22 de abril de 2019

Como instalar o SMPlayer no Ubuntu e derivados

, o popular reprodutor , vive recebendo atualizações. Se você quer usar a última versão, veja como instalar o no Ubuntu e derivados.

SMPlayer é um reprodutor livre para Windows e Linux com embutidos, que praticamente todos formatos de áudio e vídeo conhecidos, precisar de codec externo.

Como instalar o SMPlayer no Ubuntu e derivadosComo instalar o SMPlayer no Ubuntu e derivados

Sim. Basta instalar o SMPlayer e você será capaz de reproduzir todos os formatos sem o aborrecimento de procurar e instalar pacotes de codecs.

O programa é baseado em Qt e vem com um monte de recursos, suporte para legendas e redimensionamento de vídeo.

O SMPlayer é uma interface gráfica (GUI) para o premiado MPlayer. Mas além de fornecer acesso às opções mais comuns e úteis do MPlayer, ele adiciona outras funcionalidades interessantes como a possibilidade de reproduzir vídeos do YouTube ou baixar legendas.

Uma das características mais interessantes do programa é que ele se lembra das configurações de todos os arquivos que você reproduz.

Assim, se você começa a ver um filme mas tem que sair, não se preocupe, quando você abrir aquele filme novamente ele continuará do mesmo ponto que você o deixou, e com as mesmas configurações: faixa de áudio, legendas, volume e etc.

Novidades da mais recente versão do SMPlayer

SMPlayer media player 18.6 foi lançado e traz aprimoramentos e algumas correções de bugs.

Destaques da versão do SMPlayer 18.6:

  • Atualizada a biblioteca usada pelo servidor da web para o recurso chromecast;
  • Adicionado opção para escolher o tipo de janela da lista de reprodução: encaixável (como antes) ou apenas uma janela normal;
  • Corrigido o erro dos atalhos de teclado usados para reproduzir próximo/anterior que causava um cursor de mouse “ocupado” no Windows 10.

Para saber mais detalhes sobre a última versão do SMPlayer, clique nesse link.

Como instalar o SMPlayer no Ubuntu e seus derivados

SMPlayer está disponível nos repositórios oficiais das versões mais recentes do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou através do comando sudo apt-get install smplayer smplayer-skins smplayer-themes.

Mas nem sempre essa fonte entrega a versão mais recente.

Por isso, para ter a última versão desse programa no Ubuntu, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Se não estiver aberto, execute um terminal usando pressionando as teclas CTRL+ALT+T;
Passo 2. Adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:rvm/smplayer

Passo 2. Se vocẽ preferir a versão com Qt4, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:rvm/smplayer-qt4

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Para instalar o programa, use o comando abaixo:

sudo apt-get install smplayer smtube smplayer-themes smplayer-skins

Como instalar o SMPlayer manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite smplayer em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Desinstalando o SMPlayer no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o SMPlayer no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:rvm/smplayer -r -y
sudo apt-get remove --auto-remove smplayer smtube smplayer-* --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Acessando os programas abertos em uma lista no Painel

Depois que abrimos muitas janelas ou algumas se sobrepõem a outras, fica complicado acessá-las. Para resolver isso, basta instalar o e acessar os programas abertos em uma lista no .

Window-List Indicator é um aplicativo que exibe uma lista de todas as janelas abertas no momento. Com ele você pode ir para a janela que deseja, apenas selecionando ela em uma lista no painel. Este applet indicador funciona no Gnome Classic, Unity, Xfce.

Acessando os programas abertos em uma lista no PainelAcessando os programas abertos em uma lista no Painel

Na imagem acima o programa pode ser visto rodando no Unity e abaixo, no Gnome Classic e Xfce.

Acessando os programas abertos em uma lista no Painel

Acessando os programas abertos em uma lista no Painel

Acessando os programas abertos em uma lista no Painel com o Window-List Indicator

Para instalar o Window-List Indicator no Ubuntu e derivados e poder acessar os programas abertos em uma lista no Painel, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:jwigley/window-list

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora o programa com o comando:

sudo apt-get install window-list

Como instalar o o Window-List Indicator manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do software e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Ou faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome windowlist.deb:

wget https://launchpad.net/~jwigley/+archive/ubuntu/window-list/+files/window-list_0.10~artful_all.deb -O windowlist.deb

Passo 3. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i windowlist.deb
sudo apt-get install -f

Passo 4. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./windowlist.deb

Passo 5. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove windowlist*

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite window no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB). Ou simplesmente feche a sessão atual e faça login novamente.

Desinstalando o Window-List Indicator no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Window-List Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove window-list --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Steam OS no Ubuntu e derivados – veja como instalar

Se você procura um modo de ter o OS no Ubuntu, veja aqui como instalar essa plataforma no sistema, e comece a jogar.

A Valve está envolvida há algum tempo no desenvolvimento e manutenção do Steam OS, um sistema operacional baseado no Debian, que será pré-instalado nos novos consoles Steam Machines.

Steam OS no Ubuntu - veja como instalarSteam OS no Ubuntu – veja como instalar

Esse sistema operacional vem com uma sessão chamada SteamOS que é um modo Big Picture modificada, que usa um SteamOS Compositor personalizado (com base no xcompmgr) otimizado para o Steam e jogos, e alguns outros ajustes.

Este recurso, permite que você instale uma sessão Steam OS no Ubuntu e graças aos seus pacotes disponibilizados pela Valve, podemos facilmente fazer isso usando um repositório PPA (conforme será mostrado abaixo).

Steam OS no Ubuntu - veja como instalar

Tenha os drivers da placa gráfica instalados para poder usar o cliente Steam

Antes mesmo de tentar instalar o Steam, você precisa garantir que você tenha os drivers mais recentes para sua placa gráfica instalada e configurada corretamente. Parte disso envolve a compatibilidade de 32 bits no seu sistema.

Depois de instalar os drivers, eles permanecerão atualizados através das atualizações regulares do sistema. Isso significa que você só precisa configurar tudo isso uma vez, e tanto o Steam quanto os seus drivers continuarão sendo atualizados com o resto do Ubuntu.

Os métodos para instalar os drivers AMD e NVIDIA são diferentes, mas há algumas coisas que você deve fazer primeiro. Você precisa garantir que o suporte de 32 bits esteja habilitado.

O Steam funciona apenas em 32 bits, e você precisará habilitar o suporte de 32 bits para obter o suporte ao driver automaticamente, quando você for instalar os drivers. Para fazer isso, consulte esse tutorial:

Como ativar o suporte a 32-bits no Ubuntu de 64-bits

Instalando os drivers da Nvidia

Embora estejam disponíveis, dificilmente você conseguirá jogar usando drivers NVIDIA de código aberto.

A NVIDIA continua impedindo o progresso neles, de modo que eles estão severamente subdesenvolvidos. Como resultado, você precisará dos drivers proprietários da NVIDIA.

Felizmente, eles são realmente muito bons, e eles tendem a funcionar perfeitamente uma vez que você os instala.

Para instalar os drivers proprietários da NVIDIA no Ubuntu e fazer outros ajustes, consulte esses tutorial:

Como ativar um driver proprietário no Ubuntu
Instalando os mais recentes drivers gráficos proprietários no Ubuntu
Alternar entre placas gráficas Nvidia e Intel: Instale o Prime Indicator no Ubuntu
Como testar a aceleração 3D no Ubuntu e derivados

Para instalar os drivers proprietários da NVIDIA em qualquer distribuição Linux, utilize o esse tutorial:
Como instalar a última versão do driver Nvidia no Linux

Após a instalação dos drivers, execute o utilitário de configuração Nvidia.

sudo nvidia-xconfig --initial

E reinicie o sistema para que as alterações entrem em vigor.

Instalando os drivers da AMD

Os drivers de código aberto da AMD estão em rápido desenvolvimento, mas se você estiver em uma versão antiga do Ubuntu, não verá os benefícios dessa evolução.

Existem dois componentes importantes para fazer funcionar os drivers da AMD no sistema do pinguim: Mesa e o kernel Linux.

Para manter o kernel sempre atualizado, você pode usar esse tutorial:
Usando o Ubuntu Kernel Update Utility para atualizar o kernel do Ubuntu
Como instalar a versão mais recente do Kernel nos sistemas baseados em RPM

E para manter o driver Mesa sempre atualizado, use esse outro tutorial:
Como instalar a versão mais recente do driver Mesa no Ubuntu

Depois de atualizar seus pacotes para as novas versões, certifique-se de que você tenha o xserver-xorg-video-amdgpu instalado, usando o seguinte comando:

sudo apt upgrade
sudo dpkg -i steam_latest.debsudo apt install xserver-xorg-video-amdgpu

Novamente, talvez seja necessário reiniciar para que as alterações entrem em vigor.

Como instalar o Steam OS no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Steam OS no Ubuntu e derivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Instale o cliente do Steam com este comando:

sudo apt-get install steam

Passo 3. Uma vez instalado, inicie cliente do Steam, para que ele baixe a atualização da versão mais recente disponível;
Passo 4. Depois de feita a atualização, feche o cliente e adicione o repositório da plataforma com este comando:

sudo apt-add-repository ppa:mdeslaur/steamos

Passo 5. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install steamos-compositor steamos-modeswitch-inhibitor steamos-xpad-dkms

Como instalar o Steam OS manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repossitório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Uma vez instalado, saia da sessão atual e quando aparecer a tela de login, escolha o “SteamOS”. Entre com seu usuário e senha e depois comece a experimentar o ambiente.

Steam OS no Ubuntu - veja como instalar

Desinstalando o Steam OS no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Steam OS no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-add-repository ppa:mdeslaur/steamos --remove
sudo apt-get remove steamos-compositor steamos-modeswitch-inhibitor steamos-xpad-dkms --auto-remove

Steam OS em outras distros via Flatpak

Os procedimentos acima são focados no Ubuntu. Mas se você usa uma distribuição com suporte ao formato Flatpak, use esse outro tutorial para instalar o Steam:

Como instalar o cliente Steam no Ubuntu via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04

se você usa o Git e não quer usar uma versão desatualizada desse software, veja como instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04.

O Debian é um ótimo sistema operacional. Talvez junto com o CentOS e RHEL o mais estável de todo o cenário Linux.

Como instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04Como instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04

No Debian você pode fazer trabalhos muito importantes, como desenvolver aplicativos ou apenas usá-lo como um sistema operacional de servidor.

Tudo isso graças ao fato de que é um sistema muito estável, onde o software é constantemente testado para obter os melhores resultados.

No entanto, o software disponível no Debian nem sempre é o mais atualizado e, com o tempo, isso pode ser um problema.

Aliás, quando se trata do Git, isso também é verdadeiro para o Ubuntu.

Então, com isso em mente, esse tutorial irá ensinar como instalar a última versão estável do Git no Debian 9 Stretch ou Ubuntu 19.04.

Não há um repositório confiável para instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04. No entanto, podemos compilar manualmente o código-fonte.

O processo não é complicado e nos ajudará a ter o Git atual e rápido.

Como instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04

Para instalar a última versão do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Obtenha privilégios de administrador usando o comando abaixo. Caso o Ubuntu não tenha o root habilitado, você só precisa digitar o sudo antes dos comandos apresentados nos próximos passos;

su

Passo 3. Antes de começar, atualize o sistema para poder receber as últimas versões dos pacotes;

apt  && apt upgrade

Passo 4. Depois disso, você precisa instalar alguns pacotes para poder conseguir a versão mais recente do Git;

apt install build-essential make libssl-dev libghc-zlib-dev libcurl4-gnutls-dev libexpat1-dev gettext unzip

Passo 5. Acesse a pasta tmp com o seguinte comando;

cd /tmp/

Passo 4. A seguir, veja qual é a última versão estável do Git. Para fazer isso, acesse site do programa. No momento da escrita deste artigo, era a 2.21.0, portanto, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome git.zip:

wget wget https://github.com/git/git/archive/v2.21.0.zip -O git.zip

Passo 4. Descompacte o arquivo baixado;

unzip git.zip

Passo 4. Agora, acesse a pasta criada;

cd git-*

Passo 4. Agora você pode compilar e instalar o Git. Para fazer isso, basta executar estes comandos;

make prefix=/usr/local all
make prefix=/usr/local install

Passo 4. Quando o processo estiver concluído, você poderá verificar qual versão está instalada, usando este comando;

git --version

Com isso, o Git agora está instalado e pronto para uso.

Como você pode ver, obter a versão mais recente do Git no Debian 9 ou Ubuntu 19.04 não é uma questão complicada, no entanto, pode ser útil para o desenvolvimento de nossos aplicativos.

Ou seja, é possível conseguir isso compilando manualmente o aplicativo, dessa forma, ele se torna mais simples e seguro.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Minecraft no Linux manualmente

Se você está procurando uma maneira fácil de instalar o Minecraft no Linux, veja a seguir como fazer isso em qualquer distro.

Minecraft é um jogo que para alguns, pode ser altamente viciante. Se este é o seu caso, esse tutorial pode ajudá-lo a ter esse game em seu sistema, para jogá-lo sempre que quiser.

Como instalar o Minecraft no Linux manualmenteComo instalar o Minecraft no Linux

Instalar o Minecraft no Linux já foi complicado e atualmente está bem mais simples. Mas antes de fazer isso, saiba que para obter uma melhor experiência de jogo, você deve primeiro instalar os drivers da sua placa de vídeo, observando o seguinte:

  • Para placas Intel, a melhor opção será usar os drivers open source padrão;
  • Para NVIDIA ou AMD, é melhor usar um driver de vídeo proprietário, ou seja, abra o utilitário de drivers adicionais do Unity, selecione o driver da NVIDIA ou AMD a partir da lista e instale-o.

Se quiser experimente o driver Oficial da NVIDIA;

Observado tudo isso, instalar o Minecraft no Linux se torna bem mais fácil e menos problemático. Tudo o que você precisa fazer é instalar o Java, baixar e executar um arquivo executável .jar a partir do site oficial do jogo.

Preparando o sistema para instalar o Minecraft no Linux

Um dos pré requisitos para instalar o Minecraft no Linux é a instalação do Java mais recente, para isso, veja os tutoriais abaixou ou acesse esse link e siga as instruções dele:
Java no Ubuntu: veja como instalar o OpenJDK 8 nas versões LTS 12.04 e 14.04
Como instalar as versões 6, 7 ou 8 do Oracle Java no Ubuntu
Como instalar o Oracle Java 8 no Debian via repositório
Como instalar Java no Linux manualmente

Como instalar o Minecraft no Linux manualmente

Para instalar o Minecraft no Linux e ainda, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/minecraft*
sudo rm -Rf /usr/share/applications/minecraft.desktop

Passo 3. Use o comando abaixo para baixar o programa;

wget https://s3.amazonaws.com/Minecraft.Download/launcher/Minecraft.jar

Passo 4. Crie uma pasta para o arquivo;

sudo mkdir /opt/minecraft

Passo 5. Copie o arquivo para a pasta;

sudo mv Minecraft.jar /opt/minecraft/

Passo 6. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=minecraft\n Exec=java -jar /opt/minecraft/Minecraft.jar\n Icon=/\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/minecraft.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite em terminal java -jar /opt/minecraft/Minecraft.jar.

Já se a sua suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/minecraft.desktop
cp /usr/share/applications/minecraft.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/minecraft.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o programa no Linux

Para remover o programa no Linux, basta apagar a pasta e o atalho anterior com esses comandos.

sudo rm -Rf /opt/minecraft*
sudo rm -Rf /usr/share/applications/minecraft.desktop

Mais sobre Minecraft

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Instale a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no Ubuntu

Quer mudar o de parede de seu desktop automaticamente? Experimente instalar a versão mais recente do trocador de de parede Variety no Ubuntu.

Variety é um trocador de papel de parede que além de exibir imagens de pastas locais, transfere automaticamente e exibe wallpapers de fontes como Wallbase, Flickr, Wallpapers.net, Desktoppr, custom RSS feeds, NASA Astronomy Picture of the Day, bem como World Sunlight Map: um live Earth wallpaper que muda ao longo do dia.

Instale a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no UbuntuInstale a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no Ubuntu

Usando esse trocador de papel de parede, você pode obter um novo e belo papel de parede automaticamente, no intervalo definido nas preferências do aplicativo.

Instale a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no Ubuntu

O programa pode até mesmo aplicar filtros nessas imagens. O melhor de tudo é que o Variety funciona com a maioria dos ambientes de desktop (KDE, LXDE, Xfce, Unity, GNOME Shell, Cinnamon ou Pantheon).

Variety é executado silenciosamente em segundo plano e fica convenientemente como um indicador no painel, onde pode ser facilmente ser interrompido e reiniciado.

A roda do mouse pode ser usada para rolar wallpapers para frente e para trás até que você encontre o papel perfeito para o seu estado de espírito atual.

Instale a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no Ubuntu

O aplicativo também possui suporte a Wallhaven.cc, suporte ao Reddit, opção de exibir a próxima ou a imagem anterior no menu principal (apenas em ambientes não Unity, já que o Unity suporta indicador de rolagem, e portanto, não há necessidade para eles lá).

Geralmente, nas preferências você pode configurar o programa Variety para iniciar automaticamente, mudar o papel de parede após o intervalo e mudar o papel de parede quando o programa for iniciado.

Se você está interessado na fonte de papel de parede online, o programa permite que você personalize as configurações como a escolha da fonte on-line para o papel de parede, fazer o download do novo papel de parede após o intervalo, definir o limite para a pasta de imagens e copiar os papéis de parede favoritos para o diretório específico.

Outra ótima característica deste programa são os efeitos: você pode definir filtros diferentes em seu papel de parede atual, como: Grayscale, Heavyblur, Soft blur, Oil painting, Pencil Sketch, Pointilism e Pixellate.

Ele também mostra citações sábias, famosas e divertidas de diferentes fontes. Além disso, você pode exibir o relógio na área de trabalho e pode até personalizar aparência das citações e do relógio.

Como instalar a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no Ubuntu e seus derivados

Para instalar a versão mais recente do trocador de papel de parede Variety no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:peterlevi/ppa

Passo 3. Atualize o de pacotes com o comando:

sudo apt-get 

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install variety

Como instalar o trocador de papel de parede Variety manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma do programa.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite variety ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Desinstalando o trocador de papel de parede Variety no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o trocador de papel de parede Variety no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:peterlevi/ppa -r -y
sudo apt-get remove variety --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo KBounce no Linux via Flatpak

Se você quer se divertir em um jogo de voltado um único jogador, conheça e veja como instalar o jogo KBounce no Linux via Flatpak.

KBounce é um jogo de arcade para um único jogador com os elementos do quebra-cabeças. É jogado em um campo, cercado por uma parede, com duas ou mais bolas que se movem no campo, saltando das paredes.

Como instalar o jogo KBounce no Linux via FlatpakComo instalar o jogo KBounce no Linux via Flatpak

O jogador pode construir novas paredes, diminuindo o tamanho do campo ativo. O objetivo do jogo é preencher pelo menos 75% do campo e avançar para o próximo nível.

Como instalar o jogo KBounce no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo KBounce no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo KBounce via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.kde.kbounce.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user  org.kde.kbounce

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.kbounce em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu /Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de da sua distro, ou digite kbounce ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o jogo KBounce via Flatpak

Para desinstalar o jogo KBounce via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kde.kbounce

Ou

flatpak uninstall org.kde.kbounce

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Instale o QGifer no Ubuntu e converta vídeos em GIF animado

Procurando uma ferramenta para converter em GIF animado? Então veja como instalar QGifer no Ubuntu e sistemas derivados.

QGifer é uma ferramenta Qt disponível para Linux e Windows, que pode converter parte de um vídeo para um arquivo GIF animado.

Instale o QGifer no Ubuntu e converta vídeos em GIF animadoInstale o QGifer no Ubuntu e vídeos em GIF animado

Mas o QGifer não é apenas um simples conversor de vídeo para GIF. Graças ao seu conjunto de recursos, o aplicativo é quase um editor de vídeo, exceto pelo fato de que ele não produz vídeos, mas sim arquivos GIF animados.

Com ele você pode facilmente definir qual parte do vídeo deve ser usado no seu GIF, cortar vídeo, adicionar texto ou imagens, aplicar filtros e mais.

Além disso, o aplicativo vem com um otimizador GIF, que você pode usar para reduzir o tamanho do arquivo de qualquer GIF, ou seja, não funciona apenas aqueles criados com o QGifer.

Características:

  • Extração de GIF de um arquivo de vídeo;
  • Editor de paleta de cores;
  • Suporte a paleta de cor variável;
  • Pontilhado;
  • Insira o texto e os gráficos – eles podem ser exibidos em todos os quadros ou apenas determinados quadros;
  • Interpolação de objeto;
  • Corte;
  • Filtragem;
  • Looping anexando cópia invertida;
  • Otimização GIF através de ImageMagick;
  • Gerenciamento de projetos.

QGifer é ótimo, mas há uma desvantagem: ele não suporta arquivos de vídeo que vêm com mais de 1800 quadros e não usam o motion JPEG ou YUV4 codecs.

Para ser capaz de usar esses vídeos, você deve ou recodificá-los usando um codec como o motion JPEG (o aplicativo vem com um conversor MJPEG que você pode acessar o menu: Program > MJPEG Converter) ou YUV4 ou, alternativamente, cortar os vídeos antes de importá-los em QGifer.

Para cortar um vídeo para poder usá-lo no QGifer, você pode usar um editor de vídeo como o OpenShot ou vidcutter, ou você pode fazer isso via linha de comando, usando o mencoder, ffmpeg (ou “libav” – usando a ferramenta de linha de comando “avconv”), melt e assim por diante.

Por exemplo, para cortar os primeiros 30 segundos de um vídeo chamado “in.” usando avconv, use o seguinte comando:

avconv -i in.avi -ss 00:00:00 -t 00:00:30 -c copy out.avi

Veja como criar um GIF animado de vídeo usando o QGifer

Criar imagens animadas GIF a partir de vídeos usando o QGifer não é tão fácil, mas também não é muito complicado.

Abaixo você pode ver um rápido tutorial em vídeo em que o desenvolvedor do QGifer explica como usar o aplicativo (extração de GIF, otimização de GIF e gerenciamento de cores):
[embedded content]

Instalando o QGifer no Ubuntu e derivados

Para instalar o QGifer no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get 

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install qgifer

O repositório do QGifer usado no procedimento acima só é compatível com o Ubuntu até a versão 15.10. Para outras versões, o ideal é baixar e instalar manualmente. Ainda assim, não há qualquer garantia que a instalação posse ser concluída por causa da defasagem dos pacotes disponibilizados.

Como instalar o QGifer manualmente ou em outras distros

Portanto, se você não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Ou faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome qgifer.deb:

wget https://launchpad.net/~nilarimogard/+archive/ubuntu/webupd8/+files/qgifer_0.2.3-rc2-1~trusty2+1~webupd8~wily1_i386.deb -O qgifer.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome qgifer.deb:

wget https://launchpad.net/~nilarimogard/+archive/ubuntu/webupd8/+files/qgifer_0.2.3-rc2-1~trusty2+1~webupd8~wily1_amd64.deb -O qgifer.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i qgifer.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite qgifer ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Desinstalando o Qgifer no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Qgifer no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove qgifer --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Se você curte e quer uma opção bem simples desse famoso quebra-cabeças, conheça e veja como instalar o Sudoku Simsu no Linux via Flatpak.

O Sudoku é um jogo de lógica, ideal para todas as idades. O objetivo do jogo é a colocação de números de a 9 em cada uma das células vazias numa grade de 95;9, constituída por 35;3 sub grades chamadas regiões.

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Simsu é um jogo básico de Sudoku. Nele, você pode alternar entre o preenchimento de notas (modo de lápis) ou o preenchimento de respostas (modo de caneta).

Para facilitar a visualização de onde colocar números, você pode realçar todas as instâncias de um número.

Você também pode verificar suas respostas para correção enquanto joga. O jogo armazena suas notas e respostas atuais, para que você possa continuar de onde parou na próxima vez que jogar.

Como instalar o jogo Sudoku Simsu no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Simsu no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Simsu no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gottcode.Simsu.flatpakref

Passo 3. Para o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gottcode.Simsu

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall org.gottcode.Simsu

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gottcode.Simsu em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite simsu ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Combinando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados

Se você gosta de temas obscuros, seja do seu gosto pessoal ou do conforto dos seus olhos, veja como combinar o tema e os ícones no Ubuntu e derivados.

Nordic é um tema Gtk é criado usando o incrível pallete de cores Nord, que fica incrível na área de trabalho, e é liberado sob a Licença Pública Geral GNU V3.

Combinando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivadosCombinando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados

Combinando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados

Nordic também empacota o tema para Gnome Shell e suporta quase todos os ambientes de trabalho, como o Gnome, o Cinnamon, o Mate, o Xfce, o Mate, o Budgie, o Panteon, e etc.

Já o conjunto de ícones Zafiro é uma mistura perfeita com o tema Nordic para o seu ambiente de trabalho.

Combinando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados

Zafiro tem ícones minimalistas criados com a técnica flat-desing, utilizando cores desbotadas e sempre acompanhadas de branco.

Os ícones são compatíveis com a maioria dos ambientes de desktop Linux, como Gnome, Unity, Cinnamon, Mate, Lxde, Xfce e outros.

O melhor de tudo, ambos são desenhados pela mesma pessoa, são relativamente novos e lançados sob a licença AGPLv3.

Combinando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados

Para o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Ativdades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/themes
sudo add-apt-repository ppa:noobslab/icons

Passo 3. Depois, atualize o APT com este comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o tema e o conjunto de ícones usando os seguintes comandos:

sudo apt-get install nordic-theme
sudo apt-get install zafiro-icons

Como instalar o tema Nordic e os ícones Zafiro manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando a página do repositório do tema/a página do repositório dos ícones e instalar eles manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Depois de instalar, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Desinstalando o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o tema Nordic e os ícones Zafiro no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o tema Nordic e os ícones Zafiro, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove nordic-theme
sudo apt-get remove zafiro-icons

Para voltar ao estado anterior, use novamente o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

CAD gratuito: veja como instalar o LibreCad no Ubuntu e derivados

Se você procura um software de e poderoso, experimente instalar o no Ubuntu e derivados.

LibreCAD é programa de CAD gratuito. Ele é uma aplicação CAD 2D totalmente abrangente, que você pode baixar e instalar gratuitamente.

CAD gratuito: veja como instalar o LibreCad no Ubuntu e derivados
CAD gratuito: veja como instalar o LibreCad no Ubuntu e derivados

Há uma grande base de usuários LibreCAD em todo o mundo e o programa está disponível em mais de 20 línguas e para todos os principais sistemas operacionais, incluindo Microsoft Windows, Mac OS X e Linux (Debian, Ubuntu, Fedora, Mandriva, Suse…).

LibreCAD é um aplicativo 2D-CAD maduro, repleto de funcionalidades e com algumas grandes vantagens:

  • Gratuito: Você não tem que se preocupar com os custos de licença ou taxas anuais;
  • Não há barreiras linguísticas: Ele está disponível em um grande número de línguas, com muitas outras sendo adicionadas continuamente;
  • Livre: O programa é licenciado pela licença pública GPLv2 e por causa disso, você pode usá-lo, personalizá-lo, alterá-lo e copiá-lo;
  • Comunitário: LibreCAD é um projeto dirigido por uma comunidade e o desenvolvimento está aberto a novos talentos e novas ideias. Também por conta disso, o software é testado e utilizado diariamente por uma comunidade de usuários, grande e dedicada; Com isso, você também pode se envolver e influenciar o seu desenvolvimento futuro.

Instalando o aplicativo de CAD gratuito LibreCAD

LibreCAD está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu e pode ser instalado usando a Central de programas ou usando o comando sudo apt-get install librecad.

No entanto, essa é a versão mais recente.

Por isso, para ter a última versão do LibreCAD no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:librecad-dev/librecad-daily

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora o programa com o comando:

sudo apt-get install librecad

Como instalar o LibreCAD manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Para baixar as versões para Windows e Mac OS acesse a página oficial do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite librecad no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o aplicativo de CAD gratuito LibreCAD no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo de CAD gratuito LibreCAD no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:librecad-dev/librecad-daily -r -y
sudo apt-get remove librecad --auto-remove

Veja também

3D/CAD no Linux – conheça algumas aplicações disponíveis para o sistema

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o driver Wi-Fi RTL8723DE no Ubuntu 19.04 e derivados

Se você usa um adaptador Wi-Fi Realtek e ele não está mais funcionando na nova versão do Ubuntu, veja como instalar o driver Wi-Fi no Ubuntu e derivados.

Este tutorial serve para corrigir um problema em computadores que usavam um adaptador Wi-Fi Realtek e que a rede sem fio parou de funcionar depois de instalar o Ubuntu 19.04 ou a distro foi atualizada para um novo Kernel Linux.

Como instalar o driver Wi-Fi RTL8723DE no Ubuntu 19.04 e derivadosComo instalar o driver Wi-Fi RTL8723DE no Ubuntu 19.04 e derivados

As etapas a seguir instalarão os códigos de rtlwifi mais recentes da Realtek, incluindo rtl8192ce, rtl8192cu, rtl8192se, rtl8192de, rtl8188ee, rtl8192ee, rtl8723ae, rtl8723be, rtl8821ae, rtl8822be e rtl8723de no Ubuntu com suporte a (Dynamic Kernel Module Support).

Por isso, o driver funcionará em qualquer kernel do seu sistema.

Isso pode não funcionar se você já instalou os drivers e quebrou as coisas. Então recomendo fazer as etapas abaixo em uma instalação limpa do Ubuntu.

Como instalar o driver Wi-Fi RTL8723DE no Ubuntu 19.04 e derivados

Para instalar esse driver Wi-Fi no Ubuntu 19.04 e derivados, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Conecte seu laptop a uma rede com fio (cabeada) e abra o terminal no menu de aplicativos, ou usando as tecla CTRL + ALT + T;
Passo 2. Execute o comando abaixo para instalar algumas ferramentas necessárias;

sudo apt install git build-essential dkms

Passo 3. Agora pegue os fontes rtlwifi_new via comando git;

git clone -b extended https://github.com/lwfinger/rtlwifi_new.git

Passo 4. Adicione os fontes à árvore para compilações com suporte a DKMS.;

sudo dkms add ./rtlwifi_new

Passo 5. Por fim, instale os drivers por meio do comando abaixo;

sudo dkms install rtlwifi-new/0.6

Passo 6. Se tudo der certo, o Wifi deve funcionar imediatamente. Se não, tente usar o comando abaixo para carregar o novo módulo instalado (rtl8723de no exemplo);

sudo modprobe -r rtl8723de && sudo modprobe rtl8723de

Passo 7. E Wifi funciona após a reinicialização sem fazer qualquer configuração, pelo menos no meu caso no Ubuntu 19.04. Se não, tente usar o comando abaixo para escrevê-lo no arquivo de configuração (substitua 3 para 1, 2 ou 4 se o sinal for fraco);

echo "options rtl8723de ant_sel=3" | sudo tee /etc/modprobe.d/rtl8723de.conf

Além disso, se você atualizou seu sistema com os novos pacotes do Kernel sem reinicializar. Você precisa reinstalar os pacotes do kernel para fazer o módulo funcionar após a reinicialização.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo

Confira os 5 motivos para você atualizar para o Ubuntu Disco Dingo e entenda porque essa versão está levando várias pessoas a instalar ou atualizar.

Mesmo não sendo uma versão LTS (com suporte a longo prazo), o Ubuntu 19.04 está se tornando um lançamento com grande destaque e uma boa adesão.

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo

Tanto, que desde antes do lançamento, muitos usuários já estavam baixando e implantando o sistema em seus computadores.

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo

E é por isso, que abaixo irei listar alguns dos pontos positivos porque é aconselhável atualizar ou instalar esta nova versão do Ubuntu 19.04 ‘Disco Dingo’ em nossos computadores.

Antes de ver os motivos, confira os links dos artigos mais importantes que falam do Ubuntu 19.04:
Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 19.04
Como atualizar para o Ubuntu 19.04 na versão desktop
Como atualizar para o Ubuntu 19.04 via terminal (server e desktop)
Ubuntu 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Xubuntu 19.04 fornece uma experiência de desktop Xfce leve e atualizada
Ubuntu MATE 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Lubuntu 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Kubuntu 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Ubuntu Budgie 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Ubuntu Studio 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Pop!_OS 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe
Ubuntu Kylin 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 – Escalonamento fracional para telas HiDPI

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo

Um novo recurso que chamou a atenção de muitos foi a chegada do suporte do ambiente de trabalho do sistema (Gnome) a HiDPI Scaling.

Com a novidade, é possível escolher entre 100% e 200% de escala em várias telas.

A escala fracionária do Gnome funciona no novo servidor de tela Wayland, portanto, para usar o escalonamento fracionário, precisamos mudar nossa sessão para Wayland, como pode ser visto no tutorial abaixo.

Como mudar do servidor gráfico Wayland para o Xorg no Ubuntu 17.10 ou superior.

Estando na sessão com Wayland, já será possível ativar a função. E dá para fazer isso apenas abrindo um terminal e executando o seguinte comando:

gsettings set org.gnome.mutter experimental-features "[" /> 

Um novo recurso que chamou a atenção de muitos foi a chegada do suporte do ambiente de trabalho do sistema (Gnome) a HiDPI Scaling.

Com a novidade, é possível escolher entre 100% e 200% de escala em várias telas.

A escala fracionária do Gnome funciona no novo servidor de tela Wayland, portanto, para usar o escalonamento fracionário, precisamos mudar nossa sessão para Wayland, como pode ser visto no tutorial abaixo.

Como mudar do servidor gráfico Wayland para o Xorg no Ubuntu 17.10 ou superior.

Estando na sessão com Wayland, já será possível ativar a função. E dá para fazer isso apenas abrindo um terminal e executando o seguinte comando:

gsettings set org.gnome.mutter experimental-features "[" scale-monitor-framebuffer alt="5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo" alt="5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 Disco Dingo" width="695" height="391" class="size-full wp-image-96734" srcset="https://www.edivaldobrito.com.br/wp-content/uploads/2019/04/5-motivos-para-voce-atualizar-para-o-ubuntu-19-04-dpi.jpg 695w, https://www.edivaldobrito.com.br/wp-content/uploads/2019/04/5-motivos-para-voce-atualizar-para-o-ubuntu-19-04-dpi-300x169.jpg 300w" sizes="(max-width: 695px) 100vw, 695px" /> 

Um novo recurso que chamou a atenção de muitos foi a chegada do suporte do ambiente de trabalho do sistema (Gnome) a HiDPI Scaling.

Com a novidade, é possível escolher entre 100% e 200% de escala em várias telas.

A escala fracionária do Gnome funciona no novo servidor de tela Wayland, portanto, para usar o escalonamento fracionário, precisamos mudar nossa sessão para Wayland, como pode ser visto no tutorial abaixo.

Como mudar do servidor gráfico Wayland para o Xorg no Ubuntu 17.10 ou superior.

Estando na sessão com Wayland, já será possível ativar a função. E dá para fazer isso apenas abrindo um terminal e executando o seguinte comando:

gsettings set org.gnome.mutter experimental-features "[">

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 – Aparência

A nova versão do Ubuntu 19.04 Disco Dingo usa um novo papel de parede e um tema e conjunto de ícones atualizados (Yaru).

O conjunto de ícones Yaru muda de um formulário ‘squircle’ unificado para um formato de ícone livremente misturado, o que melhora bastante a aparência da tela do aplicativo, que agora é consistente.

No tema do ícone, o novo conjunto de ícones Adwaita pode ser instalado a partir dos repositórios, se você quiser experimentá-lo.

Isso eles fazem teclado:

sudo apt install adwaita-icon-theme

sudo apt instalar adwaita-icon-theme

E para fazer a mudança, precisamos usar o Tweak Tools.

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 – Software atualizado

Outro benefício da para a nova versão do Ubuntu é que podemos contar com os pacotes mais recentes.

Entre os quais se destacam o ambiente de desktop Gnome 3.32 e todos os seus recursos.

E nesse ambiente, muitos recursos são oferecidos, controle noturno, avatares redondos dos usuários, acesso mais rápido ao Google Drive e licenças avançadas de aplicativos.

E também a nova versão do Nautilus que inclui suporte para coleções de arquivos. Isso sem esquecer o 5.0, que adiciona muitas melhorias não só para o sistema, mas também na compatibilidade de hardware e drivers gráficos.

Por conta disso os usuários de várias placas gráficas, bem como APIs, como Vulkan, DXVK, são beneficiados.

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 – Ferramentas

No Ubuntu 19.04 Disco Dingo foi adicionada uma opção para a ferramenta de configuração para permitir a detecção de localização (via sinais geográficas) e o serviço LivePatch Canonical tem uma melhor integração (embora o recurso em si só seja compatível com a versão LTS).

Além de GSconnect (que ainda não foi implementado nesta versão), que é uma extensão útil que permite conectar seu telefone Android ao Ubuntu via rede sem fio.

Os plugins GSconnect estão disponíveis nos repositórios do sistema e os arquivos são fáceis de configurar.

5 motivos para você atualizar para o Ubuntu 19.04 – Maior desempenho

Ao contrário das versões anteriores do Ubuntu que tiveram o Gnome 3 como um ambiente de desktop (e seus lags), o Ubuntu 19.04 Disco Dingo tem maior desempenho e melhorias em termos de gerenciamento de recursos.

E é algo que deve ser destacado não apenas porque é uma nova versão que vem com todos os patches e atualizações que foram lançados anteriormente para resolver os graves casos de consumo de memória e vazamentos que ficaram conhecidos durante o ano passado.

Se não vale a pena notar que o Gnome 3.32 vem com melhorias de desempenho são o que alguns consideram a principal característica.

E isso acontece porque os desenvolvedores trabalharam nos principais componentes da interface do GNOME, como o GNOME Shell e o Mutter, para acelerar a experiência.

Como resultado, as janelas agora respondem mais rapidamente a cliques.

Concluindo…

Com tantas melhorias, fica difícil resistir ao Ubuntu 19.04, não é mesmo? E você? o que acha dessa nova versão? Vai atualizar? Deixe sua opinião nos comentários.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo KNetwalk no Linux via Flatpak

Se você quer se divertir administrando redes e servidores, conheça e veja como instalar o no Linux via Flatpak.

O KNetWalk é um jogo lógico de jogador único. Construa a rede, conectando todos os terminais ao servidor no menor número possível de voltas.

Como instalar o jogo KNetwalk no Linux via FlatpakComo instalar o jogo KNetwalk no Linux via Flatpak

O jogador é apresentado com uma grade retangular contendo um servidor, vários terminais (clientes) e pedaços de arame.

O objetivo do jogo é girar esses elementos até que cada cliente esteja conectado ao servidor e nenhum fio seja deixado desconectado.

Opcionalmente, você pode tentar obter uma pontuação alta, minimizando o número de rotações necessárias.

Clicar com o botão esquerdo em um quadrado gira no sentido anti-horário, enquanto o clique direito gira no sentido horário.

O clique do meio em um quadrado o marca como bloqueado e impede que ele seja rotacionado a menos que seja desbloqueado por outro clique do meio.

Isso pode ser muito útil para marcar quadrados que são conhecidos por estarem na orientação correta.

A barra de status exibe o número de cliques até o momento.

Como instalar o jogo KNetwalk no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo KNetwalk no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo KNetwalk no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.kde.knetwalk.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.knetwalk

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.knetwalk em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite knetwalk ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o jogo KNetwalk no Linux via Flatpak

Para desinstalar o jogo KNetwalk via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kde.knetwalk

Ou

flatpak uninstall org.kde.knetwalk

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Todos os artigos sobre o Ubuntu 19.04 do site! Confira!

O mais novo sistema da Canonical chegou, e se você perdeu alguma informação, confira todos os artigos sobre o Ubuntu 19.04 e fique atualizado.

O do Ubuntu 19.04, sempre traz muita expectativa, e consequentemente, vários artigos sobre o assunto. E para ajudar a procurar por essas informações, listarei abaixo tudo que foi publicado.

Todos os artigos sobre o Ubuntu 19.04 do site! Confira!Todos os artigos sobre o Ubuntu 19.04 do site! Confira!

Todos os artigos sobre o Ubuntu 19.04

Confira abaixo todos os artigos sobre o Ubuntu 19.04, classificados.

As atualizações do Ubuntu 19.04

Aqui você acompanha as atualizações do Ubuntu 19.04:

Ubuntu 19.04 lançado – Confira as novidades e atualize

O lançamento do Ubuntu 19.04

Nesse artigo você pode conferir os detalhes, notas de lançamento e os links de download do Ubuntu 19.04:

Ubuntu 19.04 já está disponível para download – Baixe agora!

As novidades do Ubuntu 19.04 e seus sabores

Além da versão principal (que vem como o ambiente Gnome), o Ubuntu possui versões com outros ambientes, que são variantes (ou sabores) do sistema da Canonical.

E nesses artigos, você conhecerá as novidades do Ubuntu 19.04 e seus sabores/variantes:

Confira as principais novidades do Ubuntu 19.04
Confira as novidades do Ubuntu Server 19.04

Confira as novidades do Ubuntu Budgie 19.04
Confira as novidades do Xubuntu 19.04
Confira as novidades do Kubuntu 19.04
Confira as novidades do Lubuntu
Confira as novidades do Ubuntu MATE 19.04
Confira as novidades do Ubuntu Kylin 19.04
Confira as novidades do pop!_os 19.04

Como instalar/atualizar para o Ubuntu 19.04

Nesses artigos, você confere como fazer para instalar/atualizar para o Ubuntu 19.04:

Como atualizar para o Ubuntu 19.04 via terminal
Como atualizar para o Ubuntu 19.04 na versão desktop

O que fazer depois de instalar/atualizar para o Ubuntu 19.04

Finalmente, confira as dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 19.04:
Dicas de coisas para fazer depois de instalar o Ubuntu 19.04

Mais sobre do Ubuntu 19.04

Se quiser mais informações sobre o Ubuntu 19.04, confira essa listagem dos artigos:


Mais artigos sobre o Ubuntu 19.04…

Confira o Review geral do sistema, assistindo esse vídeo:

[embedded content]

E fique de olho nessa listagem que ela continuará sendo atualizada!

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Revelada a primeira metade do codinome do Ubuntu 19.10

Uma olhada na página do próximo sistema Ubuntu e foi revelada a primeira metade do codinome do Ubuntu 19.10. Confira os detalhes do assunto.

Você mal teve tempo de absorver todos os recursos do Ubuntu 19.04 oferecidos no último lançamento, e o planejamento para a próxima versão do Ubuntu já está em andamento.

Revelada a primeira metade do codinome do Ubuntu 19.10Revelada a primeira metade do codinome do Ubuntu 19.10

As versões do Ubuntu são nomeadas alfabeticamente, então sabemos que o codinome Ubuntu 19.10 usará uma combinação de adjetivo/animal aliterativo que começa com a letra “E”.

Agora, a primeira parte do codinome do Ubuntu 19.10 foi revelada – mas provavelmente não é uma palavra que qualquer um de nós teria adivinhado!

Revelada a primeira metade do codinome do Ubuntu 19.10

Launchpad, o hub de código on-line onde ocorre o desenvolvimento do Ubuntu, revelou a primeira metade do codinome para o Ubuntu 19.10: “Eoan”.

Não, isso não é um erro de digitação!

O Collins Dictionary afirma que a palavra Eoan é um adjetivo que significa “ou se relaciona com o amanhecer”. Outros dicionários online sugerem que a palavra também é usada para descrever algo “do oriente”.

“Eoan” não é uma palavra que a maioria de nós já ouviu falar antes de hoje. Dizem que ela aparece em poesia e é uma resposta válida do Scrabble.

Mas ainda é apenas metade do codinome.

Este será o segundo lançamento do Ubuntu para usar a letra “E”. O outro foi o Ubuntu 6.10 “Edgy Eft”, lançado em 2006.

Bem, você terá que esperar. Mark Shuttleworth irá, como sempre, revelar o codinome completo um pouco mais tarde no ciclo de desenvolvimento.

Mas é divertido tentar adivinhar.

Aqui está uma lista de animais que começam com “E”, excluindo “Eft”, como foi usado anteriormente, e excluindo espécies de animais prefixados como “Emperor”:

Echidna, Eel, Egret, Eland, Emu, Eagle, Elephant, Elk, Earthworm e Ermine.

Você consegue pensar em outros animais que começam com “e”?

O Ubuntu 19.10 será o próximo lançamento de curto prazo do sistema operacional baseado em Linux.

É importante também, sendo a última chance de obter um novo recurso importante antes do lançamento do de longo prazo do próximo ano, o Ubuntu 20.04 LTS.

Os recursos do Ubuntu 19.10 provavelmente incluirão o GNOME 3.34, um slideshow de instalador renovado, suporte à instalação do ZFS, a extensão GSConnect por padrão e muito mais.

Compartilhe sua sugestão de codinome do Ubuntu 19.10 nos comentários!

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar a versão multiplataforma do IRPF 2019 no Linux manualmente

Se você teve dificuldade para instalar o IRPF usando arquivos .bin, veja como instalar o no Linux manualmente, usando a versão multiplataforma.

Novamente, chegou a hora de acertar as contas com a . E para começar a fazer sua no Linux é preciso apenas instalar o programa gerador da (IRRF), que está disponível na página da Receita Federal em versões para vários sistemas.

Como instalar a versão multiplataforma do IRPF 2019 no Linux manualmenteComo instalar a versão multiplataforma do IRPF 2019 no Linux manualmente

Nesse tutorial, você verá como fazer isso usando a versão multiplataforma (que é um arquivo .Jar), que permite instalar o IRPF em praticamente qualquer distribuição Linux.

Antes, vale lembrar que o programa IRPF 2019 permite gerar uma declaração de importo de pessoa física referente ao exercício de 2019, ano-calendário de .

Estão obrigados a prestar contas à Receita todos que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$28.559,70 ou, no caso de atividade rural, quem teve uma receita bruta superior a R$142.798,50.

Além disso, o prazo de entrega da declaração iniciará no dia 1º de março de 2019 e se prolongará até às 23h59 do dia 30 de abril.

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Conheça melhor o IRPF 2019

Para saber mais sobre o IRPF 2019 e as informações necessárias ao preenchimento de usa declaração, acesse a página da receita federal.


Preparando o sistema para instalar o programa IRPF 2019 no Linux

Um dos pré requisitos para instalar o programa IRPF no Linux é a instalação do Java mais recente, para isso, veja os tutoriais abaixo (de acordo com o feedback dos leitores, é recomendável usar a versão 8 do Java da Oracle):

Como instalar Java no Linux manualmente
Como instalar as versões 6, 7 ou 8 do Oracle Java no Ubuntu
Como instalar o Oracle Java 8 no Debian via repositório
Como instalar o Oracle Java no Ubuntu 18.04 LTS
Como instalar a versão mais recente do Oracle Java no Arch Linux
Como instalar o Java no Fedora, Red Hat, CentOS, openSUSE e derivados
Como instalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivados
Como instalar o Java 11 no Fedora, CentOS e derivados
Como instalar o Java 10/11 no Debian 8 e 9 via repositório

Como instalar a versão multiplataforma do IRPF 2019 no Linux manualmente

Para instalar a versão multiplataforma do IRPF 2019 no Linux manualmente, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se for necessário, caso já tenha feito alguma instalação manual e ainda não tenha cadastrado nada no programa, apague a pasta e o atalho anterior com esses comandos;

sudo rm -Rf /opt/irpf*
sudo rm -Rf /usr/share/applications/irpf.desktop

Passo 3. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão (selecionando a opção multiplataforma) e salve-o com o nome irpf.zip:

wget http://downloadirpf.receita.fazenda.gov.br/irpf/2019/irpf/arquivos/IRPF2019-1.5.zip -O irpf2019.zip

Passo 4 (Opcional) Caso tenha um erro relacionado a certificados (ERRO: não foi possível verificar o certificado de downloadirpf.receita.fazenda.g…, emitido por “/C=BR/O=ICP-Brasil/OU=Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB/CN=Autoridade Certificadora SERPRORFBv4”:);

wget --no-check-certificate https://downloadirpf.receita.fazenda.gov.br/irpf/2019/irpf/arquivos/IRPF2019-1.5.zip -O irpf2019.zip

Passo 5. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo unzip irpf2019.zip -d /opt/

Passo 6. Renomeie a pasta criada;

sudo mv /opt/IRPF*/ /opt/irpf2019

Passo 7. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=irpf2019\n Exec=java -Xms128M -Xmx512M -jar /opt/irpf2019/irpf.jar\n Icon=/\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/irpf2019.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite java -Xms128M -Xmx512M -jar /opt/irpf2019/irpf.jar em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/irpf2019.desktop
cp /usr/share/applications/irpf2019.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/irpf2019.desktop ~/Desktop

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o IRPF no Linux

Para remover o IRPF no Linux, basta fazer o seguinte.:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Apague a pasta e o atalho do programa com esses comandos;

sudo rm -Rf /opt/irpf*
sudo rm -Rf /usr/share/applications/irpf2019.desktop

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o incrível utilitário Transitions DJ no Linux via Snap

Se você é DJ (ou quer ser) e precisa de uma ferramenta de , conheça e veja como instalar o incrível utilitário Transitions DJ no via Snap.

Transitions DJ é um aplicativo para misturar música, ótimo para live DJing e produção de mixtape.

Com instalar o incrível utilitário Transitions DJ no Linux via SnapCom instalar o incrível utilitário Transitions DJ no Linux via Snap

Os recursos incluem acesso ao SoundCloud, crossfading, ajuste de andamento, looping, pontos de sinalização e sincronização de andamento.

O Transitions DJ fornece acesso gratuito a um banco de dados on-line de estrutura musical contendo batidas, compassos e frases para ajudar na preparação e no desempenho da mixagem.

Como instalar a versão mais recente do utilitário Transitions DJ no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o utilitário Transitions DJ no Linux via Snap você precisa ter o a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o utilitário Transitions DJ no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install transitionsdj

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install transitionsdj --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install transitionsdj --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install transitionsdj --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh transitionsdj

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove transitionsdj

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu /Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de da sua distro, ou digite transitionsdj ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Se você quer fazer sua do imposto de pessoa física no Linux, veja como instalar o programa 2019 no Linux via arquivo BIN.

E novamente, chegou a hora de acertar as contas com o leão. Para fazer sua declaração no Linux é preciso instalar o programa gerador da declaração (IRRF), que está disponível na página da Receita em versões para vários sistemas.

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BINComo instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

O programa IRPF 2019 permite gerar uma declaração de imposto de renda pessoa física referente ao exercício de 2019, ano-calendário de .

Estão obrigados a prestar contas à Receita todos que receberam rendimentos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 ou, no caso de atividade rural, quem teve uma receita bruta superior a R$ 142.798,50.

Além disso, o prazo de entrega da declaração iniciará no dia 1º de março de 2019 e se prolongará até às 23h59 do dia 30 de abril.

Como instalar a versão multiplataforma do IRPF 2019 no Linux manualmente

Conheça melhor o IRPF 2019

Para saber mais sobre o IRPF 2019 e as informações necessárias ao preenchimento de usa declaração, acesse a página da receita federal.


Preparando o sistema para instalar o programa IRPF 2019 no Linux

Um dos pré requisitos para instalar o programa IRPF no Linux é a instalação do Java mais recente, para isso, veja os tutoriais abaixo (de acordo com o feedback dos leitores, é recomendável usar a versão 8 do Java da Oracle):

Como instalar Java no Linux manualmente
Como instalar as versões 6, 7 ou 8 do Oracle Java no Ubuntu
Como instalar o Oracle Java 8 no Debian via repositório
Como instalar o Oracle Java no Ubuntu 18.04 LTS
Como instalar a versão mais recente do Oracle Java no Arch Linux
Como instalar o Java no Fedora, Red Hat, CentOS, openSUSE e derivados
Como instalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivados
Como instalar o Java 11 no Fedora, CentOS e derivados
Como instalar o Java 10/11 no Debian 8 e 9 via repositório

Instalando o programa IRPF 2019 no Linux

Para instalar o programa IRPF 2019 no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar baixar o instalador do programa do IRPF 2019. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome irpf2019.bin:

wget http://downloadirpf.receita.fazenda.gov.br/irpf/2019/irpf/arquivos/IRPF2019Linux-x86v1.5.bin -O irpf2019.bin

Ou caso tenha um erro relacionado a certificados (ERRO: não foi possível verificar o certificado de downloadirpf.receita.fazenda.g…, emitido por “/C=BR/O=ICP-Brasil/OU=Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB/CN=Autoridade Certificadora SERPRORFBv4”:);

wget --no-check-certificate https://downloadirpf.receita.fazenda.gov.br/irpf/2019/irpf/arquivos/IRPF2019Linux-x86v1.5.bin -O irpf2019.bin

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar baixar o instalador do programa do IRPF 2019. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome irpf2019.bin:

wget http://downloadirpf.receita.fazenda.gov.br/irpf/2019/irpf/arquivos/IRPF2019Linux-x86_64v1.5.bin -O irpf2019.bin

Ou caso tenha um erro relacionado a certificados (ERRO: não foi possível verificar o certificado de downloadirpf.receita.fazenda.g…, emitido por “/C=BR/O=ICP-Brasil/OU=Secretaria da Receita Federal do Brasil – RFB/CN=Autoridade Certificadora SERPRORFBv4”:);

wget --no-check-certificate https://downloadirpf.receita.fazenda.gov.br/irpf/2019/irpf/arquivos/IRPF2019Linux-x86_64v1.5.bin -O irpf2019.bin

Passo 5. Depois de baixado, dê permissão de execução ao programa, com o comando abaixo;

chmod a+x irpf2019.bin

Passo 6. Execute o instalador do IRPF dando um duplo clique nele ou usando o comando abaixo;

./irpf2019.bin

Passo 7. Na primeira tela, clique no botão “Sim”;

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Passo 8. Na próxima telas, clique no botão “Avançar”;

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Passo 9. Agora, clique no botão “Procurar…” para selecionar a pasta onde deseja instalar o programa e depois clique no botão “Avançar”, ou apenas clique no botão “Avançar” (que é o mais recomendado);

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Passo 10. Confirme a instalação, clicando no botão “Avançar”;

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Passo 11. Na última tela, clique no botão “Concluir”;

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Depois de instalado, você já pode executá-lo, usando o atalho criado:

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

Ou usando o comando abaixo (lembre-se de ajustar o caminho e o nome do aplicativo de acordo com a sua instalação):

java -Xms128M -Xmx512M -jar /home/usuario/ProgramasRFB/IRPF2019/irpf.jar

Pronto! Agora, comece a fazer a sua declaração.

Desinstalando o programa IRPF 2019 no Linux

Para desinstalar o programa IRPF 2019 no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra o gerenciador de arquivos e vá para a pasta onde o programa foi instalado. Lá, clique duas vezes no ícone do programa “uninstall” . Na pequena janela que aparece, confirme a desinstalação clicando no botão “Sim”.

Como instalar o programa IRPF 2019 no Linux via arquivo BIN

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o SubDownloader no Ubuntu para baixar legendas

Se você gosta de e séries e precisa baixar legendas para eles, experimente instalar o para facilitar a sua vida.

SubDownloader é um programa de código aberto que automaticamente encontra e faz o download de legendas para seus filmes.

Como instalar o SubDownloader no Ubuntu para baixar legendasComo instalar o SubDownloader no Ubuntu para baixar legendas

O programa baixa pastas inteiras de filmes, com apenas um clique em poucos segundos.

Com ele, encontrar legendas para seus filmes ou séries fica muito fácil, pois você nem mesmo precisa pesquisar por título, basta apenas um clique sobre a pasta ou arquivo e ele irá encontrar as legendas automaticamente para você.

Como instalar o SubDownloader no Ubuntu e seus derivados para baixar legendas

Para instalar o SubDownloader no Ubuntu você pode usar a Central de programas, ou faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use o Dash/Atividades ou pressione teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 3. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install subdownloader

Instalando o SubDownloader no Ubuntu e derivados para baixar legendas

Para instalar manualmente o SubDownloader no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use o Dash/Atividades ou pressione as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar a arquivo de instalação do programa:

wget https://launchpad.net/subdownloader/trunk/2.0.18/+download/subdownloader_2.0.18_all.deb -O subdownloader.deb

Passo 3. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i subdownloader.deb

Passo 4. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f -y

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite subdownloader no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o SubDownloader no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o SubDownloader no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove subdownloader --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

21 de abril de 2019

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap

Se você está a procura de um Facebook Messenger para o seu sistema, mesmo que não seja oficial, veja como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap.

Sem sombra de dúvidas, o Facebook é uma das plataformas de redes sociais mais populares e dinâmicas na era moderna da Internet.

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via SnapComo instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap

Com o Facebook, podemos nos conectar, nos comunicar, compartilhar instantaneamente nossas memórias, fotos, arquivos e até mesmo dinheiro para qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo.

que o Facebook tenha seu próprio mensageiro oficial, alguns entusiastas e desenvolvedores de tecnologia estão desenvolvendo aplicativos alternativos e ricos em recursos para se comunicar com seus amigos.

Um bom exemplo disso é o Caprine, um aplicativo de desktop gratuito, elegante, open source e não oficial do Facebook messenger, construído com base no framework Electron.

Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install caprine

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh caprine

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite caprine ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o Facebook Messenger Caprine no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove caprine

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Facebook Messenger Caprine no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak

Se você usa diferentes equipamentos, em diferentes locais e quer, acessá-los a qualquer hora, veja como instalar o AnyDesk no Linux via .

AnyDesk é um aplicativo que permite acessar seu computador a partir da sua secretária, do seu escritório em casa ou da sala de reuniões mais próxima, tudo isto com todo o conforto.

Como instalar o cliente AnyDesk no Linux via FlatpakComo instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak

O recurso é multiplataforma, ou seja, você pode executar o AnyDesk na sua plataforma preferida, Linux, Windows, Mac OS, FreeBSD, iOS ou Android.

E o AnyDesk não funciona apenas com a última versão do seu sistema operacional. Na verdade, ele tanto funciona com versões mais antigas, como o Windows XP, bem como com sistema atuais e de última geração.

Como instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak

Para instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o cliente AnyDesk no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo . Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.anydesk.Anydesk.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user  com.anydesk.Anydesk

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.anydesk.Anydesk

Ou

flatpak uninstall com.anydesk.Anydesk

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.anydesk.Anydesk em um terminal.

Você também pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite anydesk ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS (ou superior) e derivados

Se você já está usando a versão mais recente do sistema da Canonica, e não quer usar o Shell que vem nele, veja como instalar o ambiente no Ubuntu LTS e derivados.

Desde o ano de 2011, o Unity tem sido o padrão do Ubuntu. Mas recentemente a Canonical optou mudar para o GNOME Shell.

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivadosComo instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados

Embora o Ubuntu 18.04 LTS não incluam o ambiente Unity por padrão, não há motivos para desespero (para os que gostam dele).

Além disso, o Unity ainda estará disponível para ser instalado no sistema, a partir dos principais repositórios do Ubuntu.

Por isso, se você gosta do Unity, veja abaixo como instalar o ambiente Unity nessa versão do sistema.

Vale mencionar que a instalação deste ambiente além de incluir todos os pacotes necessários para executar o Unity também instalará a tela de login do Lightdm, a interface Unity completa com menu global, indicadores padrão, etc.

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados

Para instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados, faça o seguinte;

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 3. Agora use o comando abaixo para instalar o Unity;

sudo apt install ubuntu-unity-desktop -y

Ou

sudo apt install unity-session -y

Passo 4. Isso iniciará o download de todos os pacotes necessários, durante o processo de configuração, será exibida uma tela perguntando qual gerenciador de login você prefere usar, no caso do Unity, o LigthDM;

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados

Passo 5. Depois de escolher e finalizar a instalação, basta reiniciar seu sistema.

Como acessar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS

Depois de reiniciar o PC, na tela de login, clique no circulo que fica ao lado do nome do usuário, e no menu que será exibido, clique no item “Unity”;

Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS

Em seguida, escolha o usuário, digite a senha e tecle enter para acessar o Unity.

Pronto! Agora que o Unity já está funcionando no seu sistema,você pode usá-lo normalmente e ficar a vontade no ambiente que já está acostumado a usar.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

Se você possui algum dispositivo da marca Razer conectado no seu PC, conheça e veja como o configurador no Linux via Flatpak.

RazerGenie é um aplicativo Qt para configurar seus dispositivos Razer em computadores com Linux.

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via FlatpakComo instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

O programa usa o OpenRazer para fornecer controle sobre os periféricos da marca Razer. Por conta disso, para funcionar, o RazerGenie requer que o OpenRazer seja instalado fora do flatpak.

Para isso, os estão disponíveis pacotes para as seguintes distribuições (basta baixar e clicar para instalar):

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

Como instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak

Para instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o configurador RazerGenie no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/xyz.z3ntu.razergenie.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user  xyz.z3ntu.razergenie

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall xyz.z3ntu.razergenie

Ou

flatpak uninstall xyz.z3ntu.razergenie

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run xyz.z3ntu.razergenie em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite razergenie ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O RazerGenie suporta vários idiomas!

Se o seu idioma ainda não estiver incluído ou se você quiser melhorar as traduções existentes, consulte a página Wiki “Traduções” do projeto.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak

Se você está procurando um bom aplicativo para reproduzir sua biblioteca musical, conheça e veja como o Elisa Music Player no Linux via Flatpak.

Elisa é um simples tocador de música com o objetivo de proporcionar uma experiência agradável para seus usuários. O programa permite navegar música por álbum, artista ou todas as faixas.

Como instalar o Elisa Music Player no Linux via FlatpakComo instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak

A música é indexada usando um indexador privado ou um indexador usando o Baloo. O privado pode ser configurado para escanear música nos caminhos escolhidos.

O Baloo é muito mais rápido porque a Baloo está fornecendo todos os dados necessários a partir de seu próprio banco de dados. Você pode criar e reproduzir sua própria playlist.

Elisa é perfeito para quem utiliza o Kubuntu ou o KDE Neon, mas também pode ser usado em outros ambiente.

Embora o foco óbvio para o tocador seja a integração com a área de trabalho do KDE Plasma, o projeto também tem outras ambições.

Exclusivamente, Elisa quer ser uma opção de primeira classe para usuários de outros ambientes de desktop Linux, como o Shell, bem como usuários do Windows e Android.

Como instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak

Para instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o Elisa Music Player no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comandos abaixos para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo
flatpak remote-add --if-not-exists kdeapps --from https://distribute.kde.org/kdeapps.flatpakrepo
flatpak install kdeapps org.kde.elisa

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.elisa

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak uninstall org.kde.elisa

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.elisa em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite elisa ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Impedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no Ubuntu e derivados

Se você procura um de impedir bloqueio da tela, sem desativar o recurso, veja aqui como instalar o Caffeine no Ubuntu.

Caffeine é um applet simples, no formato de um indicador no painel Ubuntu, que permite impedir o bloqueio da tela temporariamente, a ativação do protetor de tela, o modo de de energia e outras funções que desativam a tela.

Impedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no UbuntuImpedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no Ubuntu

Quase sempre deixamos o computador ligado por grandes períodos de tempo, mas isso não significa que estamos utilizando ele, ou seja, a máquina pode estar ligada e ninguém estará utilizando.

Nesse momento que entra em ação algumas funções que tem como objetivo diminuir o gasto de energia, como proteção de tela, hibernação e desligar o monitor.

Esse programa é particularmente útil quando se deseja impedir que o computador entre nesse modo e atrapalhe as atividades atuais, como por exemplo, quando estamos assistindo a filmes.

Caffeine funciona em com o ambiente Unity, Ubuntu Gnome, Kubuntu, Xubuntu e Lubuntu.

Instalando o Caffeine no Ubuntu para impedir o bloqueio da tela

Para usuários que não sejam do Gnome no Ubuntu 16.04, Ubuntu 17.10 e superior, basta pesquisar e instalar “caffeine” no Ubuntu Software.

Mas embora o Caffeine esteja disponível nos repositórios padrão do Ubuntu, ele pode estar um pouco obsoleto.

Por isso, para instalar a versão mais recente do Caffeine no Ubuntu e impedir o bloqueio da tela, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:caffeine-developers/ppa

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install caffeine

Como instalar a extensão do Caffeine no Gnome Shell

Para o ambiente Gnome, há extensão do Caffeine disponível para instalação. Para instalar a extensão, você pode seguir o tutorial abaixo.

Como instalar extensões do Gnome no Ubuntu 17.10

Lembrando que desde o Ubuntu 17.10, você também pode procurar e instalar qualquer extensão via Ubuntu Software:

E você pode gerenciar as extensões do Gnome através do utilitário Gnome Tweak Tool:
Como instalar o Gnome Tweak Tool no Ubuntu e derivados

Uma vez instalado, você deverá ver o applet na bandeja do sistema.

Como instalar o Caffeine manualmente ou em outras distros e Impedir o bloqueio da tela

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome caffeine.deb:

wget http://ppa.launchpad.net/caffeine-developers/ppa/ubuntu/pool/main/c/caffeine/caffeine_2.9.5_all.deb -O caffeine.deb

Passo 3. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i caffeine.deb

Passo 4. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma do programa.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite caffeine ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Para usá-lo, basta clicar na opção que ativa ou desativa ele no desktop.

Impedir o bloqueio da tela: instale Caffeine no Ubuntu

Desinstalando o Caffeine no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Caffeine no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:caffeine-developers/ppa --remove
sudo apt-get remove caffeine --auto-remove

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o divertido jogo Tanglet no Linux via Flatpak

Se você gosta de brincar com palavras e de buscá-las, conheça e veja como instalar o divertido jogo Tanglet no Linux via .

appTanglet é um jogo de busca de palavras para um único jogador, baseado em Boggle. O objetivo do jogo é listar quantas palavras você puder, antes que o tempo acabe.

Como instalar o divertido jogo Tanglet no Linux via FlatpakComo instalar o divertido jogo Tanglet no Linux via Flatpak

Existem vários modos de temporizador que determinam quanto tempo você começa, e se você tem mais tempo quando encontra palavra.

Você pode unir letras horizontalmente, verticalmente ou diagonalmente em qualquer direção para formar uma palavra, desde que as letras estejam próximas uma da outra no quadro.

No entanto, você não pode reutilizar as mesmas células de letras em uma única palavra. Além disso, cada palavra deve ter pelo menos três letras em uma placa normal e quatro letras em uma placa grande.

Como instalar o jogo Tanglet no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Tanglet no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Tanglet no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gottcode.Tanglet.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gottcode.Tanglet

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.gottcode.Tanglet

Ou

flatpak uninstall org.gottcode.Tanglet

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gottcode.Tanglet em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite tanglet ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Kdenlive 19.04 lançado com várias melhorias e correções

Foi lançado o editor de vídeos Kdenlive 19.04 com várias melhorias e correções. Confira as novidades e veja como instalar ou atualizar no Linux.

O Kdenlive é um incrível editor de vídeo gratuito aberto para GNU/Linux e FreeBSD, e que suporta AVCHD, DV e HDV, e depende de vários outros projetos open source, como o FFmpeg, o MLT video framework e Frei0r effects.

Kdenlive 19.04 lançado com várias melhorias e correçõesKdenlive 19.04 lançado com várias melhorias e correções

Como dito acima, o Kdenlive é construído em cima do MLT video framework e ffmpeg, que proporcionam recursos exclusivos para misturar praticamente qualquer tipo de mídia.

O projeto foi iniciado por Jason Wood em 2002, e hoje é mantido por um pequeno time de desenvolvedores, e com o lançamento do Kdenlive 15.04.0, passou a ser oficialmente parte do projeto oficial do KDE.

Agora, grande atualização para o editor de vídeo Kdenlive está disponível para .

O Kdenlive 19.04 vem como parte do KDE Applications 19.04, que foi lançado em 19 de abril.

Este é o famoso lançamento de “refatoração”, conforme o anúncio de lançamento explica ainda:

“O Kdenlive passou por uma extensa reescrita de seu código principal, já que mais de 60% de seus internos mudaram, melhorando sua arquitetura geral.”

Novidades do Kdenlive Video Editor 19.04

Entre as várias melhorias oferecidas no Kdenlive 19.04, destacam-se os seguintes itens:

  • Linha do tempo (timeline) reescrita em QML;
  • Videoclipes usam faixas separadas para áudio/vídeo;
  • Navegação do teclado da linha do tempo;
  • Recurso “Voice Over” no gravador de áudio na faixa;
  • Copiar/colar funciona entre janelas do projeto;
  • Melhor gerenciamento de clipes de proxy;
  • Melhorou o manuseio de quadros-chave;
  • Melhor criador de títulos;
  • Correções de bugs;
  • Diversos ajustes de usabilidade;
  • Você pode ver muitos desses recursos sendo demonstrados neste vídeo do YouTube (não em inglês).

Para saber mais sobre essa versão do Kdenlive Video Editor, acesse a nota de lançamento.

ou Assista esse vídeo:
[embedded content]

Como instalar ou atualizar o Kdenlive Video Editor 19.04

Para instalar a versão mais recente do Kdenlive nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar o editor de vídeos Kdenlive no Linux via appimage
Como instalar o editor de vídeos Kdenlive no Linux via Flatpak
Instalando a versão mais recente do editor de vídeos Kdenlive no Ubuntu
Como instalar o editor de vídeos Kdenlive Beta no linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como executar um programa em uma data e hora específica com qprogram-starter

Se você precisa executar um programa em data e hora específica, mas não quer lidar com o Cron (ou nem sabe o que é isso), instale o e resolva seu problema.

qprogram-starter é um software simples, com código-fonte aberto e interface feita em Qt, que permite executar um programa em uma data e hora específica,usando uma interface gráfica.

Como executar um programa em uma data e hora específica com qprogram-starter

Diferente de ferramentas nativas do sistema, além de permitir iniciar facilmente ou comandos em um determinado momento, ele inclui alguns recursos extras e úteis, como a opção de registrar a saída e os erros e a de desligar o sistema.

Instalando o qprogram-starter para executar um programa em uma data e hora específica

Para instalar o qprogram-starter para executar um programa em uma data e hora específica, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Qprogram-starter está disponível nos repositórios oficiais do Ubuntu, por isso se quiser ter a última versão (do repositório Ubuntu) dele, atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 3. E em seguida, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install qprogram-starter 

Passo 4. Caso você queira a última versão mesmo, confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 5. Com a informação em mãos, se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome qprogram-starter.deb;

wget https://launchpad.net/~hakaishi/+archive/ubuntu/qprogram-starter/+files/qprogram-starter_1.7.0.1-0ubuntu4_i386.deb -O qprogram-starter.deb

Passo 6. Ou se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome qprogram-starter.deb;

wget https://launchpad.net/~hakaishi/+archive/ubuntu/qprogram-starter/+files/qprogram-starter_1.7.0.1-0ubuntu4_amd64.deb -O qprogram-starter.deb

Passo 7. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i qprogram-starter.deb

Passo 8. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Pronto! Depois de instalado, execute o programa digitando qprogram no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Em seguida, marque o campo “At date and time” e especifique a data e a hora da execução. Digite o endereço do programa que será executado ou informe isso clicando no botão “Browse…”.

Se quiser ver o registro do que ocorreu durante a execução, marque a opção “Logging”. Para sair do programa após a execução dos comandos, marque “Last with last command” e para desligar o computador, marque o item “Shutdown”.

Finalmente, clique no botão “Start” para o programa começar a trabalhar na programação.

Como executar um programa em uma data e hora específica com qprogram-starter

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

SuperTuxKart 1 lançado com online play, novas pistas e Karts Melhorados

Depois de alguns snapshots de desenvolvimento e RC’s finalmente foi lançado o SuperTuxKart 1 com várias novidades, dignas de versão 1.0. Confira!

O SuperTuxKart é um incrível jogo de corrida de kart open source inspirado no clássico da Nintendo, Mario Kart, com o Tux (o mascote do Linux) e amigos.

SuperTuxKart 1 Lançado com Online Play, novas pistas e Karts MelhoradosSuperTuxKart 1 Lançado com , novas pistas e Karts Melhorados

Ele é um jogo de pilotagem divertido, com foco na diversão e facilidade de jogar. E agora, irá se tornar ainda mais divertido.

Agora, o SuperTuxKart 1.0 foi lançado oficialmente, trazendo várias novidades…

Novidades do SuperTuxKart 1

Primeiramente, o SuperTuxKart 1.0 é a primeira versão estável do famoso jogo de corrida de código aberto a oferecer funcionalidade multijogador online.

Com este lançamento, essa alternativa ao Mario Kart com temática FOSS combina sua inspiração para o jogo on-line competitivo em tempo real (mas, ao contrário de sua inspiração, permanece misericordiosamente livre de terríveis Blue Shells e da turgid Rainbow Road).

Não que o multiplay em rede seja totalmente novo. Se você é um ávido jogador do Super Tux Kart, pode estar aproveitando ao máximo o recurso em versões beta e release candidate recentes.

Mas em homenagem ao último lançamento – que a STK descreveu como “o passo mais significativo nos mais de 12 anos de história do SuperTuxKart” – o número da versão passa para 1.0 com este lançamento.

O recurso de jogo online no Super Tux Kart 1 funciona exatamente como você esperaria: você escolhe jogar online, escolher (ou hospedar) um servidor e espere para se juntar a outros pilotos.

Então, você participa de um servidor público ou hospedor seu próprio servidor.

Existem vários modos de jogo: corrida normal, contra-relógio, futebol, batalha e capture the flag (capturar a bandeira).

Todos os karts, personagens e pistas que você adora estão disponíveis on-line também, e você continuará encontrando os mesmos power-ups disponíveis nas caixas de item.

Para os melhores resultados, aconselhamos que você tente correr com outros jogadores online localizados no mesmo país ou continente que você (dependendo do que for maior).

Por quê? Latência, como explica o STK:

“O continente cruzado pode não funcionar melhor; você deve tentar ter um ping razoável – 100 ms funciona bem, e nós tivemos algumas raças com 300ms de ping, embora a gagueira súbita inevitável e os karts saltando seja mais freqüentemente em latências mais altas.”

Uma conexão estável também é necessária (especialmente para aqueles que atuam como servidor host), mas o uso da largura de banda é descrito como ‘mínimo’, mesmo com o máximo de 10 players conectados.

Para criar seu próprio servidor, basta usar a opção ‘criar servidor’. Para ingressar em um servidor da comunidade, basta selecionar um da lista.

O SuperTuxKart 1.0 também apresenta uma série de pequenas melhorias de jogabilidades e de desempenho, rebalanceamento de kart e várias pistas novas/revisadas.

A trilha original da mansão é suplantada pela nova pista Ravenbridge Mansion neste lançamento, enquanto a pista (anteriormente paga) da Floresta Negra se une à lista de faixas propriamente dita.

Para saber mais sobre essa versão do SuperTuxKart, acesse a nota de lançamento.

Ou dê uma olhada no vídeo abaixo:,
[embedded content]

Como instalar ou atualizar o SuperTuxKart 1

Você pode baixar os arquivos binários do SuperTuxKart ou o código-fonte da página do SuperTuxKart no Sourceforge.

O jogo está disponível para download para Windows, macOS, Android e Linux.

Os usuários do Ubuntu podem instalar uma versão mais antiga do SuperTuxKart dos repositórios, no entanto, esta versão não inclui o jogo online.

Para instalar a versão mais recente do SuperTuxKart nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar o jogo de corrida SuperTuxKart no Linux
Como instalar o jogo de corrida SuperTuxKart no Linux via Snap

E se você estiver um sistema baseado no Ubuntu e ansioso para jogar! Faça o download do pacote binário do SuperTuxKart no SourceForge. Ele é adequado para distribuições Linux de 32 e 64 bits.

Uma vez totalmente baixado, simplesmente extraia e, em seguida, execute o jogo usando o script run_game.sh dentro (ou dê permissão para executá-lo e dê um clique duplo nele).

Ou use estes comandos:

wget "https://sourceforge.net/projects/supertuxkart/files/SuperTuxKart/1.0/supertuxkart-1.0-linux.tar.xz/download" -O supertuxkart.tar.xz
tar xvf supertuxkart.tar.xz
chmod +x run_game.sh
./run_game.sh

Se você estiver em uma distribuição Linux atualizada como o Arch ou o Manjaro, poderá obter a versão mais recente diretamente de seus repositórios ou do AUR.

Se você usa um smartphone ou tablet Android ou executa um Chromebook relativamente recente, também não precisa perder a diversão.

Pegue um arquivo .APK da página de downloads ou instale o SuperTuxKart diretamente a partir da loja Google Play.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivados

Se você trabalha com desenvolvimento e que usar a mais recente versão do , veja como instalar o 11 no Ubuntu e derivados.

O é uma versão da comunidade de código aberto do Java. É amplamente utilizado porque está disponível por padrão no Ubuntu e em muitas distribuições Linux.

Como instalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivadosComo instalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivados

No entanto, você não pode usá-lo para desenvolver aplicações comerciais. Se você é um desenvolvedor Java ou um iniciante, esse tutorial é para você.

Java é uma de programação Orientada a Objetos, de propriedade da Oracle. É uma compilada, com regras próprias e amplamente difundida nos níveis educacional e profissional.

Ela é composta de três partes fundamentais: JDK, e .

O JDK é o kit de desenvolvimento Java que contém o compilador e as bibliotecas necessárias para iniciar a criação de aplicativos com Java.

O Java Runtime Environment (JRE) é o mecanismo para executar esses aplicativos.

Por último, a Java Virtual Machine (JVM) funciona como uma camada intermediária entre o JRE e o sistema operacional em que os aplicativos Java são executados.

Java é compatível com o Linux, isso significa que é possível executar e construir aplicativos a partir de sua distribuição favorita.

O problema é que a versão nos repositórios oficiais é baseada no OpenJDK. Em suma, isso significa que não poderemos usá-lo para criar aplicativos comerciais, além de ser uma versão comunitária com as vantagens e desvantagens que ele pode apresentar.

Por isso, se você deseja desenvolver aplicativos para terceiros sem problemas de licenciamento, instale o Oracle Java.

Como dito antes, instalar o Oracle Java é necessário se você é um desenvolvedor. Felizmente, é possível fazê-lo de uma forma bastante simples, graças ao repositório PPA do Java Uprising.

Este repositório automatiza o processo de download, instalação e configuração do Oracle Java como um .deb.

Obviamente, ele faz o download do site da Oracle, o configura e nos permite definir uma versão padrão.

Como instalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o programa no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:linuxuprising/java

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install oracle-java11-installer

Definindo o Oracle Java 11 como padrão (ou não)

Este repositório traz consigo uma ferramenta distribuída na forma de um pacote muito útil para definir o Oracle Java 11 como a versão Java padrão do sistema.

Se você usa o Ubuntu, o pacote oracle-java11-set-default foi instalado como um pacote recomendado na instalação do pacote oracle-java11-installer e não é necessário fazer mais nada, exceto verificar a instalação.

java --version

Por outro lado, se você deseja instalar o Java 11, mas não o padrão. Então, você tem que remover o pacote oracle-java11-set-default.

sudo apt remove oracle-java11-set-default

Depois, você já pode começar a usar o Oracle Java no seu sistema.

Não se esqueça de deixar a sua opinião e experiência nos comentários

Desinstalando o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Oracle Java 11 no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:linuxuprising/java -r -y
sudo apt remove oracle-java11-installer

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o cliente Soundcloud Auryo no Linux via Snap

Se você estiver procurando por um aplicativo desktop no Linux, veja como o no Linux via Snap.

Soundcloud é uma fantástica plataforma de descoberta de música, mas ela tem uma grande desvantagem no Linux: você só pode usá-la no navegador. Para resolver essa limitação, o desenvolvedor Jonas Snellinckx criou Auryo, um o aplicativo de desktop Soundcloud.

Como instalar o cliente Soundcloud Auryo no Linux via SnapComo instalar o cliente Soundcloud Auryo no Linux via Snap

O Auyro leva a API oficial do Soundcloud e organiza uma interface personalizada à sua volta.

Como resultado, você recebe uma versão desktop impressionante (e fácil de usar) do SoundCloud, que se comporta como um aplicativo nativo apropriado.

Esse é o reprodutor perfeito se você gosta de ouvir mixagens e listas de reprodução enquanto trabalha, mas não quer lidar com as distrações da versão baseada no navegador.

E como o aplicativo possui suporte a atalho de teclado (e integração MPRIS), você pode reproduzir, pausar e pular faixas usando seu teclado.

Você pode deixar o aplicativo reproduzindo em segundo plano e manter sua atenção focada em outro lugar.

Além de tudo isso, o Auryo permite:

  • Ouvir listas de reprodução, seu stream, seus likes, etc;
  • Descobrir novas músicas;
  • Adicionar música às listas de reprodução;
  • Ler comentários;
  • Procurar artistas, faixas, listas de reprodução;
  • Seguir/deixar de seguir artistas;
  • Compartilhar e dar like em trilhas;
  • Usar a integração de teclas de mídia e MPRIS.

Mas apesar de tudo isso, o aplicativo não possui uma paridade de recurso absoluta com a versão web.

Então, por exemplo, você não pode usar o Auryo para carregar novas faixas, e você não pode deixar comentários em músicas através do aplicativo.

Como instalar a versão mais recente do cliente Soundcloud Auryo no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o cliente Soundcloud Auryo no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cliente Soundcloud Auryo no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install auryo

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install auryo --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install auryo --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install auryo --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh auryo

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove auryo

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite auryo ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Soundcloud no Linux? Veja como instalar o Auryo via AppImage

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como usar o Tidal no Linux via terminal com o Tidal CLI Client

Se você queria experimentar um bom serviço de músicas no sistema do pinguim, veja como usar o no Linux via com o Tidal CLI Client, e curta o som.

Os usuários de Tidal podem ouvir música sem perdas em dispositivos Apple, Android e Windows, bem como em players de rede de alta fidelidade.

Como usar o Tidal no Linux via terminal com o Tidal CLI ClientComo usar o Tidal no Linux via terminal com o Tidal CLI Client

Apesar de ser o primeiro serviço de música com faixas de e vídeo de alta qualidade, o Tidal não possui um aplicativo cliente dedicado para distribuições Linux, e é aí que o Tidal CLI Client é útil.

O Tidal CLI Client é um aplicativo de transmissão de música de linha de comando de código aberto com o qual os usuários da Tidal podem procurar e tocar música em seus PCs Linux.

Os usuários podem procurar faixas por faixa ou nome do artista e adicionar faixas às filas.

O programa usa uma interface de linha de comando e não possui interface gráfica, ou seja, pode ser usado em qualquer sistema Linux, independente de ter ou não um ambiente gráfico.

Além disso, é necessário ter instalado MPV, W3M, entre outras dependências.

Claro, o programa requer uma conta Tidal. Então, antes de pular de emoção por poder começar a usar o Tidal CLI Client, lembre-se de que ele é apenas um aplicativo cliente e exigirá que você tenha uma conta Tidal, pois será necessário inserir suas credenciais de login, quando o executar pela primeira vez.

Como usar o Tidal no Linux via terminal com o Tidal CLI Client

Para usar o Tidal no Linux via terminal com o Tidal CLI Client, primeiramente, você precisa instalar o programa usando o procedimento abaixo.

Como instalar o Tidal CLI Client no Linux

Como dito antes, o Tidal CLI Client também possui dependências que incluem MPV e W3M, que podem ser instalados usando o gerenciador de pacotes de sua ou os tutoriais do Blog.

Todas as outras dependências podem ser instaladas com o comando, npm install e executar com npm run app. Se estes comandos não estiverem disponíveis no seu sistema, use esse tutorial:

Descubra como instalar o Node.js no Linux

Feito isso, o Tidal CLI Client pode ser facilmente instalado através do terminal usando os seguinte comando.

sudo npm -g i [email protected]

Como usar o Tidal CLI Client no Linux

Quando a instalação estiver concluída, você pode executar o aplicativo de qualquer lugar usando o tidal-cli.

  • Procure uma faixa acessando o prompt do programa (“:”) e digitando “track”. Em seguida, insira sua consulta de pesquisa e tecle ENTER. Procure um artista usando “artist” em vez de “track”.
  • Reproduza uma música selecionando-a na lista.
  • Para pausar músicas, basta pressionar Ctrl + S.
  • Adicione músicas às filas pressionando “n”, quando estiver destacado.
  • Feche o Tidal CLI Client pressionando a tecla ESC.

Sua configuração de login é guardada em um arquivo chamado .tidalConfig.js e é mantido em sua pasta pessoal.

Caso seja necessário, remova-o e volte a executar o aplicativo para inserir suas credenciais.

Gostou? Fale sobre sua experiência com o programa nos comentários e ajude a todos a conhecê-lo melhor esse incrível cliente Tidal.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivados

Se você quer dar uma repaginada no do seu desktop, conheça e veja como instalar o pacote de no Ubuntu e derivados.

O Sweet theme pack parece muito diferente na área de trabalho, mas ao mesmo tempo torna a área de trabalho do Linux elegante e atraente.

Como instalar o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivadosComo instalar o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivados

Talvez esses temas não sejam perfeitos mas juntos formam um conjunto perfeito.

Você pode achar que não gosta da imagem no screenshot acima, deixe-me dizer que você deve instalá-lo em seu sistema e se você não gosta, então pode removê-lo quando quiser.

Portanto, não há mal nenhum em tentar uma coisa nova, talvez este seja o melhor pacote de temas para o seu desktop Linux.

Este pacote oferece três variantes Sweet, Sweet-Ambar e Sweet-Dark, você pode escolher o que melhor se adapta às suas necessidades.

Estes temas estão disponíveis para Gtk-3 e Gtk-2, e tem como alvo múltiplos ambientes de desktop como Gnome, Gnome Shell, Cinnamon, Xfce, Mate, Budgie etc.

Instalando o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivados

Para instalar o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/themes

Passo 3. Depois, atualize o APT com este comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o tema usando o seguinte comando:

sudo apt-get install sweet-themes

Como instalar o pacote de temas Sweet manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa acessando a página do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma do programa.

Depois de instalar, você pode usar o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Desinstalando o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o pacote de temas Sweet no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o tema usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove sweet-themes

Para voltar ao estado anterior, use novamente o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar Terasology no Ubuntu – um jogo inspirado no Minecraft

Quer um jogo inspirado no ? Saiba mais sobre ele e veja como instalar o game no Ubuntu e derivados.

Terasology é um jogo de código aberto nascido de um demo de tecnologia inspirado em Minecraft e está se tornando uma plataforma estável para vários tipos de configurações de jogo em um mundo voxel.

Como instalar Terasology no Ubuntu - um jogo inspirado no MinecraftComo instalar Terasology Alpha 4 no Ubuntu – um jogo inspirado no Minecraft

O jogo é totalmente open source e usa a licença Apache 2.0 para o código e CC BY 4.0 para a arte-final.

Seus criadores e mantenedores são uma mistura diversificada de desenvolvedores de software, designers, testadores de , artistas gráficos e músicos.

Terasology requer Java 8, e para usá-lo, certifique-se de que seu driver da placa gráfica está atualizado.

Como instalar o jogo Terasology no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o jogo Terasology no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo sh -c 'echo "deb http://archive.getdeb.net/ubuntu xenial-getdeb games" >> /etc/apt/sources.list'

Passo 3. Baixe e adiciona a chave do repositório com esse comando;

wget -q -O- http://archive.getdeb.net/getdeb-archive.key | sudo apt-key add -

Passo 4. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 5. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install terasology

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite terasology em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Desinstalando o jogo Terasology no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o jogo Terasology no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove terasology --auto-remove

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o Urban Terror no Linux

Gosta de de tiro em cenários urbanos? Então que tal instalar o Urban no Linux e se divertir um pouco com esse game?

Urban Terror é um multiplayer de tiro em primeira pessoa gratuito desenvolvido pela FrozenSand, que não exige mais o Quake III Arena.

Como instalar o Urban Terror no LinuxComo instalar o Urban Terror no Linux

O jogo pode ser descrito como um shooter tático de Hollywood, o que resulta em um game muito original, agradável e viciante. E isso sem que seja necessário fazer um registro: Basta baixar, instalar e jogar!

Se você gosta desse jogo, veja como instalar ele no Linux. O procedimento a seguir pode ser feito na maioria das distribuições, se forem feitas as devidas adaptações nos nomes das pastas.

Instalando o jogo Urban Terror no Linux

Para instalar o jogo Urban Terror no Linux, faça o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Baixe o arquivo de instalação do programa a partir dessa página, e salve-o na sua pasta de usuários como urbanterror.tar.gz. Ou use o cmando abaixo no terminal;

wget http://www.urbanterror.info/downloads/software/urt/43/UrbanTerror43_ded.tar.gz -O urbanterror.tar.gz

Como instalar o Urban Terror no Linux

Passo 3. Dica do leitor Davidson: No Linux Mint, antes de seguir os próximos passos, execute o seguinte comando no terminal:

sudo apt-get install libxml2-utils

Passo 4. Se ainda não existir, crie a pasta Games dentro de sua pasta “Home”:

mkdir ~/Games/

Passo 4. Descompacte o arquivo baixado:

tar xvzf ~/urbanterror.tar.gz -C ~/Games/

Passo 5. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv ~/Games/UrbanTerror*/ ~/Games/urbanterror/

Passo 6. Acesse para a pasta do jogo:

cd ~/Games/urbanterror/

Passo 7. Use o comando abaixo para executar o instalador do jogo;

./UrTUpdater_Ded.sh 

Passo 8. Depois, é só responder as perguntas do instalador e esperar o final do processo, o que aliás, pode demorar bastante, dependendo da sua conexão.

Como instalar o Urban Terror no Linux

Como instalar o Urban Terror no Linux

Como instalar o Urban Terror no Linux

Em seguida, você pode iniciar o jogo clicando duas vezes sobre o arquivo Quake3-UrT.i386 ou Quake3-UrT.x86_64 (ou apenas Quake3-UrT), dependendo da arquitetura do seu sistema (32/64 bits);

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Se você precisa encontrar e arquivos duplicados em seus sistema, seja para organizá-lo ou simplesmente recuperar espaço em disco, experimente usar o aplicativo dupeGuru.

dupeGuru é um software livre licenciado pela GPLv3 e escrito em Python, focado em busca e remoção de arquivos duplicados, e que possui versões para Windows, Mac OS X e Linux.

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuruComo encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

O programa pode procurar arquivos por nome ou conteúdo, e sua varredura apresenta um algoritmo de correspondência difusa que pode encontrar nomes de arquivos duplicados, mesmo quando eles não são exatamente os mesmos.

O dupeGuru é bom com música. Ele tem um modo de música especial que pode digitalizar tags e mostra informações específicas de música na janela de resultados duplicados.

Ele também é bom com fotos. Ele possui um modo Picture especial que pode digitalizar , permitindo que você encontre que sejam semelhantes, mas não exatamente as mesmas.

O dupeGuru é personalizável. Você pode ajustar seu mecanismo de correspondência para encontrar exatamente o tipo de duplicatas que deseja encontrar.

Para , a página Preferences do arquivo de ajuda lista todas as configurações do mecanismo de verificação que você pode alterar.

O dupeGuru é seguro. Seu motor foi especialmente projetado com em mente. Seu sistema de diretórios de referência, bem como seu sistema de agrupamento, impedem a exclusão de arquivos que você não quer excluir.

E você pode fazer o que quiser com suas duplicatas. Não apenas você pode apagar arquivos duplicados que o dupeGuru encontra, mas também pode movê-los ou copiá-los em outro lugar. Há também várias maneiras de filtrar e classificar seus resultados para eliminar facilmente duplicatas falsas (para verificações de limite baixo).

No tutorial a seguir, você verá como instalar o programa no Ubuntu e sistemas derivados e também aprenderá como usá-lo para encontrar e remover arquivos duplicados.

Como instalar o dupeGuru no Ubuntu e usá-lo para encontrar e remover arquivos duplicados

Para instalar o dupeGuru no Ubuntu e sistemas derivados, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo apt-add-repository ppa:hsoft/ppa

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install dupeguru-se

Como instalar o dupeGuru manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Passo 1. Inicie o programa, digitando dupe no Dash ou em um terminal, seguido da tecla TAB.
Passo 2. Na tela do programa, clique no botão com o símbolo de adição para acrescentar pastas para o programa procurar arquivos duplicados. Quando terminar, clique no botão “Scan” e aguarde;

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Passo 3. Quando finalizar a busca, o dupeGuru irá mostrar seus resultados, agrupando arquivos duplicados juntos em uma lista. Observe que, por padrão o dupeGuru corresponde a arquivos com base em seu conteúdo, e não o seu nome. Para ter certeza de que você não irá excluir alguma coisa importante, a coluna “Match %” mostra a precisão do algoritmo de correspondência.

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Passo 4. Tendo certeza que o(s) arquivo(s) é realmente duplicado, selecione-o(s) e clique no botão “Actions” (Ações) para ver as ações disponíveis;

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Passo 5. A escolha de ações é bastante extensa. Em suma, você pode excluir as duplicatas, movê-las para outro local, ignorá-las, abri-las, renomeá-las, ou mesmo invocar um comando personalizado sobre eles.

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Você não só pode enviar os arquivos duplicados para a lixeira ou excluí-los permanentemente, mas você também pode optar por deixar um link para o arquivo original (ou usando um link simbólico ou um hardlink).

Em outras palavras, as duplicatas serão apagadas, e um link para o original será deixado em vez disso, economizando um monte de espaço em disco.

Isto pode ser particularmente útil se você importou esses arquivos em um espaço de trabalho, ou têm dependências baseadas nelas.

Pronto! Agora você já pode encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru.

Mas para usar todo o potencial (e atender as suas necessidades), não deixe dar uma olhada nas preferências do programa.

Como encontrar e remover arquivos duplicados com dupeGuru

Desinstalando o dupeGuru no Ubuntu e derivados

Se precisar desinstalar o dupeGuru no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-add-repository ppa:hsoft/ppa -r -y
sudo apt-get remove dupeguru-se --auto-remove

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o app de anotações seguras Turtl no Linux

Se você procura por uma ferramenta de anotações confiável, veja como instalar o de anotações seguras Turtl no Linux e resolva seu problema.

Você pode ter seu aplicativo de anotações favorito em seu sistema, mas sempre é uma boa ideia tentar novas aplicações. O app de anotações seguras Turtl é gratuito, de código aberto e permite que você tome notas, armazene arquivos sensíveis, marque sites e salve senhas com segurança.

Como instalar o app de anotações seguras Turtl no LinuxComo instalar o app de anotações seguras Turtl no Linux

Turtl é um local privado para manter suas anotações, pesquisa, senhas, marcadores, logs de sonhos, fotos, documentos e qualquer outra coisa que você deseja manter .

O programa é coberto pela GNU GPL v3 e o código fonte está disponível no GitHub, o que significa que qualquer um pode baixar e executar sua própria versão pessoalmente ou na intranet da empresa.

Você pode usá-lo no compartilhamento de senhas ao rastreamento de pesquisa em um artigo que você está escrevendo, a Turtl mantém tudo seguro de todos, exceto você e aqueles com quem você compartilha.

A fácil marcação e filtragem da Turtl torna ideal para organização e pesquisa, seja para projetos pessoais ou profissionais.

Turtl leva sua senha quando você se inscreve e a usa para criar uma chave criptográfica. O programa usa essa chave para criptografar seus dados antes de armazená-lo em qualquer lugar em seu dispositivo ou em nossos servidores.

Você pode compartilhar seus dados de Turtl com outros, de forma que os dados não compartilhados sejam seguros.

Como instalar o app de anotações seguras Turtl no Linux

Para instalar o app de anotações seguras Turtl no Linux, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome turtl.tar.bz2:

wget https://github.com/turtl/desktop/releases/download/v0.7.2.6-pre-sync-fix/turtl-0.7.2.6-pre-sync-fix-linux32.tar.bz2 -O turtl.tar.bz2

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome turtl.tar.bz2:

wget https://github.com/turtl/desktop/releases/download/v0.7.2.6-pre-sync-fix/turtl-0.7.2.6-pre-sync-fix-linux64.tar.bz2 -O turtl.tar.bz2

Passo 5. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo tar xjvf turtl.tar.bz2 -C /opt/

Passo 6. Acesse a pasta criada;

cd turtl-linux*

Passo 7. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

sudo chmod +x install.sh

Passo 8. Agora instale o programa com os comandos abaixo;

mkdir -p ~/.local/share/applications
sudo ./install.sh

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite sudo /opt/turtl/turtl em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como remover o app de anotações seguras Turtl no Linux

Para remover o app de anotações seguras Turtl no Linux, basta fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal e execute os seguintes comandos:

cd ~/turtl-linux*
sudo ./install.sh uninstall

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Notificações recentes : veja como instalar o Recent Notifications

Perdeu alguma notificação? Agora não tem mais jeito. Mas para isso não acontecer de novo, veja aqui como o Recent Notifications e ver as recentes no Ubuntu.

A maioria dos ambientes de desktop como Unity e Gnome tem suporte a notificação, e isso é muito útil.

Notificações recentes : veja como instalar o Recent NotificationsNotificações recentes : veja como instalar o Recent Notifications

Mas, por padrão, a notificação será exibida na parte superior da área de trabalho apenas por alguns segundos e, em seguida, ele desaparece.

Nessa situação, se você ouvir o som de notificação, mas não olhar logo, como saberá qual foi a notificação?

Você pode facilmente manter o controle de todas as notificações recentes no Ubuntu Unity ou GNOME e ter um histórico de todas as notificações recentes, usando o Recent Notifications.

Esse applet fica no painel superior e mantém o histórico de todas as notificações recentes. Quando houver novas notificações capturados por ele, o indicador ficará verde para alertá-lo de que existem notificações não lidas.

Quando você clicar nele, verá todas as notificações recentes e poderá optar por limpar todas as notificações ou remover apenas algumas delas.

Infelizmente, não existem opções de configuração no applet. Portanto, você não pode bloquear notificações de aplicações específicas. Todo os tipos de notificações serão guardados aqui.

Como instalar o Recent Notifications no Ubuntu e ter um histórico de todas as notificações recentes

Para instalar o Recent Notifications no Ubuntu e ter um histórico de todas as notificações recentes, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:jconti/recent-notifications

Passo 3. Atualize o de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install indicator-notifications

Como instalar o Recent Notifications manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite indicator no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o Recent Notifications no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Recent Notifications no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:jconti/recent-notifications -r -y
sudo apt-get remove indicator-notifications --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Instalando o Gerenciador de downloads JDownloader no Ubuntu

Procurando uma ferramenta para ajudar nos seus ? Experimente o gerenciador de JDownloader no Ubuntu e seus derivados.

JDownloader é um gerenciador de downloads gratuito escrito em Java e consequentemente, multiplataforma. Ele possui uma grande comunidade de desenvolvedores que trabalha continuamente para torná-lo tão fácil e rápido quanto possível.

Instalando o Gerenciador de downloads JDownloader no Ubuntu

Com o JDownloader o usuário pode iniciar, parar ou fazer uma pausa nos downloads, estabelecer limites de largura de banda, auto extrair arquivos e muito mais.

A principal vantagem do JDownloader é que ele pode baixar arquivos nos sites de hospedagem mais complicados como: RapidShare, EasyShare e vários outros.

Assim, se você tiver uma conta que dá privilégios em qualquer um dos sites compatíveis, poderá aproveitá-lo ainda mais com este software.

Para completar, o JDownloader permite baixar e converter vídeos do YouTube e vários outros sites similares, automaticamente (formato MP4, 3GP, MP3 ou FLV).

O programa também possui ferramentas que automatizam tarefas, basta selecionar o que deseja e ele faz tudo sozinho.

Com isso, os usuários podem evitar ter que ficar horas e horas na frente do PC, simplesmente esperando os downloads serem finalizados.

Veja como instalar o gerenciador de downloads JDownloader no Ubuntu e derivados

Para instalar o gerenciador de downloads JDownloader no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:jd-team/jdownloader

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Para instalar o programa, use este comando:

sudo apt-get install jdownloader-installer

Como instalar o gerenciador de downloads JDownloader ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite jdownloader no Dash (ou em terminal, seguido da tecla TAB).

Se for necessário, o programa automaticamente será atualizado para a última versão, logo no inicio da execução.

Desinstalando o gerenciador de downloads JDownloader no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o gerenciador de downloads JDownloader no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:jd-team/jdownloader -R -Y
sudo apt-get remove jdownloader-installer --auto-remove

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar um app Instagram no Linux manualmente

Se você quer usar o Instagram no Linux, veja como instalar o em qualquer distribuição, para ter um Instagram no sistema do pinguim.

Ramme é um wrapper em torno do site oficial Instagram, que leva as características específicas para dispositivos mobile, para plataformas não-móveis, no caso, o desktop dos PC’s.

Como instalar um app Instagram no Linux manualmenteComo instalar um app Instagram no Ubuntu, Debian, Fedora e derivados

Por baixo dos panos, Ramme é um aplicativo multiplataforma baseada em Electron. Ele permite navegar no Instagram, pesquisar, comentar e comentar as fotos dos outros usuários, gerenciar o seu próprio perfil e ver as notificações, e agora, fazer o upload para o Instagram a partir do desktop.

Isso significa que Ramme só é capaz de fazer o que o Instagram suporta. Não é possível fazer upload de vídeos, nem aplicar ou editar fotos carregadas.

Mas uma vez que você está em um desktop você pode editar e aplicar filtros usando aplicativos como GNOME Photos, Shotwell ou GIMP e, em seguida, carregá-los usando Ramme.

Mas ele também oferece uma série recursos próprios, como uma barra lateral personalizada e suporte opcional a um tema escuro, para ajudar o site móvel a funcionar melhor no desktop.

Para mais informações, assista o vídeo abaixo:

Como instalar o Ramme no Linux

Existem basicamente duas formas de instalar o Ramme em qualquer distribuição Linux: usando uma arquivo ou . Confira abaixo os dois procedimentos.

Como instalar o Ramme via arquivo AppImage para ter Instagram no Linux

Para instalar o Ramme via arquivo AppImage para ter Instagram no Linux, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.appimage:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.3/Ramme-3.2.3-ia32.AppImage -O ramme.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.appimage:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.3/Ramme-3.2.3-x86_64.AppImage -O ramme.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x ramme.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

./ramme.appimage

Passo 7. Na janela que será exibida, clique no botão “Yes” e aguarde o final da instalação;

Como instalar o Ramme manualmente para ter Instagram no Linux

Para instalar o manualmente Ramme para ter Instagram no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Caso já tenha feito alguma instalação manual, apague a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/ramme*
sudo rm -Rf /usr/bin/ramme
sudo rm -Rf /usr/share/applications/ramme.desktop

Passo 3. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 4. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.tar.gz:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.5/Ramme-3.2.5-ia32.tar.gz -O ramme.tar.gz

Passo 5. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome ramme.tar.gz:

wget https://github.com/terkelg/ramme/releases/download/v3.2.5/Ramme-3.2.5.tar.gz -O ramme.tar.gz

Passo 6. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

sudo tar -vzxf ramme.tar.gz -C /opt/

Passo 7. Renomeie a pasta criada. Se ao executar o comando abaixo ocorrer um erro com a mensagem iniciando com “mv: é impossível sobrescrever o não-diretório”, pule este passo;

sudo mv /opt/Ramme*/ /opt/ramme

Passo 8. Baixe e coloque o arquivo do ícone na pasta do programa com esse comando;

wget https://chocolatey.org/content/packageimages/ramme.3.1.0.png -O /opt/ramme/ramme.png

Passo 9. Finalmente, crie um atalho para facilitar a execução do programa;

sudo ln -sf /opt/ramme/ramme /usr/bin/ramme

Passo 10. Se seu ambiente gráfico atual suportar, crie um lançador para o programa, executando o comando abaixo;

echo -e '[Desktop Entry]\n Version=1.0\n Name=ramme\n Exec=/opt/ramme/ramme\n Icon=/opt/ramme/ramme.png\n Type=Application\n Categories=Application' | sudo tee /usr/share/applications/ramme.desktop

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite ramme em um terminal, seguido da tecla TAB.

Já se a sua distribuição suportar, coloque o atalho na sua área de trabalho usando o gerenciador de arquivos do sistema ou o comando abaixo, e use-o para iniciar o programa.

sudo chmod +x /usr/share/applications/ramme.desktop
cp /usr/share/applications/ramme.desktop  ~/Área\ de\ Trabalho/

Se seu sistema estiver em inglês, use este comando para copiar o atalho para sua área de trabalho:

cp /usr/share/applications/ramme.desktop ~/Desktop

Para mais detalhes sobre essa tarefa, consulte esse tutorial:
Como adicionar atalhos de aplicativos na área de trabalho do Unity

Se quiser, você também pode usar o gerenciador de arquivos do sistema para executar o programa, apenas abrindo a pasta dele e clicando em seu executável.

Como remover o programa no Linux

Para remover o programa no Linux, basta apagar a pasta, o link e o atalho anterior com esse comando;

sudo rm -Rf /opt/ramme*
sudo rm -Rf /usr/bin/ramme
sudo rm -Rf /usr/share/applications/ramme.desktop

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o editor vetorial Gravit Designer no Linux

Se você procisa trabalhar com arquivos gráficos vetoriais, conheça e veja como instalar o Gravit no Linux.

O Gravit Designer é um aplicativo de design de gráficos vetoriais gratuito e completo ao seu alcance.

Como instalar o editor vetorial Gravit Designer no LinuxComo instalar o editor vetorial Gravit Designer no Linux

O programa possui uma precisão inigualável em qualquer unidade (Pixels, MM, CM, etc.) desde a criação até a exportação.

Ele oferece âncoras e layouts automáticos feitos para projetos de tela perfeitos em pixels, além de múltiplos preenchimentos/bordas, efeitos e modos de mesclagem, juntamente com estilos compartilhados.

Gravit Designer permite importação de esboços, modelos de design, transformações e muito mais, e ainda deixa você exportar PDFs, SVGs e imagens de alta qualidade usando fatias e vários recursos.

Como instalar a versão mais recente do Gravit Designer no Linux em distros que suportam

Para instalar o Gravit Designer no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Gravit Designer no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install gravit-designer

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install gravit-designer --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install gravit-designer --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install gravit-designer --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh gravit-designer

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove gravit-designer

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gravit ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

E se você gostou (ou não) desse aplicativo, deixe sua opinião nos comentários.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via Flatpak

Se você quer entender melhor o maior de todos os , conheça e veja como instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via .

O BibleTime é um programa de estudo bíblico completamente gratuito, criado para Linux, Windows, FreeBSD e Mac OS X. Ele é escrito em C++ e usa o kit de ferramentas do Qt GUI.

Como instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via FlatpakComo instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via Flatpak

O BibleTime contém mais de 400 textos bíblicos gratuitos, comentários, dicionários e livros, fornecidos pela Sociedade Bíblica Crosswire.

Como instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via Flatpak

Para instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema.

Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o app de estudo bíblico BibleTime no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/info.bibletime.BibleTime.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update info.bibletime.BibleTime

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall info.bibletime.BibleTime

Ou

flatpak uninstall info.bibletime.BibleTime

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run info.bibletime.BibleTime em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite bibletime ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

20 de abril de 2019

Como instalar a suite WPS Office no Linux via Snap

Se você quer um pacote office compatível com o software da Microsoft e em português, veja como a suite WPS Office no Linux via .

WPS Office, é um pacote de produtividade de escritório. O WPS Office, inclui o Writer, Presentation e Spreadsheets, é uma suíte de escritório poderosa, que é capaz de processar de palavras, produzir slides maravilhosos e analisar dados também.

Como instalar a suite WPS Office no Linux via SnapComo instalar a suite WPS Office no Linux via Snap

Essa suíte é altamente compatível com todos os formatos de arquivo mais recentes do Microsoft Office. Ele pode facilmente abrir e ler os documentos criados com o Microsoft Office.

Infelizmente, o pacote do WPS-office é enviado por padrão somente com inglês e chinês. E devido ao aspecto não modificável dos pacotes snap, atualmente é impossível instalar outros idiomas e o verificador ortográfico.

Este pacote, chamado WPS Office – All languages – No internet, foi construído com inglês (GB, EUA), francês (FR), Português (BR, PT), russo (RU) e chinês (CN) interface e Inglês (AU, GB, EUA), espanhol (ES, MX), Francês (FR), Holandês (NL), Polaco (PL), Português (BR, PT) e Russo (RU).

Além disso, como o criador do pacote não confia na política de privacidade dos chinêses donos do WPS, ele criou este pacote sem internet plug, o que significa que esta versão do WPS é incapaz de se conectar à internet.

Ele afirma que fez isso para manter o seu computador livre de backdoors e resguardar seus dados privados.

Como instalar a suite WPS Office no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar a suite WPS Office no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar a suite WPS Office no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install wps-office-all-lang-no-internet

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh wps-office-all-lang-no-internet

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite wps ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Ao executar, você verá que o programa já inicia usando o idioma Português do Brasil.

Como desinstalar a suite WPS Office no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar a suite WPS Office no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove wps-office-all-lang-no-internet

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux manualmente
Como instalar o Kingsoft WPS Office no Ubuntu, Debian, Fedora, openSUSE e derivados
Como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux via Flatpak

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap

Se seu computador anda ficando sem espaço no rígido e você precisa resolver isso, veja como instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via .

Large Files Finder é um programa que permite que você encontre instantaneamente arquivos grandes no disco rígido e facilmente libere espaço no PC.

Como instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via SnapComo instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap

Sim. O Large Files Finder irá ajudá-lo a encontrar instantaneamente os maiores arquivos que ocupam o seu disco rígido.

Esta ferramenta minúscula, flexível e difícil também ajudará você a encontrar o maior grupo de arquivos classificados por Tipo, por Extensão ou por Data.

A remoção de um grande grupo inútil ajudará a liberar gigabytes de espaço em disco desperdiçado, com um simples clique.

Como instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install large-files-finder

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install large-files-finder --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install large-files-finder --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install large-files-finder --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh large-files-finder

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite large ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para desinstalar o utilitário Large Files Finder no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove large-files-finder

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Se você precisa partições automaticamente na do Ubuntu, veja aqui como fazer isso de um jeito bem simples.

Embora o Ubuntu atualmente monte a maioria das partições, nem sempre isso acontece. Nessa hora, é preciso ajustar o sistema, e este rápido tutorial, irá lhe mostrar como fazer para montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu.

Como montar partições automaticamente na inicialização do UbuntuComo montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Vale lembrar que o processo a seguir, feita a configuração inversa, também serve para desativar a inicialização automática de partições.

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Para montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Clique no Dash/Atividadres e digite a palavra discos. Quando aparecer o item “Discos”, clique nele para executá-lo;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Passo 2. Na tela do utilitário “Discos”, clique no ícone do disco que contém a partição que será montada automaticamente;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Passo 3. Clique na partição que será montada automaticamente e em seguida, no ícone das engrenagens que fica abaixo do nomes das partições. No menu que aparece, clique na opção “Editar opções de montagem…”;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Passo 4. Na janela que aparece, ative o item “Opções automáticas de montagem”, clicando no botão de chavear que fica depois da descrição. Se necessário, marque a opção “Montar ao inicializar” e desmarque “Exibir na interface do usuário” e “Exigir autorização adicional para montar”. Também deixe os campos “Nome de exibição”, “Nome do ícone”, Nome do ícone simbólico” vazios. Todo o resto é opcional, portanto, clique no botão “OK” para confirmar e fechar a janela de configuração da partição;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Passo 5. Por fim, será pedida a senha de administrador para efetuar as alterações. digite-a e confirme, clicando no botão “Autenticar”;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Pronto! Agora o Ubuntu irá montar automaticamente a partição que você configurou. Lembrando que apesar de existir a opção de editar o arquivo fstab, o procedimento acima é voltado para quem quer justamente evitar isso.

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Anotações no Desktop? Instale Sticky Notes Indicator no Ubuntu

Está precisando fazer anotações enquanto usa o seu ? Então instale o Notes Indicator e tenha um bloco de notas sempre a mão, aliás, na tela.

Sticky Notes Indicator é uma aplicação simples semelhante ao Windows Sticky Notes, que permite que você anote pensamentos, listas e lembretes.

Como instalar Sticky Notes Indicator no Ubuntu e derivados Sticky Notes Indicator no Ubuntu e derivados

Ele pode ser muito útil para fazer aquelas anotações que eventualmente aparecem enquanto você usa o PC e quase sempre está sem caneta (ou nem mesmo quer sair para procurar).

O programa foi feito para ser usado no ambiente Unity do Ubuntu. Mas ele também pode funcionar no GNOME Shell, XFCE, KDE, MATE e Cinnamon, embora suporte para esses outros ambientes não seja garantido.

Veja como instalar o Sticky Notes Indicator no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Sticky Notes Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo apt-add-repository ppa:umang/indicator-stickynotes

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Para instalar o programa, use este comando:

sudo apt-get install indicator-stickynotes

Como instalar o Sticky Notes Indicator manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Uma vez instalado, inicie o aplicativo digitando stickynotes no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Instale Sticky Notes Indicator no Ubuntu

Desinstalando o Sticky Notes Indicator no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Sticky Notes Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o Sticky Notes Indicator, usando os comandos abaixo;

sudo apt-add-repository ppa:umang/indicator-stickynotes -r -y
sudo apt-get remove indicator-stickynotes --auto-remove

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Alternar entre placas gráficas Nvidia e Intel: Instale o Prime Indicator no Ubuntu

Se por algum motivo, você precisa entre gráficas Nvidia e , instale o Prime Indicator e resolva seu problema.

Prime Indicator é um pequeno e útil Ubuntu para usuários de placas Nvidia Optimus que estão utilizando o Ubuntu. Ele permite que os usuários possam rapidamente alternar entre placas gráficas Nvidia e Intel.

Alternar entre placas gráficas Nvidia e Intel: Instale o Prime Indicator no UbuntuAlternar entre placas gráficas Nvidia e Intel: Instale o Prime Indicator no Ubuntu

No Ubuntu já é possível alternar entre placas gráficas da Nvidia e da Intel, mas para fazer isso, você deve abrir as Configurações da Nvidia (Nvidia Settings), mudar a placa de vídeo, digitar sua senha, fazer o logout e login novamente.

Usando Prime , você pode fazer isso de um jeito muito mais fácil: um único clique passará automaticamente a placa de vídeo e fará o logout, depois é só fazer login e pronto.

Esse indicador é especialmente útil se você precisa alternar muitas vezes entre placas gráficas Nvidia e Intel. Uma vez que ele é um “indicador”, ele informa qual o chip gráfico que está sendo usado exibindo no painel, um ícone correspondente à marca (Nvidia ou Intel).

Entretanto, O Prime Indicator original não tem sido atualizado desde fevereiro de 2015. Para resolver isso, André Brait criou um fork do indicador e o melhorou fazendo correções de bugs e adicionando novas funcionalidades.

Agora, o novo aplicativo é chamado Prime Indicator Plus.

Como existem grandes mudanças entre o fork do André e o Prime Indicator, o repositório usado nesse procedimento traz os pacotes dos dois aplicativos.

Então, se por algum motivo você não quiser usar o fork Prime Indicator Plus, você pode continuar a usar o velho Prime Indicator.

No entanto, observe que você não pode instalar ambos os indicadores ao mesmo tempo (instalar um automaticamente remove o outro).

Instalando Prime Indicator, um indicador para alternar entre placas gráficas nvidia e Intel no Ubuntu

Para instalar o Prime Indicator, o indicador para alternar entre placas gráficas nvidia e Intel no Ubuntu, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver o repositório, adicione ele com o comando:

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o APT com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Instale o Prime Indicator com o comando:

sudo apt-get install prime-indicator

Passo 5. Se preferir instalar o Prime Indicator Plus, use este comando:

sudo apt-get install prime-indicator-plus

Como instalar o Prime Indicator manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

O Prime Indicator deve iniciar automaticamente quando você fizer logon. Ao iniciá-lo pela primeira vez, faça logout e login novamente para que tudo funcione corretamente.

Desinstalando o Prime Indicator no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Prime Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8 -r -y
sudo apt-get remove prime-indicator --auto-remove

Veja também

Como resolver o problema do tearing no Ubuntu 18.04 em Laptops com Optimus

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o navegador Falkon no Linux (antigo QupZilla)

Se você gostava do QupZilla e quer usá-lo, mesmo depois dele ter mudado de nome, veja como instalar o navegador Falkon no Linux.

O navegador anteriormente conhecido como QupZilla ganhou um nome melhor (Falkon) e uma nova casa, o . Isso traz uma navegação de qualidade de volta ao software nativo, pela primeira vez em alguns anos.

Como instalar o navegador Falkon no Linux (antigo QupZilla)Como instalar o navegador Falkon no Linux (antigo )

O novo navegador usa QtWebEngine e oferece uma experiência agradável e a integração com todas as partes do ambiente Plasma.

A distribuição que traz a última versão do ambiente KDE, o KDE , está adotando pacotes como seu formato de empacotamento.

E com o Falkon agora sob os auspícios do KDE, sua chegada como um aplicativo Snap, era apenas uma questão de tempo. E o tempo é agora.

Falkon é um modesto pacote com o tamanho de 3,2 MB, já que a maior parte do seu tamanho total é fornecido pelo framework KDE. Abaixo, você verá com instalar esse novo navegador em seu .

Para saber mais sobre essa versão do programa, clique nesse link.

Como instalar o navegador Falkon no Linux

Para instalar o navegador Falkon no Linux, use um dos procedimentos abaixo.

Como instalar o navegador Falkon no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o navegador Falkon no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome falkon.appimage:

wget https://download.kde.org/stable/falkon/3.0.1/Falkon-3.0.1.AppImage -O falkon.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x falkon.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./falkon.appimage

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Como instalar o navegador Falkon no Linux via Flatpak

Para instalar o navegador Falkon no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o navegador Falkon no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use os comandos abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak remote-add --if-not-exists flathub https://flathub.org/repo/flathub.flatpakrepo
flatpak remote-add --if-not-exists kdeapps --from https://distribute.kde.org/kdeapps.flatpakrepo

Como instalar a versão mais recente do navegador Falkon no Linux em distros que suportam Snap

Para instalar o navegador Falkon no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o navegador Falkon no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se você usa o KDE Neon, e ele está atualizado, você deve ter o Kpl da plataforma KDE Framework já instalado. Se você não estiver usando o KDE Neon, ou está usando uma máquina sem o KDE, você pode instalar o snap da plataforma KDE usando este comando:

sudo snap install kde-frameworks-5

Passo 3. Instale a versão mais recente do navegador Falkon, usando esse comando:

sudo snap install falkon --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o snap do navegador Falkon no Linux, use:

sudo snap refresh falkon

Passo 5. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove falkon

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite falkon ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Convertendo uma instalação do Ubuntu server para desktop

Primeiro convertemos uma instalação desktop do Ubuntu em server, agora é hora de fazer o caminho inverso, do para desktop. A boa noticia é que o processo é bem mais simples, porém, mais demorado.

Com já foi dito antes, embora falar de Ubuntu “Desktop” e “Server“, possa fazer parecer que existem duas versões do Ubuntu, isso não é verdade.

Convertendo uma instalação do Ubuntu server para desktopConvertendo uma instalação do Ubuntu server para desktop

Basicamente só existe um sistema, só que cada instalação traz aplicativos padrão voltados para o uso em PC´s desktop ou servidor.

Por conta disso, uma instalação do Ubuntu server para desktop é perfeitamente possível.

Antes de iniciar a conversão, é importante saber que este não é o procedimento recomendado para instalar um desktop Ubuntu, pois está sujeito a falhas, dependendo do seu hardware.

Mas se você já tem o Ubuntu server e não irá usá-lo, dá para facilmente transformá-lo em um desktop, seguindo os passos do tutorial abaixo.

Convertendo uma instalação do Ubuntu server para desktop

Para fazer a conversão, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Atualize o Apt com o comando:

sudo apt-get 

Passo 3. Inicie a instalação do desktop usando o comando abaixo. Essa etapa pode demorar alguns minutos;

sudo apt-get install ubuntu-desktop

Passo 4. Se você prefere usar o Unity, use esse tutorial:
Como instalar o ambiente Unity no Ubuntu 18.04 LTS e derivados
Passo 5. Quando terminar o processo, você deverá reiniciar o Ubuntu, usando o comando;

sudo reboot

Se você tiver algum problema e o sistema insistir em iniciar em modo texto, dê uma olhada no tutorial abaixo, e desfaça as configurações modificadas nele:

Como configurar o Ubuntu para inicializar diretamente em modo texto

Veja também

Quer administrar remotamente? Tente um desses tutoriais:
Como instalar o Webmin no Ubuntu, Debian e derivados
Como instalar o Ajenti no Ubuntu, Debian e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

Se você curte um game de tiros no espaço simples e bonito, conheça e veja como instalar o Deluxe no Linux via Flatpak.

O Kobo Deluxe é uma versão melhorada do jogo XKobo da Akira Higuchi para sistemas Unix com X11. Esse é um jogo de arcade com muitos níveis, onde você destrói as estruturas em cada nível disparando contra a lâmpada roxa nelas.

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

O Kobo Deluxe adiciona som, animação mais suave, suporte de alta resolução, aceleração OpenGL (opcional), uma interface de usuário intuitiva orientada por menu, suporte para joystick e outros recursos.

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

As versões recentes também adicionam uma série de níveis de habilidade alternativos com jogabilidade ligeiramente modernizada. O Kobo Deluxe usa SDL para gráficos, som e entrada, o que torna possível construir e executar o jogo praticamente qualquer coisa.

Como instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Kobo Deluxe no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/net.olofson.KoboDeluxe.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user  net.olofson.KoboDeluxe

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall net.olofson.KoboDeluxe

Ou

flatpak uninstall net.olofson.KoboDeluxe

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run net.olofson.KoboDeluxe em um terminal.
Ou apenas digite kobo no Dash/atividade ou qualquer outro lançador de aplicativos.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o compressor de imagens Image Optimizer no Linux via Flatpak

Se você está precisando diminuir o tamanho de algumas imagens (sem perdas), experimente instalar o de imagens Image Optimizer no via Flatpak.

Image Optimizer é um compressor de imagens simples que faz a otimização de imagens sem perda.

Como instalar o compressor de imagens Image Optimizer no Linux via FlatpakComo instalar o compressor de imagens Image Optimizer no Linux via Flatpak

Ele comprime suas imagens jpg/jpeg, png, bmp, pnm e tiff com compactação sem perdas e com muita facilidade, usando o JpegOptim e o OptiPng

Criado inicialmente para o sistema Elementary OS, o programa agora pode ser instalado nas principais distribuições Linux usando o formato Flatpak.

Como instalar o compressor de imagens Image Optimizer no Linux via Flatpak

Para instalar o compressor de imagens Image Optimizer no Linux via Flatpak você precisa ter o a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o compressor de imagens Image Optimizer no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.github.gijsgoudzwaard.image-optimizer.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.github.gijsgoudzwaard.image-optimizer

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.github.gijsgoudzwaard.image-optimizer

Ou

flatpak uninstall com.github.gijsgoudzwaard.image-optimizer

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.github.gijsgoudzwaard.image-optimizer em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu /Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de da sua distro, ou digite image-optimizer ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Se você tiver alguma dificuldade para executar esse aplicativo, por favor, use o de pacotes do seu sistema e verifique se ele tem os seguintes pacotes instalados: granite, gtk+-3.0, glib-2.0, jpegoptim e optipng

Se precisar, encerre facilmente o aplicativo pressionando apenas as teclas Control + q.

Veja também

Como instalar uma ferramenta de otimização de imagens no Ubuntu e derivados

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Pop!_OS 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe

A System76 anunciou o da mais recente versão do seu sistema, o Pop!_OS . Confira as novidades e descubra onde baixar a distro.

Pop!_OS é uma distribuição Linux baseada em Ubuntu que possui um desktop GNOME personalizado. Pop!_OS é projetado para ter uma quantidade mínima de confusão na área de trabalho, sem distrações, a fim de permitir que o usuário se concentre no trabalho.

Pop!_OS 19.04 lançado - Confira as novidades e baixePop!_OS 19.04 lançado – Confira as novidades e baixe

Essa distribuição é desenvolvida pelo varejista de computadores Linux System76, para ser pre’instalada nos PC’s e notebooks que ela vende, mas também pode ser baixada e instada em outros aparelhos individualmente.

A distribuição é fornecida em duas edições, uma para computadores com placas de vídeo Intel e AMD, e outra para sistemas que executam placas de vídeo NVIDIA.

Novidades do Pop!_OS 19.04

Pop!_OS 19.04 vem com o GNOME 3.32 e oferece vários aprimoramentos visuais.

Essa versão traz a opção Modo Slim que maximiza o espaço na tela reduzindo a altura do cabeçalho nas janelas de aplicativos.

Ela também vem com o Modo Escuro, que proporciona às suas aplicações um ambiente relaxante para a visualização noturna.

Tanto o Modo Escuro quanto o Modo Slim podem ser ativados no menu de de Aparência.

A opção Refresh Install permite reinstalar o Pop!_OS sem perder Usuários e quaisquer dados em seus diretórios pessoais.

Esse recurso está disponível na partição de recuperação em novas instalações (não em atualizações).

Pop!_OS foi atualizado para usar a versão 5.0 do kernel Linux. O GNOME foi atualizado para a versão 3.32.

Além desses recursos, você também notará alterações de design em seus ícones.

Os ícones para aplicativos, arquivos e pastas Pop!_OS foram redesenhados para complementar os ícones do GNOME sob as novas diretrizes de design.

Também foram removidos ícones personalizados para aplicativos de terceiros, mantendo intactas as opções de design dos autores para esses aplicativos e mantendo a identidade pretendida para o projeto.

Mais informações e capturas de tela podem ser encontradas no anúncio de lançamento do projeto.

Baixe e experimente o Pop!_OS 19.04

Quem já está usando uma versão anterior do sistema (18.10), pode atualizar para a versão 19.04, usando os seguintes comandos:

sudo apt update
sudo apt install pop-desktop
sudo apt full-upgrade
do-release-upgrade

Para fazer novas instalações ou atualizar usando a mídia, a imagem ISO do Pop!_OS 19.04 já pode ser baixada acessando a página de download da distribuição.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Como gravar uma imagem ISO no Linux

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o gerenciador de fontes FontBase no Linux via appimage

Se você quer ter controle sobre suas fontes de uma forma simples, conheça e veja como instalar o gerenciador de fontes no Linux via .

FontBase é um gerenciador de fontes para designers que pode ser usado em diferentes plataformas. O aplicativo tem fontes embutidas do Google, com a capacidade de visualizá-las e usá-las facilmente em de área de trabalho, como o GIMP, o Photoshop etc.

Como instalar o gerenciador de fontes FontBase no Linux via appimageComo instalar o gerenciador de fontes FontBase no Linux via appimage

O FontBase não foi criado para ser um instalador/desinstalador de fontes. A principal ideia por trás desta aplicação é a ativação/desativação de fontes.

O comportamento usual ao usar fontes sem gerenciado é que elas são basicamente copiadas para a pasta de origem do sistema. Eles costumam ficar lá para sempre.

Se você adicionar fontes nessa pasta com frequência, um dia perceberá o grande número delas que você acumula lá.

Isso geralmente resulta em quedas gerais no desempenho do sistema e longos tempos de carregamento nos aplicativos.

O Google é o único provedor online compatível com o FontBase no momento. Mesmo nós também poderemos adicionar fontes locais. Nós apenas temos que arrastar e soltar para a pasta de origem, o aplicativo irá adicioná-los automaticamente.

O FontBase é uma plataforma de origem global, que pode cobrir quase todas as tarefas relacionadas às fontes.

Ele é gratuito para usar, mas não é um de código aberto. Há uma assinatura disponível (U$$ 3/mês, U$$ 29/ano ou U$$ 0 como pagamento único).

Se fizermos uma assinatura deles, alguns recursos adicionais serão adicionados, como a visualização de vários glifos, várias visualizações ou a ativação automática de fontes para a Creative Cloud.

As outras funções são gratuitas e não requerem assinatura.

Como instalar o gerenciador de fontes FontBase no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o gerenciador de fontes FontBase no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome fontbase.appimage:

wget https://releases.fontba.se/linux/FontBase-2.7.0.AppImage -O fontbase.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod +x fontbase.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./fontbase.appimage

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite fontbase ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Se você quiser saber mais sobre este aplicativo, os usuários podem acessar a documentação oficial que eles oferecem em seu site.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Instalando os conjuntos de ícones Ardis no Ubuntu

Procurando ícones bonitos e simples para repaginar o visual do seu sistema? Então conheça e veja como instalar os conjuntos de ícones Ardis no Ubuntu.

Os conjuntos de ícones Ardis e Ardis Basic são elegantes e possuem um design simples, o que os tornam uma escolha perfeita para aqueles que amam a simplicidade.

Instalando os conjuntos de ícones Ardis no UbuntuInstalando os conjuntos de ícones Ardis no Ubuntu

O projeto dos ícones Ardis é inspirado nos ícones Numix uTouch, mas é completamente diferente e bonito, e contém 25000+ ícones exclusivos.

Instalando os conjuntos de ícones Ardis no UbuntuArdis ClassicInstalando os conjuntos de ícones Ardis no UbuntuArdis

O criador original do tema de ícones abandonou o Ardis, mas ZMA tomou a cargo e agora irá suportá-lo. Aliás, ZMA também introduziu uma nova variante do Ardis chamada “Ardis Square”, de modo que agora ele está em desenvolvimento ativo.

Estes conjuntos de ícones tem uma variedade de cores agradáveis, olhando grandes ícones da forma circulados com longas sombras. É compatível com a maioria dos desktops Linux, como Unity, , KDE, Cinnamon, e outros.

Instalando o conjunto de ícones Ardis, Ardis Square e Ardis no Ubuntu e derivados

Para instalar os conjuntos de ícones Ardis, Ardis-Square e Ardis-Basic no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:noobslab/icons

Passo 3. Depois, atualize o APT com este comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Finalmente, instale o Ardis, Ardis-Square e Ardis-Basic usando o seguinte comando:

sudo apt-get install ardis-icons ardis-icons-square ardis-basic-icons

Como instalar o conjunto de ícones Ardis, Ardis-Square e Ardis-Basic manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Depois de instalar, você pode o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Desinstalando o conjunto de ícones Ardis, Ardis-Square e Ardis-Basic no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o conjunto de ícones Ardis, Ardis-Square e Ardis-Basic no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o conjunto de ícones Ardis, Ardis-Square e Ardis-Basic, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove ardis-icons ardis-icons-square ardis-basic-icons

Para voltar ao estado anterior, use novamente o Unity Tweak Tool, Gnome-tweak-tool ou Ubuntu-Tweak, para mudar o tema, use este tutorial:

Como mudar o tema e conjunto de ícones padrão do Ubuntu.

Fonte

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar o jogo Dungeon Crawl Stone Soup no Linux via Flatpak

Se você é adepto de jogos no estilo Roguelike, conheça e veja como instalar o jogo Stone Soup no Linux via Flatpak.

Dungeon Crawl Stone Soup é um jogo de roguelike onde o jogador cria um personagem e o guia através de uma masmorra, a maioria consistindo de níveis persistentes, cheios de monstros e itens, com o objetivo de recuperar o “Orb of Zot” (um MacGuffin ) localizado lá, e escapando vivo.

Como instalar o jogo Dungeon Crawl Stone Soup no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Dungeon Crawl Stone Soup no Linux via Flatpak

Roguelike é um sub-gênero de videogames de role-playing, caracterizados por um rastreamento de masmorra através de níveis de jogo gerados por processos, jogabilidade baseada em turnos, gráficos baseados em telhas e morte permanente do personagem jogador.

Para entrar no Reino de Zot onde o Orb está localizado, o jogador deve primeiro obter pelo menos três “Orb of Zot” dos 15 disponíveis. Estes estão localizados nas extremidades de diversos ramos de calabazas, como os ninhos de aranha, túmulos e limas.

O jogo possui uma filosofia de design explícita destinada a fornecer escolhas estratégicas e táticas interessantes dentro de um jogo equilibrado.

Para oferecer replayability com base na geração aleatória de calabouço;
Para tornar o jogo acessível e agradável sem um profundo conhecimento de sua mecânica interna;

E apresentar uma interface de usuário amigável que opcionalmente pode automatizar várias tarefas, como a exploração e busca de itens previamente vistos.

Por outro lado, a equipe de desenvolvedores busca evitar incentivos para repetir ações chatas sem consideração, ou fornecer escolhas de jogabilidade ilusórias, onde uma alternativa é sempre superior.

Como instalar o jogo Dungeon Crawl Stone Soup no Linux via Flatpak

Para instalar o jogo Dungeon Crawl Stone Soup no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Dungeon Crawl Stone Soup no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:
Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --from https://flathub.org/repo/appstream/org.develz.Crawl.flatpakref

Passo 3. Para o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.develz.Crawl

Passo 4. E se precisar desinstalar o programa, execute o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.develz.Crawl

Ou

flatpak uninstall org.develz.Crawl

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.develz.Crawl em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite crawl ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

E se você gostou do aplicativo, deixe suas impressões nos comentários!

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

KDE Applications 19.04 lançado – Confira as novidades

O KDE anunciou o lançamento do KDE , a terceira e última grande atualização recebida pelos aplicativos do projeto este ano.

Para poder desfrutar plenamente do ambiente KDE Plasma, os usuários precisam instalar vários aplicativos distribuídos como parte da iniciativa KDE Applications.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidadesKDE Applications 19.04 lançado – Confira as novidades

Resumindo, o KDE Applications é um conjunto de de código aberto projetado como parte do ecossistema KDE, mas também pode ser usado independentemente em qualquer sistema operacional baseado em Linux.

Confira as novidades KDE Applications 19.04

O projeto KDE lançou recentemente a versão final da suíte de escritório de código aberto KDE Applications 19.04 para o ambiente de área de trabalho KDE Plasma e os sistemas operacionais Linux.

Com mais de três meses de desenvolvimento, a suíte de software KDE Applications 19.04 chegou para oferecer uma combinação de novos recursos, aprimoramentos e otimizações para seus aplicativos favoritos do KDE.

Ele vem com vários aprimoramentos para o gerenciador de arquivos Dolphin, o editor de vídeo Kdenlive, o editor de texto Kate, o cliente de e-mail KMail, o visualizador de documentos do Okular, o editor de imagens Gwenview e o utilitário de captura de tela Spectacle.

Sobre essa versão, o anúncio diz o seguinte:

“Nossa comunidade trabalha continuamente na melhoria do software incluído em nossa série de aplicativos do KDE. Juntamente com os novos recursos, melhoramos o design, a usabilidade e a estabilidade de todas as nossas utilidades, jogos e ferramentas de criatividade. Nosso objetivo é tornar sua vida mais fácil O software KDE é mais agradável de usar. Esperamos que você goste de todos os novos aprimoramentos e correções de bugs que você encontrará em 19.04.”

Os destaques da versão do pacote KDE Applications 19.04 incluem suporte a miniaturas para arquivos do Microsoft Office, arquivos Blender, arquivos ePub e .fb2 e arquivos PCX no gerenciador de arquivos Dolphin, além de um recurso de posicionamento de guias mais inteligente e marcação mais prática de itens, melhor suporte para o protocolo SMB (Samba) para compartilhamento de arquivos com sistemas operacionais Windows e correções para vários vazamentos de memória para obter um melhor desempenho.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

O aplicativo visualizador de documentos do Okular agora permite que os usuários visualizem e verifiquem as assinaturas digitais de arquivos PDF, bem como a edição de documentos LaTeX no TexStudio, ofereça suporte à navegação por tela sensível ao toque e agora exiba links em documentos Markdown.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

O cliente de e-mail KMail agora vem com recursos gramaticais aprimorados, detecção automática de números de telefone, um plug-in Markdown aprimorado, melhoria na busca de IMAP e melhor desempenho e confiabilidade.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

O aplicativo de calendário do KOrganizer obtém sincronização aprimorada de eventos recorrentes do Google Agenda, suporte para exibição de lembretes de eventos em todos os computadores e visualizações de eventos mais modernas.

O utilitário de captura de tela do Spectacle agora permite que os usuários escolham um nível de compactação para todos os formatos de imagem com perdas, vem com novas opções para o modo Região retangular e oferece melhor suporte para o servidor de exibição Wayland.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

O emulador de terminal do Konsole também recebeu vários aprimoramentos na versão 19.04 do KDE Applications, dentre os quais podemos mencionar uma reformulada caixa de diálogo Edit Profile, melhor gerenciamento de abas, melhor suporte para exibição de cursores em sublinhado, negrito, caracteres Emoji e caracteres de caixa e linha, junto com várias outras pequenas otimizações para melhor desempenho e confiabilidade.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

O editor de vídeo Kdenlive obtém uma nova linha de tempo com QML com trilhas separadas para áudio e vídeo, bem como navegação por teclado, um novo recurso de narração para gravação de áudio na trilha, melhor copiar e colar entre diferentes janelas de projetos, suporte para exibições externas do BlackMagic e melhor gerenciamento de quadros-chave.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

E o editor de texto do Kate traz suporte para caracteres invisíveis de espaço em branco, bem como novas ações e plugins úteis.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

Por último, mas não menos importante, o visualizador de imagens e organizador do Gwenview agora oferece suporte completo para telas sensíveis ao toque com gestos para pan, swiping e zooming, suporte a miniaturas de 512px, melhor suporte para navegação para trás e para frente com os botões do mouse e suporte a arquivos criados com a ferramenta de pintura digital Krita.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

O plotter de funções matemáticas do KmPlot e o jogo de golfe em miniatura Kolf também tiveram algumas pequenas melhorias.

KDE Applications 19.04 lançado - Confira as novidades

A suíte de software KDE Applications 19.04 estará disponível em breve para instalação a partir dos repositórios de software estáveis ​​de suas distribuições Linux favoritas, mas você também pode baixar pacotes de fontes individuais do site oficial.

O KDE Applications 19.04 será suportado com três atualizações de manutenção até 11 de julho de 2019, quando o último lançamento pontual, KDE Applications 19.04.3, será lançado.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como instalar programas usando o GNOME software/Ubuntu Software

Se você quer simplesmente instalar um aplicativo que já está nos repositórios padrão do seu sistema, complicações e usar comandos, veja como instalar usando o GNOME /Ubuntu .

GNOME Software é um utilitário que permite instalar e programas em computadores Linux.

Como instalar programas usando o GNOME softwareComo instalar programas usando o GNOME software

Ele é escrito em C como o front-end do GNOME para o daemon PackageKit, que também é um front-end para uma série de outros sistemas de gerenciamento de pacotes, incluindo aqueles baseados em DEB e RPM.

O GNOME Software é semelhante ao Ubuntu Center Software, ou Central de programas do Ubuntu. Aliás, a partir do Ubuntu 16.04 LTS, o GNOME Software agora substitui o Ubuntu Center Software e é chamado pela Canonical de “Ubuntu Software”.

Ele possui uma interface de usuário personalizável com um layout bem organizado e uma janela de aplicativo responsivo e suporte para manutenção do firmware do sistema com fwupd.

O GNOME Software pode ser usado para navegar, pesquisar, instalar, atualizar e desinstalar aplicativos e extensões do sistema em seu PC Linux com facilidade, graças à sua configuração de layout livre de desordem e fácil de usar.

Se você estiver usando o Ubuntu 16.04 ou superior, terá o GNOME Software instalado (exibido como Ubuntu Software).

Abaixo, você verá como é simples e rápido instalar programas usando o GNOME Software. Confira!

Como instalar programas usando o GNOME software

Para instalar programas usando o GNOME software, execute o programa e faça o seguinte:

Passo 1. Com o GNOME software na tela, clique no ícone da lupa que fica no lado direito da área superior do aplicativo;

Como instalar programas usando o GNOME softwareClicando na lupa do GNOME software para pesquisar

Passo 2. Digite no nome do aplicativo que você quer instalar e aguarde até aparecer a listagem de programas localizados. Quando a listagem for exibida, clique no nome do programa;

Como instalar programas usando o GNOME softwarePesquisando programas no GNOME software

Passo 3. Será exibida uma tela com os dados do aplicativo escolhido. Para instalar, clique no botão “Instalar”;

Como instalar programas usando o GNOME softwareClicando no botão “Instalar”

Passo 4. Em seguida, forneça a senha de administrador para autorizar a instalação do programa;

Como instalar programas usando o GNOME softwareDigitando a senha de administrador para instalar o programa

Pronto! Simples, não é mesmo? Aproveite e veja a lista das sugestões do aplicativo GNOME software categorizadas como “Escolha do ” e “Lançamentos recentes”.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Como atualizar corretamente o KDE neon sem usar o Discover

Se você quer deixar seu sistema KDE neon com os mais recentes updates de um jeito fácil, veja como corretamente o KDE neon sem usar o .

O KDE neon é uma distribuição com diferentes peculiaridades, mas há uma que muitos de seus usuários podem não saber: como atualizar corretamente o KDE neon sem usar o Discover.

Como atualizar corretamente o KDE neon sem usar o DiscoverComo atualizar corretamente o KDE neon sem usar o Discover

Como você sabe, o KDE neon é baseado no Ubuntu e no software KDE, incluindo o ambiente de área de trabalho KDE Plasma e a loja de Plasma Discover, o método de atualização recomendado pelo projeto.

A maioria dos usuários se contentará com isso porque o Discover, um dos pontos pretos da área de trabalho até recentemente, funciona muito bem em suas versões mais recentes.

No entanto, alguns podem preferir atualizar seu sistema manualmente, como tem sido feito tradicionalmente, e para isso, não é necessário manter um processo carregado na memória de uma forma constantemente: apenas a execução de um par de comandos por console é suficiente.

Agora, quais comandos? Isto é onde você pode gerar confusão, como se trata de um derivado do Ubuntu, o mais comum seria usar o APT. Mas não.

Como notado na FAQ do KDE, “algumas aplicações do APT não instalam novos pacotes, o que o torna menos adequado para o KDE neon”.

A recomendação oficial é, repetimos, usar o Plasma Discover. Mas se você preferir realizar as atualizações através da linha de comando, o indicado é o pkcon:

Como atualizar corretamente o KDE neon sem usar o Discover

Para atualizar corretamente o KDE neon sem usar o Discover, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Primeiramente, use o comando abaixo para receber as informações das atualizações;

pkcon refresh

Passo 3. Em seguida, use esse outro comando para fazer a atualização;

pkcon update

“Isso instalará todos os novos pacotes e usará o mesmo código do PackageKit que o Plasma Discover”, explicam. Então você já sabe: para atualizar corretamente o KDE neon sem usar Discover, pkcon, não APT.

vale lembrar que isso também pode ser usado no Ubuntu e seus outros derivados.

O que está sendo falado no blog

Veja mais artigos publicados neste dia…

Ajude a manter o Blog do Edivaldo - Faça uma doação

Se você gosta do conteúdo do Blog, você pode ajudar a manter o site simplesmente fazendo uma doação única, esporádica ou mensal, usando uma das opções abaixo:

Doação usando Paypal

Doação usando PagSeguro
Outras formas de ajudar a manter o Blog do Edivaldo

Let's block ads! (Why?)

Planeta Ubuntu Brasil

O Planeta Ubuntu Brasil é um agregador de blog's dos usuários da distribuição Ubuntu Linux no Brasil. Para ter seu blog agregado, leia as nossas regras.


Última atualização:
22 de abril de 2019, 22:05
Horário UTC

Planet ATOM
RSS10 RSS20
OPML FOAF

Blogs inscritos


© 2011 Ubuntu Brasil. Ubuntu, o logotipo Ubuntu e Canonical são marcas registradas de Canonical Ltd.
Os comentários dos blogs agregados nesta página representam a opinião de seu autor.