09 de dezembro de 2019

Como instalar o gerenciador de arquivos FreeMAN no Linux via Snap

Se você quer lidar com seus de um jeito fácil, conheça e veja como instalar o de FreeMAN no Linux via Snap.

FreeMAN é um gerenciador de arquivos gratuito, extensível e multiplataforma para usuários avançados.

Como instalar o gerenciador de arquivos FreeMAN no Linux via SnapComo instalar o gerenciador de arquivos FreeMAN no Linux via Snap

Recursos do FreeMAN:

  • Navegação rápida, limpa e com sistema de arquivos com painel duplo, com um forte foco no teclado;
  • Terminal integrado por painel de navegação para as coisas que um explorador de arquivos simplesmente não pode fazer;
  • Concentre-se na personalização para adequá-lo aos caprichos do usuário;
  • Navegação rápida com uma caixa Ir para.

Como o FreeMAN está atualmente em desenvolvimento e, como tem o poder de excluir arquivos/pastas, deve ser usado com cuidado.

Como instalar o gerenciador de arquivos FreeMAN no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gerenciador de arquivos FreeMAN via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador de arquivos FreeMAN via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install freeman --beta

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh freeman

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite freeman ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o gerenciador de arquivos FreeMAN no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o gerenciador de arquivos FreeMAN via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove freeman

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o framework Volatility no Linux via Snap

Se você quer extrair informações da memória de um , conheça e veja como instalar o framework no Linux via Snap.

O Framework Volatility é uma coleção completamente aberta de ferramentas, implementadas em Python sob a GNU General Public License, para a extração de artefatos digitais de amostras de memória volátil (RAM).

Como instalar o framework Volatility no Linux via SnapComo instalar o framework Volatility no Linux via Snap

As técnicas de extração são executadas completamente independentes do sistema que está sendo investigado, mas oferecem visibilidade no estado de tempo de execução do sistema.

O framework tem o objetivo de introduzir as pessoas às técnicas e complexidades associadas à extração de artefatos digitais a partir de amostras de memória volátil e fornecer uma plataforma para trabalhos adicionais nessa excitante área de pesquisa.

Como instalar o framework Volatility no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o framework Volatility no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o framework Volatility no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install volatility-phocean

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh volatility-phocean

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite volatility-phocean ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o framework Volatility no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o framework Volatility via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove volatility-phocean

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente PS4 Remote Play Chiaki no Linux

Se você possui um PS4 e quer jogar os jogos dele no seu PC com Linux, conheça e veja como instalar o cliente PS4 no Linux.

Quem tem um PS4 em sua posse e deseja jogar do seu desktop Linux para videogames para esta plataforma, você precisa saber o que pode ser feito graças ao software Chiaki. Isso é possível graças à função chamada Remote Play, que inclui o dispositivo da empresa japonesa.

Como instalar o cliente PS4 Remote Play Chiaki no LinuxComo instalar o cliente PS4 Remote Play Chiaki no Linux

Até agora, o Remote Play permitia o controle remoto de videogames para console. Infelizmente, oficialmente, apenas os sistemas operacionais Microsoft Windows e Apple macOS eram suportados.

Portanto, não havia como fazê-lo a partir de uma distribuição Linux. Mas com a chegada do projeto Chiaki já é possível. De fato, com o Chiaki, você pode fazer isso no Linux e em outras plataformas.

O Chiaki é um cliente não oficial, de código aberto e gratuito do PS4 Remote Play. Atualmente, ele funciona no Windows, Linux, macOS e também funcionará no Android em breve.

Se você quiser jogar videogame remotamente a partir do seu PlayStation 4, não precisará de uma placa gráfica poderosa, RAM ou CPU de alto desempenho, nem qualquer tipo de emulador de títulos, pois o videogame ainda está sendo executado no seu PS4.

Embora o que você deva saber é que há um pequeno atraso … mas nada muito irritante na maioria dos casos.

E o melhor de tudo é que, apesar de não ser oficial, você não precisa fazer o jailbreak ou algo parecido no seu PS4; portanto, você não violará a garantia ou corre o risco de ter problemas decorrentes dessa prática.

Lembre-se de que Chiaki é um projeto muito novo, ainda há muito a melhorar, mas já funciona de maneira bastante decente. Pouco a pouco eles estarão implementando coisas novas.

O que está disponível no momento inclui:

  • Gratuito;
  • Código aberto;
  • Você não precisa de jailbreak;
  • Cliente não oficial, mas funcional para o PS4 Remote Play;
  • Permite fazer login com PIN;
  • Modo de tela cheia pressionando F11;
  • Você pode desativar o console dele;
  • Streaming de jogos com resolução 1080p para usuários do PS4 Pro e 720p para usuários do PS4. A taxa pode variar de 60 a 30 FPS.
  • Em breve, incluirá suporte para Android, controle de gerenciamento, suporte para o painel de toque, configurações de teclas configuráveis ​​etc.

Como instalar o cliente PS4 Remote Play Chiaki no Linux via arquivo

Para instalar o cliente PS4 Remote Play Chiaki no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome chiaki.appimage:

wget https://github.com/thestr4ng3r/chiaki/releases/download/v1.0.3/Chiaki-v1.0.3-Linux-x86_64.AppImage -O chiaki.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x chiaki.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./chiaki.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite chiaki ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Você deve saber que precisa estar conectado à mesma LAN do seu PS4, para que ele funcione.

Você precisará registrar seu PS4 na primeira vez que fizer login em Chiaki, o resto do tempo que não será mais necessário.

Para isso, você deve inserir seu ID de usuário e PIN da PSN. Lembre-se de que o pino pode ser obtido na configuração do PS4, na opção Configurações da conexão de reprodução remota.

Depois de registrado, se o seu console PS4 estiver ativo e com um videogame em execução, você só precisará clicar duas vezes no ícone do console que aparece na janela Chiaki que você acabou de configurar.

E o jogo começará a ser visto e você pode controlá-lo com um controlador conectado ao seu dispositivo via USB.

cliente PS4 Remote Play Chiaki – Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

08 de dezembro de 2019

Como instalar o incrível jogo 0 A.D. no Linux via Snap

Se você curte games de estratégia em tempo no velho estilo “Age of Empires”, conheça e veja como instalar o no Linux via Snap.

0 A.D. (pronuncia-se “zero ey-dee”) é uma plataforma multiplataforma livre e de código aberto e um de estratégia em tempo real (RTS) de guerra antiga.

Como instalar o incrível jogo 0 A.D. no Linux via SnapComo instalar o incrível jogo 0 A.D. no Linux via Snap

Em suma, é um jogo de guerra/economia baseado na história da humanidade que permite aos jogadores reviverem ou reescreverem a história das civilizações ocidentais, com foco nos anos entre 500 a.C. e 500 A.D.

O projeto é altamente ambicioso, envolvendo 3D de última geração, gráficos, arte detalhada, som, e um flexível e poderoso Motor do jogo embutido.

Como instalar o incrível jogo 0 A.D. no Linux via Snap

Como instalar a versão mais recente do jogo 0 A.D. no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo 0 A.D. no via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo 0 A.D. via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install 0ad

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install 0ad --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install 0ad --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install 0ad --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh 0ad

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove 0ad

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite 0ad ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o jogo 0 A.D. no Linux via Flatpak
Instale e experimente o jogo 0 A.D. no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a ferramenta de captura de tela Ksnip no Linux via AppImage

Se você quer fazer capturas e anotações nelas, conheça e veja como instalar a de captura de tela no Linux via .

O Ksnip é uma ferramenta de captura de tela do Linux baseada em Qt que fornece muitos recursos de anotação para suas capturas de tela.

Como instalar a ferramenta de captura de tela Ksnip no Linux via AppImageComo instalar a ferramenta de captura de tela Ksnip no Linux via AppImage

Por oferecer basicamente os mesmos recursos (e algo mais), o KSnip pode ser considerado uma ótima alternativa ao poderoso Shutter, outra importante ferramenta de captura de tela.

Como instalar a ferramenta de captura de tela Ksnip no Linux via arquivo AppImage

Para instalar a ferramenta de captura de tela Ksnip no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ksnip.appimage:

wget https://github.com/DamirPorobic/ksnip/releases/download/v1.5.0/ksnip-1.5.0.AppImage -O ksnip.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x ksnip.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./ksnip.appimage

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite ksnip ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o aplicativo de anotações MicroPad no Linux via Snap

Se você quer fazer anotações, sem complicações, conheça e veja como instalar o aplicativo de anotações no Linux via Snap.

O MicroPad (µPad) é aplicativo de anotações de código aberto. Ele usa um formato de arquivo simples (com um analisador de código aberto) e pode exportar para texto sem formatação no formato Markdown.

Como instalar o aplicativo de anotações MicroPad no Linux via SnapComo instalar o aplicativo de anotações MicroPad no Linux via Snap

O MicroPad possui uma tela infinita, porque a anotação é uma tarefa muito diferente da gravação de documentos e a restrição a uma página vertical o limita.

Ele fornece uma tela infinita para suas idéias, permitindo que você estruture seus pensamentos como quiser.

O μSync está embutido no MicroPad, proporcionando uma experiência completa e perfeita. O μSync manterá suas anotações sincronizadas em todos os seus dispositivos de forma rápida e segura com a criptografia AES-256.

O MicroPad possui importação do Evernote. Se você exportar suas anotações para o formato enex, elas poderão ser carregadas e importadas instantaneamente para o µPad.

Você também pode selecionar um monte de arquivos de remarcação para importar e o μPad os transformará perfeitamente em um bloco de notas, permitindo que você leve essas anotações para o próximo nível.

O MicroPad usa o Markdown. O Markdown é uma maneira de formatar o texto sem precisar tirar as mãos do teclado.

Esse padrão é incorporado diretamente no MicroPad com adições úteis, como: matemática, listas de tarefas e tabelas.

Como instalar o aplicativo de anotações MicroPad no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o aplicativo de anotações MicroPad via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o aplicativo de anotações MicroPad via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install micropad

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh micropad

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite micropad ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o aplicativo de anotações MicroPad no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o aplicativo de anotações MicroPad via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove micropad

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

07 de dezembro de 2019

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Se você quer conhecer melhor a sintaxe do ffmpeg criando scripts para ele, conheça e veja como instalar o no Linux via Snap.

NGC Gui Test Launch é um aplicativo que ajuda a utilizar o ffmpeg, especificamente para o NGCodec IP.

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via SnapComo instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Ele fornece widgets para alterar as configurações do ffmpeg de uma maneira intuitiva, que ele lê e usa para construir vários scripts de shell que chamam o ffmpeg com as configurações desejadas.

Como os codecs do NGCodec são executados em um FPGA, o aplicativo não é útil, a menos que você tenha acesso a um FPGA com o xclbin necessário e executáveis ffmpeg adequadamente configurados.

O aplicativo, no entanto, construirá os scripts independentemente, portanto, pode ser útil se tudo que você quiser ver for a sintaxe ffmpeg.

Os scripts são armazenados /var/snap/qtencodegui/current/helper_dir/Scripts/ FFmpeg/ Stream/ DASH/, respectivamente.
Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o NGC Gui Test Launch via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o NGC Gui Test Launch via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh qtencodegui

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite qtencodegui ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o NGC Gui Test Launch via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove qtencodegui

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o editor markdown Mark Text no Linux via AppImage

Se você estava a procura de um bom editor de marcações para produzir seus textos, conheça e veja como instalar o editor Mark Text no Linux via AppImage.

O Mark Text é um editor de marcação de visualização em tempo real gratuito e de código aberto que suporta tanto o CommonMark Spec quanto o GitHub Flavored Markdown Spec.

Como instalar o editor markdown Mark Text no Linux via AppImageComo instalar o editor markdown Mark Text no Linux via AppImage

Ele é um editor de texto conciso, dedicado a melhorar sua eficiência de edição e que oferece Suporte para todos as linguagens populares.

Como dito antes, o Mark Text suporta tanto o CommonMark Spec como o GitHub Flavored Markdown Spec, o que permite lidar com listas de , tabelas, links e emoji.

Por ser um editor de pré-visualização em tempo real, os estilos de texto e a formatação são atualizados automaticamente enquanto você digita.

Além disso, ele possui vários modos de edição: modo de código fonte, modo de máquina de escrever, modo de foco.

Como instalar o editor markdown Mark Text no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o editor markdown Mark Text no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome marktext.appimage:

wget https://github.com/marktext/marktext/releases/download/v0.15.1/marktext-0.15.1-x86_64.AppImage -O marktext.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x marktext.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./marktext.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite marktext ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

editor markdown Mark Text – Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o editor markdown Mark Text no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como usar a cabeça para controlar o mouse

Quer controlar o ponteiro do mouse do seu PC sem usar o mouse ou o teclado e nem mesmo a mão? Não, não é telepatia, você só precisa instalar o eViacam e depois, começar a usar a para controlar o mouse.

Enable Viacam (eViacam) é um software de código aberto que permite controlar o ponteiro do mouse usando apenas movimentos da cabeça, que são capturados através de uma simples WebCam. Para usá-la, só é necessário uma webcam padrão (você pode usar webcam com ou sem fio) e nenhum hardware adicional.

Como usar a cabeça para controlar o mouseComo usar a cabeça para controlar o mouse

O desempenho do eViacam é bem impressionante, com pouca prática, já é possível começar a usar o programa. Ele é gratuito e está disponível para Windows e Linux.

Esta aplicação é extremamente útil como uma ferramenta de para pessoas que têm dificuldade de usar teclado e mouse.

eViacam também pode ser usado por pessoas que simplesmente querem controlar o seu computador com o movimento da cabeça, já que nenhum sistema operacional oferece essa funcionalidade nativamente.

Principais características do eViacam:

  • O programa permite que você defina a área de detecção ou você pode selecionar localizar automaticamente;
  • Se a sua cabeça ficar parada, eViacam vai fazer um clique (você pode configurar estes clique facilmente);
  • Você também pode usar o teclado virtual e usar o ponteiro do mouse para digitar usando eViacam;
  • Este programa tem uma barra superior para ativar outras ações tais como arrastar, clique duplo ou clique direito;
  • Você também pode desativar o clique ou modificar o atraso nas opções, e acessar outras opções;
  • Ao usar vários monitores você não pode mover a barra superior para qualquer outro monitor, ou seja, funcionará apenas no seu display primário.

Para mais detalhes, assista esse review:
[embedded content]

Como instalar o eViacam e usar a cabeça para controlar o mouse

O software eViacam está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install eviacam.

Mas se a sua versão não disponibiliza ele ou você quer a versão mais recente, para instalar o programa no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial.

sudo add-apt-repository ppa:cesar-crea-si/eviacam

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install eviacam

Como instalar o eViacam manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite eviacam ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como configurar o eViacam e usar a cabeça para controlar o mouse

Na primeira vez que você executar o programa, ele irá ajudá-lo a configurar sua webcam.

Você poderá definir a aceleração do movimento, personalizar a velocidade do ponteiro do mouse, a suavidade de movimento do ponteiro, dwelling time (o período de tempo que um elemento permanece em um determinado estado), diferentes opções de clique, e outros recursos.

Abaixo, você vê a sequencia de passos necessário para fazer essa configuração;

eViacam

eViacam

Como usar a cabeça para controlar o mouse

eViacam

Como usar a cabeça para controlar o mouse

Como usar a cabeça para controlar o mouse

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

06 de dezembro de 2019

Como instalar o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados

Se você quer usar a versão mais recente do Firebird no sistema da Canonical, veja como o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados.

Os sistemas de gerenciamento de banco de dados são suficientes para muitos tipos de projetos. Obviamente, eles são abundantes no MySQL/MariaDB ou no PostgreSQL, mas também existem outros muito bons e eficientes, como o SQLite ou o Firebird. Este último é menos conhecido, mas igualmente eficiente e sofisticado.

Como instalar o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivadosComo instalar o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados

O Firebird é um sistema de gerenciamento de banco de dados relacional escrito em C++, de código aberto e baseado na versão 6 do Interbase. Ele usa a linguagem SQL, o que torna sua curva de aprendizado bastante baixa.

Obviamente, sua operação é mais semelhante ao SQLite do que ao MySQL/MariaDB, muito robusto. É também menos conhecido que o MySQL/MariaDB, muito popular, mas também é usado em grandes projetos por sua eficiência.

Por outro lado, alguns dos recursos do aplicativo são os seguintes:

  • É escalável;
  • Suporte a arquitetura cliente/servidor pelo protocolo TCP
  • Muitos drivers estão disponíveis para várias linguagens de programação, como PHP, Java ou C++;
  • Bastante seguro no gerenciamento de usuários;
  • Multiplataforma. Com binários instaláveis ​​para Windows, Linux, BSD, Solaris e outros;
  • Então, eu vou ensiná-lo a instalá-lo e aproveitaremos a oportunidade para fazer alguns pequenos testes com o aplicativo.

Como instalar o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados

Os repositórios oficiais do Ubuntu 18.04 incluem o Firebird. Mas a versão incluída é bastante antiga e não tira proveito dos novos recursos das versões recentes como a correção de bugs bastante críticos.

Felizmente, temos um repositório dedicado para ele, por isso, para instalar o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:mapopa/firebird3.0

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install firebird3.0-server

Passo 5. Durante a instalação, você será informado de que o usuário padrão é “SYSDBA”. Defina uma senha para este usuário principal. Tem que ser uma senha bastante segura;
Passo 6. Depois de definir a senha. Tudo o que você precisa fazer é reconfigurar o pacote para que todas as alterações sejam aplicadas corretamente, e ele estará pronto para uso:

sudo dpkg-reconfigure firebird3.0-server

Como instalar o banco de dados Firebird manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando a página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, para entrar no console de administração do Firebird e começar a usar comandos, basta executar o comando abaixo:

sudo isql-fb

você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite xxx ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Desinstalando o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o banco de dados Firebird no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:mapopa/firebird3.0 -r -y
sudo apt-get remove firebird3.0-server --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar uma VPN no Ubuntu com ExpressVPN usando o terminal

Se você precisa de uma boa opção de rede virtual privada, conheça e veja como uma VPN no Ubuntu com ExpressVPN usando o terminal.

Do inglês Virtual Private Network (ou Rede privada virtual), uma PN é uma rede de comunicações privada que é construída sobre uma rede de comunicações pública (como por exemplo, a Internet).

Como instalar uma VPN no Ubuntu com ExpressVPN usando o terminal
source/credit – https://pt.wizcase.com/reviews/expressvpn/ Como instalar uma VPN no Ubuntu com ExpressVPN usando o terminal

A VPN cria uma conexão segura e criptografada, que pode ser considerada como um túnel, entre o seu computador e um servidor operado pelo serviço VPN.

Ou seja, uma VPN é uma conexão estabelecida sobre uma infraestrutura pública ou compartilhada, usando tecnologias de tunelamento e criptografia, para manter seguros os dados trafegados.

As VPNs seguras usam protocolos de criptografia por tunelamento para fornecer a confidencialidade, autenticação e integridade necessárias para garantir a privacidade das comunicações requeridas.

Dentre os protocolos que normalmente são aplicados em uma VPN estão: Layer 2 Tunneling Protocol (L2TP), L2F, Point-to-Point Tunneling Protocol (PPTP) e o IP Security Protocol (IPsec).

Por conta disso, quando adequadamente implementados, estes protocolos podem assegurar comunicações seguras através de redes inseguras.

Infelizmente, a implementação e uso destes protocolos não é algo trivial, e várias soluções de VPN inseguras podem ser encontradas no mercado. Um exemplo de um bom serviço de VPN é o ExpressVPN.

O ExpressVPN é um serviço de rede privada virtual oferecido pela Express VPN International Ltd., que é sediada nas Ilhas Virgens Britânicas.

O software é comercializado como uma ferramenta de privacidade e que criptografa o tráfego da Web dos usuários e mascara seus endereços

Como instalar uma VPN no Ubuntu com ExpressVPN usando o terminal

Para utilizar a ExpressVPN no Ubuntu, primeiramente você precisa se cadastrar no site do serviço e aguardar um e-mail confirmando esse cadastramento.

Depois, clique no link no e-mail de boas-vindas ou entre no site, e clique em em mais dispositivos.

Clique em Manual Config no lado esquerdo da tela, e selecione a aba OpenVPN à direita. Você verá primeiro seu nome de usuário e senha e, em seguida, uma lista de arquivos de configuração do OpenVPN.

Encontre a(s) localização (ões) do servidor a que você deseja se conectar (por exemplo, Los Angeles, Nova York, Hong Kong), baixe e salve o(s) arquivo(s) .ovpn em sua pasta pessoal (/home/usuário).

Lembre-se: Você precisa ter seu nome de usuário e senha prontos, pois você será solicitado a inseri-los mais tarde no processo de configuração.

Depois de baixar o arquivo, abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T).

Se ainda não tiver no seu , instale o OpenVPN com o comando abaixo;

sudo apt-get install -y openvpn

Em seguida, use o comando abaixo para iniciar a configuração da VPN no OpenVPN (altere a o item nome-arquivo-configuracao para o nome do arquivo de configuração que você salvou).

sudo openvpn --config nome-arquivo-configuracao

Para conectar o OpenVPN, quando o caminho estiver carregado, pressione Enter para iniciar a conexão com o servidor. Aguarde a sequência de conexão terminar. Uma vez que a conexão foi estabelecida com sucesso, você deve ver a mensagem “Initialization Sequence Completed” (Sequência de inicialização concluída).

Para a VPN continuar ativa, a janela do Terminal deve permanecer ativa/aberta. Ou seja, você pode minimizá-la, apenas não feche a janela.

Como desconectar a VPN

Para desconectar, vá para a janela do terminal e pressione as teclas Ctrl + C.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o All-in-One Messenger no Linux via Snap

Se você quer ter os principais mensageiros da atualidade em uma mesma aplicação, conheça e veja como o no Linux via .

All-in-One Messenger é um aplicativo para todos os seus serviços de comunicação! Use mensageiros como WhatsApp, Telegram, Messenger, e muitos mais em um app!

Como instalar o All-in-One Messenger no Linux via SnapComo instalar o All-in-One Messenger no Linux via Snap

Gerencie todos os seus mensageiros em um aplicativo, pois o All-in-One Messenger suporta mais de 40 mensageiros.

Altere a aparência, gerencie notificações por push, use instâncias multivisuais ou use o modo escuro. A guia “Configurações” oferece cobertura para você.

O All-in-One Messenger exibe uma contagem de mensagens não lidas diretamente em seu appbar e informa o usuário por meio de notificações do Desktop.

Como instalar o All-in-One Messenger no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o All-in-One Messenger via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o All-in-One Messenger via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install all-in-one-messenger

Passo 3. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install all-in-one-messenger --beta

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh all-in-one-messenger

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite all-in-one-messenger ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o All-in-One Messenger no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o All-in-One Messenger via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove all-in-one-messenger

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap

Se você gosta de da Disney, conheça e veja como instalar o jogo Rewritten no Linux via , e divirta-se!

Toontown Rewritten (TTR) é uma recriação feita por fãs do MMORPG da Disney, Toontown Online. O jogo é totalmente gratuito e está aberto a todos. O único requisito é uma conta.

Como instalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via SnapComo instalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap

O jogo se passa na cidade de Toontown, que é um mundo habitado pelos divertidos personagens.

No entanto, as engrenagens, uma raça de robôs malignos, procuram destruir a diversão dos toons e transformar a cidade brilhante e divertida em que os toons vivem em uma distopia escura e corporativa.

Você, o mais novo toon na cidade, deve usar suas piadas, piadas hilárias que os dentes não podem tolerar, para retomar a cidade e expulsar as engrenagens de uma vez por todas.

Este snap contém uma versão ligeiramente modificada do lançador oficial Toontown Rewritten, modificações incluem suporte a python 3 (python 2 é obsoleto e difícil de construir) e várias outras coisas para funcionar melhor com snap (alterar o local de armazenamento de arquivos do jogo para o snap comum pasta, carregando recursos do iniciador de /usr/share/ttr, etc).

Devido ao fato de que este lançador é modificado, a equipe TTR não fornecerá suporte se algo der errado com o lançador (o cliente do jogo não está modificado, então eles podem suportar isso).

Você pode encontrar o lançador oficial em seu site, que está vinculado abaixo. No entanto, o lançador oficial do jogo parece não funcionar com o Linux atualmente, que é a razão pela qual foi criado esse snap.

Como instalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install toontown

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh toontown

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite toontown ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o jogo Toontown Rewritten no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove toontown

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a linguagem de programação Ruby no Ubuntu, Debian e derivados

Se você quer criar programas complexos ou apenas começar a programar, conheça e veja como instalar a de no Ubuntu, Debian e derivados.

Ruby é uma linguagem de programação aberta, dinâmica, orientada a objetos e balanceada que foi desenvolvida por Yukihiro ‘Matz’ Matsumoto no Japão.

Como instalar a linguagem de programação Ruby no Ubuntu, Debian e derivadosComo instalar a linguagem de programação Ruby no Ubuntu, Debian e derivados

Essa linguagem foi implementada combinando as características de outras linguagens de programação populares, como PERL, Smalltalk, Ada etc.

Ruby é uma linguagem de programação projetada para simplificar algumas das tarefas da programação. Reduz algumas das partes complexas da programação e permite ao programador construir rapidamente algo do zero.

Portanto, Ruby é projetado principalmente para pessoas que desejam iniciar a programação, mas apesar disso, qualquer um pode usar essa linguagem para criar aplicativos complexos.

É possível Ruby no Linux de várias maneiras. Usar o gerenciador de pacotes apt é a maneira mais fácil de instalar o Ruby no Ubuntu, Debian e derivados.

Neste artigo você verá como podemos instalar o Ruby a partir da linha de comando e executar um código de exemplo básico, que iremos gerar com esta linguagem.

Como instalar a linguagem de programação Ruby no Ubuntu, Debian e derivados

Ruby está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu, Debian e derivados e pode ser instalado usando a Central de programas ou fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt install ruby-full

Criando um programa com Ruby

Você pode usar qualquer de texto para escrever um Ruby. Para este exemplo, crie um um arquivo chamado hello.rb com seu favorito, e coloque o seguinte conteúdo nele.

puts "Digite seu nome:"
name = gets.chomp
puts "Hola "+ name +", ", obrigado por experimentar este tutorial publicado no Ubunlog.com"

Este script explora operações simples de entrada e saída. O comando gets é usado em ruby para receber informações do usuário e o comando puts é usado para imprimir no console. Em Ruby, o operador + é usado para combinar valores de string.

Depois de digitar escrever o script, salve-o como hello.rb.

Executando um programa com Ruby

Para iniciar o exemplo criado acima, é necessário digitar o seguinte comando a partir do terminal e, assim, executar o arquivo recém-criado.

rubi hello.rb

Se o script estiver livre de erros, ele primeiro imprimirá a mensagem “Digite seu nome”. Daí você terá que escrever algo e pressionar Enter. Em seguida, ele imprimirá a mensagem que foi guardada na variável “name”.

Como você pode ver, apesar de ser um exemplo muito simples, se você é em programação, você pode escolher a linguagem Ruby como uma de suas primeiras opções para iniciar no mundo da programação.

Se você quiser saber mais sobre essa linguagem, basta acessar o site do projeto e consultar suas características ou a documentação que pode ser encontrada lá.

Ruby no Ubuntu – Veja também

Já está programando em Ruby? Veja esse outro tutorial
Como instalar o Ruby Version Manager no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como verificar a velocidade da internet via Terminal no Linux

Speedtest.net é um bom lugar para a da Internet, aliás da sua conexão de Internet. Mas há uma maneira ainda mais simples.

Usando o aplicativo de linha de comando , você pode realmente verificar a velocidade atual de sua conexão de banda larga via Terminal. Então, veja aqui como fazer isso.

Como verificar a velocidade da internet via Terminal no LinuxComo verificar a velocidade da internet via Terminal no Linux

Speedtest-cli é um pequeno aplicativo de linha de comando destinado a testar e com isso, verificar a velocidade da internet via Terminal em várias distribuições Linux, incluindo o Ubuntu.

O programa é uma boa ferramenta porque interage com o popular site Speedtest.net e é especialmente útil para quem não tem acesso a um no sistema operacional (servidores, por exemplo), além de permitir uma medição mais precisa.

A vantagem dessa abordagem em relação ao método tradicional, é que você não precisará abrir um navegador (nem mesmo precisará ter uma interface gráfica) e nem será necessário ter o plugin do flash instalado.

Instalando o Speedtest-cli no Linux, para verificar a velocidade da internet

Para o Speedtest-cli no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo . Baixe o arquivo speedtest-li.py para o seu computador com o comando:

wget https://raw.githubusercontent.com/sivel/speedtest-cli/master/speedtest.py -O speedtest-cli

Passo 3. Torne o arquivo baixado um executável com o comando abaixo:

chmod +x speedtest-cli

Passo 4. Mova o arquivo para a pasta de binários do sistema:

sudo mv speedtest-cli /usr/bin/speedtest-cli

Usando o Speedtest-cli para verificar a velocidade da internet

Para verificar a velocidade da internetar usando o Speedtest-cli no Linux, abra um terminal e execute o seguinte comando:

speedtest-cli

Por padrão, o programa irá selecionar o “melhor” servidor de testes para sua localidade. Mas se você quiser determinar essa localidade manualmente, execute o comando abaixo para listar os servidores disponíveis:

speedtest-cli --list

Será mostrada uma lista com um código e o nome da localidade.

Para pesquisar por uma localidade em específica, executando o comando:

speedtest-cli --list | grep -i "nome-localidade"

Depois de escolher a melhor localidade (lembre-se que quanto mais distante for do local do seu provedor de internet, mais lenta será sua resposta), execute o comando abaixo, substituindo numero-ID pelo código da localidade escolhida:

speedtest-cli --server numero-ID

Dica do Diego F. Duarte: digitando o comando abaixo, apos a finalização, você consegue pegar um link com o teste:

speedtest-cli --share

Como verificar a velocidade da internet via Terminal no Linux

Como verificar a velocidade da internet via Terminal no Linux

Veja também

Se você prefere verificar a velocidade da internet usando um programa gráfico, veja esse outro tutorial:
Velocidade da internet: instale Linspeed e teste sua conexão

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

05 de dezembro de 2019

Como instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap

Se você trabalha com a produção de desenhos não tridimensionais, conheça e veja como instalar o app de animação OpenToonz no Linux via Snap.

OpenToonz é um software que permite produzir animação 2D. É baseado no software Toonz, desenvolvido pela Digital Video S.p.A. na Itália, customizado pelo Studio Ghibli, e usado para criar suas obras há muitos anos.

Como instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via SnapComo instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap

O OpenToonz está equipado com as funções únicas que foram melhoradas repetidamente com base nas opiniões da equipe de produção, incluindo a ferramenta de varredura ‘GTS’ especializada em animação, que foi desenvolvida no Studio Ghibli.

Como instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap

Como instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install opentoonz

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh opentoonz

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite opentoonz ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o app de animação 2D OpenToonz via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove opentoonz

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o app de animação 2D OpenToonz no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak

Se você quiser experimentar um dos mais completos reprodutores de musica , veja como o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak.

Nuvola é um reprodutor de desktop compatível com 7 serviços de streaming de música.

Como instalar o reprodutor Nuvola no Linux via FlatpakComo instalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak

Curiosamente, o Spotify não era suportado pelo Nuvola nos seus primeiros anos de vida época e acho que nessa época não havia nem mesmo um aplicativo de desktop para o Linux.

Desde então, choveu muito e este aplicativo já suporta 29 serviços de streaming de música, onde agora é o rei deste setor.

O que também mudou é o método de instalação do Nuvola. Sete anos atrás, foi feito adicionando seu repositório APT, enquanto agora tudo é feito via Flatpak, tanto a instalação do aplicativo quanto o repositório.

O Nuvola não está no Flathub, mas você pode instalar o seu repositório compatível para instalar o software principal e o software necessário para instalar cada um dos serviços. Confira como fazer isso no procedimento abaixo.

Como instalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak

Para instalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale o Repositório Flathub com o seguinte comando;

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://dl.flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo

Passo 3. Em seguida, use o comando abaixo paara instalar o repositório do Nuvola;

latpak remote-add --if-not-exists nuvola https://dl.tiliado.eu/flatpak/nuvola.flatpakrepo

Passo 4. Agora, atualize as fontes do Flatpak;

flatpak update

Passo 5. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install nuvola eu.tiliado.Nuvola

Passo 6. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak update eu.tiliado.Nuvola

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run eu.tiliado.Nuvola em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite nuvola ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak

Para desinstalar o reprodutor Nuvola no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall eu.tiliado.Nuvola

Ou

flatpak uninstall eu.tiliado.Nuvola

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Nuvola Player no Ubuntu e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Gerenciamento financeiro: gerencie suas contas pessoais com o HomeBank

Está precisando controlar melhor as ? Então instale o HomeBank e faça o financeiro completo de contas pessoais com ele, sem custos.

HomeBank é um software de conta pessoais simples, rápido e fácil de usar para fazer gerenciamento financeiro e administrar suas contas pessoais.

Gerenciamento financeiro: gerencie suas contas pessoais com o HomeBankGerenciamento financeiro: gerencie suas contas pessoais com o HomeBank

Disponível para Linux (Debian, Fedora, Mandriva, openSUSE, Gentoo Linux, Arch Linux e Ubuntu), FreeBSD, OpenBSD, Mac OS, Microsoft Windows e Meego, HomeBank é um software livre coberto pela licença GNU General Public.

O programa difere do Gnucash por possuir um visual bem melhor e também por ser mais rápido para iniciar. Ele foi projetado para ser fácil de usar e ser capaz de analisar suas finanças pessoais em detalhes, usando poderosas ferramentas de filtragem e gráficos.

HomeBank tem um monte de recursos, tais como a análise fácil com gráficos (estatísticas, orçamento, descoberto, custo carro), suporte a múltiplas contas, gestão de orçamento, lembrete, orçamento anual simples, transferências entre contas podem ser automatizadas, importação de arquivos nos formatos OFX/QFX-CSV e status visual das operações.

Como o HomeBank no Ubuntu, para fazer gerenciamento financeiro de suas contas pessoais

HomeBank está disponível nos repositórios oficiais de algumas versões do Ubuntu, no entanto, não é a versão mais recente.

Por isso, para ter a última versão desse programa no Ubuntu, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:mdoyen/homebank

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install homebank

Como instalar o HomeBank manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando a página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite homebank no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o HomeBank no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o HomeBank no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove homebank --auto-remove

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o gerenciador financeiro HomeBank no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

04 de dezembro de 2019

Como instalar o Popcorn Time no Ubuntu, Debian e derivados

Já mostrei aqui como instalar o Popcorn Time no Linux, mas usando um método bem manual e sem direito a atualização. Hoje mostrarei como instalar o programa no Ubuntu, Debian e derivados, a partir de um repositório e baixando os pacotes.

PopCorn Time é um aplicativo de código aberto que tem estilo Netflix e que usa torrente para fazer de filmes.

Como instalar o Popcorn Time no Ubuntu, Debian e derivadosComo instalar o Popcorn Time no Ubuntu, Debian e derivados

O programa agora possui novas funcionalidades, tais como: configurações avançadas que permitem alterar várias opções de conexão, opções de pasta de DHT e tmp, etc, bem como a capacidade de posicionar as legendas em qualquer lugar na tela através de arrastar e soltar.

Como instalar o Popcorn Time no Ubuntu, Debian e derivados

Aviso importante: Popcorn Time faz de filmes de torrents. Por isso, antes de instalar, esteja ciente de que o aplicativo permite transmitir filmes (com legendas) e séries de TV, sem nenhum custo, o que pode ser ilegal em seu país, por isso, certifique-se de ler o aviso antes de usar o Popcorn Time, e use-o por sua conta e risco!

Como instalar o Popcorn Time no Linux Ubuntu, Debian e derivados

Quem quiser instalar o Popcorn Time no Linux Ubuntu, Debian e outros sistemas que suportam arquivos .deb, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome popcorn.deb:

wget https://ci.popcorntime.sh/view/All/job/Popcorn-Time-Desktop/lastSuccessfulBuild/artifact/build/popcorn-time_0.3.10-01d3b0908_i386.deb -O popcorn.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome popcorn.deb:

wget https://ci.popcorntime.sh/view/All/job/Popcorn-Time-Desktop/lastSuccessfulBuild/artifact/build/popcorn-time_0.3.10-01d3b0908_amd64.deb -O popcorn.deb

Passo 5. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i popcorn.deb
sudo apt-get install -f

Passo 6. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./popcorn.deb

Passo 7. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove popcorn*

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite popcorn ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Desinstalando o Popcorn Time no Ubuntu, Debian e derivados

Para desinstalar o Popcorn Time no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove popcorn-time --auto-remove

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o PopCorn Time no Linux manualmente

E se você tiver problemas com esses procedimentos de instalação e quiser apenas experimentar uma alternativa ao Popcorn Time, veja esse outro tutorial:
Como instalar o Stremio no Linux manualmente

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Linux Mint 19.3 Tricia Beta lançado oficialmente – Confira as novidades e baixe

Depois ter seus downloads antecipados aqui, finalmente temos o Linux Mint Tricia Beta lançado oficialmente. Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

Inicialmente revelado no início deste outono, o sistema operacional Linux Mint 19.3 “Tricia” será a terceira parcela da série Linux Mint 19, com base nas séries de sistemas operacionais Ubuntu 18.04 (suportadas a longo prazo) da Canonical.

Linux Mint 19.3 Tricia Beta lançado oficialmente - Confira as novidades e baixeLinux Mint 19.3 Tricia Beta lançado oficialmente – Confira as novidades e baixe

Já antecipei o endereço dos download do Linux Mint 19.3 Tricia Beta, mas agora, esse é o oficial desse primeiro beta do sistema.

Sim, a versão beta do Linux Mint 19.3 “Tricia” já está disponível oficialmente para testes no sabor padrão do desktop Cinnamon, bem como nos spins MATE e Xfce.

Linux Mint 19.3 Tricia Beta lançado oficialmente

Em desenvolvimento desde o início de setembro, o sistema operacional Linux Mint 19.3 “Tricia” entrou nos testes beta públicos neta terça-feira (03/12) antes de seu lançamento oficial no final deste mês, nos feriados de Natal.

O Linux Mint 19.3 continua baseado no conjunto de pacotes Ubuntu 18.04 LTS, mas com suas diversas adições e personalizações.

Esta versão é baseada no mais recente sistema operacional Ubuntu 18.04.3 LTS (Bionic Beaver) da Canonical e é fornecido com o kernel Linux 5.0. Assim como o Ubuntu 18.04 LTS, ele será suportado com atualizações de software e patches de segurança até 2023.

O anúncio oficial diz o seguinte:

“O Linux Mint 19.3 é uma versão de suporte de longo prazo que será suportada até 2023. Ele vem com software atualizado e traz aprimoramentos e muitos novos recursos para tornar seu desktop ainda mais confortável de usar.”

Novidades do Linux Mint 19.3 Tricia Beta

O Linux Mint 19.3 apresenta sua funcionalidade “System Reports” para tentar identificar pacotes/drivers ausentes, a área Language Settings ( de Idioma/Linguagem) agora permite configurar o formato de hora do usuário e o suporte ao HiDPI está finalmente “quase completo”.

Sim. A ferramenta de configurações de idioma também foi atualizada para permitir que os usuários definam seu formato de horário preferido e agora existe uma nova solução da bandeja do sistema chamada XAppStatusIcon, que oferece suporte para temas escuros e ícones simbólicos, suporte para vários menus e bandejas, suporte para HiDPI, menus nativos e suporte para qualquer clique ou botão do mouse, pressionar/liberar evento.

Quase todos os aplicativos padrão no Linux Mint 19.3 já são compatíveis com HiDPI, com apenas alguns itens restantes.

O suporte ao Bluetooth foi aprimorado para suportar mais dispositivos Bluetooth do que nunca, as configurações do LightDM agora permitem selecionar um tema de ponteiro do mouse para a tela de login, a Ferramenta de detecção de hardware (HDT) agora está disponível no de das imagens ISO e o trabalho artístico foi atualizado com o novo ícone e papel de parede do Linux Mint.

O Linux Mint 19.3 apresenta vários novos aplicativos padrão, incluindo o Celluloid substituindo o Xplayer como media player, o Gnote substituindo o Tomboy como o aplicativo de anotações, o Drawing substituindo o GIMP como o utilitário de desenho/imagem e muito mais.

Para a área de trabalho Cinnamon 4.4 do Linux Mint, há suporte para configuração do menu de contexto do editor de texto Nemo, uma animação de inicialização aprimorada, configurações simplificadas da janela, suporte para notificações silenciosas e várias outras alterações.

Lembre-se de que essa ainda é uma versão de pré-lançamento; portanto, não a use para nenhum trabalho de produção, apenas para testá-la e relatar problemas que você possa encontrar.

O lançamento final do sistema operacional Linux Mint 19.3 “Tricia” deverá acontecer no Natal.
Para saber mais sobre essa versão da , acesse a nota de lançamento.

Baixe e experimente o Linux Mint 19.3 Tricia Beta

A imagem ISO do Linux Mint 19.3 Tricia Beta já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

No Post found.

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o incrível jogo Glest no Linux via Snap

Se você curte um bom de estratégia em tempo real e multiplayer, conheça e veja como instalar o incrível Glest no Linux via Snap.

Glest é um jogo grátis de RTS para vários jogadores, ou melhor, um mecanismo de jogo de estratégia em tempo real para vários jogadores da rede e que inclui várias facções, cada uma composta por muitos personagens em 3D.

Como instalar o incrível jogo Glest no Linux via SnapComo instalar o incrível jogo Glest no Linux via Snap

As facções são vagamente baseadas em impérios históricos com elementos adicionais de fantasia, como múmias produzidas por padres egípcios, xamãs que convocam pássaros do trovão para ataques aéreos e noruegueses que podem construir valkries voadores e “Thors”.

Comece o jogo colhendo recursos naturais e use o dinheiro para produzir um exército. Além disso, o modo single-player contra a CPU também está disponível.

Como instalar o jogo Glest no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo Glest via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Glest via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install glest --edge

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh glest

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite glest ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o jogo Glest no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o jogo Glest via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove glest

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Linux Multimedia Studio no Linux via AppImage

Se você quer suas próprias musicas no PC, conheça e veja como o Linux Multimedia Studio no Linux via AppImage.

O LMMS (ou Linux Multimedia Studio) é um software livre multiplataforma que lhe permite produzir música com o seu computador. Isto abrange desde a tarefa de criar melodias e batidas, até sintetizar e sons e organizar .

O é uma alternativa gratuita entre plataformas para programas comerciais como o FL Studio, que permite produzir música com o seu computador.

Como instalar o Linux Multimedia Studio no Linux via AppImageComo instalar o Linux Multimedia Studio no Linux via AppImage

Isso inclui a de melodias e batidas, a síntese e a mistura de sons e a organização de amostras.

Ele permite que você possa , editar ou misturar com o computador. LMMS inclui todas as ferramentas que você precisa para criar música a partir do zero (ambas as melodias, sintetizando, misturando sons, organizando amostras e batidas de fundo), misturar e arranjar amostras e sons pré-fabricados e, finalmente, produzir e exportar os resultados.

Enfim, você pode se divertir com o seu teclado MIDI e muito mais, tudo em uma interface amigável e moderna.

Além disso LMMS vem com muitos plugins, presets e amostras de instrumentos e efeitos prontos para uso.

Como instalar o Linux Multimedia Studio no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o Linux Multimedia Studio no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome lmms.appimage:

wget https://github.com/LMMS/lmms/releases/download/v1.2.1/lmms-1.2.1-linux-x86_64.AppImage -O lmms.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x lmms.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./lmms.appimage

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite lmms ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Linux Multimedia Studio no Linux via AppImage – Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Linux Multimedia Studio no Linux via Flatpak
Criando musica no computador: Instale o Linux Multimedia Studio no Ubuntu e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

03 de dezembro de 2019

Linux Mint 19.3 “Tricia” beta será lançado amanhã [Atualizado]

O líder do projeto Mint, Clement Lefebvre, anunciou em seu boletim de dezembro que o Linux Mint 19.3 “Tricia” será lançado amanhã!

Compatível com repositórios de software do Ubuntu, o Linux Mint é uma baseada no Ubuntu cujo objetivo é fornecer uma experiência de desktop clássica com muitas ferramentas convenientes e personalizadas e suporte multimídia opcional opcional.

linux mint 19 3 tricia beta sera lancado amanha - Como instalar o conjunto de ícones La Capitaine no LinuxLinux Mint 19.3 “Tricia” beta será lançado amanhã

Ele também adiciona uma área de trabalho e menus personalizados, várias ferramentas de configuração exclusivas e uma interface de instalação de pacotes baseada na . O Linux Mint é .

Ainda no início de setembro, Clement Lefebvre, líder do projeto Mint, falou pela primeira vez do Linux Mint 19.3. Um mês depois, ele revelou que seu nome de código seria “Tricia” e que estaria disponível logo no Natal.

Agora, em seu boletim informativo de dezembro, Lefebvre publicou novas informações, pouco, mas o suficiente para nos informar que amanhã, terça-feira, 3 de dezembro, lançará a versão beta do Linux Mint 19.3.

Linux Mint 19.3 “Tricia” beta será lançado amanhã

Ao contrário de outros meses em que ele menciona as mudanças nas quais está trabalhando, este mês ele se limitou a agradecer aos patrocinadores e àqueles que doam, para avançar no lançamento da versão beta, e dizer que eles estão empolgados com este lançamento porque, depois de dois anos na série 19, tudo está muito bem polido.

O mais importante é que as três edições do Linux Mint estarão disponíveis amanhã na forma de uma versão de avaliação. Sim. As três edições do Linux Mint 19.3 chegarão amanhã na versão beta.

Você provavelmente sabe que estamos planejando um lançamento de Natal este ano. As 3 edições do Linux Mint 19.3 aprovaram o controle de qualidade e anunciaremos o lançamento do BETA na terça-feira! Estamos realmente empolgados com este lançamento. A série 19.x tem dois anos e parece muito polida. Existem recursos interessantes na versão 19.3 sobre os quais ainda não falamos no blog. A seleção do software mudou e três novos aplicativos estão entrando. A obra de arte é nova e faz 19.3 parecer realmente fresco.

Note-se que Lefebvre garante que haverá novos recursos que ainda não foram mencionados.

Essa é provavelmente uma das razões pelas quais o artigo publicado ontem foi tão curto, para não revelar algo interessante com antecedência.

É mais do que provável que amanhã saberemos do que ele está falando e, se não, saberemos durante as férias de Natal, quando o lançamento for estável e oficial.

Quer saber tudo que vira nesse lançamento? Fique de olho no Blog!

Novidade: Já tem espelhos com imagens do beta prontas para baixar. Confira!

Linux Mint 19.3 “Tricia” Beta já está disponível para download

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Music Player Lollypop no Ubuntu e derivados

Procurando uma nova opção para ouvir suas músicas? Conheça e veja como instalar o Player Lollypop no Ubuntu e derivados.

Lollypop é um moderno reprodutor de música GTK+3, escrito em Python.

Como instalar o Music Player Lollypop no Ubuntu e derivadosComo instalar o Music Player Lollypop no Ubuntu e derivados

Se você está precisando de um novo aplicativo de player de música para usar em seu desktop Linux, Lollypop pode ser uma boa escolha para começar.

O playr suporta , ogg e flac, tem navegação da capa/gênero/artista, pesquisa, lista de reprodução principal (chamada fila em outros aplicativos), de festa, replay, Cover art downloader, visualização do artista de contexto, sincronização MTP, visualização em tela cheia, suporte a rádios, suporte ao Last.fm, codecs de instalação automática, suporte HiDPI e suporte de Tunein.

Como instalar o Music Player Lollypop no Ubuntu

Para instalar o Music Player Lollypop no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:gnumdk/lollypop

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install lollypop

Como instalar o Music Player Lollypop manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Se você quiser instalar o programa em outras distribuições, use esse outro tutorial:
Como instalar o Music Player Lollypop no Linux via Flatpak

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite lollypop no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o programa no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o programa no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:gnumdk/lollypop -r -y
sudo apt-get remove lollypop --auto-remove

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Music Player Lollypop no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o processador de fotos Darktable no Linux via Flatpak

Se você trabalha com (principalmente no formato RAW) e quer modificá-las utilizando não destrutiva, conheça e veja como instalar o processador de fotos Darktable no Linux via .

Darktable é um /processador de fotos livre, licenciado sob a GPL versão 3 ou superior. O programa está disponível gratuitamente em versões para as principais distribuições Linux, Mac OS X e Solaris;

Como instalar o processador de fotos Darktable no Linux via FlatpakComo instalar o processador de fotos Darktable no Linux via Flatpak

Em vez de ser um editor de gráficos raster como o Adobe Photoshop ou o GIMP, Darktable trabalha com um conjunto de ferramentas voltados especificamente para processamento de fotos em formato RAW.

Ele é focado principalmente na melhoria do processo de trabalho do fotógrafo facilitando o gerenciamento de grandes quantidades de imagens e utiliza edição não destrutiva.

Como instalar o processador de fotos Darktable no Linux via Flatpak

Para instalar o processador de fotos Darktable no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o processador de fotos Darktable no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/org.darktable.Darktable.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.darktable.Darktable

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.darktable.Darktable

Ou

flatpak uninstall org.darktable.Darktable

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.darktable.Darktable em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite darktable ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você usa também pode instalar o programa usando esses outros tutoriais:
Como instalar o processador de fotos Darktable no Linux via Snap
Processamento de fotos em formato RAW: Instale Darktable no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

02 de dezembro de 2019

Como instalar o divertido jogo Windstille no Linux via Flatpak

Se você está a procura de um moderno com diferentes desafios em um mundo estranho, veja como instalar o no Linux via Flatpak.

Em Windstille, o jogador é colocado em um mundo alienígena estrangeiro e terá que encontrar seu caminho de volta para a segurança.

Como instalar o jogo Windstille no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Windstille no Linux via Flatpak

O jogo é apresentado em uma perspectiva clássica de corrida 2D, enquanto múltiplas camadas de mapas de blocos, zooms, rolagem paralaxe e animações fluentes dão ao mundo uma sensação plástica e realista.

A exploração é mais necessária do que a ação simples, mesmo assim o personagem dos jogadores é equipado com um traje de guerra multifuncional, então ele estará longe de ficar indefeso.

O jogo tem lento posicionamento de explorar e sequenciar, bem como ação rápida de tiro e salto.

O mundo do jogo é apresentado em um estado consistente, os inimigos, uma vez destruídos, não devem reaparecer automaticamente.

Além disso, o jogador tem liberdade para ir para frente e para trás no mundo, desde que o design do nível o permita.

Como instalar o jogo Windstille no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Windstille no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Windstille no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.gitlab.windstille.Windstille-0_2.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update io.gitlab.windstille.Windstille-0_2

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall io.gitlab.windstille.Windstille-0_2

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.gitlab.windstille.Windstille-0_2 em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite windstille ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Curiosidade: use as setas de teclado para se movimentar e para confirmar… CTRL. Não, não me enganei. Em vez da tradicional tecla ENTER, esse jogo reconhece o CTRL como tecla de confirmação.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente MUD powwow no Linux via Snap

Se você quer conectar-se a um MUD e se divertir online, conheça e veja como instalar o MUD powwow no Linux via .

Um cliente MUD é um aplicativo de computador usado para conectar-se a um MUD, um tipo de jogo online para vários jogadores.

Como instalar o cliente MUD powwow no Linux via SnapComo instalar o cliente MUD powwow no Linux via Snap

Geralmente, um cliente MUD é um cliente de telnet muito básico que não possui emulação de terminal VT100 e a capacidade de executar negociações de telnet.

Por outro lado, os clientes MUD são aprimorados com vários recursos projetados para aprimorar a jogabilidade dos MUDs.

O powwow é um programa cliente que implementa o protocolo telnet, adicionando alguns detalhes ao utilitário de comunicação telnet padrão, destinado principalmente a jogos multiusuário, como MUDs (Multi User Dungeons).

O powwow foi originalmente inspirado no cliente Tintin de Peter Unold, mas agora tem uma semelhança muito remota com o original.

Ele visa ser um cliente simples, mas muito interativo, e contém recursos que são interessantes para jogadores “imortais”, principalmente no MUME, embora qualquer jogador de lama também se beneficie do powwow.

Como instalar o cliente MUD powwow no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o cliente MUD powwow via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cliente MUD powwow via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install powwow

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install powwow --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh powwow

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite powwow ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o cliente MUD powwow no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o cliente MUD powwow via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove powwow

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador financeiro Moneydance no Linux via Snap

Se você quer colocar as contas em ordem usando o seu PC, conheça e veja como o no Linux via .

Moneydance é fácil de usar software de pessoais que é carregado com todos os recursos que você precisa: banco on-line e pagamento de contas, gerenciamento de contas, orçamento e acompanhamento de investimentos.

Como instalar o gerenciador financeiro Moneydance no Linux via SnapComo instalar o gerenciador financeiro Moneydance no Linux via Snap

O programa lida com várias moedas e praticamente qualquer tarefa financeira com facilidade. Tudo com sincronização criptografada de ponta a ponta em todos os dispositivos.

O Moneydance pode baixar transações automaticamente e enviar pagamentos on-line de centenas de instituições financeiras. Ele aprende a categorizar e limpar automaticamente as transações baixadas.

Ele exibe uma visão geral de suas finanças. As informações exibidas incluem saldos de contas, transações e lembretes futuros e vencidos e informações sobre taxa de câmbio.

Ao clicar em uma conta ou escolher uma conta na lista de contas suspensas levará você ao registro dessa conta, onde poderá inserir transações ou reconciliar a conta com um extrato.

Clicar em um lembrete de transação exibirá uma janela na qual você poderá registrar automaticamente a transação.

Como instalar o gerenciador financeiro Moneydance no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gerenciador financeiro Moneydance no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador financeiro Moneydance via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install moneydance --beta

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh moneydance

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite moneydance ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o gerenciador financeiro Moneydance no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o gerenciador financeiro Moneydance via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove moneydance

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

01 de dezembro de 2019

Como instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via snap

Se você é fã do e quer reviver e se divertir no sistema do pinguim, conheça e veja como o emulador de no Linux via snap.

O Dreamcast foi um videogame que nasceu há 20 anos e que era a esperança da empresa SEGA de permanecer no mercado de videogames e consoles.

Infelizmente, o produto não teve o sucesso esperado, mas não é por isso que seus videogames ou os usuários que depositaram sua confiança merecem ficar no esquecimento e abandono.

Como instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via snapComo instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via snap

Para resolver isso existe um tipo de programa chamado emulador, que permite ter videogames de consoles antigos em nosso computador.

Especificamente, falo de um emulador de dreamcasts que pode ser instalado no Linux e que é compatível com qualquer videogame Dreamcast, assim como com seu software.

O emulador de dreamcast por excelência é chamado Reicast e atualmente é o herdeiro de vários emuladores que nasceram para permitir que os usuários dos do Dreamcast tocassem no computador.

Assim, o primeiro desses emuladores, a base de tudo, é chamado Icarus, um emulador que nasceu para plataformas Windows. Mais tarde, evoluiu para Chankast e finalmente para o NullDC.

Todos eles tiveram seu desenvolvimento abandonados e, embora possam ser encontrados, eles só funcionam para plataformas Windows.

Depois do NullDC aparecerá o Reicast, um emulador de dreamcast que não só funcionava para o Windows, mas também para outras plataformas como o Ubuntu ou Android e outros dispositivos como o Ouya ou o OpenPandora.

A comunidade deste emulador é bem pequena, pelo menos se a compararmos com outros emuladores como o MAME ou o DesMuME, mas é verdade que funciona corretamente onde funciona.

Este emulador é compatível com todos os videogames que existem para o Dreamcast e seu sucesso está em seu funcionamento.

O funcionamento do reicast e de seus antecessores baseia-se no uso de uma BIOS original do console, o que faz com que qualquer jogo reconheça o emulador como se fosse o console do jogo original.

Mas, antes de instalar e configurar o emulador, devemos primeiro saber o que precisamos para executar este emulador corretamente.

A primeira coisa que precisamos é de um console original e de jogos originais. O computador precisará de um leitor de CD-Rom, algo importante para rodar os videogames Dreamcast em nosso computador, então, este emulador de dreamcast não funcionará em tablets ou ultrabooks.

No hardware do computador, pelo menos, precisamos ter 1 GB ou mais de memória RAM, um processador de 64-bit com pelo menos dois núcleos, uma placa de vídeo GeForce 4 ou ATI Radeon 8500 (equivalente ou superior), e por fim, de armazenamento físico suficiente para salvar os jogos e certos conteúdos de jogos de vídeo.
Como instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via snap

Como instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install reicast

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install reicast --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh reicast

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite reicast ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o emulador de Dreamcast Reicast no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove reicast

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o emulador de Dreamcast Reicast no Ubuntu e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Red Eclipse no Linux via Appimage

Se você procura uma boa opção de jogo de em primeira pessoa, conheça e veja como instalar o jogo Red Eclipse no Linux via .

O Red Eclipse é um (First Person Shooter) divertido, com parkour, impulsos e muito mais.

Como instalar o jogo Red Eclipse no Linux via AppimageComo instalar o jogo Red Eclipse no Linux via Appimage

O projeto é um jogo gratuito e de código aberto, construído com Cube Engine 2 usando SDL e OpenGL, o que permite que ele seja portado para várias plataformas, ou seja, você pode instalar e usar o jogo no Windows, Linux, BSD e MacOS.

O desenvolvimento dele é voltado para uma jogabilidade equilibrada, com um tema geral de agilidade em uma variedade de ambientes.

Como instalar o jogo Red Eclipse no Linux via Appimage

Red Eclipse possui várias possibilidades de jogo: Death Match com configurações adicionais como Death Match com times, ou cada um por si, no melhor estilo Quake Arena e até um modo de combate medieval.

Ele apresenta uma infinidade de possibilidades, sendo possível jogar offline ou multiplayer online com muitos servidores.

Este jogo é baseado no motor Cube 2 para fornecer aos jogadores um jogo atraente e equilibrado. O jogo também permite que os jogadores executem ações como wallrun/kick, jetpack e dash de impulso.

Além disso, o Red Eclipse apresenta um editor de mapas integrado que permite aos jogadores criar seus próprios mapas e colaborar com outros jogadores online.

Em geral, Red Eclipse é um jogo FPS desafiador e interessante. Criando um jogo que permite aos jogadores ter uma ideia da peça e mergulhar nela.

O game inclui uma série de mapas e vem com modos como DM, CTF o Defend and Control, assim como armas de disparo, você pode organizar minas ou escolher duas granadas e eficaz matar os bots e realizam corpo a corpo quando se aproximar de seus inimigos.

No jogo você pode usar muitas armas para alcançar seus objetivos que são perfure, empalar, precipitação, crivo com orifícios, char-grill, plasmify, eletrocutar, pzap, obliterar e muito mais.

Com eles você pode aniquilar seus inimigos, e todas as armas foram cuidadosamente balanceadas a partir dos comentários da comunidade depois de mais de 5 anos de desenvolvimento, basta relaxar e se divertir.

Requisito do sistema

O jogo não é muito exigente na questão dos requisitos, qualquer um com uma placa gráfico interna de 256 MB pode rodar este título sem problemas. A boa notícia é que pelo menos a maioria das placas-mãe de 2007 em diante tem.

Para rodar o jogo sem problemas você precisa de:

Espaço em disco: 650 Mb.
Memória Ram: 512 Mb.
Vídeo de Memória: 128 Mb.

Como instalar o jogo Red Eclipse no Linux via AppImage

Talvez seja necessário instalar algumas dependências antes de instalar o jogo. Você pode usar o gerenciador de pacotes do seu sistema e instalar os pacotes git, curl, libsdl2-mixer-2.0-0, libsdl2-image-2.0-0 e libsdl2-2.0-0. No Ubuntu, Debian e derivados, use o seguinte comando:

sudo apt-get install git curl libsdl2-mixer-2.0-0 libsdl2-image-2.0-0 libsdl2-2.0-0

Depois, para instalar o jogo Red Eclipse no Linux via AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um ;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome redeclipse.appimage:

wget https://github.com/red-eclipse/deploy/releases/download/appimage_continuous_stable/redeclipse-stable-x86_64.AppImage -O redeclipse.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x redeclipse.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./redeclipse.appimage

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite redeclipse ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

jogo Red Eclipse no Linux via appimage – Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o jogo Red Eclipse no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de senhas Bitwarden no Linux

Se você está a procura de uma ferramenta para armazenar suas senhas com segurança, conheça e veja como o gerenciador de senhas no Linux.

Bitwarden é um gerenciador de senha que oferece a maneira mais fácil e segura de armazenar todos os seus logins e senhas, mantendo-os convenientemente sincronizados entre todos os seus dispositivos.

Como instalar o gerenciador de senhas Bitwarden no LinuxComo instalar o gerenciador de senhas Bitwarden no Linux

O Bitwarden armazena todos os seus logins em um cofre criptografado que sincroniza em todos os seus dispositivos.

Como é totalmente criptografado antes de deixar o dispositivo, somente você tem acesso aos seus dados.

Nem mesmo a equipe do Bitwarden pode ler seus dados. Seus dados são selados com AES de 256 bits, salted hashing e PBKDF2 SHA-256.

O Bitwarden é um software 100% de código aberto. O código fonte do Bitwarden está hospedado no GitHub e todos estão livres para revisar, auditar e contribuir com a base de código do programa.

Como instalar a versão mais recente do gerenciador de senhas Bitwarden no Linux via em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gerenciador de senhas Bitwarden no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador de senhas Bitwarden no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install bitwarden

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:
Passo 4. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install bitwarden --candidate

Passo 5. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install bitwarden --beta

Passo 6. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install bitwarden --edge

Passo 7. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh bitwarden

Passo 8. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove bitwarden

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite bitwarden ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

30 de novembro de 2019

Como instalar o incrível emulador de jogos Dolphin no Linux

Se você quer executar comerciais de GameCube e Wii no seu PC, conheça e veja como instalar o emulador de Dolphin no Linux via .

Dolphin é um emulador de Nintendo GameCube, Wii e Triforce que tem versões para Microsoft Windows, Linux e Mac OS X (Intel).

Como instalar o emulador de jogos Dolphin no LinuxComo instalar o emulador de jogos Dolphin no Linux

Dolphin é um projeto conduzido pela comunidade com os desenvolvedores de todo o mundo que trabalham em conjunto para trazer este incrível software de alta qualidade com características marcantes.

Como resultado, o programa é desenvolvido ativamente e quase todos os dias novas funcionalidades são adicionadas e bugs corrigidos também.

O Dolphin foi o primeiro emulador a executar com êxito jogos comerciais de GameCube e Wii, além de ser o único emulador capaz de rodar jogos comerciais do Wii.

Seu nome é uma referência para o Nintendo Dolphin, que foi o codinome para o GameCube.

A maioria dos jogos funcionam perfeitamente ou com pequenos bugs. Além disso, os jogos são reproduzidos com qualidade HD, até 1080p.

Aliás, esta é uma característica marcante que o GameCube real e Wii não são capazes de fazer.

Como instalar o emulador de jogos Dolphin no Linux via Flatpak

Para instalar o emulador de jogos Dolphin no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o emulador de jogos Dolphin no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/org.DolphinEmu.dolphin-emu.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.DolphinEmu.dolphin-emu

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.DolphinEmu.dolphin-emu

Ou

flatpak uninstall org.DolphinEmu.dolphin-emu

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.DolphinEmu.dolphin-emu em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite dolphin ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Se você estiver usando o Ubuntu ou um derivado dele, pode usar esse outro tutorial para instalar o programa:

Como instalar o emulador de jogos Dolphin no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente Steam no Linux com Linux Steam Integration

Se você ainda quer jogar no Linux via Steam sem complicações, veja como instalar o Steam no Linux com Linux Steam Integration.

O Linux Steam Integration é um sistema auxiliar para fazer com que o cliente Steam e os Steam funcionem melhor no Linux.

Como instalar o cliente Steam no Linux com Linux Steam Integration

Em suma, o LSI aplica automaticamente várias soluções para que os jogos funcionem e corrige erros de longa data em ambos: os jogos e no cliente.

Em muitos casos, isso envolverá controlar quais bibliotecas podem ser usadas a qualquer momento e essas bibliotecas podem ser substituídas por qualquer um dos seguintes motivos: segurança, compatibilidade ou atuação.

Com o LSI, você não precisa se preocupar mais com o manuseio manual da instalação do Steam apenas para fazer com que os drivers de código-fonte aberto funcionem, ou criar links manualmente e instalar bibliotecas não suportadas. LSI foi projetado para cuidar de tudo isso para você.

Como instalar a versão mais recente do cliente Steam no Linux com Linux Steam Integration via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o cliente Steam com Linux Steam Integration via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cliente Steam com Steam Integration via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install --edge solus-runtime-gaming
sudo snap install --devmode --edge linux-steam-integration

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh linux-steam-integration

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove linux-steam-integration
sudo snap remove --edge solus-runtime-gaming

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite linux-steam-integration ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Na execução, basta aceitar o termos de uso…

Steam

… Aguardar a atualização…

Steam

… E entrar ou criar conta!

Steam

Divirta-se!

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o cliente Steam no Linux via Flatpak
Como instalar o cliente Steam for Windows com Wine no Linux via Snap
Como instalar o cliente Steam no Ubuntu

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap

Se você quer trabalhar com mapas mentais no sistema do pinguim, conheça e veja como instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap.

Freemind é um mapeador mental e, ao mesmo tempo, um editor hierárquico fácil de operar, com forte ênfase na dobra e que pode ser usado para gerenciamento de conhecimento e conteúdo.

Ele é um programa que é útil para a análise e coleta de informações ou idéias geradas em grupos de trabalho. Multiplataforma, ele está disponível para Windows, Linux e macOS.

Como instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via SnapComo instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap

Com este software é possível gerar mapas conceituais e publicá-los na como html, java ou inseri-los dentro de wikis como Dokuwiki, configurando um plugin.

Os criadores sugerem que o trabalho e navegação com o FreeMind é mais rápido que o do MindManager, devido às operações de ‘fold/unfold’ e ‘follow the link’ com um único clique.

Como outros pacotes de software projetados para criar mapas conceituais, o FreeMind permitirá que os usuários editem um conjunto de idéias hierárquicas em torno de um conceito central.

A abordagem não linear ajuda o brainstorming, à medida que ideias são adicionadas ao mapa.

Como um aplicativo Java, o FreeMind é portátil em diferentes plataformas, preservando a mesma interface de usuário, com apenas uma certa variação da interface comum em cada sistema operacional.

Como instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install freemind

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install freemind --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install freemind --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install freemind --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh freemind

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite freemind ou em um terminal, seguido da tecla TAB.


Como desinstalar o editor de mapas mentais Freemind no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o editor de mapas mentais Freemind via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove freemind

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Planeta Ubuntu Brasil

O Planeta Ubuntu Brasil é um agregador de blog's dos usuários da distribuição Ubuntu Linux no Brasil. Para ter seu blog agregado, leia as nossas regras.


Última atualização:
09 de dezembro de 2019, 13:06
Horário UTC

Planet ATOM
RSS10 RSS20
OPML FOAF

Blogs inscritos


© 2011 Ubuntu Brasil. Ubuntu, o logotipo Ubuntu e Canonical são marcas registradas de Canonical Ltd.
Os comentários dos blogs agregados nesta página representam a opinião de seu autor.