26 de maio de 2022

Instalando a versão mais recente do digiKam no Linux

Quem precisa de uma ótima ferramenta para administrar e editar suas fotos pode usar o digiKam. E para ter sempre a versão mais recente do digiKam no Linux, basta seguir este tutorial.

digiKam é um software de código aberto para gerenciamento avançado de fotos digitais para Linux, Windows e Mac OS X.

Instalando a versão mais recente do digiKam no LinuxInstalando a versão mais recente do digiKam no Linux

Ele possui diversas funcionalidades que permitem importar, exportar, visualizar, gerenciar, editar, melhorar, organizar, rotular, e compartilhar fotos em sistemas Linux.

Neste tutorial será mostrado como instalar o DigiKam no Kubuntu, Linux Mint KDE e outros sistemas derivados do Ubuntu que usam o KDE como ambiente desktop padrão.

O programa também pode ser instalado em sistema baseados no Ubuntu que não usam o KDE, através do repositório philip5/extra, mas isso irá instalar um monte de bibliotecas do KDE.

DigiKam permite aos usuários exportar suas coleções de imagens para dispositivos compatíveis com UPnP/DLNA. Esse recurso pode ser acessado em todas as visualizações do digiKam através do menu Ferramentas.

Como instalar a versão mais recente do digiKam no Linux

Para instalar a versão mais recente do digiKam no Linux, use um dos procedimentos abaixo.

Como instalar a versão mais recente do digiKam no Linux usando arquivo AppImage

Para instalar o a versão mais recente do digiKam no Linux usando um usando arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome digikam.appimage:

wget https://download.kde.org/stable/digikam/7.1.0/digikam-7.1.0-i386.appimage -O digikam.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome digikam.appimage:

wget https://download.kde.org/stable/digikam/7.6.0/digiKam-7.6.0-x86-64.appimage -O digikam.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x digikam.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

./digikam.appimage

Passo 7. Na janela que será exibida, responda os questionamentos até chegar no final da instalação;

Instalando a versão mais recente do digiKam no Ubuntu e derivados

Para instalar a versão mais recente do digiKam no Ubuntu e derivados, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Para instalar o DigiKam no Ubuntu com KDE ou com outros ambientes gráficos, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo add-apt-repository ppa:philip5/extra

Passo 3. Para instalar o DigiKam no Ubuntu com KDE (Kubuntu), adicione o repositório do programa com este comando;

sudo add-apt-repository ppa:philip5/kubuntu-backports

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install digikam

Como instalar o DigiKam manualmente no Linux Ubuntu, Debian ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse endereço ou nesse endereço, e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite digikam no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB)

Como remover o DigiKam no Ubuntu e seus derivados

Para remover o DigiKam no Ubuntu, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 4. Para desinstalar o programa, use o comando abaixo;

sudo apt-get remove digikam --auto-remove

Postado originalmente em02/10/2021 @ 02:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o jogo OpenTTD no Linux via Flatpak

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Postado originalmente em23/03/2022 @ 08:28

Adblock test (Why?)

Como instalar a IDE Netbeans no Linux via Snap

Se você procura uma ótima ferramenta para programar e criar seus aplicativos, veja como instalar a IDE Netbeans no Linux via Snap.

O Apache NetBeans IDE permite que você desenvolva de maneira rápida e fácil áreas de trabalho Java, Java EE e aplicativos da Web, bem como aplicativos HTML5 com HTML, JavaScript e CSS.

Como instalar a IDE Netbeans no Linux via SnapComo instalar a IDE Netbeans no Linux via Snap

O IDE também fornece um ótimo conjunto de ferramentas para desenvolvedores PHP e C/C++. É gratuito e de código aberto e tem uma grande comunidade de usuários e desenvolvedores em todo o mundo.

Esse aplicativo Requer o Java Development Kit 8 ou posterior instalado.

Como instalar a IDE Netbeans no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar a IDE Netbeans no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar a IDE Netbeans via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install netbeans

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install netbeans --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh netbeans

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite netbeans ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar a IDE Netbeans via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove netbeans

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esses outros tutoriais:
Como instalar a IDE Netbeans no Linux via Flatpak
Como instalar a última versão do Netbeans no Linux manualmente
Instalando a IDE java NetBeans no Ubuntu e derivados

Postado originalmente em02/10/2021 @ 00:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o divertido jogo Yakblt no Linux via Flatpak

Se você gosta de jogos de tiro e aviões, conheça e veja como instalar o jogo Yakblt no Linux via Flatpak, e conheça um novo tipo de disputa.

Yakblt é um simples jogo de desvio de balas, escrito em C++, coberto pela licença MIT (Expat).

Como instalar o divertido jogo Yakblt no Linux via FlatpakComo instalar o divertido jogo Yakblt no Linux via Flatpak

Diferente dos tradicionais jogos de tiro, a meta do usuário nesse game escapar dos tiros. Ou seja, sobreviva o maior tempo possível e você será o vencedor.

Para jogar é simples. Para se mover, use as teclas L/A/S/D. Para rotação, o avião olha para a posição do mouse. E para atacar, mantenha o botão esquerdo do mouse pressionado

Como instalar o jogo Yakblt no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Yakblt via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Yakblt via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.kosmospredanie.Yakblt.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kosmospredanie.Yakblt

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kosmospredanie.Yakblt em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite yakblt ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o jogo Yakblt via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kosmospredanie.Yakblt

Ou

flatpak uninstall org.kosmospredanie.Yakblt

Postado originalmente em03/10/2021 @ 11:56

Adblock test (Why?)

Broadcom anunciou seu plano para comprar a VMware

Após alguns rumores recentes, a Broadcom anunciou seu plano para comprar a VMware por US$ 61 bilhões, com conclusão estimada para 2023.

Fundada por Henry Samueli e Henry T. Nicholas III da Universidade da Califórnia em Los Angeles em 1991, a Broadcom Corporation é uma empresa de semicondutores e eletrônicos estadunidense, sediada na cidade de Irvine, na Califórnia.

já VMware, Inc. é uma empresa de software listada na Bolsa de Nova York sob o stock ticker VMW e que produz software e serviços para computação em nuvem e virtualização, o que permite criar máquinas virtuais.

Agora, após rumores recentes de que a Broadcom está buscando uma aquisição da VMware, a Broadcom anunciou hoje sua intenção de adquirir a empresa de virtualização por US$ 61 bilhões.

Broadcom anunciou seu plano para comprar a VMware

Broadcom anunciou seu plano para comprar a VMwareBroadcom anunciou seu plano para comprar a VMware
Como parte da aquisição da VMware pela Broadcom, eles pretendem “construir a empresa líder mundial em tecnologia de infraestrutura”. O Grupo de Software da Broadcom iria mudar de banda e operar como VMware como parte da aquisição.

“SAN JOSE e PALO ALTO, Califórnia, 26 de maio de 2022 /PRNewswire/ — Broadcom Inc. (NASDAQ: AVGO), líder global em tecnologia que projeta, desenvolve e fornece soluções de software de semicondutores e infraestrutura, e VMware, Inc. ( NYSE: VMW), líder em inovação em software empresarial, anunciou hoje um acordo sob o qual a Broadcom adquirirá todas as ações em circulação da VMware em uma transação em dinheiro e ações que avalia a VMware em aproximadamente US$ 61 bilhões, com base no preço de fechamento de Ações ordinárias da Broadcom em 25 de maio de 2022. Além disso, a Broadcom assumirá US$ 8 bilhões em dívida líquida da VMware.”

A Broadcom espera que a aquisição seja concluída durante o ano fiscal de 2023. Mais detalhes através do comunicado de imprensa da Broadcom.

Isso não afetará diretamente muitos entusiastas de tenologia, graças às já excelentes ofertas de virtualização de código aberto disponíveis.

Um item indireto a ser mencionado é que a VMware atualmente emprega vários desenvolvedores gráficos Mesa/Linux desde a aquisição da Tungsten Graphics pela VMware em 2008.

Se isso fosse anos atrás, seria uma preocupação para a Mesa se a Broadcom mudasse de direção/recursos, mas nos últimos anos os ex-desenvolvedores da Tungsten/VMware Mesa estiveram menos envolvidos na liderança do Mesa upstream com empresas como Red Hat, Intel, AMD e A Valve continua investindo significativamente no Mesa.

A VMware continua trabalhando no Mesa e na pilha de gráficos do Linux com foco em seu adaptador gráfico virtual SVGA para aceleração de convidado 3D em VMs.

Adblock test (Why?)

Como instalar o scanner de vulnerabilidades WPScan no Ubuntu

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Postado originalmente em23/03/2022 @ 08:28

Adblock test (Why?)

Como instalar o renomeador de mídias FileBot no Linux via Snap

Se você quer colocar ordem no seu acervo de filmes e programa de TV, conheça e veja como instalar o renomeador de mídias FileBot no Linux via Snap.

Esse é o melhor renamer de TV e filme. O FileBot é a melhor ferramenta para organizar e renomear seus filmes, programas de TV e anime, além de buscar legendas e ilustrações.

Como instalar o renomeador de mídias FileBot no Linux via SnapComo instalar o renomeador de mídias FileBot no Linux via Snap

Ele é um software inteligente e muito que, simplesmente funciona. E o mecanismo de formato groovy suporta praticamente qualquer coisa!

O FileBot facilita muito a organização de seus filmes e programas de TV! Ele combinará seus arquivos automaticamente com informações de vários bancos de dados online.

A decisão de como você deseja que seus arquivos de mídia sejam nomeados e organizados é totalmente sua.

Como instalar o renomeador de mídias FileBot no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o renomeador de mídias FileBot via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o renomeador de mídias FileBot via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install filebot

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install filebot --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install filebot --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install filebot --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh filebot

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite filebot ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o renomeador de mídias FileBot no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove filebot

Postado originalmente em03/10/2021 @ 10:55

Adblock test (Why?)

Lakka – Transforme seu antigo PC em um console de retrogaming

Se você gosta de jogar games retro e quer transformar seu antigo PC em um console de retrogaming, conheça mais um pouco sobre o Lakka e descubra onde baixar a distro.

Lakka é uma distro Linux gratuita, leve e de código aberto que transforma um pequeno PC em um console de jogos completo.

Lakka - Transforme seu antigo PC em um console de retrogamingLakka – Transforme seu antigo PC em um console de retrogaming

Ela é baseada no OpenELEC/LibreELEC e executa o emulador de console RetroArch. Essa distro possui uma interface de usuário bonita e fácil de usar, com eye candy coloridos e uma experiência do usuário semelhante à do PS4.

Lakka é fácil de configurar e usar. Depois de instalado no seu cartão SD ou unidade flash USB, você só precisa copiar suas ROMs no dispositivo, ligar o equipamento e conectar seu joypad e aproveitar seus jogos favoritos.

Você pode instalá-lo em seu cartão SD e facilmente configurá-lo ou executá-la no modo live. Sua ampla gama de suporte a joypad permite que você use controladores de jogos PlayStation, XBox e Nintendo.

Se você não tem um PC para usar o Lakka, você pode usar um hardware dedicado a um custo tão baixo quanto U$$ 30, graças ao seu suporte para uma variedade de computadores que não excluem o Raspberry Pi, Raspberry 2, HummingBoard, Banana Po, Odroid, CuBox-i, Cubietruck e Cubieboard 2.

Lakka é a distribuição Linux oficial do RetroArch e do ecossistema libretro. Cada sistema de jogo é implementado como um núcleo libretro, enquanto o frontend RetroArch cuida de entradas e exibir.

Esta clara separação garante modularidade e configuração centralizada. Ou seja, isso garante que os usuários possam fazer sua configuração uma vez e efetuar suas alterações em todos os sistemas de jogo.

Lakka oferece a melhor experiência imediata com sua primeira inicialização bem polida, que você pode executar sem configurar gamepads.

O software é otimizado para rodar rapidamente, mesmo em computadores de última geração, e suportndo muitos joypads USB.

O sistema é rápido, livre de bloatware e boots. Então, se você gosta de jogar jogos retro Lakka é perfeito para você.

Lembre-se, Lakka ainda está passando por um grande desenvolvimento. Então, você pode encontrar alguns bugs ou recursos ausentes.

Sinta-se à vontade para denunciar qualquer bug ao rastreador de problemas do projeto.

Baixe e experimente o Lakka

A imagem ISO do Lakka pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO do lakka está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Postado originalmente em18/11/2021 @ 16:58

Adblock test (Why?)

Como instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak

Se você quer exercitar sua mente com desafios, conheça e veja como instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak.

Omission é um quebra-cabeça de palavras aparentemente simples. Na era atual de mensagens de texto e mídias sociais, temos orgulho de nossa capacidade de ‘ler erros de digitação’. Nossos olhos se adaptaram para ignorar erros de ortografia e letras ausentes.

Como instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via FlatpakComo instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak

Na era atual de mensagens de texto e mídias sociais, temos orgulho de nossa capacidade de ‘ler erros de digitação’. Nossos olhos se adaptaram para ignorar erros de ortografia e letras ausentes.

Omission desafia você a colocar suas habilidades de detetive linguístico à prova com um desafio aparentemente simples: Encontre a letra que falta! Uma famosa citação será exibida, com todas as instâncias de uma única letra removidas.

Quão rápido você consegue descobrir a letra que falta?

É uma corrida para vencer o relógio (a menos que você escolha outro modo) enquanto tenta completar o máximo de passagens que puder. Quanto mais rápido você responder, mais pontos você ganha.

Mas não baixe a guarda! Omission foi projetado para ocultar qualquer evidência da letra perdida, e isso às vezes é o suficiente para confundir até mesmo os escritores profissionais que a criaram!

Como instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.mousepawmedia.omission.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.mousepawmedia.omission

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.mousepawmedia.omission em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite omission ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Depois, se for necessário, para desinstalar o jogo de quebra-cabeça Omission no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.mousepawmedia.omission

Ou

flatpak uninstall com.mousepawmedia.omission

Postado originalmente em03/10/2021 @ 10:25

Adblock test (Why?)

Gerenciamento financeiro: gerencie com o HomeBank no Ubuntu

Está precisando controlar melhor as contas? Então instale o HomeBank no Ubuntu e faça o gerenciamento financeiro completo de suas contas pessoais com ele, sem custos.

HomeBank é um software de conta pessoais simples, rápido e fácil de usar para fazer gerenciamento financeiro e administrar suas contas pessoais.

Gerenciamento financeiro: gerencie suas contas pessoais com o HomeBankGerenciamento financeiro: gerencie suas contas pessoais com o HomeBank

Disponível para Linux (Debian, Fedora, Mandriva, openSUSE, Gentoo Linux, Arch Linux e Ubuntu), FreeBSD, OpenBSD, Mac OS, Microsoft Windows e Meego, HomeBank é um software livre coberto pela licença GNU General Public.

O programa difere do Gnucash por possuir um visual bem melhor e também por ser mais rápido para iniciar. Ele foi projetado para ser fácil de usar e ser capaz de analisar suas finanças pessoais em detalhes, usando poderosas ferramentas de filtragem e gráficos.

HomeBank tem um monte de recursos, tais como a análise fácil com gráficos (estatísticas, orçamento, descoberto, custo carro), suporte a múltiplas contas, gestão de orçamento, lembrete, orçamento anual simples, transferências entre contas podem ser automatizadas, importação de arquivos nos formatos OFX/QFX-CSV e status visual das operações.

Como instalar o HomeBank no Ubuntu, para fazer gerenciamento financeiro de suas contas pessoais

HomeBank está disponível nos repositórios oficiais de algumas versões do Ubuntu, no entanto, não é a versão mais recente.

Por isso, para ter a última versão desse programa no Ubuntu, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:mdoyen/homebank

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install homebank

Como instalar o HomeBank manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando a página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, após instalar o HomeBank no Ubuntu, quando quiser iniciar o programa, digite homebank no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o HomeBank no Ubuntu

Para desinstalar o HomeBank no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove homebank --auto-remove

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o gerenciador financeiro HomeBank no Linux

Postado originalmente em03/10/2021 @ 09:58

Adblock test (Why?)

Como instalar a última versão do Ubuntu Make Developer Tools

Se você quer programar, mas acha que dá muito trabalho instalar a sua ferramenta de programação, instale a última versão do Ubuntu Make Developer Tools e simplifique essa tarefa.

O Ubuntu Developer Tools Center (UDTC) é uma ferramenta de código aberto de linha de comando que permite aos usuários instalar facilmente as principais plataformas de desenvolvimento, inclusive de aplicativos Android. Recentemente, UDTC foi renomeado para Ubuntu Make.

Como instalar a última versão do Ubuntu Make Developer ToolsComo instalar a última versão do Ubuntu Make Developer Tools

O Ubuntu Make é uma ferramenta de linha de comando que foi criada para facilitar o download e a instalação da versão mais recente de algumas ferramentas de desenvolvimento populares.

Isso pode ser feito nas distribuições Ubuntu e Linux baseadas nele, como o Linux Mint ou o sistema operacional elementary OS.

O Ubuntu Make pode configurar mais de 50 ambientes para desenvolvedores. Estes incluem o Android Studio, o Golang, o IDE ItelliJ, o Visual Studio Code, o Rust, etc.

Novidades da versão mais recente do Ubuntu Make Developer Tools

O UDTC foi atualizado para a versão 18.05. Ele inclui IDE’S, como Atom Beta, Goland ou Eclipse Javascript, correções e outras melhorias.

O Ubuntu Make Developer Tools 18.05 fornece um conjunto de funcionalidades para configurar, manter e customizar nosso ambiente de desenvolvedor facilmente.

Ele vai cuidar de todas as dependências, mesmo aquelas que não estão no Ubuntu. Ele também instalará as versões mais recentes das ferramentas que instalamos.

O Spring Tools também foi reativado e há algumas correções para o código do Visual Studio e suas dependências.

Outras alterações incluídas são as variáveis ​​env adicionadas ao Android Studio. O StartupWMClass também foi adicionado ao Firefox Developer e ao Visual Studio Code.

Também encontraremos o dart para o ambiente de desenvolvimento ou jogos do Dartlang caso você queira um ambiente de desenvolvimento para jogos, etc.

Também teremos à nossa disposição IDE genérico diferente como Arduino, Atom, Netbeans, Clion, eclipse-jee, eclipse, ideia, PhpStorm e WebStorm entre muitos outros.

Como instalar a versão mais recente do Ubuntu Make Developer Tools no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o Ubuntu Make Developer Tools no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Ubuntu Make Developer Tools no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install ubuntu-make --classic

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install ubuntu-make --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh ubuntu-make

Passo 5. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove ubuntu-make

Como instalar a última versão do Ubuntu Make Developer Tools no Ubuntu e seus derivados

Ubuntu Make Developer Tools está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu (começando com o Ubuntu 15.04), no entanto, não é a versão mais recente.

Por isso, para ter a última versão do Ubuntu Make Developer Tools no Ubuntu mais atual ou no 14.04 e 14.10, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Use CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se quiser instalar a versão estável, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:ubuntu-desktop/ubuntu-make

Passo 3. Se quiser instalar a versão de desenvolvimento, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:lyzardking/ubuntu-make

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install ubuntu-make

Passo 6. Depois, se precisar desinstalar o programa, use os comandos abaixo;

sudo apt-get remove ubuntu-make

Instalando plataformas de desenvolvimento com o Ubuntu Make

Para obter informações sobre o ubuntu make, executar umake --help (existem dois sinais de menos antes do parâmetro help).

Para instalar Eclipse JEE, use o comando:

sudo umake ide eclipse-jee

Para instalar IntelliJ IDEA EAP, use o comando:

sudo umake ide idea --eap

Para instalar o compilador de linguagem Kotlin, use o comando:

sudo umake kotlin kotlin-lang

Para instalar Unity 3D, use o comando:

sudo umake games unity3d

Para instalar IDE Arduino, use o comando:

sudo umake ide arduino

Para instalar Webstorm, use o comando:

sudo umake ide webstorm

Para instalar GO, use o comando:

sudo umake go go-lang

Para instalar dartlang, use o comando:

sudo umake dart editor

Para instalar PyCharm, use o comando:

sudo umake ide pycharm

Para instalar PyCharm Professional, use o comando:

sudo umake ide pycharm-professional

Para instalar PyCharm Educational, use o comando:

sudo umake ide pycharm-educational

Para instalar o Phpstorm, use o comando:

sudo umake ide phpstorm

Para instalar o Rubymine, use o comando:

sudo umake ide rubymine

Para instalar o eclipse, use o comando:

sudo umake ide eclipse

Para instalar o IntelliJ IDEA, use o comando:

sudo umake ide idea-ultimate

Para instalar o IntelliJ IDEA Community Edition, use o comando:

sudo umake ide idea

Para instalar Stencyl, use o comando:

sudo umake games stencyl

Para instalar o Android NDK, use o comando:

sudo umake android android-ndk

Para instalar o Android Studio, use o comando:

sudo umake android android-studio

Para instalar o Firefox Dev use o comando:

sudo umake web firefox-dev

Instalando plataformas de desenvolvimento com o Ubuntu Make e aceitando a licença de uso

Para instalar qualquer destas ferramentas e aceitar a licença de uso automaticamente, basta escrever --accept-license no final do comando de instalação, como no exemplo abaixo:

umake android --accept-license

Desinstalando plataformas de desenvolvimento com o Ubuntu Make

Para remover qualquer destas ferramentas, basta escrever --remove no final do comando de instalação, como no exemplo abaixo:

sudo umake web firefox-dev --remove

Pronto! Instale a sua ferramenta favorita e comece a programar.

Postado originalmente em03/10/2021 @ 09:25

Adblock test (Why?)

25 de maio de 2022

Como instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via AppImage

Se você está procurando um aplicativo de mensagens instantâneas seguro, conheça e veja como instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via AppImage.

Speek.Chat é um mensageiro gratuito de código aberto baseado nos serviços de rede ocultos do Tor. Todas as mensagens e arquivos são criptografados de ponta a ponta e roteados pela rede Tor.

Como instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via AppImageComo instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via AppImage
Nenhum servidor intermediário que possa ser comprometido, derrubado ou vazar informações do usuário. Você pode conversar anônimo sem expor sua identidade (ou IP) a ninguém.

Sem servidor, sem metadados, sem ID ou número de telefone! Com ele, os usuários são identificados apenas por meio de chaves públicas. Ao compartilhar a chave com outras pessoas, eles podem enviar uma solicitação para adicioná-lo à lista de contatos e começar a conversar.

Recursos do mensageiro Speek.Chat:

  • Sem servidor, sem metadados, anônimo.
  • Criptografado ponto a ponto usando TLS/SSLv3, roteado via rede Tor.
  • Nada é armazenado. Todas as mensagens excluídas ao fechar o aplicativo.

Como instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome speek.appimage:

wget https://github.com/Speek-App/Speek/releases/download/v1.6.0-release/Speek.Chat-1.6.0-x86_64.AppImage -O speek.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod a+x speek.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./speek.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, após instalar o mensageiro Speek.Chat no Linux via AppImage, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite speek ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Postado originalmente em05/04/2022 @ 17:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap

Se você quer baixar torrents e até assistir os vídeos baixados, conheça e veja como instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap.

Orion é um cliente BitTorrent e Streamer. Ele é um cliente BitTorrent poderoso, leve e rápido, com uma bela experiência do usuário e recursos de streaming de áudio e vídeo mais rápidos.

Como instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via SnapComo instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap

Para obter todo o conforto do usuário, o Orion vem com um poderoso back-end de reprodutor de mídia embutido (Powered by MPV) que se integra confortavelmente com o Orion para servir a melhor experiência do usuário enquanto faz streaming de arquivos de mídia pelo protocolo BitTorrent.

O Orion oferece suporte a plug-ins que ajudam a estender sua usabilidade e o tornam mais do que apenas um cliente de torrent.
Como instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap

Como instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap
Nota: Este é um aplicativo é um freeware, alguns recursos são restritos ou parcialmente limitados após o período de avaliação (10 dias) expirar, o aplicativo é totalmente utilizável mesmo após o término do período de avaliação.

Como instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install orion-desktop

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install orion-desktop --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh orion-desktop

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite orion ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o cliente BitTorrent e Streamer Orion via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove orion-desktop

Postado originalmente em03/10/2021 @ 03:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via Snap

Se você quer se divertir com jogos dos antigos videogames, conheça e veja como instalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via Snap.

Clock Signal é um emulador baseado em Qt do Acorn Electron, Amstrad CPC, Apple II/II+/IIe, Apple Macintosh, Atari 2600, Atari ST, ColecoVision, Commodore Vic-20, MSX 1, Oric 1/Atmos, Sega Master Sistema, Sinclair ZX80/ZX81 e ZX Specctrum.

Como instalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via SnapComo instalar o emulador Clock Signal no Linux via Snap

Ele procura combinar facilidade de uso com emulação precisa; para a maioria dos softwares, é suficiente apenas abrir o disco, fita ou imagem do cartucho que o contém.

O emulador escolherá automaticamente o hardware apropriado e iniciará o software.

Como instalar o emulador Clock Signal no Linux via SnapComo instalar o emulador Clock Signal no Linux via Snap
Como instalar o emulador Clock Signal no Linux via SnapComo instalar o emulador Clock Signal no Linux via Snap

Como instalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install clock-signal

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install clock-signal --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh clock-signal

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite clock-signal ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o emulador de jogos Clock Signal no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove clock-signal

Postado originalmente em03/10/2021 @ 02:33

Adblock test (Why?)

Electerm, um cliente de terminal com gerenciador de arquivos, ssh e sftp

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Postado originalmente em23/03/2022 @ 08:28

Adblock test (Why?)

Como instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux

Se você quer rodar um servidor Minecraft, conheça e veja como instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux.

server mc-server-installer é um snap do instalador do Minecraft Server que usa um script simples escrito em bash para baixar rapidamente o server.jar mais recente do Mojang e configurá-lo para ser executado em um piscar de olhos.

Este snap inclui um menu simples com algumas opções predeterminadas para a quantidade de RAM usada durante o tempo de execução.

NOTA: MC-SERVER-INSTALLER não é um aplicativo oficialmente suportado ou licenciado da Mojang.

Como instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Como instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no LinuxComo instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux
Para instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install mc-server-installer

Passo 3. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install mc-server-installer --beta

Passo 4. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install mc-server-installer --edge

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh mc-server-installer

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite mc-server-installer ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Um menu aparecerá e você pode começar a usar.

Na primeira vez que executar o instalador, você precisará baixar o arquivo .jar (ou seja, selecione a opção nº 1).

Em seguida, selecione a opção 2 e o MC-SERVER-INSTALLER executará uma “primeira execução” e concordará com o EULA. Nota: Você verá alguns erros aparecerem, eles estão bem, apenas ignore-os.

Após selecionar a opção nº 2 (concordar com o EULA), você pode prosseguir com a escolha de qualquer uma das outras opções ou definir a configuração do seu servidor, que está localizada em:
~/snap/mc-server-installer/current

Você pode atualizar seu arquivo server.jar selecionando a opção nº 1 novamente, mas não há necessidade de concordar com o EULA.

Como desinstalar

Para desinstalar o instalador de Minecraft server mc-server-installer no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove mc-server-installer

Postado originalmente em02/10/2021 @ 20:57

Adblock test (Why?)

Como instalar o baixador de Instagram 4K Stogram no Linux

Se você quer visualizar e baixar itens do Instagram sem complicações, conheça e veja como instalar o baixador de Instagram 4K Stogram no Linux.

O 4K Stogram é um visualizador e baixador de Instagram para PC, macOS e Linux. Com ele você faz o download de fotos, vídeos e histórias das contas públicas e privadas dos seus amigos, faz também o backup do seu perfil do Instagram e importa sua lista de assinaturas do Instagram.

Como instalar o baixador de Instagram 4K Stogram no Linux

Como instalar o baixador de Instagram 4K Stogram no Linux

Para usar o programa, basta digitar um nome de usuário, hashtag ou local do Instagram e pressionar o botão “Inscrever-se”.

Depois, explore fotos, vídeos e histórias de diferentes lugares, inscreva-se nas fotos de qualquer conta e na sua lista de seguidores.

Como instalar o baixador de Instagram 4K Stogram no Linux

Para instalar o baixador de Instagram 4K Stogram no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/4kstogram*
sudo rm -Rf /usr/bin/4kstogram
sudo rm -Rf /usr/share/applications/4kstogram.desktop

Passo 3. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome 4kstogram.tar.bz2:

wget https://dl.4kdownload.com/app/4kstogram_3.4.3_amd64.tar.bz2 -O 4kstogram.tar.bz2

Passo 4. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo tar -xjvf 4kstogram.tar.bz2 -C /opt/

Passo 5. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/4kstogram/4kstogram.sh /usr/bin/4kstogram

Passo 6. Adicione as bibliotecas do programa no sistema;

sudo ldconfig /opt/4kstogram/platforms/

Passo 7. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=4kstogram\n Exec=/opt/4kstogram/4kstogram.sh\n Icon=/opt/4kstogram/imageformats/libqico.so\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/4kstogram.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite 4kvideotomp3 em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/4kstogram.desktop
cp /usr/share/applications/4kstogram.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/4kstogram.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover

Para remover o 4K Stogram no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/4kstogram*
sudo rm -Rf /usr/bin/4kstogram
sudo rm -Rf /usr/share/applications/4kstogram.desktop

Postado originalmente em02/10/2021 @ 20:24

Adblock test (Why?)

KSnip 1.10 lançado com suporte ao reconhecimento óptico de caracteres

E foi lançado o Ksnip 1.10 com suporte ao reconhecimento óptico de caracteres. Confira todas as novidades e veja como instalar no Linux.

O Ksnip é uma ferramenta de captura de tela Qt5 gratuita e de código aberto que roda no Linux (X11 e suporte experimental ao KDE e GNOME Wayland), Windows e macOS.

A ferramenta é bastante semelhante ao Shutter, uma ferramenta popular de captura de tela do Linux que não está mais nos repositórios da maioria das distribuições do Linux.

Após tirar uma captura de tela das janelas ativas, uma área retangular, a tela atual ou todas as telas, o Ksnip oferece ferramentas que permitem aos usuários anotar as capturas de tela.

Você pode desenhar com uma caneta, adicionar setas, retângulos, texto, números e muito mais, com cores e tamanho configuráveis.

Opcionalmente, as capturas de tela podem ser carregadas no Imgur.

Agora, a popular ferramenta de captura de tela baseada em Qt, KSnip 1.10.0, foi lançada há alguns dias com alguns novos recursos interessantes.

Novidades do Ksnip 1.10

KSnip 1.10 lançado com suporte ao reconhecimento óptico de caracteresKSnip 1.10 lançado com suporte ao reconhecimento óptico de caracteres
Ksnip 1.10.0, adiciona novas opções de linha de comando:
-p ou --saveto para especificar onde salvar a imagem.
-o ou --upload para carregar a captura de tela via uploader padrão sem abrir no editor.

Para outras opções de comando, basta executar ksnip --help no terminal.

Com um novo plugin OCR, a versão agora suporta a extração de texto simples de imagens. Basta abrir uma imagem e clicar na opção de menu Opções -> OCR para usá-la. No entanto, parece estar em um estágio muito inicial, o que não está funcionando no meu caso.

Outras mudanças no KSnip 1.10.0 incluem:

  • Adicionado o suporte para upload de FTP.
  • Adicionado log de depuração.
  • Nova opção Salvar tudo.
  • Pesquisa de preferência.
  • Adicionado suporte para cores RGBA com transparência.
  • Melhorias de recursos de edição.
  • E várias correções de bugs.

Para saber mais sobre essa versão do Ksnip, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar o Ksnip

Para instalar a versão mais recente do Ksnip nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a ferramenta de captura de tela Ksnip no Linux via AppImage
Como instalar o app de captura de tela Ksnip no Linux via Flatpak
Como instalar o app de captura de tela Ksnip no Ubuntu e derivados

Adblock test (Why?)

Como exibir a porcentagem da carga da bateria no Ubuntu 22.04 LTS

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Postado originalmente em23/03/2022 @ 08:28

Adblock test (Why?)

Como instalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap

Se você curte jogos de construção de impérios baseado em turnos, conheça e veja como instalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap.

C-evo, originalmente Civilization Evolution, é um jogo de Estratégia por turnos. A primeira versão do jogo foi lançado em 21 de maio de 1999 e sua última atualização oficial foi em 06 de Abril de 2013.

O jogo é escrito em Delphi e o programa principal foi feito por Steffen Gerlach.

Já o C-evo: New Horizons é um jogo de construção de impérios baseado em turnos inspirado no jogo Civilization II.

Como instalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap

Como instalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap

Este é um fork e um port Lazarus/FPC do jogo C-evo 1.2.0 original. Agora é finalmente possível jogar C-evo nativamente no Linux.

Ele tem um mapa que pode ser ampliado pela roda do mouse com três tamanhos de blocos, muitos mapas de amostra incluídos, todas as localizações disponíveis incluídas, suporte para mapeamento de teclas definido pelo usuário e muitas outras pequenas melhorias

Como instalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo C-evo: New Horizons via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install c-evo --beta

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh c-evo

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite c-evo ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o jogo C-evo: New Horizons no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove c-evo

Postado originalmente em02/10/2021 @ 18:25

Adblock test (Why?)

Como instalar o MicroSoft ProcDump no Ubuntu e derivados

Se você gosta do utilitário ProcDump do conjunto de ferramentas Sysinternals do Windows, conheça e veja como instalar o MicroSoft ProcDump no Ubuntu e derivados.

ProcDump é um aplicativo de linha de comando usado para monitorar um aplicativo quanto a picos de CPU e criar despejos de memória durante um pico. Os despejos de memória podem ser usados ​​por um administrador ou desenvolvedor de software para determinar a causa do pico

Já o ProcDump é uma reinvenção do Linux da ferramenta clássica ProcDump do conjunto de ferramentas Sysinternals para Windows.

Como instalar o MicroSoft ProcDump no Ubuntu e derivadosComo instalar o MicroSoft ProcDump no Ubuntu e derivados

O ProcDump fornece uma maneira conveniente para os desenvolvedores de Linux criarem dumps principais de seus aplicativos com base em gatilhos de desempenho

E este tutorial rápido mostra como instalar o ProcDump for Linux mais recente através do repositório oficial MicroSoft apt no Ubuntu 20.04, Ubuntu 19.10, Ubuntu 18.04, Ubuntu 16.04 e Linux Mint.

Como instalar o MicroSoft ProcDump no Linux Ubuntu, Debian e derivados

Quem quiser instalar o MicroSoft ProcDump no Linux Ubuntu, Debian e outros sistemas que suportam arquivos .deb, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome prod.deb. Para Linux Mint, substitua $(lsb_release -rs) no código por 20.04 para Linux Mint 20 (ou 18.04 para Mint 19.x):

wget -q https://packages.microsoft.com/config/ubuntu/$(lsb_release -rs)/packages-microsoft-prod.deb -O packages-microsoft-prod.deb

Passo 3. Em seguida, instale o pacote, que instalará o repositório e a chave da Microsoft, executando os comandos;

sudo dpkg -i prod.deb
sudo apt-get install -f

Passo 4. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./prod.deb

Passo 5. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove procdump --auto-remove

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite pro ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Postado originalmente em02/10/2021 @ 17:58

Adblock test (Why?)

Como instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no Linux

Se você quer trocar arquivos em sua rede local, conheça e veja como instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no Linux via AppImage.

LANDrop é uma ferramenta de multiplataforma que você pode usar para transferir convenientemente fotos, vídeos e outros tipos de arquivos para outros dispositivos na mesma rede local.

Como instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no LinuxComo instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no Linux

Além de ser fácil de usar, por conta de sua interface do usuário intuitiva, ele é ultra rápido, pois usa sua rede local para transferência (ou seja, a velocidade da Internet não é um limite).

E por ser multiplataforma, ele funciona no iOS, Android, macOS, Windows, Linux.

Além disso, o LANDrop é seguro, pois usa algoritmo de criptografia de última geração. Ninguém mais pode ver seus arquivos.

E, abaixo, você verá como instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no Linux.

Como instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o app de transferência de arquivos LANDrop no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome landrop.appimage:

wget https://github.com/LANDrop/LANDrop/releases/download/v0.4.0/LANDrop-0.4.0-linux.AppImage -O landrop.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod a+x landrop.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./landrop.appimage --install

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, depois de instalar o app de transferência de arquivos LANDropo Linux, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite landrop ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Postado originalmente em02/10/2021 @ 16:58

Adblock test (Why?)

24 de maio de 2022

Drive virtual: Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Se você precisa de um drive virtual no seu sistema, veja como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu no Ubuntu.

CDemu é um software de código aberto projetado para emular uma unidade de disco óptico (incluindo CD-ROM e DVD-ROM) no Linux, ou seja, criar um drive virtual.

Drive virtual: Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemuDrive virtual: Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

A mídia ótica emulada pelo CDemu pode ser montada dentro de Linux e é possível usar o recurso de automontagem.

Basicamente, o CDEmu consiste dos seguintes componentes:

  • Um módulo do kernel que implementa um drive/controlador virtual;
  • Libmirage, que é uma biblioteca de software para interpretação de imagens de disco óptico;
  • Um daemon (servidor/serviço) que emula a funcionalidade de um + unidade de disco óptico;
  • Um cliente em modo texto e outro usando GTK, para controlar o emulador.

Principal programa do pacote, gCDEmu é uma aplicação GTK criada para gerenciar o CDEmu daemon.

Ele fornece uma interface gráfica que permite realizar as tarefas fundamentais relacionadas com o controle do daemon CDEmu, tais como carga e descarga dos dispositivos, exibição do status, recuperação e configuração dos dispositivos.

Além disso, o aplicativo escuta sinais emitidos pelo CDEmu daemon e fornece notificações via libnotify (desde que os devidos bindings Python estejam instalados).

Como instalar o CDemu e criar um drive virtual de CD/DVD

Para instalar o CDemu no Ubuntu e derivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações do aplicativo, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:cdemu/ppa

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install gcdemu cdemu-client

Como instalar o CDemu manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como instalar um drive virtual de CD/DVD com CDemu

Para instalar um drive virtual de CD/DVD com CDemu, faça o seguinte:

Passo 1. Inicie o programa, para isso, digite gcdemu no Dash em um terminal;
Passo 2. Se quiser que o programa inicie automaticamente, acesse esse outro tutorial;
Como gerenciar a inicialização de aplicativos no Ubuntu
Passo 3. Por padrão o programa já vem com um “Device” criado, mas você pode criar outros clicando no indicador dele no painel e escolhendo a opçao “New device…”;
Passo 4. Para ativar um drive virtual, clique no indicador do programa no painel e depois clique no “Device” que você quer usar;

Drive virtual: Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Drive virtual: Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Passo 5. Na janela do Device, clique no botão “Load”;

Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Passo 6. Na janela “Open File” (Abrir arquivo), vá para a pasta onde está o arquivo de imagem e clique nele. Finalmente, clique no botão “Open” (Abrir);

Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Como instalar uma unidade de CD/DVD com CDemu

Passo 7. Se tudo der certo, a imagem será montada imediatamente e será aberta uma janela do gerenciador de arquivos, mostrando o conteúdo da nova unidade.

Como

Como

Desinstalando o CDemu no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o CDemu no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:cdemu/ppa -r -y
sudo apt-get remove gcdemu cdemu-client --auto-remove

Postado originalmente em02/10/2021 @ 12:58

Adblock test (Why?)

Como instalar o aplicativo de buscas DawnlightSearch no Linux

Se você quer encontrar algum arquivo no seu PC de um jeito fácil, conheça e veja como instalar o aplicativo de buscas DawnlightSearch no Linux.

Depois de muito tempo criando documentos e baixando arquivos da Internet, sempre fica dificil achar algo no PC, meso que você seja muito organizado. Felizmente, existem ferramentas que ajudam nessa tarefa.

Como instalar o aplicativo de buscas DawnlightSearch no LinuxComo instalar o aplicativo de buscas DawnlightSearch no Linux

DawnlightSearch é uma versão para Linux do Everything Search Engine, um aplicativo de busca que mostra resultados instantâneos enquanto você ainda digita.

Com ele você não precisa se preocupar com detalhes, basta pesquisar.

Como instalar o DawnlightSearch no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o DawnlightSearch no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome dawnlightsearch.appimage:

wget https://github.com/chg-hou/DawnlightSearch/releases/download/v0.1.2.6a/DawnlightSearch-0.1.2.6-x86_64.AppImage -O dawnlightsearch.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x dawnlightsearch.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./dawnlightsearch.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite dawnlightsearch ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Postado originalmente em02/10/2021 @ 12:27

Adblock test (Why?)

Como instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivados

Se você quer sincronizar arquivos em diferentes aparelhos, sem um servidor central, veja como instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivados.

O Resilio Sync é uma ferramenta de sincronização e compartilhamento de arquivos peer-to-peer gratuita e rápida lançada pela Resilio, Inc, disponível para dispositivos Linux, FreeBSD, Mac, Windows, Android, iOS, Amazon Kindle Fire e NAS.

Como instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivadosComo instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivados

Ao contrário do Dropbox ou do NextCloud, o Resilio Sync não requer um servidor central para armazenar arquivos.

Em vez disso, basta instalar o Resilio Sync nos dispositivos finais para sincronizar arquivos através do protocolo BitTorrent, para que você não fique limitado pelo limite de armazenamento de um servidor.

Como instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e seus derivados

Para instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Baixe a chave do repositório usando o comando abaixo:

wget -q -O- http://linux-packages.resilio.com/resilio-sync/key.asc | sudo apt-key add -

Passo 3. Adicione o repositório do programa com este comando;

sudo add-apt-repository "deb http://linux-packages.resilio.com/resilio-sync/deb resilio-sync non-free"

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install resilio-sync

Passo 6. Para iniciar o serviço no sistema, use o comando;

sudo systemctl start resilio-sync

Passo 7. Por padrão, o Resilio Sync não será iniciado no momento da inicialização. Você pode ativar o início automático com:

sudo systemctl enable resilio-sync

A versão para Linux do Resilio Sync não fornece um cliente de desktop. Em vez disso, você precisa configurar as coisas através de uma interface web.

O Resilio Sync é executado como o usuário rslsync e a interface Web atende no endereço 127.0.0.1:8888, conforme especificado no arquivo de configuração /etc/resilio-sync/config.json.

Para configurá-lo, basta abrir um navegador e acessar esse endereço.

Como instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivados

Como instalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivados

Desinstalando

Para desinstalar a ferramenta Resilio Sync no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove resilio-sync --auto-remove

Postado originalmente em02/10/2021 @ 12:24

Adblock test (Why?)

Como assistir Netflix no Linux sem complicações

Conheça a história do mais famoso serviço de streaming da atualidade e veja como assistir Netflix no Linux sem complicações.

O Netflix é a mais antiga das plataformas de vídeo sob demanda e é sem dúvida a que inventou o negócio. Atualmente, o Netflix pode ser visualizado no Linux com qualquer navegador que suporte o player HTML5, embora plug-ins adicionais possam precisar ser instalados

O Google não inventou o negócio de buscadores, nem é o mais antigo, mas é a empresa que domina o mercado. Essa combinação significa que, se você pesquisar no Google “Como assistir Netflix no Linux”, os primeiros resultados que você vê estão completamente desatualizados.

A verdade é que assistir Netflix no Linux não tem muitos segredos, e vou falar sobre os poucos que existem neste artigo.

Como assistir Netflix no Linux sem complicações

Como assistir Netflix no Linux sem complicaçõesComo assistir Netflix no Linux sem complicações
Indo um pouco mais longe do que costumamos publicar, este artigo não trata apenas de você copiar, colar e executar comandos no terminal, mas também entenda o que está fazendo e suas consequências. De qualquer forma, você pode ir para a próxima seção onde estão as instruções.

Assistir Netflix no Linux é muito fácil. Mas fazer isso acontecer exigia muita deliberação, ferindo mortalmente um produto líder em uma grande empresa de computadores e uma mudança de opinião no executivo de outra.

A história da visualização de vídeos na web começou com um software chamado Future Splash, que incluía ferramentas de animação para uma web que consistia basicamente em texto e fotos.

Para ver essas animações, era necessário um visualizador especial que fosse distribuído com os principais navegadores da época. Adquirido pela Macromedia, seu nome foi abreviado para Flash e se tornou o padrão para reprodução de conteúdo multimídia na web.

Em 2004, o Flash incluiu suporte completo para vídeo e, em 2007, tornou-se a tecnologia escolhida por três engenheiros e um investidor para alimentar um serviço de visualização de vídeos produzidos e enviados por usuários. Nós o conhecemos como Youtube e agora é de propriedade do Google.

Em 2007, a Microsoft lançou sua própria tecnologia de streaming de mídia conhecida como Silverlight. Embora nunca tenha sido muito popular entre os usuários, foi escolhido por muitas empresas e organizações para transmitir conteúdo protegido por direitos autorais. Uma delas foi a Netflix.

É por isso que em muitos dos tutoriais sobre como assistir Netflix no Linux, você descobrirá que é solicitado a instalar algo chamado Moonlight (a versão do Silverlight para Linux). Atualmente você não precisa fazer isso.

Quando os dispositivos móveis inteligentes começaram a se tornar populares, a Adobe (que havia comprado a Macromedia) tentou portar o Flash sem muito sucesso.

Steve Jobs, que queria garantir o monopólio da distribuição de aplicativos para seus aparelhos, usou isso como desculpa para se livrar de uma tecnologia que permitia aos desenvolvedores comercializar aplicativos sem dividir os lucros com a Apple.

A Apple, juntamente com Mozilla e Opera, vinha trabalhando com o apoio do World Wide Web Consortium, entidade que supervisiona a evolução dos padrões web, em uma nova versão do HTML, a linguagem que define a estrutura de uma página web.

Conhecida como HTML 5, essa nova versão, juntamente com o uso de Javascript e CSS3, tinha os recursos de multimídia e interatividade do Flash, mas consumindo menos recursos e sendo padrões abertos, você não precisava pagar uma licença à Adobe para usar um programa específico.

O HTML 5 era tão bom no que fazia que a Microsoft abandonou o Silverlight e se tornou fã de padrões abertos da web.

DRM

Para evitar o uso e distribuição não autorizados, os criadores e provedores de conteúdo usam soluções de software, o DRM. Então, o Flash ainda tinha um ponto positivo (para criadores e distribuidores de conteúdo).

DRM (Digital Rights Management) significa Gerenciamento de Direitos Digitais.

Essa gestão consiste no uso de tecnologia para controlar e gerenciar o acesso a materiais protegidos por direitos autorais. Trata-se de restringir o acesso e distribuição do referido conteúdo ao que é permitido pelo titular desses direitos.

Em geral, o uso de DRM consiste no uso de código de computador que desativa a cópia de conteúdo ou limita o número de dispositivos a partir dos quais um produto pode ser acessado, aplicativos que restringem o que os usuários podem fazer com seu material ou criptografia, que só pode ser acessado por quem possui a chave de descriptografia.

Através do uso de DRM consegue-se:

  • Limitar a capacidade dos usuários de editar, salvar, compartilhar, encaminhar, imprimir ou fazer capturas de tela do conteúdo.
  • Definir prazos para o acesso do usuário ao conteúdo.
  • Definir limitações de acesso por localização geográfica.
  • Colocar marcas d’água que indiquem a quantidade de conteúdo.

Após muita discussão, o W3C aprovou uma extensão chamada Encrypted Media Extensions (EME) que permitia que tecnologias DRM fossem incorporadas em conteúdo exibido em players baseados em HTML 5.

A Netflix começou a testá-la em dispositivos móveis em 2013 e depois estendeu para sua versão Web.

Como assistir Netflix no Linux

Netflix-web é um aplicativo com falha da loja Snap que faz pouco mais do que visualizar o catálogo da Netflix, mas não permite a reprodução.

Assistir à Netflix no Linux é tão simples quanto escolher o navegador de sua preferência (Firefox, Chrome, Opera, Vivaldi ou Brave são alguns dos compatíveis) e acessar o site da Netflix.

Em seguida, digite seu nome de usuário e senha. Uma janela pop-up pode abrir pedindo permissão para instalar um plugin. Aceite a instalação e, após finalizada, caso não feche e reabra automaticamente o navegador. Com isso, você poderá ver o conteúdo sem inconvenientes.

Deve-se mencionar que, por não ter um aplicativo Linux nativo, você só terá acesso às possibilidades do web player. Ou seja, por exemplo, você não poderá assistir filmes ou séries offline.

Nenhum deles existe, pelo que eu saiba. aplicativos de terceiros que permitem download (além de captura de tela via software ou hardware. O que existe são aplicativos da web que consistem em pouco mais que um navegador que leva você diretamente à página.

Algumas delas são:

  • Netflix-web: Não há muito a dizer sobre este aplicativo, exceto não se preocupe em instalá-lo Seu desenvolvedor nem se preocupou em preencher uma descrição e não ativou a opção de visualizar conteúdo protegido no navegador, então é apenas bom ver o catálogo e executar funções administrativas.
  • ElectronPlayer: Se você assiste conteúdo no Netflix, YouTube, Twitch, Floatplane e Hulu, provavelmente se interessará por este aplicativo que oferece acesso rápido a todos esses sites. Muito melhor programado que o anterior, permite optar pela opção de tela cheia, determinar o serviço com o qual iniciar e ocultar o menu. Em qualquer caso, ainda é um navegador.
  • Netflix viewer é um aplicativo padrão da Netflix que os usuários de desktop podem acessar facilmente e adicionar aos favoritos. Na verdade, ele é o site da Netflix como um aplicativo Linux;

Kodi

Kodi é um software que permite transformar seu computador em uma central multimídia completa.

Disponível para Windows, Mac e Linux (com certeza está nos repositórios de sua distribuição) possui complementos que ampliam sua funcionalidade.

Um deles permite que você assista à Netflix. Nesse caso, é um plugin não oficial, portanto, o tutorial a seguir não inclui garantias.

Observe que os nomes das seções podem ser diferentes em diferentes variantes do espanhol.

  1. Instale o Kodi a partir do gerenciador de pacotes da sua distribuição.
  2. Clique no ícone de engrenagem (canto superior esquerdo)
  3. Ative Mostrar notificações.
  4. Ative Fontes Desconhecidas.
  5. Baixe a versão apropriada do plug-in.
  6. Clique no ícone de engrenagem.
  7. Clique em Complementos. (Segundo botão da primeira linha)
  8. Clique em Instalar a partir de arquivos zip.
  9. Encontre o arquivo e pressione para instalá-lo.
  10. Clique em Instalar de repositórios.
  11. Clique no Repositório CastagnaIT para Kodi.
  12. Selecione Complementos de vídeo.
  13. Escolha Netflix.
  14. Clique em Instalar.
  15. Toque em OK.
  16. Volte para a tela principal e clique em Add-ons.
  17. Toque em Netflix.

Alternativas ao Netflix sem DRM

Sem surpresa, a incorporação de tecnologias DRM em padrões da web não agradou à comunidade de software livre e de código aberto.

Como essas tecnologias limitam severamente os direitos dos usuários finais, são realizadas campanhas para combater seu uso e evitar a assinatura de serviços como o Netflix que os utilizam ativamente.

Como alternativa, eles sugerem o consumo de conteúdo dos seguintes sites que não aplicam tais restrições:

  • Archive.org Movie Archive : Uma coleção de filmes e vídeos clássicos e recentes.
  • Miro Guide : Catálogo de podcasts e vídeos.
  • PeerTube : Plataforma de compartilhamento de vídeo federado com base em princípios de software livre. Há instâncias que cobrem muitos tópicos diferentes.
  • Wikimedia Commons : site de armazenamento de conteúdo de mídia da Wikipedia .
  • CinéMutins : Cinema independente com temática social em francês.
  • Funimation : Site de streaming de anime japonês e inglês . Não está disponível em todos os países.
  • GOG.COM :  Portal de vendas de filmes e jogos . Os jogos, embora não possuam DRM, nem sempre são softwares livres.
  • Highspots.com : conteúdo de luta livre e artes marciais mistas.
  • RiffTrax : Portal para assistir a filmes e discuti-los com amigos.
  • VRV : Conteúdo de ficção científica, anime e cultura tecnológica. Restrito por áreas geográficas.
  • Wakanin : Seleção de animes dublados e legendados. Geograficamente restrito.

Finalmente, caso seja realmente necessário, aqui no Blog te os tutriais abaixo que mostram como instalar certas “dependências”:
Como instalar o Chromium FFmpeg codecs no Linux via Snap e ver Netflix
Como instalar suporte ao Netflix, Prime Video, Spotify no Linux (DRM via Widevine)

Adblock test (Why?)

23 de maio de 2022

Como instalar o navegador Falkon no Linux via Snap

Se você gostava do antigo QupZilla e não abre mão dele, conheça e veja como instalar o navegador Falkon no Linux via Snap.

O Falkon é um navegador da Web do KDE que usa o mecanismo de renderização QtWebEngine, anteriormente conhecido como QupZilla.

Como instalar o navegador Falkon no Linux via SnapComo instalar o navegador Falkon no Linux via Snap

O objetivo é ser um navegador da web leve disponível em todas as principais plataformas. Ele é construído no Qt WebEngine, que é um invólucro para o núcleo do navegador Chromium.

Este projeto foi originalmente iniciado apenas para fins educacionais. Mas desde o início, a Falkon tornou-se um navegador rico em recursos.

O Falkon possui todas as funções padrão que você espera de um navegador da web. Inclui marcadores, histórico (ambos também na barra lateral) e guias. Acima disso, ativou, por padrão, bloqueio de anúncios com um plug-in AdBlock integrado.

Como instalar o navegador Falkon no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o navegador Falkon via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o navegador Falkon via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install falkon

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install falkon --candidate

Passo 4. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install falkon --edge

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh falkon

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite falkon ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o navegador Falkon via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove falkon

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o navegador Falkon no Linux (antigo QupZilla)

Postado originalmente em01/10/2021 @ 18:26

Adblock test (Why?)

Como instalar editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak

Se você precisa modificar needle openQA, conheça e veja como instalar editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak.

Um needle openQA consiste em dois arquivos, uma captura de tela png e o arquivo de definição json. O arquivo de definição fornece várias informações ao mecanismo openQA, incluindo as tags , tipos e áreas a serem procuradas.

Os usuários podem usar este aplicativo para editar (ou criar) todas as informações necessárias rapidamente e desenhar as áreas usando o editor WYSIWYG integrado. Quando o needle é salva, ela é totalmente compatível com o mecanismo openQA.

A vantagem do editor é que ele não precisa do openQA para ser instalado no sistema. As limas de needle são tudo o que você precisa para trabalhar com elas.

O editor suporta apenas capturas de tela png . Para abrir o needle, você pode carregar esse arquivo png ou o arquivo de definição json . Ambas as formas abrirão o needle no editor.

Needly é um editor de needle openQA escrito em Python. Ele cria ou modifica needle para os testes openQA.

Como instalar editor de needle openQA Needly no Linux via FlatpakComo instalar editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak
Needly é um editor simples que ajuda no desenvolvimento de testes que podem ser executados na ferramenta de teste automatizada openQA que é usada pelo SuSE e Fedora para testar sua GUI de seus sistemas operacionais.

Para controlar esses testes, os operadores precisam agrupar uma captura de tela com determinados metadados (uma agulha) para que o openQA possa utilizá-lo para navegar nos elementos GUI testados.

Este editor é uma ferramenta independente (sem necessidade de instalação do openQA) que simplifica razoavelmente o processo de criação de agulhas, tornando mais fácil para as pessoas começarem com o desenvolvimento de testes openQA.

Como instalar o editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak

Para instalar o editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.github.lruzicka.Needly.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update io.github.lruzicka.Needly

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.github.lruzicka.Needly em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite needly ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Depois, se for necessário, para desinstalar o editor de needle openQA Needly no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall io.github.lruzicka.Needly

Ou

flatpak uninstall io.github.lruzicka.Needly

Postado originalmente em04/04/2022 @ 17:29

Adblock test (Why?)

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Se você possui uma pequena empresa e procura um software para administrá-la, veja como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados.

A suíte de aplicativos Stoq é um conjunto de aplicativos de gestão comercial e industrial disponibilizado como software livre.

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivadosComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

O Stoq é desenvolvido em Python usando GTK+, Kiwi, PostgreSQL e outras bibliotecas e ferramentas.

Ele está dividido em 12 aplicativos para melhor organização e divisão de responsabilidades entre os usuários do sistema.

O aplicativo oferece toda a funcionalidade necessária para controlar um comércio ou pequena empresa. No quesito automação, o software suporta NFe, NFP, ECF, Sintegra e TEF.

O Stoq é multi-loja e Multi-usuário. Ele suporta o cadastro e o controle de múltiplas unidades e/ou filiais e é possível incluir diversos usuários com permissões de acesso diferenciadas bastando para isso cadastrar determinados perfis.

Com ele você pode fazer a gestão de compras, vendas e estoque, acompanhamento de clientes (CRM), controle financeiro, impressão fiscal via ECF. exportação de NF-e

Cada aplicação contém recursos específicos para determinado departamento ou setor de uma empresa, sendo simples de usar, com número reduzido de itens de menu, botões e informações que possam confundir o usuário.

Para saber como usar esse programa, acesse o Manual do Stoq.

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o aplicativo Stoq no sistema da Canonical (e derivados), e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo apt-add-repository ppa:stoq-dev/lancamentos

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install stoq

Como instalar o aplicativo Stoq manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Infelizmente, o repositório está bem defasado. Por causa disso, a tentativa de instalação pode não funcionar ou comprometer seu sistema.

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite stoq no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Em seguida, será exibido o assistente de instalação do Stoq. Leia com calma e siga as instruções. Marque as opções que servem para o seu negocio ou infraestrutura, e em pouco tempo, você já poderá começar a usar o programa.

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivadosComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivadosComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Desinstalando o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo Stoq, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-add-repository ppa:stoq-dev/lancamentos -r -y
sudo apt-get remove stoq --auto-remove

Postado originalmente em01/10/2021 @ 13:28

Adblock test (Why?)

Como instalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak

Se você quer colocar suas tarefas em ordem sem complicações, conheça e veja como instalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak.

Getting Things GNOME (GTG) é um organizador de tarefas pessoais e lista de tarefas inspirado na metodologia “Getting Things Done” (GTD).

O objetivo do GTG é ajudá-lo a rastrear tudo o que você precisa fazer e precisa saber, de pequenas tarefas a grandes projetos. A interface do usuário do GTG foi projetada para acomodar muitos fluxos de trabalho.

Ele possui recursos como um sistema de marcação e busca muito flexível; análise de linguagem natural e um editor de texto de tarefa de formato livre; dependências de projetos / tarefas (infinitas subtarefas), datas de início e datas de vencimento; um modo de visualização de tarefas “acionáveis” para ajudá-lo a manter o foco durante o trabalho; e a capacidade de adiar tarefas sem esforço para os próximos dias comuns ou para uma data personalizada.

Como instalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak

Como instalar o Getting Things GNOME no Linux via FlatpakComo instalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak
Para instalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gnome.GTG.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gnome.GTG

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gnome.GTG em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro.

Depois, se for necessário, para desinstalar o Getting Things GNOME no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.gnome.GTG

Ou

flatpak uninstall org.gnome.GTG

Postado originalmente em16/08/2021 @ 18:26

Adblock test (Why?)

Como instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via AppImage

Se você joga Hearthstone e quer ficar de olho nas informações extras, veja como instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via AppImage.

Arena Tracker é um rastreador de deck que fornece muitas informações extras enquanto joga Hearthstone. O Arena Tracker lê o registro de Hearthstone para fornecer todas as informações de que você precisa.

Como instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via AppImage

Como instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via AppImage

E, abaixo, você verá como instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via arquivo AppImage.

Como instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome arena.appimage:

wget https://github.com/supertriodo/Arena-Tracker/releases/download/v9.44/ArenaTracker.Linux.AppImage -O arena.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod a+x arena.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./arena.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, após instalar o rastreador de deck Arena Tracker no Linux, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite arena ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Se você achou isso muito complicado, verifique o Guia do usuário.

Junte-se à comunidade do game no subreddit Arena Tracker e apoie seu desenvolvimento no patreon Arena Tracker.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Postado originalmente em16/08/2021 @ 17:58

Adblock test (Why?)

WINE 7.9 lançado com mais de 300 mudanças e 35 correções de erros

O projeto Wine lançou o Wine 7.9, com mais de 300 mudanças e 35 correções de erros. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar.

O Wine (Wine Is Not an Emulator, ou Wine não é um emulador) é um software livre e de código aberto, que tem como objetivo permitir que os aplicativos desenvolvidos para Microsoft Windows possam ser executados no Linux, Mac, FreeBSD e Solaris.

Sendo um pouco mais técnico, o Wine é uma camada de compatibilidade que traduz as chamadas do sistema Windows para o Linux e usa algumas bibliotecas do Windows, na forma de arquivos .dll.

Por conta disso, esse programa é muito importante para ex-usuários do sistema operacional Windows ou para qualquer pessoa que ainda precisa usar os aplicativos desse sistema no Linux.

Agora, Com a pontualidade que o caracteriza, WineHQ lançou o WINE 7.9.

Novidades do Wine 7.9

WINE 7.9 lançado com mais de 300 mudanças e 35 correções de errosWINE 7.9 lançado com mais de 300 mudanças e 35 correções de erros
Esta é uma nova versão de desenvolvimento que eles lançam a cada duas semanas, não uma versão estável na qual depositar toda a confiança, mas nem sempre é uma má ideia instalar uma dessas versões.

É verdade que eles não têm o rótulo estável, mas também corrigem muitas coisas, e uma delas pode melhorar muito a experiência do usuário ao usar programas do Windows em outras plataformas.

O WineHQ diz que corrigiu 35 bugs, mas fez um total de 321 alterações. 321 está dentro da média, mas as coisas teriam mudado muito se não fosse por Rémi Bernon, que cuidou de 83 deles.

O que chama a atenção é que esta semana o WineHQ destacou apenas duas novidades. Quem sabe, talvez faltou o desejo de encontrar algo para destacar, mas podemos dizer que existem patches que melhorarão a experiência de jogar títulos do Windows no Linux no WINE.

Como mencionado, a lista oficial em destaque é muito curta e continua sendo um trabalho preliminar para a conversão do driver PE do macOS e várias correções para falhas de teste do Windows.

A isto devemos acrescentar um terceiro, o habitual, aquele que diz apenas “correção de vários erros”.

Para saber mais sobre essa versão do WINE, acesse a nota de lançamento.

A próxima versão será um WINE 7.10 que chegará em 3 de junho. Não sabemos quantas mudanças eles introduzirão em duas semanas, mas devem ser algumas centenas ou mais.

Como instalar ou atualizar o Wine

O Wine 7.9 está disponível para download agora no site oficial, se você quiser compilá-lo. Caso contrário, você deve esperar até que ele chegue aos repositórios de software estáveis ​​de sua distribuição GNU/Linux favorita para atualizar.

ou

Os usuários interessados ​​já podem instalar o WINE a partir do código-fonte, disponível neste e neste outro endereço, ou nos binários que podem ser baixados aqui.

No link onde podemos baixar os binários, também há informações para adicionar o repositório oficial do projeto para receber esta e outras atualizações futuras assim que estiverem prontas para sistemas como Ubuntu/Debian ou Fedora, mas também para Android e macOS.

Para instalar a versão de desenvolvimento do Wine (instável), use esse tutorial:
Experimente os novos recursos do Wine mais rápido com Wine Staging no Ubuntu, Debian, Mint e Fedora

Para instalar o Wine estável, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine

Para instalar a versão mais recente do Wine nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar a versão mais recente do Wine no Linux
Como instalar o Wine no Fedora, CentOS, RHEL e derivadosComo instalar a versão mais recente do Wine no Ubuntu, Debian e derivados
Veja como instalar o Wine no Ubuntu 18.04 LTS ou superior e derivados

Adblock test (Why?)

22 de maio de 2022

Como instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak

Se você está querendo produzir jogos usando uma plataforma aberta, conheça e veja como instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak.

Godot é um motor de jogo de código aberto (coberto pela licença MIT) desenvolvido pela comunidade do Godot Engine.

Como instalar o game engine Godot no Linux via FlatpakComo instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak

Inicialmente, ele foi desenvolvido pela OKAM no começo de 2001. Em fevereiro de 2014 o código fonte dele foi publicado no GitHub sob a licença MIT, e em dezembro de 2014, foi disponibilizada a versão 1.0.

Ele já era usado internamente em várias empresas da América Latina, bem antes de ter se tornado de código aberto e liberado para o grande público.

Godot utiliza um sistema de animação sofisticado com a capacidade de criar esqueletos (skeletons), inversão cinética (inverse kinematic) e deformação (morphing).

Ele também possui um sistema de física integrado para 2D e 3D que suporta colisões, objetos rígidos, cinética de corpos e simulação de viaturas.

O engine Godot oferece suporte à múltiplas plataformas. Em um projeto, os desenvolvedores têm controle do lançamento para dispositivos móveis, web, desktop e consoles.

Além disso, Godot permite a especificação de compressão de texturas e opções de resolução para cada plataforma que o jogo suporta.

Atualmente, esse mecanismo dá suporte às plataformas Windows, OS X, Linux, FreeBSD, Android, iOS, BlackBerry 10, HTML5, PlayStation 3, PlayStation Vita e Nintendo 3DS. E também há suporte em desenvolvimento para Windows Runtime.

Como instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak

Para instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o game engine Godot no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/org.godotengine.Godot.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.godotengine.Godot

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.godotengine.Godot

Ou

flatpak uninstall org.godotengine.Godot

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.godotengine.Godot em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite godotengine ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Quer aprender a usar o Godot? Assista os vídeos abaixo:

[embedded content]
[embedded content]
[embedded content]

Postado originalmente em30/09/2021 @ 07:28

Adblock test (Why?)

Como instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap

Se você precisa parar programas na hora que quiser, conheça e veja como instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap.

Nyrna é um poderoso aplicativo que permite suspender jogos e aplicativos a hora que quiser. Nyrna funciona em Linux com X11 e Microsoft Windows (testado em Windows 10)

Como instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via SnapComo instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap

Semelhante à função hibernar/suspender incrivelmente útil encontrada em consoles como o Nintendo Switch e o Sony PlayStation; suspenda seu jogo (e seu uso de recursos) a qualquer momento e retome quando desejar – apertando um botão.

O Nyrna também pode ser usado para suspender aplicativos normais não relacionados a jogos. Por exemplo: Renderizações 3D, codificação de vídeo e compilação de software.

Os recursos de CPU e GPU estão sendo usados por tal tarefa – talvez por horas – quando você gostaria de usar o sistema para outra coisa.

Com Nyrna você pode suspender esse programa, liberando os recursos (excluindo RAM) até que o processo seja retomado, sem perder onde você estava – como no meio de um longo trabalho ou uma sessão de jogo entre pontos de salvamento.

Como instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install nyrna

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install nyrna --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh nyrna

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite nyrna ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o app de suspensão de programas Nyrna no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove nyrna

Postado originalmente em30/09/2021 @ 06:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak

Se você precisa reduzir o tamanho de arquivos de SVG, conheça e veja como instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak.

Oh My SVG permite converter arquivos SVG não otimizados em versões menores.

Como instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak

Como instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak

Por baixo do capô, ele usa SVGO para remover ou aproximar informações que não são necessárias para a renderização.

Ele permite que você visualize e ajuste os parâmetros para obter um resultado satisfatório antes de salvar.

Lembre-se de que Oh My SVG remove informações e metadados que podem ser úteis, não sobrescreva seus arquivos SVG originais/de origem.

Como instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak

Para instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/re.sonny.OhMySVG.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update re.sonny.OhMySVG

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run re.sonny.OhMySVG em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite ohmysvg ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Depois, se for necessário, para desinstalar o conversor de arquivos SVG Oh My SVG via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall re.sonny.OhMySVG

Ou

flatpak uninstall re.sonny.OhMySVG

Postado originalmente em30/09/2021 @ 05:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o utilitário Organize My Files no Linux via Snap

Se você quer colocar ordem no caos de seus arquivos, conheça e veja como instalar o utilitário Organize My Files no Linux via Snap.

Organize My Files é um organizador de arquivos para Windows, Mac e Linux.

Como instalar o utilitário Organize My Files no Linux via SnapComo instalar o utilitário Organize My Files no Linux via Snap

Esta ferramenta minúscula, flexível e trabalhadora ajudará você a acabar com o caos de seus arquivos desorganizados em um simples clique e a controlar suas pastas bagunçadas e o Desktop.

Organize My Files é cheio de características interessantes como organização automática, organização recursiva, filtros inteligentes e organização de multi-pastas.

Ele é intuitivamente simples, incrivelmente rápido e tem várias predefinições. Com ele, organizar 1000 arquivos leva menos de meio segundo. E o melhor, você pode desfazer seus arquivos organizados para o estado anterior a qualquer momento!

[embedded content]

Como instalar a versão mais recente do Organize My Files no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o Organize My Files no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Organize My Files via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install organize-my-files

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install organize-my-files --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install organize-my-files --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install organize-my-files --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh organize-my-files

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove organize-my-files

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite organize ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Postado originalmente em30/09/2021 @ 04:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o cliente de RDP FreeRDP no Linux

Se você precisa acessar computadores usando a “área de trabalho do Windows”, conheça e veja como instalar o cliente de RDP FreeRDP no Linux.

RDP, ou Remote Desktop Protocol, é um protocolo multi-canal que permite que um usuário se conecte a um computador rodando o Microsoft Terminal Services.

FreeRDP 2.0, que oferece uma implementação gratuita do Remote Desktop Protocol (RDP), desenvolvido com base nas especificações da Microsoft.

Como instalar o cliente de RDP FreeRDP no LinuxComo instalar o cliente de RDP FreeRDP no Linux

O projeto fornece uma biblioteca para integrar o suporte ao RDP em aplicativos de terceiros e um cliente que pode ser usado para conectar-se remotamente à área de trabalho do Windows.

O código do projeto é distribuído sob a licença Apache 2.0.

Como instalar o cliente de RDP FreeRDP no Linux

Depois, você pode instalar o cliente de RDP FreeRDP no Linux, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. A primeira coisa que devemos fazer é obter o código fonte desta nova versão para compilar os pacotes para a instalação do aplicativo;

git clone git://github.com/FreeRDP/FreeRDP.git

Passo 3. Acesse a pasta criada;

cd FreeRDP

Passo 4. Agora, para compilar o pacote Flatpak, precisamos ter o suporte adicionado ao sistema. Se você não o possui, siga as instruções detalhadas neste artigo. Depois, execute os comandos abaixo para instalar algumas dependências e compilar o pacote do FreeRDP (é importante estar sempre posicionado sobre a pasta que contém o código FreeRDP);

flatpak install flathub org.freedesktop.Platform//18.08
flatpak install flathub org.freedesktop.Sdk//18.08
flatpak-builder  packaging/flatpak/com.freerdp.FreeRDP.json

Passo 5. E pronto, você terá compilado seu pacote flatpak para instalar no seu sistema. Por fim, para compilar o pacote deb, basta digitar o seguinte no terminal:

 sudo apt build-dep freerdp2-x11
sudo apt-get install ninja-build build-essential git-core debhelper cdbs dpkg-dev autotools-dev cmake pkg-config xmlto libssl-dev docbook-xsl xsltproc libxkbfile-dev libx11-dev libwayland-dev libxrandr-dev libxi-dev libxrender-dev libxext-dev libxinerama-dev libxfixes-dev libxcursor-dev libxv-dev libxdamage-dev libxtst-dev libcups2-dev libpcsclite-dev libasound2-dev libpulse-dev libjpeg-dev libgsm1-dev libusb-1.0-0-dev libudev-dev libdbus-glib-1-dev uuid-dev libxml2-dev libgstreamer1.0-dev libgstreamer0.10-dev libgstreamer-plugins-base1.0-dev libgstreamer-plugins-base0.10-dev libfaad-dev libfaac-dev
ln -s packaging/deb/freerdp-nightly debian
dpkg-buildpackage

Por fim, basta abrir os pacotes criados para instalar o programa no seu sistema.

Depois, você pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite freerdp ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Postado originalmente em30/09/2021 @ 03:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o MKVToolNix no Linux via Snap

Se você quer manipular ou reproduzir arquivos no formato Matroska (.mkv), veja como instalar a última versão do MKVToolNix no Linux via Snap.

Embora muitos pensem que se trata de um único aplicativo, MKVToolnix é na verdade um conjunto de ferramentas que permite criar, alterar e reproduzir arquivos Matroska no Linux, Unix e Windows.

Como instalar o MKVToolNix no Linux via SnapComo instalar o MKVToolNix no Linux via Snap

Com ele é possível obter informações sobre arquivos Matroska (mkvinfo), extrair faixas/dados de arquivos de Matroska (mkvextract) e criar (mkvmerge) arquivos Matroska, a partir de outros arquivos de mídia.

Se você quiser trabalhar com ferramentas gráficas, você deve usar o MKVToolnix-gui, que é uma interface simples e fácil de usar.

Com ela você pode adicionar o arquivo MKV (s) usando o navegador de arquivos ou simplesmente arrastando e soltando os arquivos na MKVToolnix.

MKVToolnix também permite que você edite as tags e nomes das faixas, também é usado para alterar a relação de aspecto de arquivos de vídeo, exibir a largura e altura e etc.

Como instalar a versão mais recente do MKVToolNix no Linux em distros que suportam Snap

Para instalar o MKVToolNix no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o MKVToolNix no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale o programa, usando esse comando;

sudo snap install mkvtoolnix-jz

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install mkvtoolnix-jz --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o snap, use:

sudo snap refresh mkvtoolnix-jz

Passo 5. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove mkvtoolnix-jz

O aplicativo snap pode coexistir com os pacotes tradicionais. Se você instalou a versão do MKVToolNix e não conseguiu descobrir qual é o aplicativo deve usar no seu lançador de aplicativos, inicie as ferramentas por meio do comando no terminal:

/snap/bin/mkvtoolnix-jz.gui

Veja também

Quer instalar usando pacotes? Use esse outro tutorial:
Instale a última versão do MKVToolNix no Linux Ubuntu, Debian, Fedora e openSUSE

Fonte

Postado originalmente em30/09/2021 @ 01:33

Adblock test (Why?)

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Se você quer conhecer melhor a sintaxe do ffmpeg criando scripts para ele, conheça e veja como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap.

NGC Gui Test Launch é um aplicativo que ajuda a utilizar o ffmpeg, especificamente para o NGCodec IP.

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via SnapComo instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Ele fornece widgets para alterar as configurações do ffmpeg de uma maneira intuitiva, que ele lê e usa para construir vários scripts de shell que chamam o ffmpeg com as configurações desejadas.

Como os codecs do NGCodec são executados em um FPGA, o aplicativo não é útil, a menos que você tenha acesso a um FPGA com o xclbin necessário e executáveis ffmpeg adequadamente configurados.

O aplicativo, no entanto, construirá os scripts independentemente, portanto, pode ser útil se tudo que você quiser ver for a sintaxe ffmpeg.

Os scripts são armazenados /var/snap/qtencodegui/current/helper_dir/Scripts/ FFmpeg/ Stream/ DASH/, respectivamente.
Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap

Como instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o NGC Gui Test Launch no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtencodegui --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh qtencodegui

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite qtencodegui ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o NGC Gui Test Launch via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove qtencodegui

Postado originalmente em30/09/2021 @ 00:33

Adblock test (Why?)

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Se você gosta de ficar mudando os ícones de seus sistema, conheça a lista dos melhores pacotes de ícones para o desktop Linux.

Para quem gosta de variar o visual do seu sistema, ícones nunca são demais. Para sorte dos usuários de Linux, existem muitas opções desse tipo de recurso. Tanto, que quase que diariamente publico algo sobre isso.

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop LinuxConheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Para esse usuários, mostrarei alguns dos melhores pacotes de ícones para você usar no seu desktop. Esses pacotes vão desde conjuntos de ícones modernos e planos, até um pacote de ícones circular com um toque colorido.

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Confira abaixo a lista dos melhores pacote de ícones para o desktop Linux e depois escolha aquele que é o melhor para você. E no final, veja mais opções de ícones…

Ubo

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Ícones Ubo é um grande conjunto de ícones que foi desenhado com uma caneta esferográfica, e depois digitalizado e colorido no GIMP.

Apesar desses ícones não são glamorosos, e nem tem um acabamento brilhante, mas certamente darão uma aparência única à sua área de trabalho.

Como instalar o Ubo

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Como instalar o conjunto de ícones Ubo no Ubuntu e derivados


Vibrancy Colors

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Vibrancy Color é um corajoso, moderno, bonito e “vibrante” pacote de ícones. Vibrancy é uma mistura de muitos projetos incríveis de temas de ícones livres, resultando em um novo e belo tema de ícones.

Esse conjunto de cores é descrito como “moderno e limpo”. Faz uso de gradientes e sombreamento para mais detalhes e sofisticação e ícones de aplicativos arredondados para milhares de aplicativos

Como instalar o Vibrancy Colors

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Instalando o pacote de ícones Vibrancy Colors no Debian, Ubuntu e derivados


Moka

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Moka é um conjunto de ícones estilizado para o desktop Linux. Eles foram projetados para serem um claros, simples e consistentes. Apesar de ser um tema moderno, Moka não usa ícones vetorizados. Em vez disso, cada ícone foi perfeitamente concebido em sete tamanhos para o melhor resultado em toda a sua área de trabalho.

Os ícones Moka usam uma forma de azulejo arredondado para todos os seus ícones de aplicativos. Não é um tema plano por si só, com uma mistura de ícones simples e claros e desenhos mais intrincados.

Como instalar o Moka

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Como instalar o conjunto de ícones Moka no Ubuntu e derivados


Obsidian

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

Conheça os melhores pacotes de ícones para o desktop Linux

O conjunto de ícones Obisidian baseia-se no tema de ícone Faenza. Ele oferece ícones para painéis, barras de ferramentas e botões e ícones quadrados coloridos para dispositivos, aplicativos, pastas, arquivos e itens de menu, e há duas versões incluídas para atender temas claros ou escuros.

Obsidian possui uma pilha de ícones voltados para aplicativos clássicos, como o Firefox, o GIMP e o LibreOffice, e oferece suporte amplo para aplicativos mais novos, como Vivaldi, Wire e Signal.

Como instalar o Obsidian

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Instalando o conjunto de ícones Obisidian no Ubuntu e derivados


Papirus

Papirus

Papirus

Papirus é um conjunto de ícones para o KDE desktop, que agora também está disponível para outros ambientes de trabalho, como Unity, Gnome, Mate, Cinnamon e outros.

Ele é o pacote de ícones perfeito para a moderna área de trabalho do Linux. Além de ser colorido, inventivo e bem ajustado, o conjunto ainda consegue manter uma coesão. Existem duas variantes deste pacote de ícones com ícones do painel de claros e escuros, e ele tem mais de 1000 ícones para diferentes aplicações.

Como instalar o Papirus

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Instalando o conjunto de ícones Papirus no Ubuntu


Shadow

Shadow

Shadow

Shadow é um conjunto de ícones recém-chegado ao desktop Linux. Seu maior diferencial, é que ele fica muito bonito com todo o tipo de tema. Usando glifos 2D simplistas e uma longa sombra que cai para a esquerda, o tema do ícone Sombra segue a tendência “Material Design” que atualmente é bastante popular.

Além disso, os ícones das aplicações são predominantemente redondos e duotônicos, embora as pastas sejam quadradas e azuis e há uma variedade de tipos de mime de arquivos.

Como instalar o Shadow

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Instalando o conjunto de Ícones Shadow no Ubuntu


Uniform

Uniform

Uniform

Existem muitos temas de ícones disponíveis para Linux, e normalmente, todos os ícones de um pacote têm o mesmo padrão. Mas este não é o caso do conjunto de ícones Uniform. É, eles são assim mesmo, totalmente sem uma forma padrão. Isso os torna únicos e ao mesmo tempo interessantes.

Qual seria então a vantagem desses ícones? Esse “diferencial” na forma deles, ajuda a dar à sua área de trabalho uma sensação informal e despojada.

Como instalar o Uniform

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Instalando o conjunto de ícones Uniform no Ubuntu


Numix

Numix

Numix

Projeto Numix é conhecido por criar temas e ícones de alta qualidade para desktop Linux GTK. E o pacote Numix Icon Packs é um conjunto dos principais pacotes de ícones desse projeto.

Este pacote contem duas variantes de ícone temáticos: Numix Main e Numix circle. Cada variante contém mais de 700 ícones, todos eles estão em desenvolvimento e os criadores liberam uma versão de atualização semanal, com novos ícones, o que significa que você pode sugerir ícones para os criadores.

Como instalar o Numix

Para instalar esse conjunto de ícones, acesse esse tutorial:
Mude o visual: Instale Numix Icon Packs no Ubuntu e derivados


Esses são os melhores?

Não. Esses na verdade não são os melhores conjuntos de ícones para o desktop Linux. Até porque, o conceito de “melhor” depende do gosto de cada.

Por isso, abaixo você verá uma lista de artigos sobre conjuntos de ícones, para escolher qual deles é o melhor, para você (e seu desktop):

  • Mais artigos sobre ícones…
  • Faltou algum pacote de ícones? Coloque nos comentários que publicarei. Obrigado!!

    Postado originalmente em17/08/2021 @ 21:28

    Adblock test (Why?)

    21 de maio de 2022

    Como instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap

    Se você quer executar mecanismos de xadrez e jogar, conheça e veja como instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap.

    SCID vs. PC é um Chess Toolkit Shane’s Chess Information Database é um poderoso Chess Toolkit, com o qual se pode criar enormes bancos de dados, executar mecanismos de xadrez e jogar jogos casuais contra o computador ou online com o Free Internet Chess Server.

    Como instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via SnapComo instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap

    Ele foi originalmente escrito por Shane Hudson, e recebeu forte contribuição de Pascal Georges e outros.

    O Scid vs. PC começou com correções de bugs para os recursos de computador versus jogador do Scid (daí o nome), mas evoluiu para uma alternativa sólida com muitos novos recursos e interfaces. O projeto é de autoria de Stevenaaus e vários colaboradores

    Como instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

    Para instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

    Depois, você pode instalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

    sudo snap install scidvspc-hkvc --beta

    Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

    sudo snap install scidvspc-hkvc --edge

    Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

    sudo snap refresh scidvspc-hkvc

    Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite scidvspc-hkvc ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Como desinstalar

    Para desinstalar o Chess Toolkit scidvspc-hkvc no Linux via Snap, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

    sudo snap remove scidvspc-hkvc

    Postado originalmente em17/02/2022 @ 08:28

    Adblock test (Why?)

    Como instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux

    Se você usa o virtualizador desktop da Oracle e quer estar sempre com as últimas funcionalidades a sua disposição, veja nesse tutorial como instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux.

    VirtualBox é o software de virtualização x86 e AMD64/Intel64 da Oracle. Ele pode ser usado por usuários empresariais e domésticos, e roda como hospedeiro em Windows, Linux, Macintosh e Solaris, suportando um grande número de sistemas operacionais convidados, incluindo mas não limitado ao Windows (NT 4.0, 2000, XP, Server 2003, Vista, Windows 7, Windows 8), DOS/Windows 3.x, Linux (séries 2.4, 2.6 e 3.x), Solaris e OpenSolaris, OS/2 e OpenBSD.

    Como instalar a versão mais recente do VirtualBox no LinuxComo instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux

    Além disso, o programa também é a única solução profissional de alto desempenho que está disponível gratuitamente como software de código aberto sob os termos da GNU General Public License (GPL) versão 2.

    Nesse tutorial, você verá como instalar a versão mais recente do Virtualbox no Linux, pois embora não seja garantido, o procedimento abaixo deverá funcionar na maioria das distribuições Linux.

    Como instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux

    Para instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

    uname -m

    Passo 3. Se você estiver usando um sistema de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página (opção “All distributions”) e baixe a última versão e salve-o com o nome virtualbox.run:

    wget https://download.virtualbox.org/virtualbox/5.2.22/VirtualBox-5.2.22-126460-Linux_x86.run -O virtualbox.run

    Passo 4. Se você estiver usando um sistema de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página (opção “All distributions”) e baixe a última versão e salve-o com o nome virtualbox.run:

    wget https://download.virtualbox.org/virtualbox/6.1.34/VirtualBox-6.1.34-150636-Linux_amd64.run -O virtualbox.run

    Passo 5. Torne o arquivo executável com o comando abaixo;

    chmod +x virtualbox.run

    Passo 6. Inicie a instalação do programa, com o seguinte comando;

    sudo ./virtualbox.run

    Passo 7. Siga os passos do instalador e se necessário, responda as questões feitas por ele, que em pouco tempo o programa estará instalado e pronto para ser usado.
    Passo 8. Se depois você precisar desinstalar programa, use o seguinte comando:

    sudo sh /opt/VirtualBox/uninstall.sh

    Instalando a versão mais recente do VirtualBox no Linux Ubuntu, Debian e derivados

    Para instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux Ubuntu, Debian e derivados e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
    Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do aplicativo, usando o seguinte comando (para Linux Mint, substitua o “$(lsb_release -cs)” no código pelo codinome do lançamento do Ubuntu que ele se baseia, como trusty, precise, raring e etc):

    sudo sh -c 'echo "deb http://download.virtualbox.org/virtualbox/debian $(lsb_release -cs) contrib" >> /etc/apt/sources.list.d/virtualbox.list'

    Passo 3. Agora instale a chave do repositório usando o seguinte comando:

    wget -q https://www.virtualbox.org/download/oracle_vbox_2016.asc -O- | sudo apt-key add -
    wget -q https://www.virtualbox.org/download/oracle_vbox.asc -O- | sudo apt-key add -

    Passo 4. Atualize o Apt digitando o comando:

    sudo apt-get update

    Passo 5. A versão 5.1 conflita com versões anteriores, por isso, se estiver usando uma delas, desinstale-as com esse comando;

    sudo apt remove virtualbox virtualbox-5.0 virtualbox-4.*

    Passo 6. Agora instale o programa com o comando:

    sudo apt-get install virtualbox

    Passo 7. Se depois você precisar desinstalar, use o comando abaixo:

    sudo apt-get remove virtualbox

    Pronto! Agora, após instalar a versão mais recente do VirtualBox no Linux, quando quiser iniciar o programa, digite virtualbox em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Já se a sua distribuição suportar, use um atalho para iniciar o programa. Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivo para executar o programa, apenas clicando em seu ícone, dentro da pasta dele.

    Deixando sua VM VirtualBox mais completa

    Depois de fazer o procedimento de instalação do VirtualBox, se você quiser ver como instalar os Adicionais para Convidado no VirtualBox, assista esse vídeo:

    Postado originalmente em17/08/2021 @ 13:57

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e derivados

    Se você gostava do Corebird e ficou triste com o fim dele, então conheça e veja Como instalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e derivados.

    O cliente Corebird do Twitter para Linux era um dos meus aplicativos de desktop favoritos, então as alterações na API do Twitter efetivamente colocaram o aplicativo fora de ação no ano passado.

    Como instalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e derivadosComo instalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e derivados

    E eis que a alma do Corebird (seu código) vive na forma regenerada do Cawbird, um fork do Corebird com grandes ambições para o futuro.

    “Caw” é o som que um corvo emite (mantendo o tema do ‘tweet’ do pássaro), mas a palavra também soa exatamente como “Core” quando você diz em voz alta. Então Corebird = Cawbird.

    Não há “streaming em tempo real” no Cawbird. Os tweets não aparecem como publicados, ao vivo, automaticamente. Em vez disso, o Cawbird precisa verificar novos tweets a cada dois minutos.

    O aplicativo também é limitado na frequência com que pode atualizar ou buscar outras estatísticas, como seguir/deixar de seguir, exclusão direta de mensagens e tweet não favorável, na inicialização. Portanto, se você costuma manter o aplicativo aberto enquanto trabalha, adquira o hábito de sair e reabri-lo periodicamente.

    E embora a guia “notificações” do Twitter nos aplicativos oficiais informe você sobre novos seguidores, as pessoas gostando do seu tweet e assim por diante o Cawbird não pode: o fluxo de notificações é estritamente apenas para menções.

    Como instalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e seus derivados

    Para instalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
    Passo 2. Se você estiver no Ubuntu 18.04, precisará executar os seguintes comandos em uma nova janela do Terminal para adicionar o repositório Cawbird OBS e sua chave de assinatura ao seu sistema;

    sudo sh -c "echo 'deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/IBBoard:/cawbird/xUbuntu_18.04/ /' > /etc/apt/sources.list.d/home:IBBoard:cawbird.list
    wget -nv https://download.opensuse.org/repositories/home:IBBoard:cawbird/xUbuntu_18.04/Release.key -O Release.key
    sudo apt-key add - < Release.key

    Passo 3. Se você estiver no Ubuntu 19.10, precisará executar os seguintes comandos em uma nova janela do Terminal para adicionar o repositório Cawbird OBS e sua chave de assinatura ao seu sistema;

    sudo sh -c "echo 'deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/IBBoard:/cawbird/xUbuntu_19.10/ /' > /etc/apt/sources.list.d/home:IBBoard:cawbird.list
    wget -nv https://download.opensuse.org/repositories/home:IBBoard:cawbird/xUbuntu_19.10/Release.key -O Release.key
    sudo apt-key add - < Release.key

    Passo 4. Se você estiver no Ubuntu 20.04, precisará executar os seguintes comandos em uma nova janela do Terminal para adicionar o repositório Cawbird OBS e sua chave de assinatura ao seu sistema;

    sudo sh -c "echo 'deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/IBBoard:/cawbird/xUbuntu_20.04/ /' > /etc/apt/sources.list.d/home:IBBoard:cawbird.list
    wget -nv https://download.opensuse.org/repositories/home:IBBoard:cawbird/xUbuntu_20.04/Release.key -O Release.key
    sudo apt-key add - < Release.key

    Passo 5. Se você estiver no Ubuntu 20.10, precisará executar os seguintes comandos em uma nova janela do Terminal para adicionar o repositório Cawbird OBS e sua chave de assinatura ao seu sistema;

    sudo sh -c "echo 'deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/IBBoard:/cawbird/xUbuntu_20.10/ /' > /etc/apt/sources.list.d/home:IBBoard:cawbird.list
    wget -nv https://download.opensuse.org/repositories/home:IBBoard:cawbird/xUbuntu_20.10/Release.key -O Release.key
    sudo apt-key add - < Release.key

    Passo 6. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

    sudo apt-get update

    Passo 7. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install cawbird

    Como instalar o cliente Twitter Cawbird manualmente ou em outras distros

    Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando a página de download do software e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

    Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

    Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite cawbird ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Desinstalando

    Para desinstalar o cliente Twitter Cawbird no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

    sudo apt-get remove cawbird --auto-remove

    Veja também

    Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
    Como instalar o cliente Twitter Cawbird no Linux via Flatpak

    Postado originalmente em17/08/2021 @ 13:26

    Adblock test (Why?)

    Como instalar a ferramenta para desempenho de jogos GameMode no Linux

    Se você curte jogos e quer se divertir no sistema do pinguim, veja como instalar a ferramenta para desempenho de jogos GameMode no Linux.

    Pergunte a alguns usuários do Linux por que eles ainda usam o boot duplo do Windows, provavelmente a resposta seria – “Games!”.

    Como instalar a ferramenta para desempenho de jogos GameMode no LinuxComo instalar a ferramenta para desempenho de jogos GameMode no Linux

    Felizmente, as plataformas de jogos de código aberto, como a plataforma de jogos proprietária da Lutris e a Steam, trouxeram muitos jogos para as plataformas Linux e melhoraram significativamente a experiência de jogos do Linux ao longo dos anos.

    Mas agora, já existe uma ferramenta de software livre relacionada a jogos Linux chamada GameMode, que permite aos usuários melhorar o desempenho dos jogos no Linux.

    O GameMode é uma ferramenta de sistema livre e de código aberto desenvolvida pela Feral Interactive, uma editora líder mundial de games.

    O GameMode é basicamente um combo daemon/lib que permite que os jogos otimizem o desempenho do sistema Linux sob demanda.

    Não pense que o GameMode é um tipo de ferramenta que mata algumas ferramentas famintas por recursos executadas em segundo plano. Ele é diferente.

    O que ele faz, na verdade, é instruir a CPU a executar automaticamente no modo Performance ao jogar e ajudar os usuários do Linux a obter o melhor desempenho possível de seus jogos.

    O GameMode melhora significativamente o desempenho dos jogos, solicitando que um conjunto de otimizações seja temporariamente aplicado ao sistema operacional host durante a execução dos jogos.

    Atualmente, ele possui suporte para otimizações, incluindo o seguinte:

    • Gerenciamento de CPU;
    • Prioridade I/O;
    • Process niceness;
    • Agendador de Kernel (SCHED_ISO);
    • Inibição de protetor de tela;
    • Modo de desempenho de GPU (NVIDIA e AMD), overclocking de GPU (NVIDIA);
    • Scripts personalizados.

    Como instalar a ferramenta para desempenho de jogos GameMode no Linux

    O GameMode está disponível para muitas distribuições do Linux.

    No Arch Linux e suas variantes, você pode instalá-lo a partir do AUR usando qualquer programa auxiliar do AUR, por exemplo, o Yay.

    yay -S gamemode

    No Debian, Ubuntu, Linux Mint e outros sistemas baseados em Deb:

    sudo apt install gamemode

    Se o GameMode não estiver disponível para o seu sistema, você poderá compilá-lo e instalá-lo manualmente a partir da fonte, conforme descrito em sua página do Github.

    Lembre-se que o GameMode depende do meson para compilação e systemd para comunicação interna.

    Tendo tudo isso, basta usar os comandos abaixo para instalar:

    git clone https://github.com/FeralInteractive/gamemode.git
    cd gamemode
    git checkout 1.6.1
    ./bootstrap.sh

    Como ativar o suporte do GameMode

    Aqui está a lista de jogos com a integração do GameMode, por isso não precisamos fazer nenhuma configuração adicional para ativar o suporte do GameMode.

    • Rise of the Tomb Raider;
    • Total War Saga: Thrones of Britannia;
    • Total War: WARHAMMER II;
    • DiRT 4;
    • Total War: Three Kingdoms;

    Com o GameMode Instalado, basta executar esses jogos e o suporte do GameMode será ativado automaticamente.

    Há também uma extensão disponível para integrar o suporte do GameMode com o shell do GNOME. Indica quando o GameMode está ativo no painel superior.

    Para outros jogos, você pode precisar solicitar manualmente o suporte do GameMode como abaixo.

    gamemoderun ./game

    Há um pequeno tutorial em vídeo no YouTube para ativar o suporte do GameMode para os jogos do Lutris. Esse é um bom ponto de partida para quem quer experimentar o GameMode pela primeira vez.

    [embedded content]

    Basta observar os comentários no vídeo para perceber que esse modo de jogo melhorou o desempenho dos jogos no Linux.

    Então, use o GameMode, comece a jogar e Divirta-se!

    Postado originalmente em16/08/2021 @ 20:56

    Adblock test (Why?)

    Como extrair os arquivos tar.xz no Linux sem complicações

    Se você trabalha com arquivos compactados no formato tar XZ, veja como extrair os arquivos tar.xz no Linux sem complicações.

    O xz é um formato de compactação de arquivo único baseado no algoritmo LZMA2. A compactação xz é muito mais lenta, mas sua descompressão é bastante rápida.

    Ele oferece compressão sem perda, implicando que mantém os dados originais sem comprometer sua qualidade. Isso o torna ideal para o envio de aplicativos de software e arquivos de imagem.

    Este pequeno artigo ilustra como você pode proceder para compactar e descompactar arquivos xz no Linux usando a linha de comando.

    Como extrair os arquivos tar.xz no Linux sem complicações

    Como extrair os arquivos tar.xz no Linux sem complicaçõesComo extrair os arquivos tar.xz no Linux sem complicações
    Neste breve guia, você verá pode compactar e extrair arquivos/diretórios tar xz com uma extensão de arquivo .tar.xz no Linux.

    Antes de começarmos a compactar ou descompactar arquivos, primeiro certifique-se de que as ferramentas xz estejam instaladas.

    As novas distribuições Linux vêm com ferramentas xz já instaladas. No entanto, se ferramentas xz estiverem faltando, instale usando os seguintes comandos, de acordo com o sistema:

    No Debian/Ubuntu e derivados

    Para instalar ferramentas xz nas distribuições Ubuntu e Debian, abra um terminal execute o comando abaixo:

    sudo apt instala xz-utils

    No CentOS/RHEL e derivados

    Para as distribuições CentOS/RedHat e derivados, abra um terminal execute o comando abaixo:

    yum install xz

    No Fedora e derivados

    Para sistemas Fedora rodam,abra um terminal execute o comando abaixo:

    dnf install xz

    Como criar um arquivo compactado xz

    Neste exemplo, vamos compactar um diretório contendo alguns arquivos:

    tar -cjcf data.tar.xz data/

    Você pode confirmar a criação de um arquivo .tar.xz usando o comando ls.

    Como extrair os arquivos tar.xz

    Para descompactar o tarz xz que acabamos de criar, execute o comando abaixo:

    tar -xvf data.tar.xz

    Pronto! Agora você já pode criar e extrair arquivos tar.xz quando precisar.

    Postado originalmente em16/08/2021 @ 20:26

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak

    Se você curte o game Heroes of Might and Magic II, conheça e veja como instalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak.

    Heroes of Might and Magic II: The Succeession Wars é um jogo de Estratégia por turnos desenvolvido pela New World Computing e publicado em 1996 pela 3DO Company.

    fheroes2 é uma recriação do motor de jogo Heroes of Might and Magic II.

    Como instalar o jogo Fheroes2 no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak
    Este projeto multiplataforma de código aberto, escrito do zero, foi projetado para reproduzir o jogo original com melhorias significativas na jogabilidade, gráficos e lógica (incluindo suporte para gráficos de alta resolução, IA aprimorada, várias correções e melhorias na interface do usuário), dando nova vida ao uma das estratégias baseadas em turnos mais viciantes.

    Como instalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak

    Para instalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

    Depois, você pode instalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

    flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.github.ihhub.Fheroes2.flatpakref

    Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

    flatpak --user update io.github.ihhub.Fheroes2

    Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.github.ihhub.Fheroes2 em um terminal.

    Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite fheroes2 ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Como desinstalar

    Depois, se for necessário, para desinstalar o jogo Fheroes2 no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

    flatpak --user uninstall io.github.ihhub.Fheroes2

    Ou

    flatpak uninstall io.github.ihhub.Fheroes2

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o jogo nInvaders e se divertir no terminal

    Se você gosta de jogos antigos e simples, tem de conhecer e descobrir como instalar o jogo nInvaders, e se divertir no terminal.

    nInvaders é uma versão terminal do popular e divertido jogo Space invaders.

    Como instalar o jogo nInvaders e se divertir no terminalComo instalar o jogo nInvaders e se divertir no terminal

    Nele, os jogadores têm que defender a Terra dos invasores espaciais, controlando navios de guerra na parte inferior da tela (Terra). O objetivo principal do jogo é destruir ondas de naves com uma espaçonave humana para ganhar o maior número de pontos possível.

    Para quem não conhece, Space Invaders é um jogo de videogame de arcade desenhado por Tomohiro Nishikado e que foi lançado em 1978. Ele foi um dos primeiros jogos de tiro com gráfico bidimensional.

    Essa game foi originalmente construído pela Taito Corporation e um tempo depois foi licenciado para produção nos Estados Unidos pela Midway Games.
    Para construir o jogo, Nishikado se inspirou na mídia popular, como Guerra dos Mundos e Star Wars.

    Como instalar o jogo nInvaders e se divertir no terminal

    Para instalar o jogo nInvaders no Linux, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Para instalar o jogo nInvaders no Debian, Ubuntu e derivados, use esse comando;

    sudo apt-get install ninvaders

    Passo 3. Para instalar o jogo nInvaders no Fedora, RHEL, CentOS e derivados, use esse comando;

    sudo yum install ninvaders

    ou

    sudo dnf install ninvaders

    Passo 4. Para instalar o jogo nInvaders no OpenSuse e derivados, use esse comando;

    sudo zypper install ninvaders

    Usando o nInvaders

    Agora que o jogo já está instalado, quando quiser iniciá-lo, digite ninvaders em um terminal, e tecle enter.

    Use a tecla de espaço para iniciar o jogo e atirar, e as setas direita e esquerda para se movimentar para escapar dos inimigos e acertá-los.

    Assim como no Space Invaders, em nInvaders, o jogador controla os movimentos da arma “Laser Base”, um canhão laser que se movimento na parte inferior da tela.

    Da parte superior marcham em direção ao canhão aliens organizados em linhas.

    O objetivo do jogador é evitar que os aliens atinjam a parte inferior da tela, para essa tarefa o canhão possui munição infinita para atirar.

    Ao acertar e destruir um número grande aliens os restantes começam a marchar mais rapidamente em direção ao jogador.

    Quando o jogador elimina todos os aliens uma nova formação é montada agora iniciando uma linha abaixo da formação anterior.

    Ocasionalmente, uma nave surge voando na parte superior da tela e dá ao jogador pontos extras quando atingida.

    Postado originalmente em19/08/2021 @ 19:29

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e derivados

    Se você precisa de um bom player multimídia para Linux, conheça e veja como instalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e derivados.

    O Guayadeque é um reprodutor de áudio de fonte aberta gratuito e muito poderoso, escrito na linguagem de programação C++ e faz uso do kit de ferramentas wxWidgets e gstreamer.

    Como instalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e derivadosComo instalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e derivados

    Este reprodutor de áudio integra-se com Last.FM, Jamendo, Magnatune (busca de música), Shoutcast (rádio de Internet). E ele permite que você adicione suas próprias estações de rádio, baixe letras, trabalhe com podcasts.

    Ele também suporta listas de reprodução inteligentes, cobrem downloads, CUE, “amigável” com dispositivos externos (iPod, mpris2, SoundMenu, armazenamento em massa USB, trueaudio, WavPack).

    Guayadeque tem um equalizador embutido, conversor de áudio e permite controlar a coleção de áudio que permite que você preencha e editar metadados, playlists de importação/exportação, pistas de tipo em diferentes formatos e muitos outros recursos e capacidades.

    O player possui uma interface simples e fácil, quando seu trabalho consome uma quantidade insignificante de RAM e, para salvar os dados, ele usa seu próprio banco de dados.

    É um player multimídia para Linux com todas as funções que podem gerenciar facilmente grandes coleções e usa a estrutura de mídia do Gstreamer.

    Como instalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e seus derivados

    Para instalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
    Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

    sudo add-apt-repository ppa:anonbeat/guayadeque

    Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

    sudo apt-get update

    Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install guayadeque

    Como instalar o reprodutor de áudio Guayadeque manualmente ou em outras distros

    Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando o repositório do programa e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

    Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

    Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite guayadeque ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Desinstalando

    Para desinstalar o reprodutor de áudio Guayadeque no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

    sudo add-apt-repository ppa:anonbeat/guayadeque -r -y
    sudo apt-get remove guayadeque* --auto-remove

    Postado originalmente em19/08/2021 @ 18:58

    Adblock test (Why?)

    Alternativa ao Notepad++ para Linux? Instale e use o Notepadqq

    Se você procura uma alternativa completamente idêntica ao Notepad++ para Linux, experimente instalar o Notepadqq.

    Notepad++ é um editor de código fonte e também um ótimo substituto do tradicional bloco de notas do Windows. Infelizmente, ainda não existe uma versão nativa do Notepad++ para Linux.

    Notepad++ para Linux? instale e use o NotepadqqNotepad++ para Linux? instale e use o Notepadqq

    E mesmo existindo uma abundância de editores de texto que podem ser usados como alternativa ao Notepad++ no Linux (como o SciTE), se você estiver acostumado com a versão Windows do aplicativo, você desejará ter o mesmo conjunto de recursos em todas as plataformas.

    E é aí que entra o Notepadqq, um programa que possui um visual igual ao do Notepad++ e quase as mesmas características.

    Ele é praticamente uma alternativa ao Notepad++ para Linux e um editor de texto para o desktop deste sistema.

    Notepadqq é um software livre escrito em C++, que utiliza Qt5, regido pela licença GPL e suporta várias linguagens de programação.

    O programa ajuda os desenvolvedores, fornecendo tudo o que você pode esperar de um editor de texto de uso geral, como destaque de sintaxe para mais de 100 idiomas diferentes, dobramento de código, esquemas de cores, monitoramento de arquivos, seleção múltipla e muito mais.

    Nele você pode pesquisar o texto usando o poder das expressões regulares. Você pode organizar documentos lado a lado. Você também pode usar destaque de sintaxe em tempo real para encontrar identificadores próximos.

    Notepadqq foi projetado de tal forma que pode ajudar os desenvolvedores de aplicativos a serem mais produtivos, fornecendo-lhes tudo o que esperam de um propósito geral, editor de texto do programador.

    Por exemplo, ele permite que você pesquise rapidamente texto usando expressões regulares, encontre identificadores próximos usando realce em tempo real e organize documentos lado a lado.

    Notepadqq foi recentemente transferido para o formato binário universal Snappy da Canonical e agora pode ser instalado como um pacote Snap em sistemas operacionais suportados como o Ubuntu, Arch Linux, OpenSuSE, Solus, Fedora, Debian e muitos outros.

    A vantagem? Você sempre receberá a versão mais recente do Notepadqq assim que for lançada, então você não precisará esperar dias ou semanas para uma nova versão para aterrar nos repositórios de software do seu sistema operacional favorito.

    Além disso, os pacotes Snap são seguros por design sendo implementado como contêineres.

    Como instalar a versão mais recente do Notepadqq no Linux

    Para instalar a versão mais recente do Notepadqq no Linux, use um dos procedimentos abaixo.


    A NET tem os melhores descontos em TV por assinatura, internet e combo. Fale com um especialista e confira as promoções disponíveis para você!


    Como instalar a versão mais recente do Notepadqq no Linux em distros que suportam Snap

    Para instalar o Notepadqq no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

    Depois, você pode instalar o Notepadqq no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Instale o programa, usando esse comando:

    sudo snap install notepadqq

    Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

    sudo snap refresh notepadqq

    Passo 4. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

    sudo snap remove notepadqq

    Passo 5. Para permitir que o programa acesse dispositivos, execute os comandos abaixo;

    sudo snap connect notepad-plus-plus:process-control
    sudo snap connect notepad-plus-plus:removable-media
    sudo snap connect notepad-plus-plus:hardware-observe
    sudo snap connect notepad-plus-plus:cups-control

    Como instalar o Notepadqq no Ubuntu e ter um Notepad++ para Linux

    Para instalar o Notepadqq no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
    Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

    sudo add-apt-repository ppa:notepadqq-team/notepadqq

    Passo 3. Atualize o APT com o comando:

    sudo apt-get update

    Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install notepadqq

    Passo 5. Se quiser instalar a versão com suporte a GTK, use o comando abaixo;

    sudo apt-get install notepadqq-gtk

    Passo 6. Depois, se precisar, desinstale o programa com estes comandos:

    sudo add-apt-repository ppa:notepadqq-team/notepadqq -r -y
    sudo apt-get remove notepadqq* --auto-remove

    Como instalar o Notepadqq manualmente em distro com suporte a pacotes DEB

    Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse endereço e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

    Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

    Instalando o Notepadqq em outras distribuições Linux

    Além de pacotes do Notepadqq para Debian, Ubuntu e derivados, também existem pacotes para o Arch Linux e para outras distros, você pode obter o código-fonte do programa, acessando esse endereço.

    Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite notepadqq ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Conheça melhor o Notepadqq, o Notepad++ para Linux

    Não gostou desse editor?

    Conheça algumas boas opções de editores de código para Linux
    Como instalar o editor Atom no Ubuntu, Linux Mint e derivados
    Editor de código para web: instale o Brackets no Ubuntu
    Como instalar o Visual Studio Code no Linux manualmente e via Snap
    Como instalar o editor Sublime Text no Ubuntu, Mint, Debian e derivados
    Instale o processador de texto UberWriter no Ubuntu

    Postado originalmente em19/08/2021 @ 07:26

    Adblock test (Why?)

    20 de maio de 2022

    Bate papo no terminal – instale o WeeChat no Ubuntu

    Procurando um cliente de chat leve e que suporte plugins? Então instale o WeeChat no Ubuntu e tenha bate papo no terminal com esse incrível programa.

    WeeChat é um cliente de chat de código aberto (GPL v3), multiplataforma, rápido, leve e extensível, e que possui interface de usuário apenas em modo texto.

    Bate papo no terminal - instale o WeeChat no UbuntuBate papo no terminal – instale o WeeChat no Ubuntu

    Apesar disso, ele tem suporte para scripts e plugins que podem ser carregados na inicialização ou dinamicamente, além de suporte para IRC.

    O WeeChat também permite várias conexões de vários servidores, tem suporte para UTF-8 e pode usar múltiplos conjuntos de caracteres de codificação e decodificação de mensagens.

    Ele foi projetado para ser leve e extensível, possuindo um núcleo leve com plugins opcionais. Nele, plugins e scripts podem ser carregados e descarregados dinamicamente a qualquer momento.

    Como instalar o WeeChat no Ubuntu e seus derivados

    WeeChat está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install weechat.

    Mas se a sua versão não disponibiliza ele ou você quer a versão mais recente, para instalar o programa no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
    Passo 2. No Ubuntu 15.10 ou versões anteriores, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

    sudo add-apt-repository ppa:nesthib/weechat-stable

    Passo 3. Se você usa o Ubuntu 16.04, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

    sudo add-apt-repository ppa:vincent-c/ppa

    Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

    sudo apt-get update

    Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install weechat

    Como instalar o WeeChat manualmente ou em outras distros

    Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse endereço (Ubuntu 15.10 ou inferior) ou nesse outro endereço (Ubuntu 16.04 ou superio) e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

    Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

    Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite weechat no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

    Para ajuda dentro do programa, digite “/help” (sem as aspas) e tecle enter.

    Desinstalando o WeeChat no Ubuntu e derivados

    Para desinstalar o WeeChat no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

    sudo add-apt-repository ppa:nesthib/weechat-stable --remove
    sudo add-apt-repository ppa:vincent-c/ppa -r -y
    sudo apt-get remove weechat --auto-remove

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 22:55

    Adblock test (Why?)

    Slack no terminal? Instale o slack-term no Linux via Snap

    Se você quer usar o Slack no terminal para se comunicar sem sair da linha de comando, conheça e veja como instalar o slack-term no Linux via Snap.

    Slak é uma ferramenta popular de colaboração em equipe baseada em nuvem, um novo tipo de mensagem para equipes, colocando toda a sua comunicação em um só lugar.

    Slack no terminal? Instale o slack-term no Linux via SnapSlack no terminal? Instale o slack-term no Linux via Snap

    Resumindo, Slack é uma plataforma de comunicação para equipes, que fornece salas de chat persistentes organizadas por tema, grupos privados e mensagens diretas, tudo pesquisável através de uma caixa de busca.

    É basicamente uma plataforma tudo-em-um que oferece mensagens, planejamento, calendário, orçamento, revisão de código e muitas outras ferramentas.

    Com a promessa de tornar sua vida profissional mais simples, mais produtiva e agradável, o Slack é usado por numerosas organizações e empresas para aumentar a produtividade de seus funcionários.

    Ele já possui um cliente para Linux, mas para quem não quer sair do terminal, o slack-term pode ser um bom substituto.

    Como instalar o slack-term no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

    Para instalar o slack-term no via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

    Depois, você pode instalar o slack-term via Snap, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

    sudo snap install slack-term

    Passo 3. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

    sudo snap install slack-term --beta

    Passo 4. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

    sudo snap install slack-term --edge

    Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

    sudo snap refresh slack-term

    Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite slack-term ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Obtenha um token slack em https://api.slack.com/docs/oauth-test-tokens
    Crie $HOME/snap/slack-term/current/slack-term.json
    Conteúdos detalhados em https://github.com/erroneousboat/slack-term
    slack-term –config $HOME/snap/slack-term/current/slack-term.json

    Como desinstalar

    Para desinstalar o slack-term no via Snap, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

    sudo snap remove slack-term

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 21:26

    Adblock test (Why?)

    Como remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurança

    Se você já atualizou o kernel do Linux, certamente está com alguns arquivos ocupando espaço no disco do seu PC. Para resolver, veja como remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurança.

    Entre uma atualização ou outra, kernels do Linux podem consumir uma quantidade considerável de espaço em disco.

    Como remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurançaComo remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurança

    Isso porque quando ocorre uma atualização do kernel (ou você atualiza ele usando nossa série “Atualizando o Kernel do Ubuntu”), por uma questão de segurança e possíveis problemas de compatibilidade, o sistema não apaga as instalações anteriores.

    O Apt até tenta remover pacotes desnecessários (incluindo kernels Linux antigos), através do comando “sudo apt-get autoremove”, mas nem sempre consegue remover todos eles.

    Até existem vários comandos externo, para fazer a remoção em massa de kernels Linux antigos, porḿe, a maioria deles são complicados, e difíceis de lembrar, além de alguns não serem considerados seguros.

    Então, qual é a forma mais segura de massa purga kernels Linux antigos no Ubuntu? A resposta é o comando “purge-old-kernels”.

    A página de ajuda do purge-old-kernels afirma que o comando não irá remover o kernel atualmente em execução.

    Além disso, por padrão, ele irá manter, pelo menos, dois kernels. Mas você pode substituí-lo utilizando o parâmetro “–keep” (como por exemplo, “–keep 1” para manter apenas um kernel Linux).

    Nessa dica, você verá com fazer essa remoção e recuperar mais espaço no disco do seu PC, usando esse comandos e suas opções.

    Como remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurança

    No Ubuntu 16.04 e mais recente, o comando purge-old-kernels é parte do pacote Byobu. Para versões mais antigas do Ubuntu, ele está disponível com o pacote bikeshed.

    Por isso, para instalar os pacotes e remover kernels antigos no Ubuntu ou Linux Mint com segurança, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Verifique a versão do seu sistema usando o seguinte comando;

    lsb_release -cs
    lsb_release -rs

    Passo 3. Se seu sistema é um Ubuntu 16.04 ou mais recente, Linux Mint 18 e derivados,instale o pacote com esse comando:

    sudo apt install byobu

    Passo 4. Para as versões do Ubuntu anteriores 16.04, Linux Mint 17.x e derivados, use este comando;

    sudo apt install bikeshed

    Uma vez instalado, você pode remover os kernels Linux antigos no Ubuntu (ou Linux Mint) em desktops ou servidores, usando o seguinte comando;

    sudo purge-old-kernels

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 20:58

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak

    Se você quer rodar jogos do Nintendo Switch no PC, conheça e veja como instalar o Emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak.

    yuzu é um emulador experimental de código aberto para o Nintendo Switch dos criadores do Citra. Ele é escrito em C++ com portabilidade em mente, com compilações mantidas ativamente para Windows e Linux.

    Como instalar o emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak

    Como instalar o emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak

    O yuzu emula apenas um subconjunto do hardware do Switch e, portanto, a maioria dos jogos comerciais não roda a toda velocidade ou não é totalmente funcional.

    Como instalar o emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak

    Para instalar o emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

    Depois, você pode instalar o emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

    flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.yuzu_emu.yuzu.flatpakref

    Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

    flatpak --user update org.yuzu_emu.yuzu

    Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.yuzu_emu.yuzu em um terminal.

    Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite yuzu ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Como desinstalar

    Depois, se for necessário, para desinstalar o emulador de Nintendo Switch yuzu via Flatpak, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

    flatpak --user uninstall org.yuzu_emu.yuzu

    Ou

    flatpak uninstall org.yuzu_emu.yuzu

    Veja também

    Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
    Como instalar o Emulador de Nintendo Switch yuzu no Linux via Snap

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 19:26

    Adblock test (Why?)

    Instalando o FreeCAD no Ubuntu, Linux Mint e derivados

    Precisando de uma ferramenta CAD poderosa, que utiliza a modelagem paramétrica? Então veja como instalar o FreeCAD no Ubuntu e derivados.

    FreeCAD é um modelador 3D paramétrico de propósito geral baseada em recursos para CAD, MCAD, CAx, CAE e PLM.

    Instalando o FreeCAD no UbuntuInstalando o FreeCAD no Ubuntu, Linux Mint e derivados

    FreeCAD é baseado no OpenCasCade, um kernel de geometria poderoso. Ele lê e escreve em diversos formatos de arquivo aberto como STEP, IGES, STL, SVG, DXF, OBJ, IFC, DAE e alguns formatos proprietários como DXF e DWG.

    Para mais detalhes sobre esse aspecto, leia a lista completa dos formatos compatíveis.

    Além disso, sua interface é construída com Qt FreeCAD, ou seja, ele funciona exatamente da mesma maneira em plataformas Windows, Mac OS X e Linux.

    A modelagem paramétrica permite que você modifique facilmente seu projeto, voltando atrás no histórico do seu modelo e mudando seus parâmetros.

    O programa é voltado diretamente para engenharia mecânica e design de produto, mas que também se encaixa em uma ampla gama de usos em engenharia, tais como arquitetura ou outras especialidades de engenharia.

    FreeCAD é 100% Open Source e extremamente modular, permitindo inúmeras possibilidades de personalização e de programação de extensões.

    Como instalar o FreeCAD no Ubuntu e seus derivados

    Para instalar o FreeCAD no Ubuntu, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
    Passo 2. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install freecad

    Passo 3. Se você deseja instalar versão mais recente execute os seguintes comandos, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

    sudo add-apt-repository ppa:freecad-maintainers/freecad-stable

    Passo 4. Depois, atualize o APT com o comando:

    sudo apt-get update

    Passo 5. Finalmente, use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install freecad

    Como instalar o FreeCAD manualmente ou em outras distros

    Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessado a página de download do repositório ou a página de download do software no sourceforge, e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

    Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

    Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digitando freecad no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB)

    Desinstalando

    Para desinstalar o FreeCAD no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

    sudo add-apt-repository ppa:freecad-maintainers/freecad-stable -r -y
    sudo apt-get remove freecad --auto-remove

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 18:58

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging no Linux via Flatpak

    Se você quer executar programas e jogos do MS DOS no sistema do Pinguim, conheça e veja como instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging no Linux via Flatpak.

    O DOSBoxpp Staging é um emulador de DOS/x86 completo (independente da arquitetura do host) baseado no DOSBox com foco na facilidade de uso, e capaz de executar programas DOS que requerem modo real ou protegido.

    Como instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging no Linux via FlatpakComo instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging no Linux via Flatpak

    Essa é uma compilação não oficial do dosbox-staging a partir da fonte upstream presetes em https://github.com/dosbox-staging/dosbox-staging.

    O dosbox-staging é uma tentativa de revitalizar o processo de desenvolvimento do DOSBox. Não é uma reescrita, mas uma continuação e aprimoramento na base de código DOSBox existente, enquanto utiliza ferramentas e práticas de desenvolvimento modernas.

    O DOSBoxpp Staging Possui:

    • Um console integrado semelhante ao DOS
    • Emulação de várias variantes de PC: (IBM PC, IBM PCjr, Tandy 1000) e CPUs (286, 386, 486 e Pentium I)
    • Chipsets gráficos: Hercules, CGA, EGA, VGA e SVGA
    • Soluções de áudio: alto-falante para PC, sistema de som Tandy, fonte de som Disney, série Sound Blaster e Gravis UltraSound
    • CDROM e CD de áudio digital com áudio opcionalmente codificado como FLAC, Opus, OGG/Vorbis, MP3 ou WAV
    • Emulação de joystick funcionando com controles de jogos modernos
    • Emulação de porta serial incluindo IPX sobre UDP e Telnet sobre TCP/IP
    • Saída de vídeo acelerada por hardware, incluindo escala inteira (pixel perfeito), escala bilinear nítida, sombreadores OpenGL e muito mais
    • O DOSBox Staging é altamente configurável e suficientemente otimizado para rodar qualquer jogo DOS em um computador moderno.

    Como instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging no Linux via Flatpak

    Para instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

    Depois, você pode instalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging via Flatpak, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

    flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.github.dosbox-staging.flatpakref

    Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

    flatpak --user update io.github.dosbox-staging

    Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.github.dosbox-staging em um terminal.

    Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite dosbox-staging ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Como desinstalar

    Para desinstalar o emulador de DOS/x86 DOSBox Staging no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

    flatpak --user uninstall io.github.dosbox-staging

    Ou

    flatpak uninstall io.github.dosbox-staging

    Veja também

    Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
    Como instalar o emulador DOSBox Staging no Linux via Snap
    Como instalar o DBGL DOSBox Game Launcher no Ubuntu e derivados

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 18:26

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados

    Se você procura um gerenciador de janelas peso pena, conheça e veja como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados.

    Disponível para sistemas Linux e BSD, o i3 é um gerenciador de janelas lado a lado de código aberto (licença BSD), completamente escrito a partir do zero. Apesar do ambiente ser direcionado principalmente para usuários avançados e desenvolvedores, isso não impede que qualquer um possa usar.

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivadosComo instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados

    Esse ambiente é uma excelente opção para quem gosta de minimalismo e precisa poupar recursos, pois além de leve, ele também é muito simples de configurar, já que suas configurações são definidas em texto simples.

    Ele suporta vários monitores, e cada área de trabalho fica em um monitor automaticamente. Além disso, ele é acessível tanto através de teclas de atalho, como por meio do mouse.

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados

    Como instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e seus derivados

    Para instalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal (pressionando as teclas CTRL + ALT + T);
    Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando;

    echo "deb http://debian.sur5r.net/i3/ $(lsb_release -c -s) universe" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/i3.list

    Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando;

    sudo apt-get update

    Passo 4. Instale a chave do repositório com o comando abaixo;

    sudo apt-get --allow-unauthenticated install sur5r-keyring

    Passo 5. Novamente, atualize o gerenciador de pacotes com o comando;

    sudo apt-get update

    Passo 6. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

    sudo apt-get install i3

    Como instalar o ambiente i3 manualmente ou em outras distros

    Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

    Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

    Saia da sessão atual e quando aparecer a tela de login, escolha o i3. Entre com seu usuário e senha e depois comece a experimentar o ambiente.

    Para mais detalhes sobre o uso do i3, consulte o documento Guia do Usuário

    Desinstalando o ambiente

    Para desinstalar o ambiente i3 no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

    sudo apt-get remove i3 --auto-remove

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 12:26

    Adblock test (Why?)

    Ventoy ganhou uma interface gráfica no navegador

    Se o problema era o uso de comandos no Terminal, isso já está resolvido, porque agora o Ventoy ganhou uma interface gráfica no navegador.

    Os métodos de instalação ou teste de sistemas operacionais e de onde fazer isso mudam com o tempo. No início foram usados ​​disquetes, depois foi CD/DVD, sendo o Knoppix o primeiro a lançar um Live CD, e hoje muitos de nós usamos um pendrive, principalmente usuários de Linux.

    A única coisa ruim sobre esta opção é que toda vez que queremos testar ou instalar um sistema operacional temos que “fazer o flash” da unidade, a menos que ferramentas como Ventoy sejam usadas, o que nos permitem colocar vários ISOs no mesmo USB.

    Embora muitos softwares tenham uma interface de usuário, muitos outros softwares funcionam a partir do terminal, que pode retroceder porque o trabalho é maior e porque digitar algo incorretamente pode fazer com que tudo dê errado ou simplesmente não funcione.

    Felizmente, isso é algo que mudou há um tempo, pois Ventoy já está disponível com uma interface gráfica… no navegador.

    Ventoy ganhou uma interface gráfica no navegador

    Ventoy ganhou uma interface gráfica no navegadorVentoy ganhou uma interface gráfica no navegador
    Como lemos nesta página de informações, agora podemos usar uma interface gráfica modelada em Windows no Linux, mas faremos isso a partir do navegador. O que não muda é a forma de instalar o software.

    Depois que Ventoy é instalado em nosso computador, a página de informações diz para executar sudo sh VentoyWeb.sh, mas isso me dá um erro e eu tenho que escrever sudo ventoyweb para ver o que acontece no terminal.

    Ventoy ganhou uma interface gráfica no navegadorVentoy ganhou uma interface gráfica no navegador
    Embora o texto esteja em inglês, o que fazer a seguir é fácil de adivinhar: abrimos o link que ele nos fornece, que no caso acima é http://127.0.0.1:24680. Tudo será feito em nossa equipe; o navegador é usado apenas para a interface gráfica.

    Uma vez aqui, a primeira coisa que se pode fazer é colocá-lo em português, clicando no item “Languages”. Em seguida, deve clicar em “Instalar” e aceitar a dupla mensagem que nos avisa que tudo vai ser apagado.

    A instalação em um computador muito limitado como o meu não dura 10s. Para sair, no terminal pressionamos Ctrl + C para interromper o processo.

    Ah, e caso você não saiba, para instalar o ISO basta arrastá-los para o drive USB.

    Por fim, fazer o que Ventoy faz não é fácil. Permite-nos colocar várias ISOs e arrancar a partir delas, entre as quais se inclui o Windows, por isso é compreensível que existam bugs.

    Meses atrás era assim com esta ferramenta, mas eles já resolveram a maioria deles, então, além do fato de haver uma interface de usuário, não temos mais desculpa para não usá-la no Linux. Ubuntu, Manjaro, Fedora, Windows… Tudo em um USB.

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 09:28

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o cliente SQL Falcon no Linux via AppImage

    Se você precisa acessar bancos de dados SQL com facilidade, conheça e veja como instalar o cliente SQL Falcon no Linux via AppImage.

    Falcon é um editor de SQL gratuito e de código aberto com visualização de dados em linha.

    Como instalar o cliente SQL Falcon no Linux via AppImageComo instalar o cliente SQL Falcon no Linux via AppImage

    Atualmente, ele oferece suporte para conexão com RedShift, MySQL, PostgreSQL, IBM DB2, Impala, MS SQL, Oracle, SQLite e mais (para conexão com Oracle, consulte aqui as instruções para instalar o Oracle Instant Client gratuito necessário).

    Se você quiser ler mais sobre como conectar o Falcon ao seu data warehouse, help.plot.ly é gratuito e está disponível online.

    E, abaixo, você verá como instalar o cliente SQL Falcon no Linux via arquivo AppImage.

    Como instalar o cliente SQL Falcon no Linux via arquivo AppImage

    Para instalar o cliente SQL Falcon no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

    uname -m

    Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome falcon.appimage:

    wget https://github.com/plotly/falcon/releases/download/v3.0.3/falcon-sql-client-3.0.3-x86_64.AppImage -O falcon.appimage

    Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

    chmod a+x falcon.appimage

    Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

    sudo ./falcon.appimage --install

    Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

    Pronto! Agora, após instalar o cliente SQL Falcon no Linux, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite falcon ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Integrando os aplicativos AppImage no sistema

    Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
    Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

    Postado originalmente em18/08/2021 @ 08:28

    Adblock test (Why?)

    19 de maio de 2022

    Como instalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak

    Se você quer ouvir músicas através da rede social VK, conheça e veja como instalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak.

    VK é a maior rede social da Rússia e diz ter como missão, conectar pessoas, serviços e empresas, criando ferramentas de comunicação simples e convenientes.

    Como instalar o reprodutor Meridius no Linux via FlatpakComo instalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak
    Já o Meridius é um player de música para vk.com. Ele é um aplicativo totalmente gratuito para ouvir música no VK.

    O Meridius oferece uma ampla gama de funcionalidades semelhantes à funcionalidade da rede social.

    Sem truques – Meridius é totalmente gratuito e sem publicidade e qualquer finalidade comercial! Meridius foi feito pelo mesmo amante da música que você.

    Como instalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak

    Para instalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

    Depois, você pode instalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

    flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.github.purplehorrorrus.Meridius.flatpakref

    Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

    flatpak --user update io.github.purplehorrorrus.Meridius

    Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.github.purplehorrorrus.Meridius em um terminal.

    Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite meridius ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Como desinstalar

    Depois, se for necessário, para desinstalar o reprodutor Meridius no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

    flatpak --user uninstall io.github.purplehorrorrus.Meridius

    Ou

    flatpak uninstall io.github.purplehorrorrus.Meridius

    Adblock test (Why?)

    Como instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via Snap

    Se você quer ter mais controle e opções na hora de baixar arquivos, conheça e veja como instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via Snap.

    Persepolis é um gerenciador de download e uma interface gráfica para Aria2.

    Como instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via SnapComo instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via Snap

    Escrito em Python, o Persepolis é uma amostra de software de código aberto e gratuito. É desenvolvido para distribuições GNU/Linux, BSDs, MacOS e Microsoft Windows.

    Persepolis suporta download multi-segmento, agendamento de downloads, fila de download, busca e download de vídeo do Youtube, Vimeo, DailyMotion, etc. e muito mais!

    as atenção: Se você não tiver appindicators em sua distro, é melhor desabilitar a opção “ocultar as janelas principais se o botão Fechar for clicado” no menu Editar-> Preferências de Persépolis.

    Como instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

    Para instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

    Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

    Depois, você pode instalar o gerenciador de download Persepolis no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

    sudo snap install persepolis

    Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

    sudo snap install persepolis --edge

    Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

    sudo snap refresh persepolis

    Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite persepolis ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

    Como desinstalar

    Para desinstalar o gerenciador de download Persepolis via Snap, faça o seguinte:

    Passo 1. Abra um terminal;
    Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

    sudo snap remove persepolis

    Postado originalmente em17/08/2021 @ 22:55

    Adblock test (Why?)

    Planeta Ubuntu Brasil

    O Planeta Ubuntu Brasil é um agregador de blog's dos usuários da distribuição Ubuntu Linux no Brasil. Para ter seu blog agregado, leia as nossas regras.


    Última atualização:
    26 de maio de 2022, 23:52
    Horário UTC

    Planet ATOM
    RSS10 RSS20
    OPML FOAF

    Blogs inscritos


    © 2011 Ubuntu Brasil. Ubuntu, o logotipo Ubuntu e Canonical são marcas registradas de Canonical Ltd.
    Os comentários dos blogs agregados nesta página representam a opinião de seu autor.