa do Mundo com o World Cup Indicator

Para ver os resultados dos jogos da Copa do mundo, você só precisa instalar a extensão World Cup Indicator. E se você nunca instalou uma extensão no Gnome, veja como fazer isso lendo esse outro tutorial:

Como instalar extensões do Gnome no Ubuntu

Depois, você pode instalar a extensão World Cup Indicator, acessando a página dela.

Basta clicar no controle chaveador para mudar a posição “OFF” para “ON” e assim ativar a extensão:

Como ver os resultados dos jogos da copa o World Cup Indicator

Como ver os resultados dos jogos da copa o World Cup Indicator

Como usar o World Cup Indicator

Uma vez instalada a extensão, para visualizar os resultados dos jogos da Copa, clique no pequeno ícone de uma bola, que fica na bandeja do sistema superior direito da tela.

Como desativar o World Cup Indicator

Para ativar ou desativar a extensão World Cup Indicator, procure e instale o Gnome Tweaks no Ubuntu Software ou usando esse tutorial:

Como instalar o Gnome Tweak Tool no Ubuntu e derivados

O Gnome Tweaks oferece uma guia para gerenciar as extensões Gnome que estão instaladas no seu sistema, onde você pode ativar ou desativar as extensões que precisa, quando quiser.

Você também pode simplesmente acessar a página da extensão no navegador, e clicar no controle para ele ficar na posição “OFF”.

Gostou dessa extensão? Deixe sua opinião nos comentários!

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Corrigindo o erro ‘dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014’

Corrigindo o erro 'dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014'

Se você tentou instalar um software e esbarrou no erro ‘dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014’, veja como fazer para resolver isso.

Imagine que você estava testando um software como a ferramenta chamada OnionShare, que é usada para compartilhar arquivos de qualquer tamanho de forma segura e anônima em sistemas operacionais semelhantes ao Unix.

Corrigindo o erro 'dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014'Corrigindo o erro ‘dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014’

Ao tentar instalar ele no Ubuntu, você poderá encontrar um erro: “E: dpkg was interrupted, you must manually run ‘sudo dpkg --configure -a’ to correct the problem” ou “E: dpkg foi interrompido, você deve executar manualmente 'sudo dpkg --configure -a' para corrigir o problema“.

Como o gerenciador de pacotes do APT sugeriu, execute sudo dpkg --configure -a.

Se não tiver sorte, provavelmente receberá uma nova mensagem de erro: “dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014’ near line 0: newline in field name ‘#padding'” ou “dpkg: erro: analisando o arquivo '/var/lib/dpkg/updates/0014' perto da linha 0: newline no nome do campo '#padding'“.

Nesse contexto, o procedimento abaixo poderá resolver o seu programa.

Corrigindo o erro ‘dpkg: error: parsing file ‘/var/lib/dpkg/updates/0014’

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Para corrigir esse erro, basta remover o arquivo problemático, por exemplo /var/lib/dpkg/updates/0014. Substitua o nome do arquivo no comando abaixo pelo seu. E também, antes de excluir o arquivo, verifique se você tem backup do arquivo.

sudo rm /var/lib/dpkg/updates/0014

Passo 3. Em seguida, limpe o cache do pacote usando o seguinte comando;

sudo apt-get clean

Passo 4. Em seguida, use o comando abaixo para atualizar os repositórios de software;

sudo apt-get update

Passo 5. Finalmente, execute o seguinte comando para corrigir o erro;

sudo dpkg --configure -a

Pronto! Possivelmente seu problema será resolvido.

Se não funcionar, dê uma olhada nesses outros tutoriais:

Pacotes quebrados: veja como corrigir isso em sistemas baseados no Debian
Como remover pacotes quebrados com o Synaptic
Como corrigir o erro “Cannot Add PPA” no Ubuntu
Como consertar um sistema Ubuntu que não inicializa por causa de atualizações quebradas


Fonte

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

Como instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

Se você trabalha com vídeos, conheça e veja como instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE, usando a tecnologia Flatpak.

Pitivi é um editor de vídeo não-linear para o sistema Linux que é distribuído sob a licença LGPL. O programa já está com quase treze anos de desenvolvimento.

Como instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSEComo instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

De acordo com o próprio site:

“PiTiVi respeita a sua liberdade e continua melhorando a cada nova versão. Nunca irá exigir taxas de licenciamento ou usar DRM para impedi-lo de usá-lo quando, onde e como quiser. Desenvolvido em colaboração por pessoas de todo o mundo, seu único propósito é ser um editor de vídeo fantástico para capacitar as pessoas a expressar-se através do vídeo.”

Como instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux via Flatpak

Para instalar o editor de vídeo Pitivi no Ubuntu via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instaalr:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

Depois, você pode instalar o editor de vídeo Pitivi no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user http://flatpak.pitivi.org/pitivi.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.pitivi.Pitivi

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.pitivi.Pitivi stable

Ou

flatpak uninstall org.pitivi.Pitivi stable

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.pitivi.Pitivi em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite pitivi ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Fonte

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o utilitário Ubunsys no Ubuntu e derivados

Como instalar o Ubunsys no Ubuntu 17.04 e derivados

Se você quer mexer naquelas configurações mais difíceis do Ubuntu, veja como instalar o Ubunsys no Ubuntu e derivados, e resolva seu problema.

Ubunsys é um utilitário de sistema avançado para o Ubuntu 17.04 ou superior, que oferece aos Power Users do Ubuntu, acesso fácil às opções do sistema que são consideradas assustadoras. O programa ainda está em desenvolvimento inocial, e por isso, não é considerado estável.

Como instalar o Ubunsys no Ubuntu 17.04 e derivadosComo instalar o Ubunsys no Ubuntu 17.04 e derivados

Utilizando uma interface de usuário direta, ele expõe várias configurações avançadas de segurança, gerenciamento de pacotes e sistema.

Em outras palavras, ele permite que você ative/desative e adicione/remova alguns dos principais recursos do Ubuntu, sem complicações, apenas clicando em botões, ao invés de executar comandos ou usar diferentes aplicativos.

Como o Ubunsys torna muito fácil alternar, verificar e fazer coisas que você não deve fazer no seu sistema, é uma ferramenta mais adequada para usuários avançados que sabem o que estão fazendo.

Agora se você estiver pensando em executar instalações em lote ou fazer atualizações rápidas do kernel seria melhor usar aplicativos como Synaptic, Ubuntu Software e Stacer.

Entre os recursos do Ubunsys, destaque para as seguintes opções:

Lembre-se: este aplicativo é uma ferramenta avançada que ainda está em desenvolvimento, e é destinada apenas para uso no Ubuntu 17.04 ou superior. Por favor, não instale e use este aplicativo apenas por preguiça, ou se houver dúvidas quanto a estabilidade dele.

Esteja pronto para encontrar erros, peculiaridades e quebras, e não deixe de relatar na página do projeto Github

, os problemas que você encontrar.

Como instalar o Ubunsys no Ubuntu 17.04 (ou superior) e seus derivados

Quem quiser instalar o Ubunsys no Ubuntu 17.04 (ou superior) e derivados, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ubunsys.deb:

wget https://github.com/adgellida/ubunsys/releases/download/v2017.12.24/ubunsys_2017.12.24_ubuntu_all_amd64.deb -O ubunsys.deb

Passo 3. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i ubunsys.deb

Passo 4. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite ubunsys no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o Ubunsys no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Ubunsys no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove ubunsys --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Instalando o tema Flatabulous no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu

Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu

Procurando ícones bonitos para deixar seu sistema mais estiloso? Então experimente instalar o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu.

Shadow é um conjunto de ícones voltado para o desktop Linux. Seu maior diferencial, é que ele fica muito bonito com todo os tipos de temas.

Instalando o conjunto de Ícones Shadow no UbuntuInstalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu

Os ícones Shadow foram criados para serem limpos, modernos e customizáveis, a cor principal deste conjunto é o azul e muitos ícones de apps estão em formato redondo.

Então, basicamente, este tema é a mistura de ícones de forma (quadrado) redonda e normal.

Quem quiser criar o visual dos screenshoots acima, deve usar o conjunto de ícones Shadow, junto com o tema Libra.

Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu e derivados

Para instalar o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se você ainda não tem, adicione o repositório do tema com o comando:

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/icons

Passo 3. Depois, atualize o APT com este comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o conjunto de Ícones Shadow usando o seguinte comando:

sudo apt-get install shadow-icon-theme

Passo 5. Os Places e mimetypes dos ícones são redondos (round) por padrão, se você quiser substituí-los por opções quadradas, então execute os seguintes comandos:

sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/places /usr/share/icons/Shadow/scalable/round_places
sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/square_places /usr/share/icons/Shadow/scalable/places
sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/mimetypes /usr/share/icons/Shadow/scalable/round_mimetypes
sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/square_mimetypes /usr/share/icons/Shadow/scalable/mimetypes

Passo 6. Quando você quiser reverter isso, use esses comandos;

sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/places /usr/share/icons/Shadow/scalable/square_places
sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/round_places /usr/share/icons/Shadow/scalable/places
sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/mimetypes /usr/share/icons/Shadow/scalable/square_mimetypes
sudo mv /usr/share/icons/Shadow/scalable/round_mimetypes /usr/share/icons/Shadow/scalable/mimetypes

Como instalar o conjunto de Ícones Shadow manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Depois de instalar, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Desinstalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o conjunto de Ícones Shadow, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove shadow-icon-theme --auto-remove

Para voltar ao estado anterior, use novamente o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o gerenciador financeiro KMyMoney no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

26 de junho de 2018

Como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo

Como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo

Criar vídeos em câmera lenta é o que você gosta de fazer? Pois então veja como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo no Ubuntu e derivados.

SlowmoVideo é um software de código aberto que permite criar vídeos em câmera lenta. Você pode facilmente desacelerar e acelerar a sua filmagem, opcionalmente com borrão de movimento.

Como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideoComo instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo

Para conseguir isso, o programa usa ffmpeg para ler e escrever arquivos de vídeo e GPU-KLT+ stream e OpenCV para o cálculo do fluxo óptico.

Ou seja, ele realmente cria vídeos em câmera lenta e não apenas reproduz seus vídeos em uma velocidade reduzida.

Então como a câmera lenta funciona? SlowmoVideo tenta tenta descobrir para onde mover os pixels
no vídeo (esta informação é chamado de fluxo óptico), e então usa esta informação para calcular os quadros adicionais entre os que foram registrados por sua câmera.

Mas isso não faz com que seus vídeos sejam reproduzidos em velocidade de 0,01x. Você pode diminuir e acelerar suavemente suas imagens, opcionalmente com borrão de movimento.

Conheça melhor o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo

Para saber mais sobre esse programa, clique nesse link.

Como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo no Ubuntu e seus derivados

SlowmoVideo está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install slowmovideo.

No entanto, em versões mais antigas, para instalar o programa no Ubuntu e poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:ubuntuhandbook1/slowmovideo

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install slowmovideo

Como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo de instalação do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite slowmovideo no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:ubuntuhandbook1/slowmovideo -r -y
sudo apt-get remove slowmovideo --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak

Como instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak

Se você quer ter a última versão do mais popular aplicativo de ajustes de imagens do sistema do pinguim, veja como instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak.

GIMP ou GNU Image Manipulation Program é um poderoso editor de imagens que pode ser usado em tarefas como retoque de fotos, composição de imagem e criação de imagem.

Como instalar o editor de imagens GIMP no Linux via FlatpakComo instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak

E mesmo tendo muitos recursos, o Gimp pode ser usado como um simples programa de pintura, um programa de retoque de fotos especialista em qualidade, um sistema de processamento em lote on-line, um processador de imagem de produção em massa ou até como um conversor de formato de imagem, além de diversas outras tarefas.

GIMP é multiplataforma, e por isso, funciona em vários sistemas operacionais. Ele é traduzido em muitas línguas e distribuído gratuitamente, além de ser expansível através de plugins.

É muito provável que sua distribuição já venha com o GIMP instalado. Esse é o método preferido de instalação do GIMP, pois os mantenedores de distribuição cuidam de todas as dependências e atualizações de correção de bugs.

No entanto, note que muitas distros decidem definir uma versão específica do GIMP para seus lançamentos, enquanto o flatpak instalará a versão estável e mais recente do GIMP.

Como instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak

Para instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o editor de imagens GIMP no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install https://flathub.org/repo/appstream/org.gimp.GIMP.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gimp.GIMP

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.gimp.GIMP

Ou

flatpak uninstall org.gimp.GIMP

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gimp.GIMP em um terminal.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gimp ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Quer mais opções para conseguir instalar o GiMP no seu sistema, experimente uma das opções abaixo:

Como instalar o GIMP via Snap no Ubuntu e outras distros
Como instalar a última versão do GIMP no Ubuntu e seus derivados

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Outra alternativa ao Office: instale o Calligra Suíte no Ubuntu

Outra alternativa ao Office: instale o Calligra Suíte no Ubuntu

Se você procura uma outra alternativa ao Office da MS, além do OpenOffice, LibreOffice e WPS Office, experimente instalar o Calligra Suíte no Ubuntu.

Calligra Suite é uma pacote de aplicativos de escritório semelhante ao LibreOffice ou OpenOffice, que normalmente está disponível no Kubuntu e outros sistemas Linux baseados no KDE.

Outra alternativa ao Office: instale o Calligra Suíte no UbuntuOutra alternativa ao Office: instale o Calligra Suíte no Ubuntu

Calligra contém os seguintes aplicativos: Words, Stage, Sheets, Flow e Kexi (aplicativos de escritório), Krita e Karbon (manipulação de gráficos) e o Plan (gerenciamento de projetos).

É aconselhável instalar o Calligra Office Suíte em sistemas que utilizam KDE (como o Kubuntu), porque depende de muitas bibliotecas do KDE que serão instaladas em seu sistema, se estas já não estiverem.

Por isso, se você estiver usando Gnome, Unity, Cinnamon e etc, prepare-se para ver um monte de pacotes sendo instalados.

Como instalar o Calligra Suíte no Ubuntu e ter uma outra alternativa ao Office

Calligra Suíte está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou através do comando sudo apt-get install calligra calligra-l10n-ptbr.

No entanto, em versões mais antigas, para instalar o Calligra Suíte no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository ppa:kubuntu-ppa/backports

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install calligra calligra-l10n-ptbr

Passo 5. Se você for usar usar o programa em um ambiente diferente do KDE, instale essa dependência com o comando a seguir;

sudo apt-get install kdelibs*-dev

Passo 6. Na sequencia, execute esse comando, para preparar o sistema para executar o Calligre Suíte fora do KDE;

kbuildsycoca4

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite calligra no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB) e escolha um dos programas para usar.

Outra alternativa ao Office: instale o Calligra Suíte no Ubuntu

Desinstalando o Calligra Suíte no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Calligra Suíte no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:kubuntu-ppa/backports -r -y
sudo apt-get remove calligra calligra-l10n-ptbr --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis

Como instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis

Se você quer experimentar diferentes sistemas no seu smartphone, conheça o Magic Device Tool e como fazer para instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis.

Magic Device Tool é uma ferramenta de lote completa simples e funcional para fazer a instalação ou substituição de sistemas operacionais como o Ubuntu Phone/Ubuntu Touch/Ubports, Android, LineageOS, Maru OS, Sailfish OS e Phoenix OS, em dispositivos móveis.

Como instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveisComo instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis

Em relação ao Ubuntu Phone/Ubuntu Touch/Ubports, Magic Device Tool permite instalar o sistema, alternar canais, instalar a OpenStore, e fazer screencast.

Já quando se trata do Android, o programa permite instalar o CyanogenMod (com ou sem GApps), LineageOS (com ou sem GApps), Maru OS, Sailfish OS, Phoenix OS e até imagem do Android Factory. Além disso, também é possível fazer uma restauração de backup, o bloqueio ou desbloqueio do bootloader e instalar o TWRP recovery.

Dispositivos suportados pelo programa:

  • BQ Aquaris E4.5 (krillin)
  • BQ Aquaris E5 HD (vegetahd)
  • BQ Aquaris M10 HD (cooler)
  • BQ Aquaris M10 FHD (frieza)
  • Meizu MX 4 (arale)
  • Meizu Pro 5 (turbo)
  • LG Nexus 4 (mako)
  • LG Nexus 5 (hammerhead)
  • Asus Nexus 7 2012 (tilapia)
  • Asus Nexus 7 2013 WiFi (flo)
  • Asus Nexus 7 2013 LTE (deb)
  • Samsung Nexus 10 (manta)
  • OnePlus One (bacon)
  • Fairphone 2 (FP2)

Apesar de todos os seus recursos, esteja ciente de que essa ferramenta não permite o Dual Boot entre o Android e o Ubuntu Touch, e nem todas as ROMs estão disponíveis para todos os dispositivos.

Como instalar a versão mais recente do Magic Device Tool no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o Magic Device Tool no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Magic Device Tool no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install magic-device-tool --devmode

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o snap, use:

sudo snap refresh magic-device-tool

Passo 4. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove magic-device-tool

Como usar o Magic Device Tool para instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis

Para usar o Magic Device Tool para instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis, você só precisa fazer o seguinte:

Passo 1. Execute o programa, usando o comando abaixo;

magic-device-tool

Passo 2. Se você receber algum erro de permissão de adb/fastboot e o mdt não consegue encontrar seu dispositivo, execute o programa como root;

sudo magic-device-tool

Passo 3. Na primeira tela do programa, digite o número correspondente ao sistema que vocẽ quer instalar, e tecle enter;

Como instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis

Passo 4. Nas próximas telas, responda as perguntas do programa do mesmo modo, digitando o código da opção, e teclando enter.

Como instalar o Ubuntu Phone e outros sistemas em dispositivos móveis

Como esse é um procedimento delicado, tenha paciência e evite desconectar o aparelho ou fechar o programa durante o processo.

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Gerenciador de download: Instale o uGet no Ubuntu

Gerenciador de download: Instale o uGet no Ubuntu

Se você precisa de um gerenciador de download leve e rápido, experimente instalar o uGet no Ubuntu.

uGet é um aplicativo gerenciador de download para Linux desenvolvido com GTK+. Ele usa poucos recursos e, ao mesmo tempo embala um conjunto inigualável e poderoso de recursos.

Gerenciador de download: Instale o uGet no UbuntuGerenciador de download: Instale o uGet no Ubuntu

Esses recursos incluem uma fila, pausar/retomar, multi conexão (com gestão adaptativa do segmento), espelhos (várias fontes), multi-protocolo, a categorização avançadas, velocidade limite, monitor de área de transferência, downloads em lote, integração com o FireFox via FlashGot e muito mais.

Ele permite que você possa classificar os downloads, e suporta a importação de download a partir de arquivos HTML. Cada categoria tem uma configuração independente que pode ser herdado por cada download nessa categoria.

Se você quiser integrar o uGet com o Chrome, use esse tutorial:
Como integrar o uGet com o Chrome no Ubuntu e derivados

Instalando o gerenciador de download uGet no Ubuntu e derivados

Para instalar o gerenciador de download uGet no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:plushuang-tw/uget-stable

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install uget aria2

Como instalar o gerenciador de download uGet manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Quando quiser iniciar o programa, digite uget no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o gerenciador de download uGet no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o gerenciador de download uGet no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:plushuang-tw/uget-stable -r -y 
sudo apt-get remove uget aria2 --auto-remove

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o divertido jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak

Como instalar o jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak

Se você gosta de tetris e quer jogá-lo no sistema do pinguim, veja como instalar o jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak, e divirta-se.

Gottet é um clone de tetris. Um divertido jogo de blocos caindo. Peças caem do topo da área de jogo e você pode movê-las horizontalmente e girá-las antes que elas atinjam a parte de baixo da área de jogo.

Como instalar o jogo tetris Gottet no Linux via FlatpakComo instalar o jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak

O objetivo é criar linhas completas de peças, que são então removidas. O jogo acaba quando a pilha de peças atinge o topo da área de jogo.

Como instalar o jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo tetris Gottet no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gottcode.Gottet.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gottcode.Gottet

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall org.gottcode.Gottet

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gottcode.Gottet em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gottet ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o utilitário Stacer no Ubuntu via repositório

Como instalar e usar o Stacer no Ubuntu via repositório

Se você a procura de uma ferramenta para melhorar o desempenho do seu sistema Linux, veja como instalar o Stacer no Ubuntu via repositório.

Stacer é um excelente utilitário de monitoramento, otimização e limpeza de sistema, que permite melhorar o desempenho do Linux.

Como instalar e usar o utilitário Stacer no Ubuntu via repositórioComo instalar e usar o Stacer no Ubuntu via repositório

Ele é na verdade, um utilitário de sistema tudo em um. Stacer permite monitorar o uso de recursos do sistema, limpar caches de aplicativos e arquivos de configuração de aplicativos que ficam depois de uma desinstalação, desinstalar aplicativos que você não precisa mais, parar e iniciar processos do sistema e muito mais.

Alguns dizem que ele é uma alternativa Linux ao CCleaner. Será? Muito possivelmente, mas não deixe a interface simples do programa enganá-lo: este é um aplicativo poderoso e você precisa usá-lo com cuidado.

Se você deseja liberar espaço no Ubuntu ao se livrar do cache e config cruft, ou obter um controle sobre itens de inicialização, o Stacer é a ferramenta perfeita para o trabalho.

Como instalar o utilitário Stacer no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o utilitário Stacer no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:oguzhaninan/stacer

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install stacer

Como instalar o Stacer manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite stacer em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Desinstalando o utilitário Stacer no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o utilitário Stacer no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:oguzhaninan/stacer -r -y
sudo apt-get remove stacer --auto-remove

Veja também

Se você quiser instalar o programa em qualquer distribuição Linux, use esse outro tutorial:
Como instalar e usar o Stacer no Linux via AppImage ou código fonte

O Stacer está disponível em pacotes DEM e RPM. Escolha o que serve melhor para a sua distribuição usando o tutorial abaixo:
Como instalar e usar o Stacer no Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Mas se o que você procura são alternativas ao CCleaner, dê uma olhada em nossa lista desse tipo de aplicativos:

Conheça algumas alternativas ao CCleaner no Linux

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

FireFox 61 lançado com melhorias adicionais de desempenho

FireFox 61 lançado com melhorias adicionais de desempenho

A Fundação Mozilla lançou o Firefox 61 com melhorias adicionais de desempenho e muito mais. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar o Firefox no Linux.

O Mozilla Firefox é o navegador padrão do Ubuntu e de outros sistemas Linux, e normalmente, a última versão do Firefox fica disponível como uma atualização de segurança em todas as versões suportadas das principais distribuições Linux, pouco depois de algumas horas do anúncio da Mozilla.

FireFox 61 lançado com melhorias adicionais de desempenhoFireFox 61 lançado com melhorias adicionais de desempenho

O navegador da Fundação Mozilla foi atualizado recentemente com algumas melhorias, novas opções e pequenas mudanças internas. Confira abaixo as novidades do último lançamento.

Novidades do Firefox 61

O Mozilla Firefox 61 vem com novos recursos corporativos, suporte para autenticação Web/YubiKey e novos aprimoramentos de guias.

O Mozilla Firefox 61 vem com mais melhorias de desempenho, novos recursos e uma experiência online mais segura.

Destaques do lançamento do Firefox 61:

  • Renderização de página mais rápida com melhorias no Quantum CSS e o novo recurso de lista de exibição retida;
  • Alternância mais rápida entre as guias no Windows e no Linux;
  • WebExtensions agora são executados em seus próprios processos no MacOS;
  • Capacidade de adicionar mecanismos de pesquisa à barra de endereços “Pesquisar com” no menu de ação da página;
  • Suporte por padrão para o rascunho mais recente da especificação TLS 1.3;
  • O acesso a sub-recursos FTP dentro de páginas http (s) foi bloqueado;
  • Melhorias no suporte a temas escuros em toda a interface do usuário do Firefox;
  • Adicionado suporte para permitir que WebExtensions oculte abas;
  • Sincronização de favoritos aprimorada.

Para saber mais detalhes sobre essa versão do navegador, leia a nota de lançamento

Como instalar ou atualizar o Firefox

A nova versão estará no repositório oficial do Ubuntu em breve. Até lá quem quiser se adiantar (ou não), deve usar uma das opções abaixo.

Para instalar a versão mais recente do Firefox em qualquer distribuição Linux, use esse tutorial:
Firefox no Linux: veja como instalar manualmente

Se você precisa de um Firefox estável e que suporta plugins abandonados pela versão principal do navegador, veja como instalar o Firefox ESR no Linux manualmente.
Firefox ESR no Linux – veja como instalar manualmente

Já se você usa o Ubuntu ou um derivado dele e atualizou o sistema, e a nova versão não apareceu, siga os passos deste tutorial e resolva seu problema.
Firefox no Ubuntu: veja como manter o navegador atualizado

E se você quiser experimentar as últimas versões do Firefox no Ubuntu, dê uma olhada nesse tutorial:
Como experimentar as últimas versões do Firefox no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Lançado KDE Plasma 5.13.2 com mais de 20 melhorias de estabilidade

Lançado KDE Plasma 5.13.2 com mais de 20 melhorias de estabilidade

Foi lançado KDE Plasma 5.13.2 com correções para mais de 20 melhorias de estabilidade. Confira os detalhes desse lançamento.

O KDE Plasma Desktop é um ambiente que oferece uma belíssima área de trabalho que tira total vantagem da tecnologia de computação moderna.

Lançado KDE Plasma 5.13.2 com mais de 20 melhorias de estabilidadeLançado KDE Plasma 5.13.2 com mais de 20 melhorias de estabilidade

O ambiente KDE Plasma 5.13 foi lançado há mais de uma semana, trazendo novas telas de bloqueio e login, configurações do sistema redesenhadas, integração com Plasma Browser, aprimoramentos no Plasma Discover e muitas outras melhorias e mudanças .

KDE Plasma 5.13 lançado com telas de bloqueio e login renovadas

Novidades do KDE Plasma 5.13.2

Lançado apenas uma semana após o lançamento do primeiro point release, o KDE Plasma 5.13.2 chega apenas duas semanas após o lançamento do ambiente de desktop KDE Plasma 5.13 para consertar mais bugs que a equipe descobriu em vários componentes, como Plasma Discover, Plasma Desktop, Plasma Workspace, KSysGuard, Plasma Audio Volume Control (controle de volume de áudio) e outros.

Os destaques desta segunda versão incluem o processo simplificado de inicialização do Flatpak e inclusão de uma URL de doação para o KNS no gerenciador de pacotes do Plasma Discover, uma correção para um vazamento de FDs no MD RAID e suporte para Qt 5.11 no KSysGuard, bem como mais melhorias no painel KCM de Fontes.

Sobre a atualização, o anúncio diz o seguinte:

“O Plasma 5.13 foi lançado em junho com muitos refinamentos de recursos e novos módulos para completar a experiência de desktop. Esta versão adiciona uma semana de novas traduções e correções dos colaboradores do KDE. As correções são pequenas, mas importantes.”

O curto ciclo de lançamento do ambiente de desktop KDE Plasma 5.13 continuará no próximo mês com a terceira atualização de manutenção, o KDE Plasma 5.13.3, que deve chegar no dia 10 de julho de 2018, com outra camada de melhorias.

Depois disso, o lançamento do quarto ponto, o KDE Plasma 5.13.4, chegará em 31 de julho de 2018.

A última atualização de manutenção, o KDE Plasma 5.13.5, está agendada para ser lançada em 4 de setembro de 2018, após as férias, e marcará o fim da vida útil do ambiente de área de trabalho do KDE Plasma 5.13.

Até lá, você deve atualizar para o KDE Plasma 5.13.2, assim que ele chegar aos repositórios de software da sua distro.

Para saber mais sobre essa versão do KDE Plasma, acesse a nota de lançamento.

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Como reparar um pendrive corrompido ou defeituoso no Linux

Baixou uma imagem ISO do Ubuntu e quer colocar o conteúdo dela em um pendrive? Então veja aqui como criar um pendrive de instalação.

Ter uma distribuição Linux num pendrive é um recurso interessante para quem vive mexendo em outros computadores. Além da grande portabilidade proporcionada e da praticidade da mídia, está cada vez mais fácil usar pendrive para iniciar um sistema.

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Por isso, nada melhor do que criar um disco de instalação do Ubuntu e depois usá-lo para instalar, consertar sistemas danificados ou infectados, ou simplesmente testar o sistema e suas futuras versões.

Para fazer essa tarefa, será usado o Criador de discos de inicialização ou USB Creator, um aplicativo que é muito fácil de usar, porque funciona como um assistente. Melhor ainda, desde a versão 8.10 do Ubuntu, esse programa já vem pré-instalado no Ubuntu.

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Para criar um pendrive de instalação do Ubuntu, você deve usar o procedimento abaixo.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Criando um pendrive de instalação do Ubuntu

Depois de verificar a imagem ISO, faça o seguinte:

Passo 1. Clique no Dash/Atividades e digite criador. Quando aparecer o ícone do “Criador de discos de inicialização”, clique nele para executá-lo:

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Passo 2. Dentro do programa, clique no botão “Outro…”. Na tela que aparece, vá para a pasta onde está a imagem ISO e clique nela. Depois, clique no botão “Abrir”;

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Passo 3. Se o pendrive ainda não estiver formatado ou quiser “limpar” ele, clique no botão “Apagar disco”. Quando solicitado, confirme e informe a autorização necessária para fazer a formatação;

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Passo 4. Para iniciar a criação do disco, clique no botão “Criar disco de inicialização”;

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Passo 5. Aguarde. Quando finalizar, você já pode ejetar o pendrive e então usá-lo a vontade.

Como criar um pendrive de instalação do Ubuntu

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Essa ferramenta também pode ser usada para criar mídias inicializáveis de outras distribuições. E se ele não servir para a que você precisa, experimente esse outros tutoriais:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar a última versão do Whisker Menu no Linux

Como instalar a última versão do Whisker Menu no Linux

Se seu ambiente padrão é XFCE, que tal deixar ele ainda mais fácil de usar? Para conseguir isso, instale a última versão do Whisker Menu.

Whisker Menu é um lançador de aplicativos alternativo para Xfce e uma alternativa inovadora para o menu padrão do ambiente XFCE.

Como instalar a última versão do Whisker Menu no Linux

O recurso inclui uma moderna barra de pesquisa e permite que os usuários possam acessar facilmente todos os aplicativos instalados a partir do sistema, ou acessar aplicações por categorias. Ele também se lembra dos últimos 10 aplicativos que foram usados recentemente.

A seguir você verá como como instalar o Whisker Menu no Ubuntu, Linux Mint, Debian, Fedora, OpenSUSE e sistemas derivados destes. Claro, todos usando o XFCE como o ambiente desktop.

Como instalar o Whisker Menu no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Whisker Menu no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository ppa:gottcode/gcppa

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install xfce4-whiskermenu-plugin

Passo 5. Se depois você precisar desinstalar o programa, use o comando abaixo;

sudo apt-get remove xfce4-whiskermenu-plugin

Como instalar o Whisker Menu no Debian e sistemas derivados

Para instalar o o Whisker Menu no Debian e sistemas derivados e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se você estiver usando um Debian 8, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo sh -c 'echo "deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/Debian_8.0/ /" >> /etc/apt/sources.list.d/xfce4-whiskermenu-plugin.list'

Passo 2. Se você estiver usando um Debian 9, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo sh -c 'echo "deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/Debian_8.9/ /" >> /etc/apt/sources.list.d/xfce4-whiskermenu-plugin.list'

Passo 3. Baixe e importe a chave do repositório com estes comandos:

wget http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/Debian_8.0/Release.key
sudo apt-key add - < Release.key

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install xfce4-whiskermenu-plugin

Passo 6. Se por algum motivo você precisar remover o programa, use o comando abaixo:

sudo apt-get remove xfce4-whiskermenu-plugin

Como instalar o Whisker Menu no Fedora e sistemas derivados

Para instalar o Whisker Menu no Fedora e sistemas derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se seu sistema for um Fedora 27 (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo wget http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/Fedora_27/home:gottcode.repo -O /etc/yum.repos.d/home:gottcode.repo

Passo 3. Se seu sistema for um Fedora 28 (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo wget http://download.opensuse.org/repositories/home:gottcode/Fedora_28/home:gottcode.repo -O /etc/yum.repos.d/home:gottcode.repo

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo yum update

Passo 5. Para instalar o programa cliente com suporte a vídeo, em ambientes desktop baseados na biblioteca GTK;

sudo yum install xfce4-whiskermenu-plugin

Passo 6. Se por algum motivo você precisar remover o programa, use o comando abaixo:

sudo yum remove xfce4-whiskermenu-plugin

Como instalar o Whisker Menu no OpenSUSE e sistemas derivados

Para instalar o Whisker Menu no OpenSUSE e sistemas derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se seu sistema for um openSUSE Factory (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo zypper addrepo http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/openSUSE_Factory/home:gottcode.repo

Passo 3. Se seu sistema for um openSUSE Tumbleweed (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo zypper addrepo http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/openSUSE_Tumbleweed/home:gottcode.repo

Passo 4. Se seu sistema for um openSUSE Leap 42.2 (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo zypper addrepo http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/openSUSE_Leap_42.2/home:gottcode.repo

Passo 5. Se seu sistema for um openSUSE Leap 42.3 (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo zypper addrepo http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/openSUSE_Leap_42.3/home:gottcode.repo

Passo 6. Se seu sistema for um openSUSE Leap 15.0 (ou baseado nele), adicione o repositório do programa com este comando:

sudo zypper addrepo http://download.opensuse.org/repositories/home:/gottcode/openSUSE_Leap_15.0/home:gottcode.repo

Passo 7. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo zypper refresh

Passo 8. Para instalar o programa cliente com suporte a vídeo, em ambientes desktop baseados na biblioteca GTK;

sudo zypper install xfce4-whiskermenu-plugin

Passo 9. Se por algum motivo você precisar remover o programa, use o comando abaixo:

sudo zypper remove xfce4-whiskermenu-plugin

Uma vez instalado, adicione o Whisker Menu no painel, clicando com o botão direito do mouse no painel e selecionando “Panel” > “Add New Items…” (“Painel” > “Adicionar novos itens…”), em seguida, selecione “Whisker Menu” e clique em “Add” (Adicionar) e depois mova ele para a esquerda.

whisker menu

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Se você precisa de uma ferramenta completa para fazer seus diferentes cálculos do dia a dia, conheça e veja como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap.

Qalculate é um software livre (licença GPL v2) e uma calculadora para PC multiplataforma e multi uso.

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via SnapComo instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Pequena e simples de usar, essa calculadora fornece poder e versatilidade normalmente reservados para pacotes matemáticos complicados, bem como ferramentas úteis para as necessidades diárias (como conversão de moeda e cálculo de porcentagem).

Os recursos incluem uma grande biblioteca de funções personalizáveis, cálculos de unidade e conversão, cálculos simbólicos (incluindo integrais e equações), precisão arbitrária, aritmética de intervalo, plotagem e uma interface amigável (GTK+ e CLI).

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Como instalar a versão mais recente do incrível calculadora qalculate no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o incrível calculadora qalculate no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o incrível calculadora qalculate no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh qalculate

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove qalculate

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite qalculate ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto! Confira!

GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto! Confira!

O Projeto GNOME anunciou o lançamento do terceiro marco de desenvolvimento da próxima versão do seu ambiente e a informação de que o GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto. Confira os detalhes desse anúncio.

Em um comunicado, o desenvolvedor Michael Catanzaro anunciou a disponibilidade do GNOME 3.29.3, o terceiro de quatro marcos de desenvolvimento a serem lançados antes do ambiente do desktop GNOME 3.30 entrar em estágios beta de desenvolvimento.

GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto! Confira!GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto! Confira!

Lançado quase um mês depois do GNOME 3.29.2, o marco de desenvolvimento do GNOME 3.29.3 parece ser o primeiro em que todos os componentes podem ser compilados.

No entanto, o GNOME 3.29.3 não contém tantos componentes atualizados quanto se esperava neste momento do ciclo de desenvolvimento. Então, você pode imaginar que as mudanças implementadas até agora são bem menores.

Componentes que receberam mudanças notáveis ​​incluem NetworkManager, NetworkManager Applet, Epiphany, libdazzle e evolution-data-server.

O ciclo de desenvolvimento do ambiente GNOME 3.30 continuará com o quarto e último marco de desenvolvimento, o GNOME 3.29.4, que deve ser lançado em 18 de julho de 2018, logo após a conferência GUADEC, que acontecerá entre os dias 6 e 11 de julho, em Almeria, Espanha.

GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto

Depois disso, o GNOME 3.30 beta chegará no inicio de agosto. Sim, o GNOME 3.30 entrará nos estágios beta de desenvolvimento com o primeiro lançamento beta, que está previsto para o dia 1º de agosto de 2018.

Um segundo lançamento beta está planejado para 15 de agosto, e o Release Candidate deve chegar no final do mês, em 29 de agosto.

Enquanto isso, se você quiser compilar o GNOME 3.29.3 no seu sistema operacional Linux, você pode usar o snapshot oficial do projeto BuildStream ou os pacotes com código fonte.

A versão final do ambiente de desktop GNOME 3.30 deverá ser lançada no dia 5 de setembro de 2018.

Confira o cronograma de lançamento do GNOME 3.30 “Almeria”

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o lançador de aplicativos ULauncher no Ubuntu apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Se você curte Sudoku e quer uma opção bem simples desse famoso quebra-cabeças, conheça e veja como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak.

O Sudoku é um jogo de lógica, ideal para todas as idades. O objetivo do jogo é a colocação de números de 1 a 9 em cada uma das células vazias numa grade de 9×9, constituída por 3×3 subgrades chamadas regiões.

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Simsu é um jogo básico de Sudoku. Nele, você pode alternar entre o preenchimento de notas (modo de lápis) ou o preenchimento de respostas (modo de caneta).

Para facilitar a visualização de onde colocar números, você pode realçar todas as instâncias de um número.

Você também pode verificar suas respostas para correção enquanto joga. O jogo armazena suas notas e respostas atuais, para que você possa continuar de onde parou na próxima vez que jogar.

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Simsu no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Simsu no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gottcode.Simsu.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gottcode.Simsu

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall org.gottcode.Simsu

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gottcode.Simsu em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite simsu ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

O post Como instalar o criador de vídeos slow-motion SlowmoVideo apareceu primeiro em Blog do Edivaldo.

Planeta Ubuntu Brasil

O Planeta Ubuntu Brasil é um agregador de blog's dos usuários da distribuição Ubuntu Linux no Brasil. Para ter seu blog agregado, leia as nossas regras.


Última atualização:
18 de julho de 2018, 12:04
Horário UTC

Planet ATOM
RSS10 RSS20
OPML FOAF

Blogs inscritos


© 2011 Ubuntu Brasil. Ubuntu, o logotipo Ubuntu e Canonical são marcas registradas de Canonical Ltd.
Os comentários dos blogs agregados nesta página representam a opinião de seu autor.