18 de junho de 2022

Como instalar o utilitário Break Timer no Linux via Flatpak

Se você que fazer pausas durante o uso do computador no dia a dia, conheça e veja como instalar o utilitário Break Timer no Linux via Flatpak.

Break Timer é um lembrete de pausa do computador para GNOME. Ele mantém registro de quanto você está usando o computador e o lembra de fazer intervalos regulares.

Como instalar o utilitário Break Timer no Linux via FlatpakComo instalar o utilitário Break Timer no Linux via Flatpak

O Break Timer foi concebido para encorajar um comportamento saudável, com uma mistura de pausas curtas para os olhos e pulsos, bem como pausas mais longas para manter o corpo em movimento e a mente concentrada.

Além disso, o Break Timer é fácil de configurar, então você pode escolher um cronograma de intervalo que funcione para você e ele continuará funcionando em segundo plano.

Como instalar o utilitário Break Timer no Linux via Flatpak

Para instalar o utilitário Break Timer via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o utilitário Break Timer via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gnome.BreakTimer.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gnome.BreakTimer

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gnome.BreakTimer em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite breaktimer ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o utilitário Break Timer no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.gnome.BreakTimer

Ou

flatpak uninstall org.gnome.BreakTimer

Adblock test (Why?)

Firefox 89.0.1 lançado para melhorar o desempenho do WebRender e mais

E foi lançado o Firefox 89.0.1 para melhorar o desempenho do WebRender e mais. Confira as novidades e veja como instalar para testar.

O Mozilla Firefox é um navegador livre e multiplataforma desenvolvido pela Mozilla Foundation com ajuda de centenas de colaboradores e a intenção da fundação é desenvolver um navegador leve, seguro, intuitivo e altamente extensível.

Agora, a Mozilla publicou o Firefox 89.0.1 como o primeiro lançamento pontual do último navegador Firefox 89.0 para corrigir vários bugs e regressões que afetam os sistemas Linux.

Novidades do Firefox 89.0.1 beta

Firefox 89.0.1 lançado para melhorar o desempenho do WebRender e maisFirefox 89.0.1 lançado para melhorar o desempenho do WebRender e mais
O Firefox 89.0.1 está aqui apenas duas semanas após o lançamento do Firefox 89, que introduziu o incrível redesenho do Proton, bem como novos recursos de privacidade e várias outras melhorias, melhora o desempenho e a estabilidade do recurso WebRender e corrige as barras de rolagem quebradas em alguns temas GTK.

Em detalhes, parece que alguns usuários relataram a ausência do indicador da barra de rolagem em alguns sites com a nova interface do Proton. Por outro lado, o WebRender foi afetado por algumas regressões que podem afetar o desempenho geral do navegador da web quando ativado.

Além disso, a versão do Firefox 89.0.1 corrige várias regressões relacionadas a fontes, atualiza e melhora algumas traduções, incluindo a localização completa em espanhol (México), e aborda um problema com a política DisableDeveloperTools para usuários corporativos, que não tem mais efeito .

Para usuários do macOS, o Firefox 89.0.1 corrige um problema de oscilação da tela que pode ocorrer ao rolar uma página da web em um monitor externo, e para usuários do Windows, ele aborda um problema que fazia com que alguns leitores de tela não interagissem mais corretamente com o navegador da web.

Por último, mas não menos importante, este lançamento pontual corrige uma vulnerabilidade de segurança relatada por Pascal Chevrel, que afeta apenas as plataformas Windows.

Estamos falando sobre CVE-2021-29968, um problema de leitura fora dos limites que ocorria ao desenhar caracteres de texto em um Canvas com o WebRender desativado.

Como instalar

O Firefox 89.0.1 está disponível para download agora mesmo no site oficial, mas provavelmente você terá que esperar que ele chegue nos repositórios de software estáveis ​​de sua distribuição Linux favorita. Esta é uma atualização altamente recomendada para todos os usuários!

Então, se não quiser esperar, para instalar a versão mais recente do Firefox beta nas principais distribuições Linux, use esse tutorial:
Como instalar o Firefox Beta no Linux manualmente

Adblock test (Why?)

Como instalar gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap

Se você quer organizar suas tarefas usando o padrão Todo.txt, conheça e veja como instalar gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap.

sleek é um aplicativo Todo.txt para Linux, ou seja, um aplicativo gerenciador de tarefas todo baseado no formato todo.txt para Linux, livre e de código aberto

Como instalar gerenciador de tarefas sleek no Linux via SnapComo instalar gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap

Com ele um arquivo todo.txt existente pode ser usado ou um novo pode ser criado, todos podem ser enriquecidos e procurados por prioridades, contextos, projetos, datas de vencimento, datas de início e recorrências, o Todo-List pode ser agrupado e classificado por prioridades, datas de vencimento, contextos ou projetos, todos podem ser filtrados por contextos, projetos e prioridades, e todos podem ser pesquisados ​​por pesquisa de texto completo.

Além disso, a função de preenchimento automático sugere contextos e projetos disponíveis, atalhos de teclado seguindo todotxt.net, o Tabindex disponível, um todo pode ser escondido, mas seus atributos estarão disponíveis na gaveta de filtro e na função de preenchimento automático, os alarmes serão mostrados quando uma tarefa terminar amanhã ou hoje, os modos escuro e claro podem ser alternados e uma visão compacta está disponível.

No sleek, todas as tarefas concluídas podem ser arquivadas em massa em um arquivo done.txt ([nome do arquivo de tarefas] _done.txt) separado, todas as tarefas concluídas podem ser mostradas ou ocultas, todos com várias linhas podem ser criados, os filtros podem ser renomeados ou excluídos clicando com o botão direito neles, os filtros são classificados de forma alfanumérica, os hiperlinks são detectados automaticamente e podem ser clicados usando o ícone.

Por fim, um observador de arquivos relê o arquivo todo.txt se ele foi alterado, vários arquivos todo.txt podem ser gerenciados e vários idiomas são detectados ou podem ser definidos manualmente.

Como instalar o gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install sleek

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install sleek --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh sleek

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite sleek ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o gerenciador de tarefas sleek no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove sleek

Adblock test (Why?)

17 de junho de 2022

Proton 6.3-5 RC lançado com mais jogos do Windows rodando no Linux

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Adblock test (Why?)

Youtube-dl no Ubuntu: baixe vídeos em vários sites de um jeito bem simples e rápido

Precisando baixar vídeos na Internet? Instale Youtube-dl no Ubuntu e baixe vídeos em vários sites de um jeito bem simples e rápido.

Youtube-dl é uma ferramenta de linha de comando que permite baixar vídeos do YouTube e outros sites semelhantes de um jeito bem simples e rápido.

Youtube-dl no Ubuntu: baixe vídeos em vários sites de um jeito bem simples e rápidoYoutube-dl no Ubuntu: baixe vídeos em vários sites de um jeito bem simples e rápido

O aplicativo vem com muitos recursos úteis, ele traz opções para especificar a qualidade/formato de vídeo, adicionar o título original para o nome do arquivo de vídeo baixado, suportar proxy, extrair automaticamente áudio de vídeos baixados e muito mais.

Youtube-dl suporta: YouTube (onde além de vídeos individuais, também suporta listas de reprodução, pesquisas e vídeos do usuário), metacafe.com, vídeo do Google (incluindo pesquisas), hotnewhiphop.com, auengine.com, gamespot.com, RingTV, wat.tv, traileraddict.com, tu.tv, instagram.com, Statigr.am, break.com, tudou.com, Jukebox, Wimp.com, CSpan, 3sat, brightcove.com, Pinsthotobucket, Dailymotion, DepositFiles, blip.tv, Vimeo, myvideo.de, The Daily Show/Colbert Nation, The Escapist, CollegeHumor, arte.tv, Soundcloud, xvideos, infoq, mixcloud, Stanford Open Content, Youku, MTV, Xnxx, Google Plus, archive.org e há também um downloader genérico que funciona com alguns outros sites.

baixe vídeos em vários sites de um jeito bem simples e rápido com o Youtube-dl no Ubuntu

A seguir, você verá como instalar e usar o Youtube-dl no Ubuntu para baixa vídeos em vários sites de um jeito bem simples e rápido. Confira!

Como instalar o Youtube-dl no Ubuntu

Para instalar o Youtube-dl no Ubuntu (e derivados) e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (Usando o Dash ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:nilarimogard/webupd8

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora instale o programa com o comando:

sudo apt-get install youtube-dl

Como instalar o Youtube-dl manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa nesse link e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Como usar o Youtube-dl

Depois de instalado, para baixar um vídeo, basta use o seguinte comando em um terminal:

youtube-dl http://VIDEO_URL

onde “VIDEO_URL” é o endereço do vídeo que você deseja baixar.

Para ver todas as opções disponíveis, digite os seguintes comandos em um terminal:

man youtube-dl

ou

youtube-dl -h

Se você quiser mais detalhes sobre a utilização desse software, assista o vídeo abaixo:

[embedded content]

Quer um Youtube-dl com interface gráfica?

E se você quiser usar uma interface gráfica para o programa, veja esse tutorial:
Instale Youtube-DLG: uma interface gráfica para o youtube-dl

Desinstalando o Youtube-dl no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o Youtube-dl no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-get remove youtube-dl --auto-remove
sudo apt-get autoremove

Adblock test (Why?)

Como instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak

Se você quer uma ajuda para identificar resistores, conheça e veja como instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak.

Para permitir a identificação, os resistores geralmente são marcados com faixas coloridas. E o gResistorgResistor é um aplicativo que permite calcular códigos de cores de resistores.

Como instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via FlatpakComo instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak
Muitas vezes referidas como códigos de cores, essas marcações são indicativas de sua resistência, tolerância e coeficiente de temperatura. gResistor ajuda você a traduzir os códigos de cores do resistor em um valor legível.

Tudo o que você precisa fazer é observar as cores no resistor e inseri-las no programa. Conforme você insere as cores, você verá que o valor do resistor está mudando de acordo.

Como instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak

Para instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/eu.stethewwolf.gresistor.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update eu.stethewwolf.gresistor

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run eu.stethewwolf.gresistor em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gresistor ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Depois, se for necessário, para desinstalar o calculador de codigos gResistor no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall eu.stethewwolf.gresistor

Ou

flatpak uninstall eu.stethewwolf.gresistor

Outras opções de instalação

Você pode instalar o gResistor usando o comando:
pip install gResistor
Ou
Se quiser, você pode clonar o repositório git e executar diretamente o script setup.py em sua máquina:
git clone https://github.com/stethewwolf/gResistor.git
cd gresistor
python setup.py install

Adblock test (Why?)

Como instalar o ScreenStudio no Ubuntu e derivados

Procurando mais uma opção para gravar a tela do seu PC e criar vídeos educativos? Veja como instalar o ScreenStudio no Ubuntu e derivados.

ScreenStudio é um software livre (GPL) multiplataforma para captura de vídeo no desktop, disponível para Linux e OS X. O programa é baseado em Java, e por isso, depende do JRE 8, além do ffmpeg.

Como instalar o ScreenStudio no Ubuntu e derivadosComo instalar o ScreenStudio no Ubuntu e derivados

Com ele é possível gravar o que acontece no seu desktop em arquivos de vídeo HD. Overlay algum texto ou mesmo a sua webcam.

Ele também irá permite transmitir a sua área de trabalho para serviços como UStream, Hitbox ou Twitch.tv.

Características do ScreenStudio:

  • Permite gravar vídeo da webcam durante o screencast (gravação da área de trabalho);
  • Permite Gravação de áudio, tanto do microfone como dos alto-falantes;
  • Permite selecionar qual tela gravar, se houver mais de uma;
  • Permite customizar os FPS (quadros por segundo);
  • Você pode escolher a resolução desejada para a gravação de vídeo da webcam;
  • Transmitir diretamente para o YouTube Live Twitch.tv, HitBox e Ustream;
  • Screencast live over UDP;
  • Suporta FLV, MOV e MP4.

Como instalar o ScreenStudio no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o ScreenStudio no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:soylent-tv/screenstudio

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install screenstudio

Como instalar o ScreenStudio manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite screenstudio no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Desinstalando o ScreenStudio no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o ScreenStudio no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:soylent-tv/screenstudio -r -y
sudo apt-get remove screenstudio --auto-remove

Adblock test (Why?)

Como instalar o poderoso Master PDF Editor no Linux via Flatpak

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Adblock test (Why?)

Como montar seu armazenamento no Box.com no Ubuntu com Box2Tux

Se você possui uma conta no serviço de armazenamento box.com, veja aqui como montar sua pasta do Box.com no Ubuntu com Box2Tux.

Este rápido tutorial mostra como montar e mapear o seu armazenamento Box.com no desktop do Ubuntu para que você possa acessar o seu armazenamento em nuvem dentro do navegador de arquivos Nautilus.

Como montar seu armazenamento no Box.com no UbuntuComo montar seu armazenamento no Box.com no Ubuntu com Box2Tux

Há muitos serviços de armazenamento em nuvem disponíveis para Ubuntu Linux. Box.com é um deles que oferece 10 GB de espaço livre da web com o tamanho de upload de arquivos de 250 MB.

O serviço permite acesso direto através do protocolo WebDAV e existe um projeto de código aberto chamado Box2Tux, que faz a configuração do protocolo WebDAV de um jeito bem fácil.

Tudo que você precisa fazer é inserir o nome e senha da sua conta Box, em seguida, ele permite que você acesse o armazenamento em nuvem diretamente no navegador de arquivos Nautilus e montá-lo automaticamente na inicialização.

Como montar seu armazenamento no Box.com no Ubuntu

Para montar seu armazenamento no Box.com no Ubuntu, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Instale o davfs2 (WebDAV) a partir da Central de programas do Ubuntu ou digite no terminal:

sudo apt-get install davfs2*

Passo 3. Baixe o Box2Tux com o comando:

wget https://github.com/alfredobonino/Box2Tux/archive/master.zip

Passo 4. Use o comando a seguir para extrair o pacote baixado;

unzip master.zip

Passo 5. Vá para a pasta criada;

cd Box2Tux-master/

Passo 6. Torne o aplicativo executável com o comando;

chmod +x box2tux

Passo 7. Execute o Box2Tux;

./box2tux

Passo 8. Quando aparecer o prompt do box.com, entre com o usuário e a senha de sua conta.

Como montar seu armazenamento no Box.com no Ubuntu

Como montar seu armazenamento no Box.com no Ubuntu

Pronto! Agora o seu armazenamento box.com já estará montado como uma unidade de rede.

Adblock test (Why?)

Como instalar o comparador de imagens e vídeos Identity no Linux

Se você precisa confrontar mídias visuais para saber se são iguais, conheça e veja como instalar o comparador de imagens e vídeos Identity no Linux via Flatpak.

Identity é um programa para comparar várias versões de uma imagem ou vídeo.

Como instalar o comparador de imagens e vídeos Identity no Linux

Como instalar o comparador de imagens e vídeos Identity no Linux

O Identity usa GStreamer e, portanto, os plug-ins GStreamer instalados em seu sistema ou Plataforma Flatpak GNOME.

Em particular, Identity não funcionará sem o elemento playbin3 (normalmente em gst-plugins-base), bem como o elemento gtksink (normalmente em gst-plugins-good, embora às vezes extraído em seu próprio pacote).

Como instalar o comparador de imagens e vídeos Identity no Linux via Flatpak

Para instalar o comparador de imagens e vídeos Identity via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o comparador de imagens e vídeos Identity via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.gnome.gitlab.YaLTeR.Identity.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.gnome.gitlab.YaLTeR.Identity

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.gnome.gitlab.YaLTeR.Identity em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite identity ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o comparador de imagens e vídeos Identity no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.gnome.gitlab.YaLTeR.Identity

Ou

flatpak uninstall org.gnome.gitlab.YaLTeR.Identity

Adblock test (Why?)

Como instalar o utilitário bashtop no Linux via Snap

Se você quer ficar de olho no consumo de recursos de seu PC, conheça e veja como instalar o utilitário bashtop no Linux via Snap.

bashtop é um monitor de recursos que mostra o uso e estatísticas para processador, memória, discos, rede e processos.

Como instalar o utilitário bashtop no Linux via SnapComo instalar o utilitário bashtop no Linux via Snap

Fácil de usar, com um sistema de menu inspirado em jogos, ele possui uma interface de usuário rápida e “principalmente” responsiva com as teclas UP e DOWN para selecionar o processo.

Com uma função para mostrar estatísticas detalhadas para o processo selecionado e a capacidade de filtrar processos, bashtop permite a alternância fácil entre as opções de classificação.

Com ele você envia SIGTERM, SIGKILL, SIGINT para o processo selecionado. Além disso, ele tem um menu da IU para alterar todas as opções do arquivo de configuração e gráfico de escala automática para uso da rede.

O bashtop mostra a mensagem no menu se uma nova versão estiver disponível e mostra as velocidades atuais de leitura e gravação para discos, além de possuir vários métodos de coleta de dados que podem ser alternados se executados no Linux.

Como instalar o utilitário bashtop no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o utilitário bashtop no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o utilitário bashtop no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install bashtop

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install bashtop --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh bashtop

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite bashtop ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Depois de instalado, execute os seguintes comandos para melhorar a funcionalidade:
sudo snap connect bashtop:mount-observe
sudo snap connect bashtop:network-control
sudo snap connect bashtop:hardware-observe
sudo snap connect bashtop:system-observe
sudo snap connect bashtop:process-control

Depois, se precisar, faça alterações na configuração e adicione temas:
~/snap/bashtop/current/.config/bashtop

Como desinstalar

Para desinstalar o utilitário bashtop no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove bashtop

Adblock test (Why?)

Como instalar a IDE Python Wing no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Se você programa em Python e procura uma boa ferramenta para isso, conheça e veja como instalar a IDE Python Wing no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados.

Wing é um IDE Python altamente personalizável e flexível, profissional, com um poderoso depurador e editor inteligente.

Como instalar a IDE Python Wing no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivadosComo instalar a IDE Python Wing no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Ela permite o desenvolvimento interativo do Python de maneira rápida, precisa e divertida. E se você adora usar o Vim, o Wing se liga incrivelmente a esse editor.

Alguns de seus recursos mais conhecidos incluem funcionalidades de depuração extremamente poderosas, navegação de código, teste de unidade integrada, desenvolvimento remoto e muito mais. Wing tem integração rica com App Engine, Django, PyQt, Flask, Vagrant e mais.

Essa IDE suporta gerenciamento de projetos e controle de versão com Git, Mercurial, Bazaar, Subversion e muitos outros.

Como instalar a IDE Python Wing no Linux

Para instalar a IDE Python Wing no Linux Ubuntu, Debian e derivados, use um dos procedimentos abaixo.

Como instalar a IDE Python Wing no Linux Ubuntu, Debian e derivados

Quem quiser instalar a IDE Python Wing no Ubuntu, Debian e outros sistemas que suportam arquivos .deb, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome wingide.deb:

wget https://wingware.com/pub/wing-personal/7.2.9.0/wing-personal7_7.2.9-0_amd64.deb -O wingide.deb

Passo 4. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i wingide.deb
sudo apt-get install -f

Passo 5. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./wingide.deb

Passo 6. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove wingide*

Como instalar a IDE Python Wing no Linux Fedora, OpenSUse, CentOS e derivados

Quem quiser instalar a IDE Python Wing no Fedora, OpenSUse, CentOS e outros sistemas que suportam arquivos .rpm, tem de fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome wingide.rpm:

wget https://wingware.com/pub/wing-personal/7.2.9.0/wing-personal7-7.2.9-0.x86_64.rpm -O wingide.rpm

Passo 4. Para instalar em um openSUSE ou um de seus derivados, use o comando abaixo:

sudo zypper install wingide.rpm

Passo 5. Para instalar em um Fedora, RedHat e seus derivados, use o comando abaixo:

sudo yum localinstall wingide.rpm

ou

sudo dnf install wingide.rpm

Passo 6. Para instalar o programa na maioria das distro com suporte a arquivos RPM, use o comando:

sudo rpm -i wingide.rpm

Passo 7. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo rpm -e wingide*

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite wing ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o IDE Python Wing no Linux via Snap

Adblock test (Why?)

16 de junho de 2022

Como instalar o cliente WhatsApp Web não oficial WhatsAppQT no Linux

Se você quer usar o WhatsApp em seu PC no sistema do pinguim, conheça e veja como instalar o cliente WhatsApp Web não oficial WhatsAppQT no Linux.

O WhatsApp é o aplicativo de comunicação do Facebook, e é utilizado por várias pessoas no mundo todo. Ele possui uma versão para Windows e Mac, entretanto, não nenhum cliente oficial para o Linux.

Como instalar o cliente WhatsApp Web não oficial WhatsAppQT no LinuxComo instalar o cliente WhatsApp Web não oficial WhatsAppQT no Linux

Felizmente, há opções de clientes não oficial para o Linux. Um exemplo disso é o WhatsAppQT. Na verdade, ele é um cliente WhatsApp Web Desktop não oficial.

Esse aplicativo foi escrito em rust e gtk-rs e está disponível via Flatpak, podendo ser instalado em qualquer distribuição que suporte essa tecnologia.

Como instalar o cliente WhatsApp Web não oficial WhatsAppQT no Linux via Flatpak

Para instalar o cliente WhatsApp Web não oficial WhatsAppQT via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o cliente WhatsAppQT via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.bit3.WhatsAppQT.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update io.bit3.WhatsAppQT

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.bit3.WhatsAppQT em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite whatsappqt ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o cliente WhatsAppQT via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall io.bit3.WhatsAppQT

Ou

flatpak uninstall io.bit3.WhatsAppQT

Adblock test (Why?)

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Se você estava navegando usando o Firefox e deu de cara com um erro que impede a visualização da página, veja como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox.

O Mozilla Firefox é o navegador padrão de muitas distribuições e o favorito de muitos usuários. Entretanto, as vezes, você pode esbarrar com um erro estranho ao usar esse navegador, como na imagem abaixo:

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla FirefoxComo corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Erro de protocolo de rede

O Firefox sofreu uma violação do protocolo de rede que não pode ser reparada.

A página que você está tentando ver não pode ser exibida porque foi detectado um erro no protocolo de rede.

Entre em contato com os proprietários do site para informá-los sobre esse problema.

Nesse momento, não entre em pânico pensando que seu sistema foi afetado por algum tipo de malware.

Esse tipo de problema ocorre principalmente por causa do cache do navegador. Se você encontrou esse tipo de erro, como ‘Erro de protocolo de rede’ ou ‘Erro de conteúdo corrompido’, siga qualquer um dos métodos a seguir.

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Para corrigir ‘Erro de protocolo de rede’ ou ‘Erro de conteúdo corrompido’, é necessário recarregar a página da Web ignorando o cache. Para isso, pressione as teclas Ctrl + F5 ou Ctrl + Shift + R.

Isso recarregará a página Web a partir do servidor, não do cache do Firefox. Agora a página da Web deverá ser exibida normalmente.

Se esse método não funcionar, tente fazer o seguinte:

Acesse o menu ”Editar’ e depois a opção ‘Preferências’. Na janela Preferências, clique na guia ‘Privacidade e segurança’ no painel esquerdo e depois desça a tela do lado direito. Agora limpe o cache do Firefox clicando na opção “Limpar dados…”.

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Na próxima tela, verifique se você marcou as opções ‘Cookies e Dados do Site’ e ‘Conteúdo da Web em Cache’ e clique em ‘Limpar’.

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Como corrigir o erro de protocolo de rede no Mozilla Firefox

Feito! Agora, os cookies e o conteúdo off-line serão removidos.

Observe que o Firefox pode desconectar você dos sites conectados. Você pode fazer login novamente nesses sites mais tarde.

Por fim, feche o navegador Firefox e reinicie o sistema. Agora a página Web será carregada sem problemas.

Adblock test (Why?)

Gerencie tarefas com o Google Task Indicator no Ubuntu e derivados

Que tal usar o serviço gerenciamento de tarefas de sua conta Google diretamente no desktop? Com o Google Task Indicator isso é possível. Veja aqui como instalar ele.

Oficialmente, não há nenhum aplicativo disponível para gerenciar suas tarefas do Google, mas o Google Task Indicator pode ajudá-lo a fazer isso de um jeito bem simples: usando um menu na barra superior do ambiente Unity.

Gerencie tarefas com o Google Task Indicator no Ubuntu e derivadosGerencie tarefas com o Google Task Indicator no Ubuntu e derivados

Ele possui recursos para gerenciar tarefas localmente ou externamente, o que significa que você pode definir as opções para apagar ou manter as tarefas.

Você também pode gerenciar tarefas offline e sincronizar mais tarde. Além disso, você pode marcar a tarefa como concluída ou excluir localmente/externamente a partir deste utilitário.

Veja como instalar o Google Task Indicator no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o Google Task Indicator no Ubuntu e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:atareao/atareao

Passo 3. Atualize o Apt digitando o comando:

apt-get update

Passo 4. Para instalar o programa, use este comando:

sudo apt-get install google-tasks-indicator

Como instalar o Google Task Indicator manualmente ou em outras distros

Se não quiser adicionar o repositório ou quer tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Ou, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome tasks.deb:

wget https://launchpad.net/~atareao/+archive/ubuntu/atareao/+files/google-tasks-indicator_0.6.1-extras15.10.0_all.deb -O tasks.deb

Passo 3. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i tasks.deb
sudo apt-get install -f

Passo 4. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./tasks.deb

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite google ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Desinstalando

Para desinstalar o Google Task Indicator no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo add-apt-repository ppa:atareao/atareao repositório -r -y
sudo apt-get remove google-tasks-indicator --auto-remove

Adblock test (Why?)

Tenha várias distros Linux sempre a mão com o Linux AIO

Quer ter todas as variantes, ou melhor, todos os sabores do Ubuntu e de outras distros? Conheça o Linux AIO e tenha o linux sempre a mão.

O Ubuntu tem vários sabores oficiais e até derivados baseados em diferente ambientes de trabalho. Por exemplo, a instalação padrão do Ubuntu vem com o Gnome ou Unity desktop, o Kubuntu com KDE, o Lubuntu com LXDE, o Xubuntu, com Xfce e etc.

Tenha várias distros Linux sempre a mão com o Linux AIO

Tenha várias distros Linux sempre a mão com o Linux AIO

Existem alguns outros sabores também, mas estas são as variantes oficiais mais importantes. Essa variedade é boa e importante, mas deixa alguns usuários confusos na hora de escolher qual opção utilizar.

A solução para essa indecisão? Ubuntu AIO, do projeto Linux AIO.

Tenha várias distros Linux sempre a mão com o Linux AIO

O projeto LinuxAIO tem como principal objetivo disponibilizar várias distribuições Linux, em uma única mídia.

Este projeto disponibiliza principalmente versões de 32 ou 64 bits do Ubuntu (As versões LTS e não LTS) e suas variantes.

Ele também fornece versões do Linux Mint, LMDE, Debian Live, Fedora, Zorin OS, Trisquel, SolydXK e muitas outras, com suas variações.

Baixe e experimente o Linux AIO

O LinuxAIO pode ser baixado acessando sua página de download.
Nessa página, você encontra as seguintes opções para baixar:

No caso do Ubuntu, a opção “LTS releases” dá acesso apenas as versões LTS, “Current releases” leva a atual versão, e claro, “Old releases” entrega as versões antigas que não eram LTS.

Escolha qual a versão do LinuxAIO que você quer baixe. Depois, descompacte os arquivos e grave as imagens ISO.

Verifique se a imagem ISO está corrompida

Antes de gravar a imagem ISO que você baixou, verifique se ela está corrompida usando o tutorial abaixo:
Como verificar se uma imagem ISO está corrompida

Quem precisar gravar a imagem ISO após o download, pode usar esse tutorial do blog:

Como gravar uma imagem ISO Usando o Nautilus
Como gravar uma imagem ISO usando o Terminal
Como criar um pendrive de instalação
Como criar um pendrive inicializável com GNOME Disks
Como criar um pendrive inicializável com o Etcher no Linux

Adblock test (Why?)

Como instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak

Se você curte histórias na tela do PC, conheça e veja como instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak.

Katawa Shoujo é um romance visual no estilo bishoujo ambientado na fictícia Escola de Ensino Médio Yamaku para crianças deficientes, localizada em algum lugar do Japão moderno.

Como instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via FlatpakComo instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak

Hisao Nakai, um menino normal que vive uma vida normal, tem sua vida de cabeça para baixo quando um defeito cardíaco congênito o força a se mudar para uma nova escola após uma longa hospitalização.

Apesar de suas dificuldades, Hisao consegue encontrar amigos – e talvez amor, se jogar bem as cartas.

Existem cinco caminhos principais correspondentes às 5 personagens femininas principais, cada caminho seguindo o enredo pertencente a esse personagem.

A história é contada a partir da perspectiva do personagem principal, usando uma narrativa em primeira pessoa. O jogo usa um texto tradicional e um modelo de romance visual baseado em sprite com uma caixa de texto ADV.

Katawa Shoujo contém material adulto e foi criado usando o sistema de script Ren’Py. É o produto de uma equipe internacional de desenvolvedores amadores e está disponível gratuitamente sob a licença Creative Commons BY-NC-ND.

Como instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak

Para instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.katawa_shoujo.KatawaShoujo.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.katawa_shoujo.KatawaShoujo

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.katawa_shoujo.KatawaShoujo em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite katawa ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o romance visual Katawa Shoujo no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.katawa_shoujo.KatawaShoujo

Ou

flatpak uninstall com.katawa_shoujo.KatawaShoujo

Adblock test (Why?)

Como instalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux no Linux via Snap

Se você quer usar o Whatsapp no PC e sem precisar abrir um browser, conheça e veja como instalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux no Linux via Snap.

whatsapp-for-linux é um aplicativo não oficial do WhatsApp para Linux que oferece uma interface limpa e prática.

Como instalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux no Linux via Snap

Como instalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux no Linux via Snap

Escrito em C++ com a ajuda de gtkmm-3.0 e webkit2, esse cliente não oficial do WhatsApp para o Linux é mais uma opção para as pessoas que querem usar esse famoso app de mensagens no sistema do pinguim, sem depender de um navegador.

Mas como a própria descrição do app diz, trata-se de um cliente não oficial, e portanto, não tem o suporte oficial do Facebook.

Como instalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o whatsapp-for-linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install whatsapp-for-linux

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh whatsapp-for-linux

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite whatsapp-for-linux ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o cliente Whatsapp whatsapp-for-linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove whatsapp-for-linux

Adblock test (Why?)

Proton 6.3-5 lançado com suporte para Civilization VI, Far Cry, Dark Devotion e muito mais

Foi lançado o Proton 6.3-5 com suporte para Civilization VI, Far Cry, Dark Devotion e muito mais. Confira todas as novidades desse update e veja como usar o recurso.

O Proton é um importante recurso que permite que você execute aplicativos de jogos que estão disponíveis apenas para o Windows diretamente no cliente Linux Steam.

Esse software inclui a implementação do DirectX 10/11 (baseado no DXVK) e 12 (baseado no vkd3d), trabalhando através da tradução de chamadas do DirectX para a Vulkan API, fornece suporte aprimorado para controladores de jogos e capacidade de usar o modo de tela cheia, independentemente das resoluções de tela suportadas em jogos.

Como os desenvolvimentos do projeto são distribuídos sob a licença BSD, assim que ficam prontas, as alterações desenvolvidas no Proton são transferidas para o projeto original do Wine e projetos relacionados, como DXVK e vkd3d.

Isso fornece suporte aprimorado para controladores de jogos e a capacidade de usar o modo de tela cheia independentemente nos jogos. Para aumentar o desempenho de jogos de multiprocessamento, os mecanismos “esync” (Eventfd Synchronization) e “futex/fsync” são suportados.

Agora, a Valve lançou hoje o Proton 6.3-5 como a versão estável mais recente de sua ferramenta de compatibilidade gratuita e de código aberto para o Steam Play, que permite que você jogue jogos do Windows em seu sistema Linux.

Novidades do Proton 6.3-5

Proton 6.3-5 lançado com suporte para Civilization VI, Far Cry, Dark Devotion e muito maisProton 6.3-5 lançado com suporte para Civilization VI, Far Cry, Dark Devotion e muito mais
Proton 6.3-5 vem com muitas melhorias para seus jogos favoritos. Para começar, melhora a renderização de vídeo para os jogos Bloodstained, Deep Rock Galactic, Metal Gear Solid V: The Phantom Pain, Resident Evil 2 (2019), Resident Evil 3 (2020) e Team Sonic Racing.

Em seguida, adiciona suporte para Crypt Stalker, Dark Devotion, Dorfromantic, Far Cry, Hard Reset, Hogs of War, Might & Magic: Clash of Heroes, Pro Cycling Manager 2020, Sang Froid – Tales of Werewolves, Secret of Mana, Sid Jogos Civilization VI de Meier e Trainz Railroad Simulator 2019, que agora você pode jogar em sua máquina Linux.

Por baixo do capô, a nova versão do Proton é alimentada pela melhor e mais recente implementação baseada no DXVK 1.9 Vulkan de D3D9, D3D10 e D3D11 para Linux/Wine, inclui uma implementação completa de Direct3D 12 API vkd3d-proton atualizada no topo do Vulkan, e apresenta melhor seleção de dispositivos de GPU.

Além disso, Proton 6.3-5 melhora o suporte do controlador para o videogame Hades e muitos outros títulos usando o motor Unity, corrige travamentos para o videogame Conan Exiles e outros títulos usando o iniciador Funcom, adiciona áudio ausente no vídeo Project Cars 3 jogo, e correções trava com os iniciadores de CyberPunk 2077, Darksburg e outros jogos.

Por último, mas não menos importante, o Proton 6.3-5 vem com melhor suporte para compilações baseadas em contêiner fora da máquina virtual de compilação.

Para saber mais sobre essa versão do Proton, acesse a nota de lançamento.

Como ativar o Proton no Steam

Você pode baixar o Proton 6.3-5 agora mesmo na página do GitHub.

No entanto, tenha em mente que você terá que compilá-lo em sua distribuição Linux para funcionar, então, se você não sabe como fazer isso, é melhor esperar que a nova versão chegue nos repositórios de software estáveis.

O Proton 6.3-5 agora deve estar disponível nas versões do Steam Play no Steam.

Se você estiver interessado em testar o que oferece o projeto Proton em sua distro Linux preferida, a única exigência a ser cumprida, é instalar a versão beta do Steam Play for Linux ou juntar-se a versão beta do Linux a partir do cliente Steam (se eles já possuem Steam instalado em seu sistema).

Para poder mudar para a versão Beta do Steam, você deve abrir o cliente Steam no seu sistema e clicar no menu Steam no canto superior esquerdo e depois em ‘Settings’ (Configurações).

Na seção ‘Account’ (Conta), você encontrará a opção de se inscrever na versão beta. Ao fazer isso e aceitar o cliente Steam, você fechará e baixará a versão beta (uma nova instalação).

No final e depois de acessar sua conta, eles retornam à mesma rota para verificar se já estão usando o Proton.
Como ativar o Proton para jogar jogos do Windows no Linux
Agora você pode instalar seus jogos como de costume, você será lembrado pela única vez que o Proton for usado para isso.

Adblock test (Why?)

Tor 0.4.6.5 lançado com suporte para a terceira versão dos serviços onion

E foi lançado o Tor 0.4.6.5 com suporte para a terceira versão dos serviços onion. Confira as novidades dessa importante atualização e veja como instalar.

Tor é um poderoso software livre e de código aberto que proporciona a comunicação anônima e segura ao navegar na Internet e em atividades online, protegendo contra a censura e principalmente a privacidade.

O nome dele é derivado de um acrônimo do projeto original do software chamado “The Onion Router”, em português “O Roteador Cebola”. O Tor direciona o tráfego da Internet por meio de uma rede sobreposta livre e de alcance mundial, consistindo de mais de sete mil retransmissores, para ocultar a localização e utilização do usuário de qualquer pessoa que realize vigilância de rede ou análise de tráfego.

Há alguns anos, foi anunciado o lançamento da nova versão do Tor 0.4.6.5, considerada a primeira versão estável do branch 0.4.6, que evoluiu nos últimos cinco meses.

A ramificação 0.4.6 será mantida como parte de um ciclo de manutenção regular; As atualizações serão interrompidas 9 meses ou 3 meses após o lançamento do branch 0.4.7.x, além de continuar a fornecer um longo ciclo de suporte (LTS) para o branch 0.3.5, cujas atualizações serão lançadas até 1 Fevereiro de 2022.

Ao mesmo tempo, as versões do Tor 0.3.5.15, 0.4.4.9 e 0.4.5.9 foram formadas, que corrigiram vulnerabilidades DoS que poderiam causar negação de serviço para clientes de serviço Onion e Relay.

Novidades do Tor 0.4.6.5

Tor 0.4.6.5 lançado com suporte para a terceira versão dos serviços onionTor 0.4.6.5 lançado com suporte para a terceira versão dos serviços onion
Nesta nova versão, foi adicionada a capacidade de criar “serviços onion” com base na terceira versão do protocolo com autenticação de acesso do cliente por meio de arquivos no diretório “authorized_clients”.

Além disso, também foi fornecida a capacidade de passar informações de congestionamento em dados extrainfo que podem ser usados ​​para equilibrar a carga na rede. A transferência de métricas é controlada pela opção OverloadStatistics no torrc.

Também podemos descobrir que um sinalizador foi adicionado para os relés que permite ao operador do nó entender que o relé não está incluído no consenso quando os servidores selecionam diretórios (por exemplo, quando há muitos relés em um endereço IP).

Por outro lado, é referido que foi retirado o suporte para os serviços mais antigos do onion baseados na segunda versão do protocolo, que foi declarado obsoleto há um ano. A remoção completa do código associado à segunda versão do protocolo é esperada para o outono. A segunda versão do protocolo foi desenvolvida há cerca de 16 anos e, devido ao uso de algoritmos desatualizados, não pode ser considerado seguro nas condições modernas.

Há dois anos e meio, na versão 0.3.2.9, era oferecida aos usuários a terceira versão do protocolo, com destaque para a transição para endereços de 56 caracteres, proteção mais confiável contra vazamentos de dados através de servidores de diretório, estrutura modular extensível e o uso dos algoritmos SHA3, ed25519 e curve25519 em vez de SHA1, DH e RSA-1024.

Das vulnerabilidades resolvidas no Tor 0.4.6.5, são mencionadas as seguintes:

  • CVE-2021-34550: acesso a uma área de memória fora do buffer alocado no código para analisar descritores de serviço onion com base na terceira versão do protocolo. Um invasor pode, ao colocar um descritor de serviço onion especialmente criado, iniciar o bloqueio de qualquer cliente que tente acessar esse serviço onion.
  • CVE-2021-34549 – Capacidade de realizar um ataque que provoque a negação de serviço dos relés. Um invasor pode formar strings com identificadores que causam colisões na função hash, cujo processamento leva a uma grande carga na CPU.
  • CVE-2021-34548 – Um relé pode falsificar células RELAY_END e RELAY_RESOLVED em fluxos semifechados, permitindo que um fluxo que foi criado sem o envolvimento deste relé seja encerrado.
  • TROVE-2021-004: Adicionadas verificações adicionais para detectar falhas ao acessar o gerador de número aleatório OpenSSL (com a implementação padrão de RNG em OpenSSL, tais falhas não aparecem).

Das outras mudanças que se destacam:

  • A capacidade de limitar a força das conexões do cliente aos relés foi adicionada ao subsistema de proteção DoS.
  • Nos relés, a publicação de estatísticas sobre o número de serviços onion é implementada com base na terceira versão do protocolo e no volume do seu tráfego.
  • O suporte para a opção DirPorts foi removido do código para relés, que não é usado para este tipo de nó.
  • Refatoração de código.
  • O subsistema de proteção DoS foi movido para o gerenciador de subsistema.

Para saber mais sobre essa versão do Tor, acesse a nota de lançamento.

Como instalar ou atualizar

Para instalar a versão mais recente do Tor nas principais distribuições Linux, você pode baixar o código fonte do Tor 0.4.6.5 agora mesmo no site oficial, no entanto, como ele precisa ser compilado.

Por isso, os usuários finais são recomendados para aguardar a nova versão chegar nos repositórios de software estáveis ​​de suas distribuições Linux favoritas antes de atualizar.

O Tor 0.4.6.5 também será incluído no próximo lançamento principal do Tor Browser, que deve ser lançado na próxima semana, e provavelmente no próximo lançamento da distribuição Tails Linux.

Adblock test (Why?)

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Se você precisa ficar de olho nas chamadas moedas digitais (bitcoin e outros), veja como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal.

As moedas digitais já estão ganhando seu espaço. Embora muitos governos rejeitem a ideia, isso não tem impedido o avanço desse tipo de investimento.

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminalComo consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Por conta disso, muitas pessoas gostam de ficar de olho nos valores dessas moedas para saber a hora certas de comprá-las ou vendê-las. E para essa tarefa, existe o Coinmon.

Coinmon é uma ferramenta de código aberto (MIT), ideal para usuários de sistemas Linux que pretendem acompanhar as tendências das criptomoedas. Os dados do programa são obtidos através da API do CoinMarketCap, um site de renome sobre esta assunto.

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Você pode usar o Coinmon para consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal. Antes de fazer isso, veja abaixo as instruções de instalação do programa.

Como instalar o Coinmon

Para instalar o Coinmon, primeiramente, você precisa instalar o Node.js e o gerenciador de pacotes JavaScript NPM. No Ubuntu e derivados, você pode usar o comando sudo apt-get install nodejs npm. Se estiver usando outra distro, consulte esse tutorial:

Descubra como instalar o Node.js no Linux
Veja como instalar o interpretador Node.js no Linux via Snap

Depois de instalar essas dependências, instale o Coinmon com o comando abaixo:

sudo npm install -g coinmon

Como usar o Coinmon para consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Agora, execute o programa, digitando o seguinte comando no terminal:

coinmon

Como resultado, você irá visualizar os valores das criptomoedas em USD (dolar):

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Além de USD, também é possível visualizar os valores das criptomoedas em: AUD, BRL, CAD, CHF, CLP, CNY, CZK, DKK, EUR, GBP, HKD, HUF, IDR, ILS, INR, JPY, KRW, MXN, MYR, NOK, NZD, PHP, PKR, PLN, RUB, SEK, SGD, THB, TRY, TWD e ZAR.

Por exemplo, se você quiser ver os valores em Euro, use o comando:

coinmon -c EUR

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Como consultar o valor das criptomoedas no Linux via terminal

Se quiser ver mais detalhes sobre como usar o programa, use o comando coinmon –h para consultar outras opções de pesquisa disponíveis, como por exemplo, consultar o top 50 com coinmon –t 50.

Adblock test (Why?)

Radeon Software for Linux 21.20 lançado com drivers atualizados

E foi lançado o Radeon Software for Linux 21.20 com drivers atualizados, e mais. Confira as novidades desse update e veja como instalar.

Lançado Discretamente na semana passada pela AMD foi seu Radeon Software for Linux 21.20 driver fornecendo os mais recentes componentes de driver “Open” e “PRO” (Closed) para uso em ambientes Linux empresariais.

Radeon Software for Linux 21.20 é a primeira atualização de driver em pacote público desde abril, quando o Radeon Software for Linux 21.10 estreou com suporte inicial para rastreamento de raio Vulkan.

Novidades do Radeon Software for Linux 21.20

Radeon Software for Linux 21.20 lançado com drivers atualizadosRadeon Software for Linux 21.20 lançado com drivers atualizados
O registro de alterações público do Radeon Software for Linux 21.20 menciona o suporte ao sistema operacional RHEL/CentOS 8.4 e SUSE Linux Enterprise 15 SP3.

Nenhuma outra alteração é mencionada, mas os componentes do driver Open e PRO devem ser atualizados em relação a seus estados internos e upstream mais recentes, portanto, vale a pena testar para ver o que pode ser alterado.

Na semana passada, a AMD anunciou que o suporte para GPU pré-Polaris e APU pré-Raven agora é considerado legado e não será mais suportado em seus futuros drivers de software Radeon para Windows.

Pelo menos com esta versão mais recente do software Radeon para Linux, o suporte de GPU desde o Radeon R9 285/290/290X (GCN 1.2) ainda está listado como suportado junto com os gostos da série RX 300 e R9 Fury.

Veremos na próxima versão se eles decidem limitá-lo a Polaris e mais recentes. Considerando que o AMDVLK acabou de abandonar o suporte pré-Polaris, provavelmente veremos o caso lá, pelo menos para seus componentes de driver OpenGL/Vulkan PRO, enquanto o kernel Linux upstream e os drivers Mesa continuam suportando muitas gerações de gráficos AMD (e de volta à ATI) Radeon.

Como instalar ou atualizar

O driver do software Radeon para Linux 21.20 está disponível para download em AMD.com. As distribuições Linux com suporte oficial para este driver empacotado são Ubuntu 20.04.2 LTS, Ubuntu 18.04.5, RHEL/CentOS 7.9, RHEL/CentOS 8.4 e SUSE SLED/SLES 15 SP3.

Para obter instruções detalhadas sobre como instalar ou desinstalar o software Radeon para Linux, consulte as instruções de instalação do software Radeon para Linux.

Você também pode encontrar essas instruções extraindo o arquivo baixado e abrindo /doc/index.html em seu navegador.

Adblock test (Why?)

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Se você precisa montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu, veja aqui como fazer isso de um jeito bem simples.

Embora o Ubuntu atualmente monte a maioria das partições, nem sempre isso acontece. Nessa hora, é preciso ajustar o sistema, e este rápido tutorial, irá lhe mostrar como fazer para montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu.

Como montar partições automaticamente na inicialização do UbuntuComo montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Vale lembrar que o processo a seguir, feita a configuração inversa, também serve para desativar a inicialização automática de partições.

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Para montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Clique no Dash/Atividadres e digite a palavra discos. Quando aparecer o item “Discos”, clique nele para executá-lo;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Passo 2. Na tela do utilitário “Discos”, clique no ícone do disco que contém a partição que será montada automaticamente;

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Como montar partições automaticamente na inicialização do Ubuntu

Passo 3. Clique na partição que será montada automaticamente e em seguida, no ícone das engrenagens que fica abaixo do nomes das partições. No menu que aparece, clique na opção “Editar opções de montagem…”;

partições

partições

Passo 4. Na janela que aparece, ative o item “Opções automáticas de montagem”, clicando no botão de chavear que fica depois da descrição. Se necessário, marque a opção “Montar ao inicializar” e desmarque “Exibir na interface do usuário” e “Exigir autorização adicional para montar”. Também deixe os campos “Nome de exibição”, “Nome do ícone”, Nome do ícone simbólico” vazios. Todo o resto é opcional, portanto, clique no botão “OK” para confirmar e fechar a janela de configuração da partição;

partições

partições

Passo 5. Por fim, será pedida a senha de administrador para efetuar as alterações. digite-a e confirme, clicando no botão “Autenticar”;

partições

partições

Pronto! Agora o Ubuntu irá montar automaticamente a partição que você configurou. Lembrando que apesar de existir a opção de editar o arquivo fstab, o procedimento acima é voltado para quem quer justamente evitar isso.

Fonte

Adblock test (Why?)

Vídeos do YouTube: como instalar o Minitube no Linux

Se você quiser assistir vídeos do YouTube, veja abaixo como instalar o Minitube no Linux Ubuntu, OpenSUSE, Arch Linux, Manjaro e sistemas derivados.

Minitube é um cliente YouTube leve, que permite que os usuários assistam vídeos no YouTube de uma nova maneira: você digita uma palavra-chave em uma caixa de pesquisa e o MiniTube imediatamente carrega os resultados.

Vídeos do YouTube: como instalar o Minitube no LinuxVídeos do YouTube: como instalar o Minitube no Linux

O programa é um cliente nativo do YouTube que tenta proporcionar uma experiência semelhante a uma TV para o usuário, em vez de clonar a interface original web YouTube.

O melhor de tudo é que ele não requer o Flash Player para poder funcionar, ou seja, ele consome menos CPU e preserva a bateria do seu laptop.

Vídeos do YouTube: como instalar o Minitube no Linux

Vídeos do YouTube: como instalar o Minitube no Linux

Instalando o Minitube para assistir Vídeos do YouTube no Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o Minitube para assistir Vídeos do YouTube no Ubuntu, Debian e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (No Unity, use o Dash/Atividades ou pressionando as teclas CTRL+ALT+T);
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome minitube.deb:

wget http://flavio.tordini.org/files/minitube/minitube.deb -O minitube.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome minitube.deb:

wget http://flavio.tordini.org/files/minitube/minitube64.deb -O minitube.deb

Passo 5. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i minitube.deb

Passo 6. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Passo 7. Se depois você precisar desinstalar o programa, use este comando:

sudo apt-get remove minitube

Como instalar o Minitube para assistir vídeos do YouTube no OpenSUSE e seus derivados

Atenção! Essa versão já não está disponível para o OpenSUSE 13.1, por isso, mantive o link da última versão disponibilizada.

Para instalar o Mitube para assistir vídeos do YouTube no OpenSUSE, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se você estiver usando o openSUSE Factory PowerPC, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo wget http://download.opensuse.org/repositories/multimedia:/apps/openSUSE_Factory_PowerPC/multimedia:apps.repo -O /etc/zypp/repos.d/multimedia:apps.repo

Passo 3. Se você estiver usando o openSUSE Leap 15.2, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo wget http://download.opensuse.org/repositories/multimedia:/apps/openSUSE_Leap_15.2/multimedia:apps.repo -O /etc/zypp/repos.d/multimedia:apps.repo

Passo 4. Se você estiver usando o openSUSE Leap 15.3, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo wget http://download.opensuse.org/repositories/multimedia:/apps/openSUSE_Leap_15.3/multimedia:apps.repo -O /etc/zypp/repos.d/multimedia:apps.repo

Passo 5. Se você estiver usando o openSUSE Tumbleweed, adicione o repositório do programa com este comando:

sudo wget http://download.opensuse.org/repositories/multimedia:/apps/openSUSE_Tumbleweed/multimedia:apps.repo -O /etc/zypp/repos.d/multimedia:apps.repo

Passo 6. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo zypper update

Passo 7. Agora instale o programa com o comando:

sudo zypper install minitube

Passo 8. Se depois você precisar desinstalar o programa, use este comando:

sudo zypper remove minitube

Como instalar o Minitube para assistir vídeos do YouTube no Arch Linux, Manjaro e sistemas derivados

Para instalar o Minitube para assistir vídeos do YouTube no Arch Linux, Manjaro e sistemas derivados, você precisa ter o Yaourt instalado. Se tiver, use este tutorial para instaalr:

Como instalar e usar o Yaourt no Arch Linux e derivados

Depois, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Agora instale o programa com o comando:

sudo yaourt minitube

Passo 3. Se depois você precisar desinstalar o programa, use este comando:

sudo pacman -Rsn minitube

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite minitube em um terminal, seguido da tecla TAB.

Adblock test (Why?)

15 de junho de 2022

Como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTS ou superior

Se você comprou um equipamento com o sistema da Canonical e ele veio com a interface mostrando os textos em outra língua, veja como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTS ou superior, e resolva seu problema.

Existem muitos computadores que são distribuídos com o Ubuntu como um sistema operacional. Essas equipes geralmente têm uma instalação padrão relacionada ao país de origem.

Como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTSComo mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTS

Embora seja verdade que na Brasil existem empresas que oferecem este tipo de computadores, também existem empresas estrangeiras que fazem o mesmo.

Como resultado, qualquer usuário que queira comprar um computador fora dos país esbarra com a questão da linguagem, pois a esses aparelhos geralmente vem com tudo em inglês.

Para resolver isso, você verá a seguir como alterar o idioma no Ubuntu 18.04, sem ter que reinstalar o sistema operacional.

Vale lembrar que esse procedimento também pode ser útil para aqueles que desejam aprender uma nova língua e desejam alterar o idioma do sistema operacional para conseguir esse objetivo.

Como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTS ou superior

Para mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTS ou superior, faça o seguinte:

Passo 1. Clique na seta que fica no canto superior direito do painel do Gnome. No pequeno quadro que será exibido, clique no circulo com ícone de ferramentas para acessar as configurações do sistema;

Como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTSAcessando a tela de configurações do Ubuntu 18.04 LTS

Passo 2. Em seguida, clique no item “Região & Idiomas”;

Como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTSClicando na opção “Região & Idiomas”

Passo 3. Dentro de “Região & Idiomas”, clique no nome do atual idioma padrão do sistema. Na janela que será exibida, basta clicar no idioma que você quer usar e depois confirmar, clicando no botão “Concluído”;

Como mudar o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTSSelecionando o idioma padrão no Ubuntu 18.04 LTS

A partir dessa mudança, os programas instalados farão a mudança para o idioma escolhido automaticamente, já que os pacotes de linguagem de cada programa selecionarão o idioma escolhido, graças às informações que o Ubuntu forneceu.

Como você pode ver, mudar a linguagem no Ubuntu 18.04 é algo simples e simples, mais fácil que anos atrás, você não acha?

Adblock test (Why?)

Como instalar o jogo GTRace no Linux via AppImage

Se você quer se divertir pilotando um mustang GT em corridas, conheça e veja como instalar o jogo GTRace no Linux via AppImage.

GTRace é um jogo de corridas para Linux de carros mustang GT em formato appimage.

Como instalar o jogo GTRace no Linux via AppImageComo instalar o jogo GTRace no Linux via AppImage

Com esse pequeno jogo, você pode se divertir pilotando um mustang GT em corridas de pista acelerando ao máximo.

Como instalar o jogo GTRace no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o jogo GTRace via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome gtrace.appimage (dê preferência a baixar manualmente, pois o link no comando abaixo muda regularmente):

wget "https://dllb2.pling.com/api/files/download/j/eyJ0eXAiOiJKV1QiLCJhbGciOiJIUzI1NiJ9.eyJpZCI6IjE1NTY1NzM1NTYiLCJ1IjpudWxsLCJsdCI6ImRvd25sb2FkIiwicyI6ImIwZGU0NGI4MzE4NDljZWEwNzM4MzI1ODYyNjQyZGY1MzAwNjE3Yjg0NmVhY2RkOTBiZjUyNTMwMmFiOWRlOGVlNzc0NzZlOWIzNDA5NWU0ODY5NmMyMmFiNzE4NGUzNTQ5Mjg5NjdlNDg4MDZjOGVmYTdlYzkzYmVjY2E2YTlkIiwidCI6MTYxMzc4NzY4Miwic3RmcCI6Ijc2OTU0MGYzYWRjZjAyOWYxMmYzOWJhODNhYjE4MTc5Iiwic3RpcCI6IjE3MC4yMzEuMTMxLjI0MSJ9.jdfLHAE8G7_PIggR8LJ4VznQlSSisFa-FTkR06KBdl4/mustangGT.appimage" -O gtrace.appimage

Passo 4. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod a+x gtrace.appimage

Passo 5. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./gtrace.appimage --install

Passo 6. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gtrace ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Após instalar o jogo GTRace no Linux, se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Adblock test (Why?)

Como instalar o app WordPress Desktop no Linux via Snap

Se você trabalha com sites usando o WordPress, conheça e veja como instalar o aplicativo WordPress Desktop no Linux via Snap e pacote DEB.

O WordPress é um dos melhores gerenciadores de conteúdo da atualidade, que aliás, eu uso no Blog. Ele é simples, prático e suportado pela maioria dos provedores (inclusive, uma ótima opção de hospedagem WordPress é o Weblink).

Como instalar o app WordPress Desktop no LinuxComo instalar o app WordPress Desktop no Linux

Apesar de ser acessível via navegador, o WordPress também possui um app, chamado de WordPress Desktop. Ele foi criado para ser uma forma de colocar o WordPress permanentemente na área de trabalho do usuário.

Para evitar qualquer confusão, saiba que este aplicativo não configura ou instala uma cópia local da pilha completa do CMS WordPress.

Não, o aplicativo é um simples font-end: É um editor que permite que você leia, publique, edite e gerencie blogs ativados pelo WordPress, incluindo os auto-hospedados que têm o plug-in Jetpack ativado e os que executam no WordPress.com

Frente a tradicional interface de administração do WordPress a nova (e de código aberto) interface “Calypso” do programa é mais rápida, mais enxuta e mais responsiva.

O programa se conecta ao seu blog WordPress como se fosse um aplicativo de terceiros. Ele usa JavaScript e APIs REST para buscar e publicar posts, fazer upload de fotos e até mesmo executar atualizações de plugins, adicionar widgets e alternar temas.

Contudo, o WordPress Desktop é muito mais do que um wrapper Web (um serviço web dentro de uma janela autônoma de navegador).

Este aplicativo é um pouco mais do que apenas um invólucro em torno do site wordpress.com que você pode usar em qualquer navegador web, pois agrupa todo o site como uma cópia local.

Isso proporciona tempos de carregamento de página mais rápidos e uma experiência de aplicativo de uma única página.

Como instalar o WordPress Desktop no Linux

Para instalar o WordPress Desktop no Linux, use um dos procedimentos abaixo.

Como instalar a versão mais recente do WordPress Desktop no Linux em distros que suportam Snap

Para instalar o WordPress Desktop no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o WordPress Desktop no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install wordpress-desktop

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install wordpress-desktop --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install wordpress-desktop --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install wordpress-desktop --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o snap do programa, use:

sudo snap refresh wordpress-desktop

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove wordpress-desktop

Como instalar o WordPress-Desktop no Ubuntu, Debian e derivados

Quem quiser instalar o WordPress Desktop no Linux Ubuntu, Debian e outros sistemas que suportam arquivos .deb, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome wordpress.deb:

wget "https://public-api.wordpress.com/rest/v1.1/desktop/linux/download?type=deb" -O wordpress.deb

Passo 3. Agora instale o programa com o comando:

sudo dpkg -i wordpress.deb

Passo 4. Caso seja necessário, instale as dependências do programa com o comando:

sudo apt-get install -f

Passo 5. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove wordpress

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite wordpress no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Adblock test (Why?)

Como instalar editor de dados de GPS Viking GPS no Linux via Flatpak

Se você precisa visualizar ou editar dados de GPS, conheça e veja como instalar editor de dados de GPS Viking GPS no Linux via Flatpak.

Viking é um programa de código aberto/gratuito para gerenciar dados GPS. Ele pretende ser fácil de usar, mas poderoso na realização de uma ampla variedade de tarefas relacionadas ao GPS.

Como instalar editor de dados de GPS Viking GPS no Linux via FlatpakComo instalar editor de dados de GPS Viking GPS no Linux via Flatpak

Com ele, você pode importar e traçar trilhas, rotas e waypoints, mostrar OpenStreetMaps OSM, Bing Aerial e outros mapas, gerar mapas Mapnik, geotag imagens, fazer novas trilhas, rotas e waypoints, ver a posição GPS em tempo real, etc …

Viking GPS usa um sistema hierárquico de camadas para organizar dados de GPS, mapas e outros tipos de camada com dados espaciais, como linhas de coordenadas.

Como instalar o editor de dados de GPS Viking GPS no Linux via Flatpak

Para instalar o editor de dados de GPS Viking GPS via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o editor de dados de GPS Viking GPS via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.viking.Viking.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.viking.Viking

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.viking.Viking em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite viking ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o editor de dados de GPS Viking GPS no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.viking.Viking

Ou

flatpak uninstall org.viking.Viking

Adblock test (Why?)

Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022

E o Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022! Entenda melhor o problema e veja como atualizar seu sistema.

Sim. Infelizmente, o Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022.

Eu sei o que você está pensando: “Mas, Já?!” – e sim: parece um lançamento tão recente. E, no entanto, seus nove meses obrigatórios de suporte expiram em algumas semanas.

Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022

Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022
Como disse antes, o Ubuntu 21.10 chegará ao fim da vida útil em 14 de julho de 2022.

Após essa data, aqueles que executam o lançamento não receberão mais correções de bugs, correções críticas de segurança ou atualizações de aplicativos. Bem, quase sem atualizações de aplicativos.

Como o Ubuntu 21.10 vem com o aplicativo Mozilla Firefox Snap, é provável que os usuários do Impish continuem a obter novas versões do navegador através da Snap Store, automaticamente, por algum tempo ainda.

De fato, um dos benefícios elogiados do Snaps é que eles permitem que os usuários em versões não suportadas do Ubuntu continuem usando software moderno.

Mas não é um grande incentivo para ficar para trás, e softwares de outros fornecedores, repositórios ou fontes também podem não ser cobertos.

O Ubuntu 21.10 foi um lançamento notável. Assim como o Firefox Snap, foi a primeira versão a vir com o desktop GNOME 40 (ou mais precisamente, a adaptação e modificação do Ubuntu).

Embora não seja tão polida e performática quanto a versão vanilla encontrada em outras distros, foi uma primeira tentativa sólida.

Atualizando do Ubuntu 21.10 para o Ubuntu 22.04

Você pode atualizar para o Ubuntu 22.04 LTS do Ubuntu 21.10 sem nenhum salto de obstáculos. Na verdade, você provavelmente já recebeu uma notificação de que a atualização 22.04 está disponível.

E atualizar para o Ubuntu 22.04 é uma ideia inteligente: é uma versão de suporte de longo prazo. Você não precisará atualizar novamente até 2027, não se não quiser.

Sim, a Canonical incentiva todos os usuários do Ubuntu 21.10 a atualizar suas instalações no desktop ou servidor, bem como em qualquer um dos tipos de suporte, como Kubuntu, Xubuntu, Lubuntu, Ubuntu MATE, etc., para o Ubuntu 22.04 mais recente, seguindo as instruções de atualização em https://help.ubuntu.com/community/JammyUpgrades.

A atualização do Ubuntu 21.10 para o Ubuntu 22.04 é fácil e é altamente recomendável.

Primeiro, verifique se você possui um backup recente dos arquivos mais importantes em uma unidade externa e se aplicou todas as atualizações disponíveis.

Para atualizar uma instalação da área de trabalho executando o Ubuntu 21.10, basta pressionar o atalho do teclado Alt + F2, digite o comando update-manager -c e pressione a tecla Enter.

O Update Manager será exibido para informar que “Nova versão de distribuição ‘22.04 ‘está disponível”. Clique no botão “Atualizar” e siga as instruções na tela.

Se você deseja atualizar um sistema de servidor executando o Ubuntu 21.10, instale primeiro o pacote update-manager-core, se ele ainda não estiver instalado.

Em seguida, defina a linha Prompt no arquivo /etc/update-manager/release-upgrades como "normal". Execute o comando sudo do-release-upgrade e siga as instruções na tela.

Você pode atualizar facilmente, seguindo o tutorial mais abaixo ou executando uma nova instalação. Este último é altamente recomendado na maioria dos casos para um melhor desempenho, mas lembre-se de fazer um backup dos arquivos mais importantes antes de atualizar.

Como atualizar para o Ubuntu 22.04 via terminal (server e desktop)

Adblock test (Why?)

Como instalar o gerador de senhas Password no Linux via Flatpak

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Adblock test (Why?)

Como instalar o iCloud for Linux no Linux via Snap

Se você precisa acessar os recursos de sua conta Apple (iCloud) no sistema do pinguim, conheça e veja como instalar o iCloud for Linux no Linux via Snap.

O iCloud é um sistema de armazenamento em nuvem desenvolvido pela Apple. Esse serviço oferece aos usuários maneiras de armazenar dados como, documentos, fotos e músicas em servidores remotos para serem baixados em dispositivos iOS, macOS e Windows.

iCloud for Linux é um aplicativo de terceiros que permite acessar os principais serviços da Apple no sistema do Tux.

Como instalar o iCloud for Linux no Linux via Snap

Como instalar o iCloud for Linux no Linux via Snap
Com esse programa você acessa todos os seus aplicativos favoritos do iCloud no Linux: Calendário, Contatos, Drive, Find My Friends, Find My iPhone, Keynote, Mail, Notas, Numbers, Pages, Photos e Lembretes.

Como instalar o iCloud for Linux no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o iCloud for Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o iCloud for Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install icloud-for-linux

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install icloud-for-linux --candidate

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh icloud-for-linux

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite icloud ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o iCloud for Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove icloud-for-linux

Adblock test (Why?)

Como instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak

Se você precisa modificar arquivos de diferentes formatos, conheça e veja como instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak.

Okteta é um editor hexadecimal, um editor simples de dados brutos de arquivos. Ele exibe valores e caracteres mostrados em duas colunas (a exibição tradicional em editores hexadecimais) ou em linhas com o valor no topo do caractere.

Como instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via FlatpakComo instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak

O melhor é que ele tem uma edição e navegação semelhante a um editor de texto, visualizações de dados personalizáveis, com perfis carregáveis ​​e armazenáveis, ferramentas encaixáveis ​​em todos os lados ou flutuantes, codificações numéricas: Hexadecimal, Decimal, Octal, Binário.

E na codificações de caracteres: todas as codificações de 8 bits fornecidas pela Qt, EBCDIC.

Além de ter uma renderização rápida de dados na tela, o Okteta permite ter vários arquivos abertos, desfazer/refazer suporte e tem erramenta de estruturas para análise e edição com base em definições de estrutura criáveis pelo usuário.

Como instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak

Para instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.kde.okteta.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.okteta

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.okteta em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite okteta ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Depois, se for necessário, para desinstalar o editor hexadecimal Okteta no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kde.okteta

Ou

flatpak uninstall org.kde.okteta

Adblock test (Why?)

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Se você precisa de uma ferramenta completa para fazer seus diferentes cálculos do dia a dia, conheça e veja como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap.

Qalculate é um software livre (licença GPL v2) e uma calculadora para PC multiplataforma e multi uso.

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via SnapComo instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Pequena e simples de usar, essa calculadora fornece poder e versatilidade normalmente reservados para pacotes matemáticos complicados, bem como ferramentas úteis para as necessidades diárias (como conversão de moeda e cálculo de porcentagem).

Os recursos incluem uma grande biblioteca de funções personalizáveis, cálculos de unidade e conversão, cálculos simbólicos (incluindo integrais e equações), precisão arbitrária, aritmética de intervalo, plotagem e uma interface amigável (GTK+ e CLI).

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Como instalar a incrível calculadora qalculate no Linux via Snap

Como instalar a versão mais recente do incrível calculadora qalculate no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o incrível calculadora qalculate no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o incrível calculadora qalculate no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate --candidate

Passo 4. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate --beta

Passo 5. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install qalculate --edge

Passo 6. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh qalculate

Passo 7. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove qalculate

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite qalculate ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Adblock test (Why?)

Como instalar o verificador de hashes Hashbrown no Linux via Flatpak

Se você quer checar seus arquivos baixados da Internet, conheça e veja como instalar o verificador de hashes Hashbrown no Linux via Flatpak.

Verificar se um arquivo que você baixou ou recebeu é realmente aquele que você esperava costuma ser esquecido ou demorado demais.

Ao mesmo tempo, ficou muito fácil colocar as mãos em um arquivo que foi adulterado, devido ao aumento em massa de páginas da web maliciosas e outros atores.

Como instalar o verificador de hashes Hashbrown no Linux via FlatpakComo instalar o verificador de hashes Hashbrown no Linux via Flatpak

Hashbrown é um aplicativo para gerar, comparar e verificar hashes MD5, SHA256 e SHA1.

Esta ferramenta visa resolver tudo que foi citado mais acima. Hashbrown vem com uma IU simples e limpa, permitindo que qualquer pessoa, de qualquer idade e grupo de experiência, gere, compare e verifique hashes MD5, SHA256 e SHA256.

Como instalar o verificador de hashes Hashbrown no Linux via Flatpak

Para instalar o verificador de hashes Hashbrown via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o verificador de hashes Hashbrown via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/dev.geopjr.Hashbrown.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update dev.geopjr.Hashbrown

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run dev.geopjr.Hashbrown em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite hashbrown ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o verificador de hashes Hashbrown no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall dev.geopjr.Hashbrown

Ou

flatpak uninstall dev.geopjr.Hashbrown

Adblock test (Why?)

Como instalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap

Se quer desenvolver aplicativos e depurá-los sem complicações, conheça e veja como instalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap.

Zig é uma linguagem de programação e conjunto de ferramentas de propósito geral para manter um software robusto, ideal e reutilizável.

Como instalar a linguagem de programação Zig no Linux via SnapComo instalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap

É uma linguagem simples que permite que você se concentre em depurar seu aplicativo em vez de depurar seu conhecimento de linguagem de programação. Sem nenhum fluxo de controle oculto, nenhuma alocação de memória oculta, sem pré-processador, sem macros.

Zip usa uma nova abordagem para metaprogramação baseada na execução de código em tempo de compilação e avaliação lenta. Chame qualquer função em tempo de compilação, manipule tipos como valores sem sobrecarga de tempo de execução, Comptime emula a arquitetura de destino.

Escreva um código rápido e claro, capaz de lidar com todas as condições de erro. A linguagem orienta elegantemente sua lógica de tratamento de erros. As verificações de tempo de execução configuráveis ​​ajudam a encontrar um equilíbrio entre as garantias de desempenho e segurança.
Aproveite as vantagens dos tipos de vetor para expressar as instruções SIMD de forma portátil.

Como instalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install zig --beta --classic

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install zig --edge --classic

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh zig

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite zig ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar a linguagem de programação Zig no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove zig

Adblock test (Why?)

Como instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e derivados

Se você já está usando o novo sistema da Canonical e quer programar nele, veja como instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e derivados.

O Visual Studio Code é um editor de código aberto e gratuito desenvolvido pela Microsoft e distribuído sob a licença MIT. Ele também é multiplataforma, disponível para Linux, Windows e macOS.

Como instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e derivadosComo instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e derivados

O Visual Studio Code é baseado no Electron e no NodeJS para a área de trabalho e é executado no mecanismo de design do Blink.

Este editor também é personalizável, para que os usuários possam definir nossas configurações alterando o tema do editor, os atalhos de teclado e as preferências.

Possui suporte de depuração embutido, controle Git interno, destaque de sintaxe, conclusão de código, terminal interno, refatoração de código e snippet.

Além disso, o editor vem com suporte embutido para JavaScript, TypeScript e Node.js e possui um rico ecossistema de extensões para outras linguagens (como C++, C#, Java, Python, PHP, Go, etc.) e tempos de execução (como .NET e Unity).

Como instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e derivados

Para instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e derivados, você pode usar um pacote snap através da loja Snapcraft ou um pacote deb nos repositórios da Microsoft.

Desse modo, você pode escolher o método de instalação mais adequado ao seu ambiente.

Como instalar o Visual Studio Code usando um pacote Snap

O pacote Snap do Visual Studio Code é distribuído e mantido pela Microsoft.

Snaps são pacotes de software independentes que incluem o binário de todas as dependências necessárias para executar o aplicativo.

Os pacotes de snap são fáceis de atualizar e seguros. Esses pacotes no Ubuntu podem ser instalados na linha de comando ou através do aplicativo de software Ubuntu.

Como instalar o Visual Studio Code usando um pacote Deb

Para instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o Visual Studio Code via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Se essa for a primeira vez que instala um aplicativo usando o pacote SNAP, antes você pode precisa instalar o snapd com esse comando (caso ainda não esteja instalado). Em versões recentes do Ubuntu (como 16.04 e 16.10 ou 17.04), este ele já deve estar instalado por padrão. Para o Ubuntu 14.04, você precisa instalar o snapd com esse comando;

sudo apt-get install snapd snapd-xdg-open

Passo 3. Instale o programa via SNAP, usando esse comando:

sudo snap install --classic vscode

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o snap do programa, use o comando abaixo:

sudo snap refresh vscode

Passo 5. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove vscode

Como instalar usando repositório (apenas 64 bits)

Para instalar o Visual Studio Code no Ubuntu 20.04 LTS e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository "deb [arch=amd64] https://packages.microsoft.com/repos/vscode stable main"

Passo 4. Baixe e instale a chave do repositório do programa, usando os comandos abaixo;

wget -q https://packages.microsoft.com/keys/microsoft.asc -O- | sudo apt-key add -

Passo 5. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 6. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install code

Passo 7. Quando for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo apt-get remove code

Adblock test (Why?)

Como instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap

Se você quer gerenciar senha via Pass sem complicações, conheça e veja como instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap.

QtPass é uma GUI para o Pass, um gerenciador de senhas UNIX compatível com os padrões e gerenciado localmente.

Como instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via SnapComo instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap

O Pass é um aplicativo de gerenciamento de senha baseado em linha de comando, ou seja, usando apenas o terminal.

QtPass torna mais fácil acessar suas senhas armazenadas por senha a partir da área de trabalho via Pass. Ele permite que você gere novas senhas, sincronize com o repositório git central, copie senhas para a área de transferência e use vários perfis.

Vale lembrar que este snap não é oficial e não é necessariamente endossado ou mantido oficialmente pelos desenvolvedores originais.
Como instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap

Como instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap

Como instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install qtpass-gm --edge

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh qtpass-gm

Passo 4. Para dar acesso instantâneo às suas chaves GnuPG atuais, execute o seguinte comando de conexão:

snap connect qtpass:gpg-keys :gpg-keys

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite qtpass-gm ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o gerenciador de senhas QtPass no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove qtpass-gm

Adblock test (Why?)

Como instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux

Se você quer usar um navegador moderno e de linha de comando, conheça e veja como instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux.

Browsh é um navegador da Web novo, moderno e baseado em texto, criado para a linha de comando. Sim, é um navegador de texto que ainda serve para usuários de 2018.

Como instalar o navegador baseado em texto Browsh no LinuxComo instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux

Surpreendentemente, com você Browsh pode até assistir vídeos do YouTube no Browsh. O Browsh suporta HTML5, CSS3, JavaScript e (surpresa) vídeo, fotos e conteúdo WebGL.

O único requisito difícil desse navegador, é que você precisa ter uma versão recente do Firefox instalada (v57 ou posterior).

Por quê? O Browsh usa o Firefox para buscar páginas da Web, em seguida, ele passa os bits necessários por meio de uma extensão Web, para que possa renderizar a página em qualidade baixa.

Se você costuma computar em um ambiente sem ambiente gráfico ou em um terminal, esse navegador pode muito bem se tornar seu novo melhor amigo.

O que torna o Browsh bastante único é que ele pode renderizar imagens e vídeos, mas não espere milagres.

Gráficos (incluindo vídeo) aparecem super pixelados. Isso ocorre porque o Browsh usa (para citar seu próprio site) o “truque de meio bloco UTF-8() para obter 2 cores de cada célula de caractere” para simular gráficos básicos. Tudo é, tecnicamente, um character.

Como as imagens são pixeladas até o ponto em que são indecifráveis, o navegador pode ajudar os leitores a retransmitir/exibir tags alt e textos de títulos de imagens.

O Browsh foi projetado para ser mais do que uma curiosidade de geeks. Segundo o desenvolvedor, o objetivo do navegador é “reduzir significativamente a largura de banda e aumentar a velocidade de navegação”.

Dado que ele depende do Firefox para buscar recursos de páginas da web e passá-los para o aplicativo, o ponto de largura de banda parece irrelevante, mas você pode tê-lo em execução em um servidor e, em seguida, acessá-lo em outro.

Para uma visão mais abrangente de todos os recursos do Browsh, incluindo um vislumbre do navegador reproduzindo um vídeo do YouTube, confira este vídeo:

[embedded content]

Como instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux Ubuntu, Debian e derivados

Para instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux, use um dos procedimentos abaixo.

Como instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux Ubuntu, Debian e derivados

Quem quiser instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux Ubuntu, Debian e outros sistemas que suportam arquivos .deb, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome browsh.deb:

wget https://github.com/browsh-org/browsh/releases/download/v1.6.4/browsh_1.6.4_linux_386.deb -O browsh.deb

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome browsh.deb:

wget https://github.com/browsh-org/browsh/releases/download/v1.6.4/browsh_1.6.4_linux_amd64.deb -O browsh.deb

Passo 5. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i browsh.deb
sudo apt-get install -f

Passo 6. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./browsh.deb

Passo 7. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo apt-get remove browsh*

Como instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux Fedora, OpenSUse, CentOS e derivados

Quem quiser instalar o navegador baseado em texto Browsh no Linux Fedora, OpenSUse, CentOS e outros sistemas que suportam arquivos .rpm, tem de fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome browsh.rpm:

wget https://github.com/browsh-org/browsh/releases/download/v1.6.4/browsh_1.6.4_linux_386.rpm -O browsh.rpm

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome browsh.rpm:

wget https://github.com/browsh-org/browsh/releases/download/v1.6.4/browsh_1.6.4_freebsd_amd64 -O browsh.rpm

Passo 5. Para instalar em um openSUSE ou um de seus derivados, use o comando abaixo:

sudo zypper install browsh.rpm

Passo 6. Para instalar em um Fedora, RedHat e seus derivados, use o comando abaixo:

sudo yum localinstall browsh.rpm

ou

sudo dnf install browsh.rpm

Passo 7. Para instalar o programa na maioria das distro com suporte a arquivos RPM, use o comando:

sudo rpm -i browsh.rpm

Passo 8. Depois, se precisar desinstalar o programa, use esse comando:

sudo rpm -e browsh*

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, use o atalho dele ou digite programa em um terminal, seguido da tecla TAB.

Adblock test (Why?)

14 de junho de 2022

Como instalar o jogo de xadrez Gnuchess no Linux via Snap

Se você quer jogar xadrez usando o sistema do pinguim, conheça e veja como instalar o jogo de xadrez Gnuchess no Linux via Snap.

Gnuchess é uma versão atualizada do programa GNU para jogar xadrez.

Como instalar o jogo de xadrez Gnuchess no Linux via SnapComo instalar o jogo de xadrez Gnuchess no Linux via Snap

Ele agora é baseado no fruit chess engine e usa o protocolo do mecanismo de xadrez UCI. Gnuchess tem uma tela de placa alfanumérica simples e também é compatível com interfaces como xboard, scid e eboard.

Este pacote de snap também inclui o frontend gráfico xboard, que pode ser usado para jogar com o gnuchess como um mecanismo ou pela Internet em qualquer serviço compatível com ICS.

Como instalar o jogo de xadrez Gnuchess no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo de xadrez Gnuchess via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo de xadrez Gnuchess via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install gnuchess

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh gnuchess

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gnuchess ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Melhor, execute “gnuchess” para o mecanismo CLI, “gnuchess.xboard” para a interface GUI e “gnuchess.readme” para obter mais informações.

Como desinstalar

Para desinstalar o jogo de xadrez Gnuchess via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove gnuchess

Adblock test (Why?)

Como instalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak

Se você quer fazer programação para multimídia, conheça e veja como instalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak.

Pd-extended é uma linguagem de programação visual de código aberto para multimídia.

Como instalar a linguagem Pd-extended no Linux via FlatpakComo instalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak
O Pd-extended é um fork do Pure Data que se integra melhor ao sistema operacional e fornece um conjunto completo e fácil de instalar de bibliotecas, extensões e documentação disponíveis. Esta é a versão final e não é mantida.

IMPORTANTE: A execução do Pd-extended no Flatpak é experimental. A seguir estão as limitações conhecidas.

  • A prioridade em tempo real não pode ser usada.
  • O backend de áudio JACK não pode ser usado.
  • Os pacotes de https://puredata.info/ não têm essas limitações.

Pure Data é um ambiente de programação visual de código aberto que roda em qualquer coisa, desde computadores pessoais até dispositivos embarcados (ou seja, Raspberry Pi) e smartphones (via libpd, DroidParty (Android) e PdParty (iOS).

É um ramo importante da família de linguagens de programação patcher conhecidas como Max (Max/FTS, ISPW Max, Max/MSP, etc), originalmente desenvolvidas por Miller Puckette no IRCAM.

O Pd permite que músicos, artistas visuais, performers, pesquisadores e desenvolvedores criem software graficamente sem escrever linhas de código.

Pd pode ser usado para processar e gerar som, vídeo, gráficos 2D/3D e sensores de interface, dispositivos de entrada e MIDI.

O Pd pode trabalhar facilmente em redes locais e remotas para integrar tecnologia vestível, sistemas de motores, equipamentos de iluminação e outros equipamentos.

É adequado para aprender métodos básicos de processamento multimídia e programação visual, bem como para realizar sistemas complexos para projetos de grande escala.

Como instalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak

Para instalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/info.puredata.Pd-extended.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update info.puredata.Pd-extended

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run info.puredata.Pd-extended em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite pd ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Depois, se for necessário, para desinstalar a linguagem Pd-extended no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall info.puredata.Pd-extended

Ou

flatpak uninstall info.puredata.Pd-extended

Adblock test (Why?)

Como instalar visualizador de imagens Gwenview no Linux via Flatpak

Se você ver e gerenciar as imagens do seu PC com facilidade, conheça e veja como instalar o visualizador de imagens Gwenview no Linux via Flatpak.

O Gwenview é um visualizador de imagens rápido e fácil de usar pelo KDE, ideal para navegar e exibir uma coleção de imagens.

Esse aplicativo suporta simples manipulações de imagem: girar, espelhar, inverter e redimensionar, ações básicas de gerenciamento de arquivos, como copiar, mover, excluir e outras.

Ele funciona como um aplicativo independente e um visualizador incorporado no navegador Web do KDE, e pode ser estendido usando plugins KIPI.

Como instalar o visualizador de imagens Gwenview no Linux via Flatpak

Como instalar visualizador de imagens Gwenview no Linux via FlatpakComo instalar visualizador de imagens Gwenview no Linux via Flatpak
Para instalar o visualizador de imagens Gwenview via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o visualizador de imagens Gwenview via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/org.kde.gwenview.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.gwenview

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.gwenview em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite gwenview ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o visualizador de imagens Gwenview no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kde.gwenview

Ou

flatpak uninstall org.kde.gwenview

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o visualizador de imagens Gwenview no Linux via Snap

Adblock test (Why?)

Como instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via Snap

Se você curte games no estilo shooter e quer se divertir no PC, conheça e veja como instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via Snap.

Jogos de tiro (ou simplesmente shooter em inglês) é um subgênero de jogos de ação, onde a principal mecânica do jogo é usar projéteis para eliminar inimigos.

Já o Flyre é um jogo de tiro Linux com gráficos de pixel art, Flyre é um jogo de tiro em 2d pixel art, onde você melhora através de uma árvore de habilidades.

Como instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via SnapComo instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via Snap

Esse jogo apresenta uma árvore de habilidades para atualizar seu navio na direção que você preferir: Um quadro de pontuação para comparar com seus amigos.

Mas também oferece 5 inimigos diferentes, 1 chefe, 9 níveis, uma música incrível de @Ploruto, um botão roxo e F tic tac toe.

Como instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o jogo de tiro Flyre no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install flyre

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install flyre --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh flyre

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite flyre ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o jogo de tiro Flyre via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove flyre

Adblock test (Why?)

Instalar a versão mais recente do KDE Plasma 5.x no Ubuntu e derivados

O projeto KDE lançou recentemente uma nova atualização de seu ambiente. Agora ela já está disponível e você já pode instalar a versão mais recente do KDE Plasma 5.x no Ubuntu e derivados.

KDE Plasma Desktop é um ambiente que oferece uma área de trabalho de aparência bonita que tira total vantagem da tecnologia de computação moderna.

Instalar a versão mais recente do KDE Plasma 5.x no Ubuntu 18.04Instalar a versão mais recente do KDE Plasma 5.x no Ubuntu 18.04

A equipe por trás projeto afirma que se você está procurando um ambiente de trabalho familiar, Plasma Desktop oferece todas as ferramentas necessárias para uma experiência de computação de desktop moderna para que você possa ser produtivo desde o início.

Através do uso de efeitos visuais e gráficos escaláveis, a experiência de desktop não é apenas suave, mas também agradável aos olhos.

Os looks do Plasma Desktop não só fornecem beleza, mas também são usados para suportar e melhorar suas atividades de computador de forma eficaz, sem distrair.

Como instalar o KDE Plasma 5.x no Ubuntu 16.04, 16.10

Como instalar o KDE Plasma 5.x no Ubuntu 16.04, 16.10

Kubuntu, o Ubuntu com KDE

Uma opção interessante para quem quer apenas instalar o KDE, é baixar o Kubuntu. Essa é uma variante do Ubuntu oficial, que vem com o KDE instalado e ajustado para o padrão da Canonical.

Como instalar o KDE Plasma 5.x no Ubuntu e derivados

Se seu Ubuntu não tem o ambiente do Kubuntu, primeiro você deve instalar o pacote Kubuntu desktop, usando a Central de Software do Ubuntu ou usando o comando sudo apt-get install kubuntu-desktop.

Depois, para instalar o KDE Plasma 5.x no Ubuntu e drivados, e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (no Unity use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo add-apt-repository ppa:kubuntu-ppa/backports

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Para usuários que estão usando o Kubuntu, use o comando abaixo para instalar a versão mais recente do ambiente KDE Plasma;

sudo apt-get full-upgrade

Passo 5. Para usuários que não estão usando o Kubuntu, execute o comando abaixo para instalar a área de trabalho do Plasma:

sudo apt install plasma-desktop

Passo 6. Ou instale o ambiente de desktop completo do KDE através do comando;

sudo apt install kubuntu-desktop

Pronto! Depois que o processo de atualização for concluído, e assumindo que tudo correu bem, reinicialize o computador.

Desinstalando o KDE Plasma 5.x no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o KDE Plasma 5.x no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt install ppa-purge && sudo ppa-purge ppa:kubuntu-ppa/backports

Adblock test (Why?)

Como instalar o Edge Chromium Preview no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Se você quer fazer sua declaração do imposto de renda pessoa física no Linux, veja como instalar o programa IRPF 2022 no Linux via arquivo Flatpak.

Leia o artigo completo

Adblock test (Why?)

Como instalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via Snap

Se você trabalha com codificação e quer analisar códigos, conheça e veja como instalar a ferramenta de análise CodeChecker no Linux via Snap.

CodeChecker é uma ferramenta de analise, banco de dados de defeitos e extensão do visualizador.

Como instalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via SnapComo instalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via Snap

Ele faz análise de linha de comando C/C++, executa o Clang-Tidy e o Clang Static Analyzer com análise de unidade de tradução cruzada e análise estatística (quando verificadores estão disponíveis).

Com o CodeChecker você cria o banco de dados de compilação JSON por escuta telefônica em qualquer processo de construção (por exemplo, CodeChecker log -b “make”), analisa automaticamente projetos de compilação cruzada do GCC: detectando a configuração do compilador GCC ou Clang e formando as chamadas do analisador clang correspondentes, faz análise incremental (apenas os arquivos alterados e suas dependências precisam ser reanalisados).

Além disso, a ferramenta faz supressão de falso positivo com a possibilidade de adicionar comentários de revisão e oferece visualização dos resultados em linha de comando ou em HTML estático.

Como instalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install codechecker --classic

Passo 3. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh codechecker

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite codechecker ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar a ferramenta de analise CodeChecker no Linux via Snap, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove codechecker

Adblock test (Why?)

Como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux Flatpak

Se você está procurando uma suíte de escritório compatível com o MS office e multiplataforma, conheça e veja como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux Flatpak.

O Kingsoft WPS Officeé uma suíte de escritório proprietária voltada principalmente para os usuários orientais, que tem feito um sucesso notável.

Como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux FlatpakComo instalar o Kingsoft WPS Office no Linux Flatpak

O WPS Office, incluindo o Writer, o Presentation e o Spreadsheets, é uma suíte de escritório poderosa, que é capaz de processar arquivos de palavras, produzir slides maravilhosos e analisar dados também.

Esse pacote é profundamente compatível com todos os formatos de arquivo mais recentes do Microsoft Office. Ele pode facilmente abrir e ler os documentos criados com o Microsoft Office.

Por conta dessa compatibilidade, esse pacote office tem sido adotado por vários usuários em substituição ao Office da MS e seus similares.

Como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux via Flatpak

Para instalar o Kingsoft WPS Office no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o Kingsoft WPS Office via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/com.wps.Office.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update com.wps.Office

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run com.wps.Office em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite wps ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar o Kingsoft WPS Office no Linux via Flatpak

Para desinstalar o Kingsoft WPS Office via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall com.wps.Office

Ou

flatpak uninstall com.wps.Office

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o Kingsoft WPS Office no Linux manualmente
Como instalar a suite WPS Office no Linux via Snap
Como instalar o Kingsoft WPS Office no Ubuntu, Debian, Fedora, openSUSE e derivados

Adblock test (Why?)

Como instalar o emulador VisualBoyAdvance-M no Linux via Snap

Se você é fã do Game Boy Advance e quer se divertir no PC, conheça e veja como instalar o emulador VisualBoyAdvance-M no Linux via Snap.

VisualBoyAdvance-M é um emulador de Game Boy Advance (popularmente abreviado como GBA), que foi um console portátil desenvolvido e fabricado pela empresa japonesa Nintendo.

Como instalar o emulador VisualBoyAdvance-M no Linux via SnapComo instalar o emulador VisualBoyAdvance-M no Linux via Snap

Lançado em 2001, o GBA foi o sucessor do Game Boy Color e um dos últimos produtos da linha Game Boy. Seu codinome durante o processo de desenvolvimento foi Advance Game Boy. Ele continuou recebendo jogos até 2008.

VisualBoyAdvance-M não é o primeiro emulador desse console de jogos, o objetivo desse projeto é aprimorar o VisualBoyAdvance, integrando os melhores recursos das várias versões flutuantes.

Como instalar o emulador VisualBoyAdvance-M no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o emulador VisualBoyAdvance-M no Linux via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o emulador VisualBoyAdvance-M via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão beta do programa, usando esse comando:

sudo snap install visualboyadvance-m --beta

Passo 3. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install visualboyadvance-m --edge

Passo 4. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh visualboyadvance-m

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite visualboyadvance ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o emulador VisualBoyAdvance-M via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove visualboyadvance-m

Adblock test (Why?)

Como colocar o menu dos programas na barra de titulo no Unity

Se você já está usando o Ubuntu 14.04 ou posterior (com unity) e ainda não sabe colocar o menu dos programas na barra de titulo, veja nesse tutorial como fazer isso.

O Ubuntu com Unity utiliza a mesma abordagem do sistema operacional OS X: onde o menu da aplicação que está sendo usada aparece no painel superior.

Como colocar o menu dos programas na barra de titulo no UnityComo colocar o menu dos programas na barra de titulo no Unity

Se por um lado isso ajuda a padronizar e simplificar o sistema, por outro pode atrapalhar a vida dos usuários que estão acostumados com o formato padrão em que cada janela possui a sua barra de menu.

Mesmo incomodando alguns usuários, por um bom tempo a Canonical insistiu nisso e manteve esse padrão.

A boa notícia é que a empresa finalmente cedeu e permitiu que o usuário escolha onde quer ver os menus das aplicações, criando de uma configuração para esse comportamento.

Entretanto, por padrão, os menus ainda são exibidos no painel do sistema, e para mudar isso, é preciso fazer um pequeno ajuste. Não é algo complicado, é apenas mais uma personalização do ambiente Unity.

Como colocar o menu dos programas na barra de titulo no Unity

Para colocar o menu dos programas da barra de menus global na barra de titulo no Ubuntu 14.04 e versões posteriores, faça o seguinte:
Passo 1. Abra as “Configurações do sistema”;

barra de titulo no Unity

barra de titulo no Unity

Passo 2. Clique no item “Aparência”;

barra de titulo no Unity

barra de titulo no Unity

Passo 3. Clique na aba “Comportamento”;

barra de titulo no Unity

barra de titulo no Unity

Passo 4. Em “Mostrar os menus nas janelas”, Marque a opção “Na barra de título da janela”;

barra de titulo no Unity

barra de titulo no Unity

Pronto! Com essa pequena modificação, o menu ficará exatamente conde você quer.

Claro, a qualquer momento você pode desfazer o procedimento e voltar a ter o menu dos programa sendo exibido no painel superior do Unity.

Fique a vontade para escolher a opção que for mais conveniente.

Adblock test (Why?)

Como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados

Se você quer colocar ícones e outros tipos de itens na área de trabalho do seu sistema, conheça e veja como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados.

Desktop Folder permite que você habilite desktop em sistemas que já não permitem isso (como o elementary OS, por exemplo), para que poder colocar ícones, fotos, arquivos e atalhos de aplicativos em toda a sua área de trabalho.

Como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivadosComo instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados

Ou seja, esse é um aplicativo simples com uma premissa simples: mostrar ícones e arquivos na área de trabalho, para que você possa usá-lo para algo diferente de janela de limpeza.

Ele permite organize sua área de trabalho com painéis que mantenham suas coisas. Com isso você pode:

  • Acessar arquivos, pastas e aplicativos da sua área de trabalho;
  • Largar arquivos, pastas, links e atalhos (arquivos .desktop) dentro dos painéis;
  • Redimensionar, posicionar e colorir painéis;
  • Exibir fotos e manter notas em sua área de trabalho;
  • Exibir a área de trabalho com ⌘-D.

A forma como o aplicativo funciona lembra muito o widget de visualização de pastas do KDE, na medida em que os “painéis” que você cria são realmente pequenas caixas de widgets, cada uma com suas configurações.

Você pode colocar tantas dessas caixas de widgets na sua área de trabalho como quiser, e encher cada uma com uma variedade diferente de atalhos, arquivos e pastas de aplicativos.

Melhor ainda, você pode redimensionar, reposicionar e alterar a cor dessas caixas (embora elas continuem transparentes), permitindo que você divida sua área de trabalho em zonas.

Como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados

Como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados

Apesar de seus recursos, o Desktop Folder não é uma alternativa totalmente completa para algo como o problema da ausência de ícones (e todo seu desktop) do Nautilus, e ele também não está tentando ser.

Ele administra o gerenciamento do espaço da área de trabalho de uma maneira diferente, e isso não se adequa ao fluxo de trabalho de todos, mas não é muito complicado se adaptar.

Você pode posicionar ícones dentro de uma pasta como quiser, ou habilitar ‘alinhar a grade’ para manter as coisas arrumadas.

Como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados

Como instalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados

O aplicativo também possui alguns recursos adicionais, incluindo a opção de adicionar uma foto à área de trabalho, e adicionar e editar notas adesivas:

  • Ver arquivos, pastas e aplicativos na área de trabalho;
  • Adicione rapidamente novos arquivos/pastas usando o menu do botão direito do mouse;
  • Arraste e solte arquivos, pastas, atalhos de aplicativos, etc para painéis;
  • Redimensione, posicione e altere a cor dos painéis;
  • Exibir fotos;
  • Adicione notas coloridas pegajosas;
  • Mostrar/ocultar com combinação de teclas Super + D;

O que é interessante é que ele também funciona no Ubuntu com o GNOME Shell (sob Xorg, não Wayland).

Como instalar o Desktop Folder no Linux Ubuntu, Debian e derivados

Quem quiser instalar o Desktop Folder no Linux Ubuntu, Debian e outros sistemas que suportam arquivos .deb, deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome programa.deb:

wget https://github.com/spheras/desktopfolder/releases/download/v1.1.3/com.github.spheras.desktopfolder_1.1.3_amd64.deb -O desktopfolder.deb

Passo 4. Agora instale o programa com os comandos abaixo:

sudo dpkg -i desktopfolder.deb
sudo apt-get install -f

Passo 5. Se preferir, use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt install ./desktopfolder.deb

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite desktopfolder em um terminal (seguido da tecla TAB), ou clicando no ícone dele ou menu de aplicativos do sistema.

Desinstalando

Para desinstalar o Desktop Folder no Ubuntu e derivados, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt remove com.github.spheras.desktopfolder --auto-remove

Adblock test (Why?)

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Se você possui uma pequena empresa e procura um software para administrá-la, veja como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados.

A suíte de aplicativos Stoq é um conjunto de aplicativos de gestão comercial e industrial disponibilizado como software livre.

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivadosComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

O Stoq é desenvolvido em Python usando GTK+, Kiwi, PostgreSQL e outras bibliotecas e ferramentas.

Ele está dividido em 12 aplicativos para melhor organização e divisão de responsabilidades entre os usuários do sistema.

O aplicativo oferece toda a funcionalidade necessária para controlar um comércio ou pequena empresa. No quesito automação, o software suporta NFe, NFP, ECF, Sintegra e TEF.

O Stoq é multi-loja e Multi-usuário. Ele suporta o cadastro e o controle de múltiplas unidades e/ou filiais e é possível incluir diversos usuários com permissões de acesso diferenciadas bastando para isso cadastrar determinados perfis.

Com ele você pode fazer a gestão de compras, vendas e estoque, acompanhamento de clientes (CRM), controle financeiro, impressão fiscal via ECF. exportação de NF-e

Cada aplicação contém recursos específicos para determinado departamento ou setor de uma empresa, sendo simples de usar, com número reduzido de itens de menu, botões e informações que possam confundir o usuário.

Para saber como usar esse programa, acesse o Manual do Stoq.

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e seus derivados

Para instalar o aplicativo Stoq no sistema da Canonical (e derivados), e ainda poder receber automaticamente as futuras atualizações dele, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal (use as teclas CTRL + ALT + T);
Passo 2. Se ainda não tiver, adicione o repositório do programa com este comando ou use esse tutorial;

sudo apt-add-repository ppa:stoq-dev/lancamentos

Passo 3. Atualize o gerenciador de pacotes com o comando:

sudo apt-get update

Passo 4. Agora use o comando abaixo para instalar o programa;

sudo apt-get install stoq

Como instalar o aplicativo Stoq manualmente ou em outras distros

Para aqueles que não conseguiram instalar com o procedimento acima, não querem adicionar o repositório ou querem tentar instalar em outra distribuição baseada em Debian, você pode pegar o arquivo DEB do programa na página de download do repositório e instalar ele manualmente (clicando duas vezes nele).

Infelizmente, o repositório está bem defasado. Por causa disso, a tentativa de instalação pode não funcionar ou comprometer seu sistema.

Mas lembre-se! Ao optar por esse tipo de instalação, você não receberá nenhuma atualização do programa.

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite stoq no Dash (ou em um terminal, seguido da tecla TAB).

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Em seguida, será exibido o assistente de instalação do Stoq. Leia com calma e siga as instruções. Marque as opções que servem para o seu negocio ou infraestrutura, e em pouco tempo, você já poderá começar a usar o programa.

Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivadosComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados Como instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivadosComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados app adminComo instalar o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Desinstalando o aplicativo Stoq no Ubuntu e derivados

Para desinstalar o aplicativo Stoq, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando os comandos abaixo;

sudo apt-add-repository ppa:stoq-dev/lancamentos -r -y
sudo apt-get remove stoq --auto-remove

Adblock test (Why?)

Como instalar o navegador Falkon no Linux via Snap

Se você gostava do antigo QupZilla e não abre mão dele, conheça e veja como instalar o navegador Falkon no Linux via Snap.

O Falkon é um navegador da Web do KDE que usa o mecanismo de renderização QtWebEngine, anteriormente conhecido como QupZilla.

Como instalar o navegador Falkon no Linux via SnapComo instalar o navegador Falkon no Linux via Snap

O objetivo é ser um navegador da web leve disponível em todas as principais plataformas. Ele é construído no Qt WebEngine, que é um invólucro para o núcleo do navegador Chromium.

Este projeto foi originalmente iniciado apenas para fins educacionais. Mas desde o início, a Falkon tornou-se um navegador rico em recursos.

O Falkon possui todas as funções padrão que você espera de um navegador da web. Inclui marcadores, histórico (ambos também na barra lateral) e guias. Acima disso, ativou, por padrão, bloqueio de anúncios com um plug-in AdBlock integrado.

Como instalar o navegador Falkon no Linux via Snap em distros que suportam a tecnologia

Para instalar o navegador Falkon via Snap você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a pacotes Snap no Linux

Depois, você pode instalar o navegador Falkon via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Instale a versão estável do programa, usando esse comando:

sudo snap install falkon

Passo 3. Instale a versão candidate do programa, usando esse comando:

sudo snap install falkon --candidate

Passo 4. Instale a versão edge do programa, usando esse comando:

sudo snap install falkon --edge

Passo 5. Mais tarde, se você precisar atualizar o programa, use:

sudo snap refresh falkon

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite falkon ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o navegador Falkon via Snap, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Depois, se for necessário, desinstale o programa, usando o comando abaixo;

sudo snap remove falkon

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o navegador Falkon no Linux (antigo QupZilla)

Adblock test (Why?)

Como instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no linux

Se você quer ficar de olho no uso do Docker e até gerenciá-lo no terminal, conheça e veja Como instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no linux.

LazyDocker é uma nova interface de usuário de terminal livre e de código aberto para Docker e Docker Compose.

Como instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no linuxComo instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no linux

Ela serve para visualizar o estado de um ambiente de contêineres de composição de janela de encaixe ou docker, exibir logs, reiniciar/remover/reconstruir contêineres ou serviços e muito mais.

A ferramenta foi escrita em Go, usando a biblioteca gocui (pacote Go minimalista destinada a criar interfaces de usuário de console com texto colorido, suporte a mouse, múltiplas visões, etc.), e pode ser usada tanto na máquina local quanto em um Docker remoto TUI (por SSH).

Seu objetivo é fornecer uma interface de usuário do console para o Docker e o docker-compose, com tudo que você precisa em uma janela de terminal e com cada comando a um pressionamento de tecla, para não memorizar comandos ou rastrear seus contêineres múltiplas janelas de terminal.

Recursos do LazyDocker:

  • Mostra o estado da sua janela de encaixe ou ambiente de contêiner que compõe o docker;
  • Permite a visualização de logs para um contêiner ou serviço;
  • Mostra gráficos ascii do uso de CPU e memória dos contêineres (com a possibilidade de customizá-los para medir outras métricas);
  • Anexar a um contêiner ou serviço;
  • Reiniciar/parar/remover/reconstruir contêineres ou serviços;
  • Visualizar as camadas ancestrais de uma determinada imagem;
  • Podar contêineres, imagens ou volumes.

Como instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no linux

Para instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no Linux, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome lazydocker.tar.gz:

wget https://github.com/jesseduffield/lazydocker/releases/download/v0.10/lazydocker_0.10_Linux_x86.tar.gz -O lazydocker.tar.gz

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome lazydocker.tar.gz:

wget https://github.com/jesseduffield/lazydocker/releases/download/v0.12/lazydocker_0.12_Linux_arm64.tar.gz -O lazydocker.tar.gz

Passo 5. Use o comando a seguir para descompactar o arquivo baixado;

tar vzxf lazydocker.tar.gz

Passo 6. Execute o instalador com esse comando:

sudo install lazydocker /usr/local/bin/

Você também pode compilar o LazyDocker a partir do código-fonte e instalá-lo no macOS usando o brew, conforme explicado nesse endereço.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite sudo lazydocker ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Para usar o LazyDocker TUI, use as setas do teclado (↑ ↓ ← e →) para navegar, PgUp ou PgDn para rolar e ESC ou q para fechar uma janela no LazyDocker ou para sair do aplicativo.

Você pode pressionar x para abrir o menu e visualizar alguns atalhos de teclado adicionais, como r para reiniciar um contêiner ou serviço, parar ou alternar entre as guias usando [e].

Uma lista de atalhos de teclado do LazyDocker pode ser encontrada acessando este endereço, em inglês, alemão, holandês e polonês.

Além disso, o desenvolvedor do LazyDocker criou um tutorial em vídeo básico sobre essa ferramenta de linha de comando com duas semanas de idade, que você pode assistir abaixo:

Como instalar a interface de usuário para Docker LazyDocker no linuxLazyDocker no linux

Adblock test (Why?)

13 de junho de 2022

Como instalar o jogo Kanagram no Linux via Flatpak

Se você quer se divertir no PC com desafios de anagramas de palavras, conheça e veja como instalar o jogo Kanagram no Linux via Flatpak.

Kanagram é um jogo baseado em anagramas de palavras: o quebra-cabeça é resolvido quando as letras da palavra embaralhada são colocadas na ordem correta.

Não há limite para o tempo gasto ou a quantidade de tentativas para resolver a palavra.

Ele apresenta várias listas de palavras incluídas, um sistema de ajuda de dicas e truques, um editor de listas de palavras e permite atualizar e distribuir listas de palavras através do KNewStuff.

A interface é escalonável e apropriada para crianças.

Como instalar o jogo Kanagram no Linux via Flatpak

Como instalar o jogo Kanagram no Linux via FlatpakComo instalar o jogo Kanagram no Linux via Flatpak
Para instalar o jogo Kanagram via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar o jogo Kanagram via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/yyyy.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update org.kde.kanagram

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run org.kde.kanagram em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite kanagram ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Para desinstalar o jogo Kanagram no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall org.kde.kanagram

Ou

flatpak uninstall org.kde.kanagram

Adblock test (Why?)

Como instalar o Microsoft Teams no Linux via AppImage

Se você precisa usar o serviço Teams no sistema do pinguim, conheça e veja como instalar o Microsoft Teams no Linux via AppImage.

O Microsoft Teams é uma plataforma unificada de comunicação e colaboração que junta bate-papo, videoconferências, armazenamento de arquivos e integração de aplicativos no local de trabalho.

E o Teams for Linux é um cliente não oficial do Microsoft Teams para Linux usando o Electron. Ele usa o Web App e o envolve como um aplicativo independente usando o Electron.

Como instalar o Microsoft Teams no Linux via AppImageComo instalar o Microsoft Teams no Linux via AppImage

O Teams reúne todos os seus recursos em um espaço de trabalho compartilhado onde o usuário pode trabalhar em praticamente qualquer lugar, tornando mais fácil conversar com a equipe, colaborar em arquivos e trabalhar com os aplicativos favoritos.

Como instalar o Microsoft Teams no Linux via arquivo AppImage

Para instalar o Microsoft Teams no Linux via arquivo AppImage, você deve fazer o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Confira se o seu sistema é de 32 bits ou 64 bits, para isso, use o seguinte comando no terminal:

uname -m

Passo 3. Se seu sistema é de 32 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome teams.appimage:

wget https://github.com/IsmaelMartinez/teams-for-linux/releases/download/v1.0.9/teams-for-linux-1.0.9.AppImage -O teams.appimage

Passo 4. Se seu sistema é de 64 bits, use o comando abaixo para baixar o programa. Se o link estiver desatualizado, acesse essa página, baixe a última versão e salve-o com o nome teams.appimage:

wget https://github.com/IsmaelMartinez/teams-for-linux/releases/download/v1.0.9/teams-for-linux-1.0.9-arm64.AppImage -O teams.appimage

Passo 5. Dê permissão de execução para o arquivo baixado;

chmod a+x teams.appimage

Passo 6. Agora instale o programa com o comando;

sudo ./teams.appimage --install

Passo 7. Quando você inicia o arquivo pela primeira vez, será perguntado se deseja integrar o programa com o sistema. Clique em “Yes” (Sim) se quiser integrá-lo ou clique em “No” (Não), se não quiser. Se você escolher Sim, o iniciador do programa será adicionado ao menu de aplicativos e ícones de instalação. Se você escolher “No”, sempre terá que iniciá-lo clicando duas vezes no arquivo AppImage.

Pronto! Agora, você pode iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite teams ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Integrando os aplicativos AppImage no sistema

Se você quiser integrar melhor esse programa no seu sistema, instale o AppImageLauncher, usando esse tutorial:
Como instalar o integrador AppImageLauncher no Linux

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar o cliente Microsoft Teams no Linux via Snap
Como instalar o Microsoft Teams no Linux Ubuntu, Fedora, openSUSE e derivados

Adblock test (Why?)

Como instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak

Se você trabalha com criação de software em equipe e quer produtividade, conheça e veja como instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak.

O Figma é a primeira ferramenta de design de interface baseada no navegador, que é utilizada para facilitar a criação de software pelas equipes.

Como instalar a ferramenta de design Figma no Linux via FlatpakComo instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak
Compartilhe componentes e estilos no Figma – sem necessidade de drives compartilhados ou ferramentas adicionais.

Com ele você e sua equipe controlam como e quando as mudanças são implementadas com fluxos de trabalho de publicação simples.

Crie de maneira mais rápida e consistente com elementos reutilizáveis e escalonáveis em seus arquivos.

Acesse camadas em cada instância para que você possa editar e substituir textos e imagens in-line de maneira intuitiva.

Como instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak

Para instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak você precisa ter o suporte a essa tecnologia instalado em seu sistema. Se não tiver, use o tutorial abaixo para instalar:

Como instalar o suporte a Flatpak no Linux

Depois, você pode instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak, fazendo o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Use o comando abaixo para instalar o programa via Flatpak. Tenha paciência, pois muitas vezes pode demorar vários minutos para que o Flatpak faça o download de tudo o que precisa;

flatpak install --user https://flathub.org/repo/appstream/io.github.Figma_Linux.figma_linux.flatpakref

Passo 3. Para atualizar o programa, quando uma nova versão estiver disponível, execute o comando:

flatpak --user update io.github.Figma_Linux.figma_linux

Pronto! Agora, quando quiser iniciar o programa, digite flatpak run io.github.Figma_Linux.figma_linux em um terminal.

Você também pode tentar iniciar o programa no menu Aplicativos/Dash/Atividades ou qualquer outro lançador de aplicativos da sua distro, ou digite figma ou em um terminal, seguido da tecla TAB.

Como desinstalar

Depois, se for necessário, para desinstalar a ferramenta de design Figma no Linux via Flatpak, faça o seguinte:

Passo 1. Abra um terminal;
Passo 2. Desinstale o programa, usando o seguinte comando no terminal:

flatpak --user uninstall io.github.Figma_Linux.figma_linux

Ou

flatpak uninstall io.github.Figma_Linux.figma_linux

Veja também

Você também pode instalar o programa usando esse outro tutorial:
Como instalar a ferramenta de design Figma no Linux via Snap

Adblock test (Why?)

Planeta Ubuntu Brasil

O Planeta Ubuntu Brasil é um agregador de blog's dos usuários da distribuição Ubuntu Linux no Brasil. Para ter seu blog agregado, leia as nossas regras.


Última atualização:
28 de novembro de 2022, 21:50
Horário UTC

Planet ATOM
RSS10 RSS20
OPML FOAF

Blogs inscritos


© 2011 Ubuntu Brasil. Ubuntu, o logotipo Ubuntu e Canonical são marcas registradas de Canonical Ltd.
Os comentários dos blogs agregados nesta página representam a opinião de seu autor.